1. Spirit Fanfics >
  2. Afinal, o que define o limite? JENSOO CHAELISA >
  3. Fifty Three

História Afinal, o que define o limite? JENSOO CHAELISA - Capítulo 53


Escrita por:


Capítulo 53 - Fifty Three





Jennie's POV

- O que acabou de acontecer aqui? - ouço Lisa se levantar para conferir que Jisoo realmente foi para seu quarto.

- Ela pediu desculpas e agradeceu - Chaeyoung ri - Vocês estão agindo como se ela não fosse madura.

- Ela não é. - reviro os olhos e me sento entre elas novamente.

- Ela é extremamente gentil e sabe reconhecer quando erra, é por isso que tanta gente gosta dela.

- Você gosta dela, Chae? - Lisa a pergunta com uma sobrancelha arqueada.

- Claro, ela é minha amiga...

- Não nesse sentido. - Lisa diz com seriedade.

- O que? - Chae olha surpresa para nós duas - Óbvio que não! Você deve estar delirando.

Tem algo na maneira que ela disse isso que não me convenceu por completo, mas tudo bem, vamos deixar isso para outra hora. 

Me levanto e vou até o quarto de Jisoo, a porta está entreaberta, mas bato mesmo assim.

- Sim? - ela diz mais alto que o normal.

- Unnie? - digo enquanto a procuro e vejo ela sentada no meio do closet e várias roupas.

- Sim? - ela está separando diversas roupas.

- Você está bem? - cruzo os braços a observando e ela ri baixinho.

- Precisamos conversar. - ela finalmente me olha. Há algo naqueles olhos que eu não consigo identificar. Me sento em frente a ela.

- Sobre?

- Estou disposta a tentar perdoar e deixar o passado no passado para tentarmos confiar uma na outra novamente, recomeçar nossa amizade. - ela acaba esboçando um pequeno sorriso. Amizade? Eu não quero só amizade, mas acho que é melhor do que nada.

- Por que? - arqueio a sobrancelha e ela parece surpresa. Ela me observa por alguns segundos e suspira.

- Esqueça. - ela puxa uma das peças de roupa e começa a dobrar. Seguro seu pulso e ela lança aquele olhar frio.

- Você me pegou de surpresa, só isso, ter sua amizade de volta é o que eu mais quero - e sua boca também - Só fico com medo de você estar sendo impulsiva. - solto seu pulso e ela semicerra os olhos.

- Eu nunca faço ou digo algo com intenções disfarçadas, achei que soubesse disso, mas a questão é que eu estou cansada de toda essa confusão e desgastes. - ela volta a dobrar a peça de roupa - Então, está nas suas mãos que eu não me arrependa de estar aberta a isso. - ela pisca e sorri. Sinto minhas bochechas corarem.

- Certo, certo, ter minha melhor amiga de volta já me deixa mais do que feliz. - pulo em cima dela e a abraço com força. Enfio meu rosto em seu pescoço, inalando aquele perfume maravilhoso e ela me aperta levemente.

- Estamos na mesma sintonia.

- Na verdade, você me deve alguns pacotes de doces. - faço beicinho e ela ri alto.

- Se você merecer, eu te dou. - ela arqueia a sobrancelha me desafiando.

- Eu vou te matar! - ela começa a gargalhar, mas se levanta e sai correndo assim que me ouve.

(...) 

Eu sai durante a tarde toda, deixando Jisoo grudada na TV com um controle de vídeo game na mão, quando volto, ela está na mesma posição, os olhos vidrados. A única diferença é que Chaeyoung está sentada no chão, tocando violão.

- Chega de jogar, unnie. - entro na frente dela e ela desvia a cabeça para o lado.

- Quando eu acabar essa missão.

- Você disse isso há uma hora. - Chae ri.

- Por que parou de tocar? - Jisoo pausa o jogo e olha para Chae fazendo beicinho.

- Por que você está com o violão?

- Unnie disse que quando eu toco e canto, ela fica mais calma e se concentra mais no jogo. - Chae dedilha os dedos sobre as cordas do violão.

- Sua voz me acalma, não tenho culpa se você é tão suave e delicada, como um anjo - Jisoo da de ombros, sorrindo com sinceridade, e semicerro os olhos para ela. Chae percebe e está se levantando.

- Estou com fome, vou arrumar algo para comer.

- NÃO! - Jisoo segura seu pulso - Em 20 minutos, no máximo, vou terminar essa fase. Se você continuar cantando e tocando, de preferência aqui do meu lado, eu te levo para comer o que você quiser, por favor, esquilo! - ela aumenta o beicinho e Chae está rindo.

- Só porque eu estou com muita fome e você prometeu me levar onde eu quiser. - Chae se senta ao lado dela e pega o violão.

- Onde está Lisa? - pergunto e Jisoo já voltou a jogar.

- No quarto dela, eu acho. - Chae da de ombros e vou até o quarto de Lisa. Bato na porta algumas vezes.

- Entre! - entro devagar e ela sorri - Oi, unnie! Não sabia que já tinha voltado.

- Cheguei agora, estava tentando conversar, mas aparentemente vídeo game e o show particular de Chaeyoung são mais interessantes. - reviro os olhos e me jogo na cama ao lado dela.

- Eles ainda estão tendo aquele momento? - Lisa arqueia a sobrancelha e apenas aceno com a cabeça. - Elas são mais próximas do que você e unnie. - me estremeço ao ouvi-la.

- Elas vão sair para comer quando Jisoo vencer a fase que está. - suspiro. - Espera, você sente algo por Chaeyoung? - me viro para encara-lá e ela desvia o olhar.

- Não, nós somos apenas amigas. - ela diz baixinho.

- Então por que está desviando o olhar e corando? - começo a rir.

- Porque você está falando bobagens. - ela me empurra levemente.

- Estou falando sério, você sente algo por ela?

- Talvez, mas acho que ela tem uma queda por unnie, mesmo que ela não assuma.

- Por que acha isso?

- Elas são bem íntimas e Chae sempre é carinhosa com ela, o tratamento é diferente comigo e com você.

- Ela nos abraça as vezes. - dou de ombros tentando não colocar paranóias na minha mente, não agora que está tudo indo bem.

- Sim, mas com unnie é diferente, comece a prestar atenção e depois conversamos.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...