História Afire Love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Justin Bieber, Liam Payne, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Dinah Jane Hansen, Fifth Harmony, Jauren, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Normani Kordei, Norminah, Zauren, Zayn Malik
Visualizações 1.186
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! 😘

Capítulo 2 - Different Worlds


Fanfic / Fanfiction Afire Love - Capítulo 2 - Different Worlds

Um mês antes...

Camila encarava com visível tédio a garota sorridente que estava parada em sua frente. Tinha plena noção de que ela era bonita, aqueles olhos azuis e os cabelos ruivos cacheados chamavam a atenção de praticamente todas as pessoas no salão de festas, mas o comportamento inconveniente e atirado da mesma não deixava a latina nem um pouco entusiasmada em manter um diálogo com ela. A morena de olhos castanhos sabia que a presença da bela garota na festa de aniversário de sua irmã caçula tinha alguma ligação com os seus pais, já que eles prezavam tanto pela imagem da família diante de seus amigos e sócios que eram capazes de colocar qualquer mulher elegante e da alta sociedade no caminho de Camila para fazê-la desistir de seu casamento com Lauren.

— Sofia está tão linda, não é? Amei o vestido dela. — dizia a ruiva com o intuito de atrair a atenção da latina pela primeira vez na noite. Já havia tentado diversos assuntos, mas nenhum deles pareceu realmente despertar o interesse de Camila, que se mantinha alheia a tudo. — Pelo visto esse negócio de elegância e beleza é de família.

A latina quase revirou os olhos com a tentativa falha de flerte. Nunca havia gostado daquele tipo de coisa e estava por um triz de perder a paciência.

— Foi um prazer te conhecer, mas eu preciso ir agora. Minha esposa está me esperando.

— Eu ainda não terminei de...

Mas já era tarde, Camila virou as costas e se dirigiu para o fundo do salão sem hesitar. Estava cansada de tentar manter a boa educação, os seus pais estavam passando dos limites e deixando a situação cada vez mais desconfortável. Lauren também era outra que não ajudava em nada na visão da latina. Lá estava ela, sentada em uma mesa sozinha, com os belos olhos verdes perdidos e a expressão de nervosismo presente em cada traço de seu rosto bem desenhado. Aquele comportamento acuado da hispânica sempre aparecia quando ela tinha que frequentar algum evento com a família de Camila ou da alta sociedade. Era justamente nesses momentos que ambas percebiam que eram de mundos totalmente diferentes.

— Meus pais estão jogando pesado e eu simplesmente não aguento mais essa merda. Estou no meu limite. — a latina confessou se sentando ao lado de Lauren, que tentou colocar a mão sobre a dela para demonstrar apoio, mas Camila se esquivou. — Isso também é culpa sua. Se você me acompanhasse como uma esposa deveria fazer ao invés de ficar sentada, eu não estaria o tempo todo tendo que lidar com essas mulheres fúteis que Alejandro faz questão de me apresentar.

— Nós já conversamos sobre isso, Camila. Eu ainda não me sinto confortável nesse meio e nunca escondi isso de ninguém. Você me conheceu exatamente desse jeito e sabe que não é minha culpa se os seus pais não aceitam o nosso relacionamento.

— De certo modo é sim. O que você fez nesses quase dois anos de casamento para tentar se aproximar deles? Ou dos meus amigos? Se você continuar se escondendo das pessoas não tem como elas te conhecerem de verdade, Lauren.

A hispânica odiava as atitudes grosseiras que Camila tomava toda vez que era contrariada e não suportava mais brigar com ela por algo que estava fora de seu alcance. A verdade era que tinha realmente tentado interagir com os sogros e até mesmo com alguns amigos da latina no passado, mas tudo o que recebeu em troca foi descaso e humilhação, essas que eram feitas, na maiorias das vezes, pelas costas de sua esposa. Lauren preferiu guardar aquilo para si, não queria piorar mais ainda o relacionamento turbulento que Camila tinha com os pais desde o casamento delas, então havia decidido que ficar calada era a melhor solução.

— Você disse que respeitaria o meu tempo, Camz. Eu não posso forçar uma convivência com eles.

A latina apertou os olhos de raiva. Não gostava do jeito calmo e doce da hispânica quando estavam no meio de uma briga.

— Só que eu cansei, Lauren, eu cansei dessa porra toda. Você poderia apenas...

Camila foi interrompida pela chegada repentina de Alejandro ali na mesa. Ele encarava as duas com visível sinal de desgosto, imaginando que fosse culpa de Lauren aquela cena desnecessária de discussão na festa de aniversário de Sofia. Tinha em mente que a filha havia escolhido uma esposa interesseira e sem classe que era capaz de tudo para chamar atenção. Não conseguia engolir a ideia de que o futuro brilhante que havia planejado para a latina fora por água abaixo com a chegada da morena de olhos verdes e não iria sossegar enquanto não as visse separadas.

— Camila, nós temos que fazer algumas fotos para as colunas sociais de amanhã que estão cobrindo o aniversário. Você pode me acompanhar, por favor?

— É claro. — a latina assentiu com desânimo e ficou de pé. Ela encarou Lauren que continuava sentada e arqueou as sobrancelhas. — Você não vem?

— O fotógrafo disse que quer apenas os familiares da aniversariante nessa edição. Tenho certeza que a sua esposa vai entender.

O olhar duro do sogro fez o coração da hispânica disparar. Ela conhecia o homem o suficiente para saber que não era bem-vinda ali e optou por ficar calada.

— Lauren é cunhada de Sofia, então faz parte da família também. Qual é a droga do seu problema, Alejandro?

— Camz, tudo bem, eu não me importo. De verdade. — a hispânica decidiu acalmar a latina antes que ela tivesse um ataque de fúria na frente de todos os convidados. — Vai lá, meu amor, a sua irmã está esperando. Depois nós podemos tirar algumas fotos com ela.

Camila concordou com um bico emburrado nos lábios e caminhou para o centro do salão sendo seguida pelo pai. Os dois se aproximaram de Sofia, que já tinha a mãe excessivamente eufórica ao seu lado, e iniciaram a sessão de fotos. A hispânica admirava a esposa de longe, os belos traços da latina ficavam ainda mais chamativos com as luzes coloridas do salão batendo contra o rosto dela. Lauren amava aquela mulher com todo o seu coração e naquele momento teve a certeza que sempre a amaria, mesmo não sabendo ainda o que o futuro reservava para elas.


Notas Finais


Quero agradecer a todos pelos comentários e favoritos. Estou bem feliz com isso.
Até o próximo capítulo! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...