1. Spirit Fanfics >
  2. Afire Love >
  3. Capítulo 14

História Afire Love - Capítulo 14


Escrita por: khaleezi

Notas do Autor


Oiie, como vocês estão?
Mais uma vez muito obrigado a todo mundo que comenta a fic, que está acompanhando e favoritou.
Boa leitura!

Capítulo 14 - Capítulo 14


P.O.V. Sophie

Eu simplesmente não acredito que Spencer se meteu nessa. Eu quero muito acreditar que isso foi ingenuidade e não falta de caráter. Spencer sempre me tratou muito bem e eu tenho muito carinho por ele, mas quem em sã consciência iria ficar procurando pirraça com os outros com o problema que nós temos pela frente? Além disso, eu também já estou de saco cheio da divisão que a maioria dessas pessoas ainda insiste em fazer entre “nós” e “eles”, nós não somos uma só comunidade?

Depois que Daryl me conta o que aconteceu no depósito eu decido procurar Spencer e tentar entender o porquê dele estar caindo na conversa torta do Carter. Quando bato na porta de sua casa, quem me atende é Deanna.

-Ele está lá em cima. -diz ela antes mesmo que eu fale qualquer coisa. -Não acho que está de muito bom humor, ele chegou todo estranho e foi direto pro quarto.

-Obrigada. -digo e quando alcanço os primeiros degraus da escada, ela me chama novamente.

-Sophie, você tem se dado bem com o Rick e os outros? 

-Na medida do possível, tenho sim.

-Obrigada, querida. -ela me dispensa e então eu subo até o quarto de Spencer.

Bato na porta e como ele não responde eu decido entrar do mesmo jeito.

-Posso? 

-Já entrou mesmo. -diz ele deitado na cama.

-Quer falar sobre o que aconteceu hoje? -pergunto me sentando ao seu lado.

-O que aconteceu hoje?

-Sobre o depósito, você, Carter e o Eugene.

-Quem te contou sobre isso? -finalmente ganho sua atenção e ele se senta para me encarar.

-Isso importa?

-Importa se tiver sido um deles.

-Spencer, essa não é a questão. O Carter está fora de si e eu fico surpresa que você esteja dando ouvidos a ele. -digo com calma. -E me deixa ainda mais surpresa que vocês tenham ameaçado Eugene. Não acho que esse seja você.

-Talvez seja. Mas o que você sabe? Você não estava lá. -ele fala cada vez mais enfurecido e eu simplesmente não consigo entender qual é o problema.

Isso está sendo pior do que eu estava prevendo. Desde quando ele ficou tão irritado assim? E pior, o que faz ele acreditar que nós deveríamos sair por aí matando uns aos outros? Nós temos outras inúmeras prioridades, a implicância sem sentido pode ficar para outro momento.

-Acho que nós temos um problema maior que realmente ameaça nossa sobrevivência e não é o Rick.

-É claro que você acha isso. -ele debocha. -É amiga deles, não é? Faz tudo que te mandarem.

-Eu tento me dar bem com eles sim e você também deveria tentar, eles não são nossos inimigos. Spencer eles também estão tentando nos manter vivos.

-Não são inimigos pra você. Na verdade você tem sido bem amistosa, não é?

Essa conversa definitivamente não está indo para um lado bom, não quero chegar a esse ponto com o Spencer e sei que ele não vai baixar a guarda agora. Às vezes a gente tem que dar um tempo e esperar.

-Eu não estou gostando do rumo dessa conversa. -digo me levantando da cama. -Acho melhor deixar esse assunto pra quando você estiver mais calmo, Spencer.

-Você veio até aqui então vamos conversar agora. -ele também se levanta da cama, agora com raiva. -Está dando só pro Daryl ou também está trocando algum favor com o Rick?

Eu não acredito que ele disse mesmo isso, eu nem sei de onde ele tirou esses absurdos. Eu não quero ter que odiar as pessoas só porque elas chegaram por último, na verdade eu até gosto da maior parte dessa gente porque eles estão ajudando esse lugar  a ficar de pé, e isso é tudo o que eu quero acima de qualquer outra coisa. Não acredito que ele insinuou mesmo que eu poderia estar dormindo com alguém por interesse, quem ele pensa que eu sou? Eu sempre sobrevivi sozinha.

-Chega. -me dou por vencida. -Eu não fico aqui nem mais um segundo.

-Ótimo. Vai embora mesmo, volta pra aquela gente -diz ele elevando o tom de voz. -Sai daqui!

Ele grita, por fim e eu acabo saindo de lá batendo a porta com força. Desço os degraus com pressa e encontro Deanna ao pé da escada me esperando.

-O que está acontecendo?

-Seu filho está perdendo a cabeça. E ele vai acabar nos causando problemas se não colocar ela no lugar depressa.

[...]

Depois que converso com Spencer, volto para casa e tenho uma boa noite de sono, eu ficaria de vigia durante uma parte da madrugada e provavelmente voltaria a ajudar na construção durante o dia, então quis estar bem descansada para poder ajudar.

Ainda está bem escuro quando acordo e vou para o meu posto, quando chego lá encontro Abraham me esperando. Estranho sua presença, eu tinha quase certeza que encontraria Natasha aqui. 

-O que você está fazendo aqui? -pergunto.

-Achei que as mulheres ficassem mais felizes em me ver. -ele se faz ofendido e eu apenas reviro os olhos.

-Estou muito feliz sim, só queria saber o que aconteceu para que eu tivesse a honra da sua presença.

-Tive que trocar de turno, não estou no meu melhor momento com a patroa. -explica ele me entregando um rifle.

-E por que você não fala com ela e resolve?

-Isso pode esperar.

-Vocês complicam tudo.

-Vocês? Vocês quem? -pergunta ele e vejo seu tom malicioso. -Tá falando do namorado?

-Qual deles? De acordo com a opinião popular eu tenho no mínimo três.

-Tô falando do que se embrenhou na floresta com você enquanto o resto de nós trabalhava. Mas quem são os outros dois?

-Não existe namorado nenhum.

-Mas por que ele é complicado? -ele insiste.

-Daryl?

-Então é dele mesmo que estamos falando. -ele sorri. -Eu sabia. Por que ele é complicado?

Me pegou.

-Vocês já estão brigando? Achei que nessa fase era só lua de mel. -ele continua sorrindo. Fofoqueiro.

-Eu não tenho nada com ele, nós brigamos e ontem quando ele foi atrás de mim nós nos resolvemos. -explico. -Foi apenas isso.

-Se resolveram foi? -ele não tira o sorriso malicioso do rosto.

-Ele me pediu desculpa e foi só isso. -estou começando a ficar nervosa. -Nós não temos nada, Abraham.

-Vocês brigaram e ele te pediu desculpas? -agora ele parece chocado. -Daryl te pediu desculpas? O Daryl que anda com a crossbow? O Daryl do meu grupo, o que não toma banho?

-Sim, foi o que eu disse. O que tem de mais?

-O que tem de mais? -agora ele está rindo abertamente. -Nunca vi isso. O Daryl não pede desculpas, o próximo passo deve ser o pedido de casamento.

-Você está enganado. -defendo-o. -Não foi nada de mais.

Não é? Nós trabalhamos juntos e vivemos no mesmo lugar, o melhor que podemos fazer é não ficarmos brigados. Abraham está delirando, ele não se importa tanto assim, nós somos amigos. É apenas isso.

 


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado e que não odeiem tanto o Spencer ainda.
Beijooos. Até semana que vem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...