1. Spirit Fanfics >
  2. After - BUGHEAD >
  3. Capítulo 12

História After - BUGHEAD - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 🙃

2/6

Capítulo 12 - Capítulo 12


Elizabeth Cooper narrando

- Consequência - Jughead responde mesmo antes de lhe perguntar.

Que consequência é que devo dizer para ele fazer ? Eu sei que fará qualquer coisa, porque é assim que ele é.

- Eu…humm…te desafio a…

- Fazer o que ? - diz impaciente. Quase que eu desafiei a dizer algo simpático sobre cada pessoa que estava no grupo, mas descide escolher outra coisa, porem teria sido divertido.

- Tira a camisa e fica sem ela durante o jogo inteiro - Toni diz e eu estou agradecida. Não porque Jughead vai tirar a camiseta, é claro, mas porque não conseguia pensar em nada para ele fazer.

- Que infantil - ele diz, mas levanta da camisa sobre a cabeça. Meus olhos vão diretamente para o tronco dele. A forma como a tinta preta das tatuagens é pintada através da pele surpreendentemente bronzeada e de alguma forma atraente. Ele tem uma tatuagem de borboleta na barriga, que lhe caí bem, aliás, fica muito melhor do que séria de esperar. Os braços dele tem muita tatuagens do que eu esperava, pequenas tatuagens aparentemente aleatórias estão espelhadas ao longo deles. Cheryl me flagra e eu tiro logo os olhos de cima dele e rezo para que ninguém mais tenha me visto olhando.

O jogo continua e Toni beija Trevor e Chuck , Cheryl fala sobre a primeira vez que fez sexo e Sweet Pea e a nova garota se beijam. Como é que estou no meio deste grupo de universitários cheios de hormônios ?

- Betty, verdade ou consequência ? - Trevor pergunta

- Por que é que ainda pergunta ? Sabemos o que ela vai escolher verdade - Jughead interrompe.

- Consequência - digo, surpreendendo todos eles como a mim mesmo.

- Humm…Betty, eu te desafio a….Beber um shot de vodka - Trevor ri.

- Eu não bebo.

- É esse o desafio.

- Olha, se não quiser fazer…- Sweet Pea começa a dizer e olho para Jughead e Toni que riem as minhas custas.

- Tudo bem, um shot - Digo e os olhos do Jughead encontram os meus. Ele me dá um olhar estranho.

Segundos depois, estou agarrada a uma garrafa transparente de vodka. Me confuso e enfio o nariz contra a parte superior do copo, inspirando o líquido todo. Ele queima as minhas narinas e torço o nariz, tento ignorar a risada atrás de mim. Tento não pensar em todas as bocas que estiveram no topo da garrafa antes de incliná-la para trás e beber um gole. A vodka e quente e queima minha língua por todo caminho. Tem um gosto horrível. O grupo aplaude e ri um pouco, exceto Jughead. Se eu não o conhecesse diria que está zangado ou decepcionado. Ele é tão estranho.

Posso sentir o calor na minha cara e uma pequena quantidade de álcool nas veias, que cresce a cada rodada que sou desafiada a tomar outro shot. Sou obrigada a admitir que estou bastante relaxada e que pela primeira vez me sinto bem.

- A mesma consequência - Chuck ri e bebe um gole de vodka antes me entregar a garrafa para minha quinta vez. Eu nem lembro das verdades e consequências que tinha feito nas últimas rodadas. Desta vez, bebo dois grandes goles de vodka antes da garrafa ser arrancada do meu alcance.

- Acho que já bebeu o suficiente - Jughead diz e entrega a garrafa ao Sweet Pea, que bebe um pouco. Quem eu Jughead para me dizer se já cheguei ao limite ? Os outros ainda estão bêbados, então também posso. Pego a garrafa que está com Sweet Pea e bebo outra vez, certificando-me de dar um sorriso ao Jughead enquanto os meus lábios tocam a garrafa.

- Não posso acreditar que nunca tinha bebido antes, e divertido não é ? - Chuck pergunta e eu rio. Pensamentos de irresponsabilidade percorrem a minha mente, mas eu o empurro de volta. É apenas uma noite.

- Jughead, verdade ou consequência ? - Toni pergunta. Ele responde

- Consequência- é claro.

- Te desafio a beija a Betty - ela diz e dá um sorriso falso. Os olhos do Jughead me percorrem e eu quero fugir.

- Não, eu tenho namorado - digo, fazendo-os todos rir de mim e centésima vez está noite. Porque ainda saio com esse tipo de gente que só sabem rir de mim ?

- E então…É apenas um desafio. Apenas beije ele - Toni me pressiona.

- Não, eu não vou beija ninguém - digo e me levanto. Jughead apenas bebe do copo dele. Eu espero que ele esteja ofendido, na verdade não me importo se ele estiver. Ele me odeio e é rude de qualquer forma.

Assim que me levanto o efeito total da vodka me atinge. Oscilo, mas me recomponho e me afasto deles. Através da multidão, consigo encontrar a porta da frente. Assim que ela abre, a brisa me acerta. Eu fecho os olhos e respiro o ar fresco antes de me encostar na familiar mureta de pedra. Antes de perceber o que estou fazendo, estou com celular na mão, ligando para Kevin.

- Olá - ele diz, a familiaridade na voz dele me fez sentir ainda mais saudade.

- Hey, querido - digo e rio. Nós não nos tratamentos como apelidos, achamos ridículo.

- Betty, andou bebendo ? - ele pergunta.

- Não…Claro que não - minto e desligo o celular. Pressiono o dedo no botão de desligar, não quero que ele me ligue de volta. Ele está arruinando a boa sensação de vodka.

Tropeço de volta para dentro, ignorando os assobios e comentários dos rapazes rudes e bêbados da fraternidade. Pego numa garrafa de licor do balcão da cozinha e bebo, bebo muito. Tem gosto pior do que vodka e queima ainda mais. Minhas mãos procuram um copo de qualquer coisa para tirar esse sabor da minha boca. Eu acabo por abrir o armário e uso um copo novo, bebo água da torneira e me certifico de colocar o copo na piá depois. A água ajuda acalmar a sensação de "queimar", mas não muito.

O grupo dos meus "amigos" ainda está sentada no círculo jogando o jogo estúpido deles. Eles são meus amigos ? Acho que não. Só me querem por perto para rirem da minha inexperiência. Como é que Toni se atreve a dizer para Jughead me beijar ?

Ela sabe que eu tenho namorado. Ao contrário dela, eu não ando por aí beijando todos e mais alguns. Eu só beijei dois rapazes em toda minha vida,Kevin e Johnny, um rapaz com sardas na cara no 3° ano que me deu um pontapé na canela depois. Será que Jughead tinha percebido isso ? Duvido. Os lábios dele são tão cor-de-rosa e cheios, minha cabeça pensa numa imagem de Jughead se inclinando-se para me beijar e a minha pulsação começa a acelerar.

Mas que diabos ? Porque estou pensando nisso ? Nunca mais vou beber outra vez. Minutos depois a sala começa a virar e eu me sinto tonta. Os meus pés levam-me para o banheiro andar de cima e sento em frente ao vaso sanitário, com a expectativa de vomitar. Nada acontece. Suspiro e me levanto. Estou pronta para voltar para os dormitórios, mas sei que Cheryl não vai estar lá.

Antes que eu possa parar minha mão fora a maçaneta da porta do quarto do Jughead. Parece o mesmo que antes só de desça vez, está mexendo debaixo dos meus pés. A copia do Morro dos Ventos Uivantes não está na prateleira onde estava, mas encontro-a na mesa da cabeceira, ao lado de Orgulho e Preconceito. Os comentários de Jughead sobre romance me vêm a cabeça. Ele,obviamente, teve que ler antes e entendeu, que é raro pra nossa idade. Talvez ele tenha que ter lido para a turma antes, é por isso. Mas porque esta cópia do Morro dos Ventos Uivantes está fora do lugar ? Pego o livro e me senti na cama, abrindo o livro na metade. Os meus olhos focam-se nas páginas e o quarto para de gira.

Estou tão perdida no mundo de Catherine e Heathcliff, que quando a porta se abre não ouço.

- Que parte de ninguém pode vir no meu quarto vice não entendeu da última vez ? - Jughead explode. A expressão irritada dele me surpreende mas ao mesmo tempo acho cômica.

- Des…. Desculpa…Eu...

- Sai - ele grita e eu olho pra ele. A vodka ainda está fresca no meu sistema, muito fresca para deixar que Jughead grite comigo.

- Não precisa ser um idiota - Minha voz sai muito mais alto do que pretendia.

- Está no quarto, mais uma vez depois de ter dito que não queria ninguém aqui. Então sai - Ele grita dando um passo mais perto de mim.

- Porque não gosta de mim ? - não sei o que me possuiu para lhe dizer isso. Acho que meu ego já magoado não vai aguentar a resposta.


Notas Finais


Mais um...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...