1. Spirit Fanfics >
  2. After The Storm - Imagine Min Yoongi >
  3. Prólogo

História After The Storm - Imagine Min Yoongi - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey amoras.
Tudo bem?
Então, eu amei escrever esse imagine, tá muito no meu kokoro e espero que vocês gostem dela tanto como eu.
Eu amuh vcs
Fiz que posso para vcs gostarem
Boa leitura♡

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction After The Storm - Imagine Min Yoongi - Capítulo 1 - Prólogo

            [ 13 anos atrás ]

Meu dia poderia ter sido muito melhor, se não fosse a ausência da minha omma, que não compareceu mais uma vez no meu aniversário. Ela é medica cirurgiã, e por isso passa todo seu tempo na quele hospital, madrugava e mal vinha me ver. Tudo que vivi ate hoje eu devo a minha babá, porque meu padrasto trabalha na empresa de seu amigo e só chegava a noite. Concerteza a Sook era a melhor babá e "mãe" que eu podia ter

Poucos momentos. É isto que eu me lembro do que eu passei com minha Omma. Sentada numa cadeira feita de madeira , a frente de uma sorveteria , tomando um sorvete de baunilha. O de sempre. Ela com um sorriso forçado no rosto e Eu... Apenas sendo eu. As lembranças pode até ser Alegre , porém , ela só me levava la para pedir desculpas e a última vez que fez isso foi para me contar que meu Appa e ela iam se separar. Então sim , meus momentos com ela , além de ser poucos, não foram la aquele coisa toda que merece um sorriso quando lembrado.

E agora, estamos aqui, sem meu pai, e no meu aniversario de 6 anos. Com o chato do meu padrasto que havia tirado o dia de foga pra ficar comigo. Se eu gostei disso?! Eu odiei. Eu nunca aceitei que minha omma se casa-se com ele, motivos? o mesmo tinha a mania de ficar dizendo o que eu devo e o que eu não devo fazer, controlava todas minhas amizades e principalmente... Nunca deixou eu ser amiga de um menino, porém minha omma me deu a permissão de ser amiga do Dak Ho o meu melhor amigo. Por ser o único amigo homem que eu tinha eu vivia na casa dele e ele na minha, só que ele teve que se mudar de casa indo morar no Brasil junto com seus pais e nunca mais tive contato ou notícias dele

A noite, na minha festa, minhas amigas todas estavam lá e o meu padrasto não largava do meu pé, mal deixava a Sook falar comigo. Minha omma? só ligou para desejar feliz aniversário só que a ligação não durou mais que 1 minuto. Já to até acostumada com isso

No meu aniversario, minha festa não foi muito diferente das outras. Havia, bolo, salgados, refrigerante e pessoas. A única coisa de diferente, foi o meu ânimo. Aposto que toda criança é feliz quando se trata de ter uma festa e uma atenção toda voltada a ela

Meu pior erro , foi ter aceitado tudo isso 

Eu me sentia , entediante. Talvez até, insignificante. Me senti uma estranha no meio de todas aquelas pessoas

No final quando todos foram embora. Cansada fui para o meu quarto me apronta pra dormi. Por mais que tivesse apenas 6 anos de idade, minha babá já havia me ensinado muita coisa de higiene

Enquanto terminava de fazer minhas higiene, um barulho de porta se abrindo surgiu no meu quarto

– Sook!!! – Sorri animada saindo do banheiro e me deparando com quem eu menos queria ver – Aaah... É você?? – Falei baixinho ao ver que era meu padrasto.

– Pensou que fosse a Sook?! Hum. Dispensei ela essa noite, vou cuidar de você agora. – Um sorrisinho de canto se abrange em seu rosto.

– Mas, ela mora aqui comigo! Como assim dispensou?! – reclamei sem me exautar.

– Ela saiu com uns amigos. Tava precisando, não acha?! – Se sentou em minha cama batendo com as mãos na mesma fazendo um sinal para me sentar em seu lado.

Obedecir o mesmo e caminhei lentamente indo até a cama me sentando ao seu lado. Senti sua respiração sobre mim, um ar quente saia de sua boca, enquanto eu engolia em seco e suava frio por está perto demais dele

– Está com medo de mim?! – Perguntou o mesmo que me olhava atentamente.

– Medo?! Devo está?! – Desviei o olhar do maior levando minha atenção a uma foto que ficava acima da penteadeira.

Na foto havia eu, minha omma e meu appa. E agora o Moreno havia ido embora justamente por causa do excesso de trabalho da mesma da omm, não aguentava mais isso. Bastou passar 1 mês que eu tinha nascido e ela voltou a se preocupar com a vida profissional , segundo meu Appa. "Mania de sempre botar o trabalho acima de sua familia!" morri de escuta esse fraze saindo da boca do meu appa quando eles brigavam, agora eu não sei mais onde ta meu appa, ele simplesmente sumiu

– S/n! – Meu padrasto me chamou fazendo eu tirar toda a atenção daquela foto.

– Eu não quero conversa... Vai embora do meu quarto, por favor! – abaixei a cabeça para não ter que olha-lo.

Mantendosse em silêncio o maior pegou em meus pequenos dedos levando aos seus lábios carnudos beijando eles num simples tocar de sua boca. Sentir um frio passar pela minha barriga, não era aquele friozinho bom... Era ruim muito ruim

Nos meus dedos uma marquinha de protetor labial se formou deixando os mesmos grudento

Sentir sua aproximação sobre mim ao mesmo tempo tentando me afastar dele ao maximo quando me dei conta já estava na beira da cama aponto de cair. Sua respiração quente em meu ouvido como quisesse falar algo

Até que....

– Hoje você você vai ser minha! Apenas minha – Sussurrou em meu ouvido conseguindo tirar arrepios de mim, arrepios de medo.

O maior colocou uma de suas mãos em minha cintura, depositando beijos em meu pescoço

Sem percebe lagrimas de medo já estavam escorrendo pelo meu rosto o molhando por completo. Continuei calada esperando que alguém entrasse por aquela porta e visse a cena

Esperanças, era só o que eu tinha. Aquilo já estava pirorando. Seus beijos escorregavam pela a área do meu peitoral. Medo. Uma palavra com tão poucas letras, mas capas de sufocar uma pessoa

Meus olhos fecharam pedindo a deus que me livrasse disso. Aposto que o destino tava tramando um compor contra minha pessoa.

– Sr. Jung?!!!! – Uma voz conhecida surge lá de baixo. Na sala.

– SOOK!!! – Sorri aliviada ao reconhecer a voz da mesma. Finalmente.

Rapidamente meu padrasto se afastou de perto de mim. Não demorou muito para que ele me encarasse com uma expressão de raiva e de ódio , suas mãos se fechou com força fazendo com que veias volumosas aparecessem em seu braço

Enchuguei minhas lagrimas e disparei correndo em direção a Sook. Simplesmente desci as escada com minhas perninhas curta em uma só velocidade. Logo avistei a mesma em pé ao lado do sofá , com um sorriso no rosto angelical dela

Abrecei as penas da morena com forças de onde eu não tinha. Sentir sua mão acarenciando os fios negros do meu cabelo e dizendo em seguida:

– Ei o que foi?! – Perguntou ela e eu permaneci calada apenas a abraçando.

– Você não ia sair Sook?! – A voz dele surgi atrás de mim. Me virei de vagar ainda perto dela. A cara de sinico se estampava em seu rosto

– Sook... Dormi comigo! – Olhei para a morena que se abaixou para ficar na minha altura – Por favor... –Falei baixinho por ultimo.

– O meu amor, é claro que eu durmo S/n – Disse tirando alguns fios de cabelo do meu rosto e colocando atrás de minhas orelhas – Eu durmo o dia em que você quiser, você quem manda pequena! – Sorrio depositando em seguida um beijinho em minha testa fazendo todo meu corpo se arrepiar pelo ato de carinho.

A Sook tinha esse dom de fazer qualquer pessoa feliz num simples "olhar" dela. Seu sorriso e seu cuidado comigo. Pode não ser minha mãe de sangue, mas eu a tenho como mesma. Feliz estou apenas com ela, não preciso de mais nada além da Sook, só quero fugir um dia daqui ganhar minha vida com ela e mais ninguém

              [ Dias atuais ]

Deitei-me No sofá com a pipoca acima da barriga. Logo ligando a TV e botando a série supernatural. Era a minha favorita, e eu dedico todo meu tempo a ela . Pelas minhas contas, já assistir a mesma uma 6 a 8 vezes

Assim que dou play , escuto a campainha tocar descontroladamente. E só uma pessoa faz isso

Sunny desgraça! falo ao abrir a porta. O inferno, tanto tempo para tu vim me ver e tu vem agora que eu to ocupada.

Olhei para mesma por alguns segundos com cara de tédio para ela em seguida me virando para o sofá 

Aí calma , já até deu vontade de ir embora –  Franziu a testa.

A Sunny sabe muito bem que existe celular . O que ela tá fazendo aqui. Certeza que não é para me ver , ela não é disso

Eu vim aqui te fazer um convite maravilhoso. 

Filha, existe celular sabe? Não precisa vim aqui e poluir o meu apartamento. Suspirei há quase irritada.

Vou direto ao ponto. O Jungkook vai ta completando ano amanhã,  é vai fazer um janta e ele quer que você vá. A mesma sorriu na esperança de ouvir um sim.

Não. Nao vou.  encarei a ruiva que desmanchou o sorriso.

Por que não? Poxa. Vamos Faz carinha de cachorro pidao.

O Yoongi vai ta la. Eu sei, ele é o melhor amigo do seu namorado. Então, não. 

Não, ela tá viajando...vamoooo . E final, qual seu problema com o yoon ? Ele é tão legal Sunny fala sentando no sofá ao meu lado.

Você sabe muito bem o porque. Na QUELE maldito encontro ele ficou recebendo chamadas de garotas e falando na mo cara de pau " Queria ta com você agora " Imitei a voz dele num tom fino.

AMAS você xingou ele. 

E xingo de novo se for possível. Falei irritada só de lembrar.

Tá bom. Mas ele não vai ta la ok? Então diz que vai, por favor S/n A Ruiva se levantou se ajoelhou a minha frente.

Ok. Eu vou , mas se eu vi ele EU MATO ELE TODOS QUE TIVEREM LA Fechei meu punho ja querendo Mata ele.

Credo garota.


Notas Finais


Então foi isso.
Espero que tenham gostado
Continuo amoras?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...