1. Spirit Fanfics >
  2. After The Storm.-Chaelisa. >
  3. News and theories.

História After The Storm.-Chaelisa. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Minha escrita é um sacokk

Capítulo 4 - News and theories.


-Você deveria parar de perambular bêbada de madrugada,Lizzie. Pode acontecer algo com você.-Digo enquanto faço carinho em seus cabelos.
       Lisa pareceu ignorar o que disse, e apenas        respirou fundo, e deitou-se em meu colo.
-Pode cantar algo para mim?
-Claro, tem algum pedido específico?
-Não. Apenas cante alguma música que fale sobre seus sentimentos, ou alguma que você goste, tanto faz. Contanto que você cante para mim.
Ponderei por alguns minutos, não sabia qual música cantar, afinal, vinha muitas em minha cabeça, e acho que alguma delas talvez diga demais sobre meus sentimentos, e sinceramente,não estava cem por cento confortável para revela-los agora.
Decidi após alguns minutos cantar Love da Lana Del Rey. 
-But you get ready, you get all dressed up.
To go nowhere in particular
Back to work or the coffee shop
It don't matter because it's enough

To be young and in love.
-To be young and in love.-Lisa cantou junto comigo. E pude ver a mesma sorrir, antes de fechar os olhos e pegar no sono segundos depois.
Fiquei olhando para o céu, e sua imensidão, provavelmente se Lalisa estivesse acordada, eu estaria filosofando sobre a astrologia, e pensando em compor uma música sobre as estrelas, gostaria de falar disso agora, mas sei que ela deveria descansar, afinal, a mesma bebeu muito, como de costume, por algo que deve ter dado errado, e isso me preocupava, pois me lembra da época em que ela quase morreu por conta de bebidas e drogas, e com certeza não gostaria de vê-la quase morrer novamente.
Acabei adormecendo sentada na cama com a Lisa deitada em meu colo, e nem percebi quando tinha amanhecido e ela havia ido embora, e deixado um post-it colado em minha escrivaninha, onde dizia: "Desculpe te incomodar de novo, Rosie. E obrigada por cuidar de mim. Ass:Lizzie."
Sorri ao ler aquilo, e guardei aquele bilhetinho em uma gaveta onde tinha algumas cartas, e outros bilhetes deixados por ela, alguns de Jisoo, e outros de Wheein.
Desci as escadas para procurar algo para tomar café, e dei de cara com minha mãe discutindo com alguém no telefone, provavelmente alguém da empresa,pensei. Até ouvir o nome de meu pai: Chungho.
Senti meus olhos marejarem, estava prestes a chorar. Odiava ouvir o nome do pior pai que poderia existir. E mesmo que seja exagerado, eu nem sei se consigo o considerar um pai de verdade, e apenas ouvir algo sobre aquele homem, fazia meu sangue ferver, e a raiva me consumir por tudo que ele fez à mim e minha mãe.
-Ah, Chaeyoung. Bom dia, eu fiz um suco de laranja e bacon com ovos para o café.-A mesma disse após desligar o telefone.-Preciso sair para resolver alguns assuntos. Se cuide.-Disse e deu um beijo em minha testa, e logo em seguida foi embora.
Suspirei, sabia o tal compromisso dela, e isso me deixava frustrada,gostaria de ir junto com ela para bater de cara com meu pai, e discutir com ele, e talvez poder dizer tudo que sentia.
Tomei meu café e passei o resto da manhã entediada, frustrada, preocupada e um misto de outros sentimentos.
Decidi que iria chamar alguém para dar uma volta comigo, pensei em Lisa, porém a mesma estava na faculdade essa hora. Peguei meu celular e o coloquei em meu bolso e sai de casa. Comecei a caminhar sem rumo enquanto escutava uma música em meus fones, e sequer ligava para qual tocava, naquele momento sentia-me ansiosa.
Jisoo havia me mandado mensagem.
Minha irmã tinha me mandado uma mensagem dizendo que daqui à alguns dias chegará aqui. E com toda certeza,sentia-me imensamente feliz e animada, mas também, ansiosa. Fazia muitos anos que não a via, afinal, ela é modelo, e dona de uma empresa, ou seja, a mesma possue muita responsabilidade em suas costas, e muitas vezes não possuía tanto tempo para vir nos ver. Então, sentia muitas saudades dela.
Nem tinha percebido que havia encostado em uma árvore enquanto respondia Jisoo, e nem quando percebi que estava praticamente em frente a faculdade de Lisa. E poderia dizer que não percebi muito menos quando ela estava vindo em minha direção.
-Ei,Chae, veio me buscar hoje?-Disse dando um sorriso de canto,revirei os olhos e ri logo em seguida.
-Na verdade estava caminhando e me distraí com algo,e nem percebi que acabei parando aqui.
-Eu preferia acreditar que você sentiu falta de mim.-Lalisa disse em um falso tom dramático.-Mas,me diga, o que te distraiu?-Perguntou ela em seguida.
-Jisoo vai vir para cá em alguns dias,estou muito animada!
-Fico feliz por você, Rosie!
Começo a falar das coisas que fazia com a Jisoo na infância e em minha adolescência, e o quanto que senti saudades dela, mesmo que Lisa já tenha escutado essa mesma história milhares de vezes, pois, sempre me animava quando o assunto era minha irmã.
Quando terminei de falar, percebi que Lizzie me olhava sorrindo, e eu senti meu rosto ficar ruborizado, e olhei para baixo, tentando desviar o olhar.
-Você fica tão fofa animada, Rosé. Sua animação me contagia.
E naquele momento não entendi porque meu coração bateu tão rápido. Cogitei a ideia de que é porque nunca recebia esses tipos de elogio, e muitas vezes não sabia como reagir.
Deixei isso de lado quando Manoban pegou em minha mão e me puxou para irmos comprar sorvete, enquanto ela dizia o que tinha aprendido na faculdade naquele dia.
Na altura do campeonato, já tinha anoitecido, e estávamos caminhando como duas doidas sem rumo, e rindo do nada. Quem nos visse acharia que estávamos drogadas ou bêbadas.
-Ei, Chae.
-Diga.
-Não acha estranho que minha irmã está aqui, e sua irmã vai vir em alguns dias,digo, não é muita coincidência?
-Sim, é. Mas, talvez seja apenas um coincidência.
-Quando Jisoo chega? Tipo, ela tem um dia exato?
-Hm, que dia é hoje?
-Terça.
-Provavelmente ela chega na sexta, ou quinta.
-Em algum desses dias, Jennie disse que vai reunir alguns parentes para dar uma notícia.-Lisa disse enquanto brincava com os dedos,ansiosa, eu diria.-Acho que ela vai se casar.
-Uou. Por quê acha isso?-Perguntei levemente surpresa.
-Eu perguntei à ela se estava doente, desempregada, e tudo que é possível imaginar, e Jennie apenas disse que tem haver com ela e outra pessoa,então, talvez ela vá se casar, ou apresentar alguma pessoa que a mesma esteja namorando, muitas possibilidades.
-Posso perguntar algo?
-Claro.
-Qual a sexualidade da Jennie?
-Ela é assumidamente bissexual. E Jisoo?
-Lésbica.
-E você, Rosie?-Lalisa perguntou brincando, mas de qualquer forma, aquilo martelou na minha cabeça.
-Eu não sei,de verdade.-Disse abaixando minha cabeça, me sentia estranha. Não sabia o que sentia em relação as pessoas, e nunca conseguia responder essa pergunta, e sentia como se fosse atrasada,ou algo do tipo, e pensar nisso me deixava um pouco triste, e nervosa porque queria me descobrir logo.
-Ei.-Lisa disse se aproximando e colocando suas mãos em meu rosto. Perto demais.-Você não precisa se forçar a descobrir o que é rápido, sabe que tens todo o tempo do mundo, certo? E não precisa se rótular, se quiser.-Manoban disse sorrindo,me passando confiança e tranquilidade, e logo em seguida deu um beijo em minha testa.
-Obrigada, Lizzie.-Respondi sorrindo.
Depois disso, fomos para nossas respectivas casas, e eu sentia um misto de sentimentos, entretanto o que mais predominava, era a ansiedade para ver Jisoo.





Notas Finais


Atualizei depois de 677377 anos, sinceramente desculpa a demoradkkdkd
Estou seriamente pensando em fazer um desafio pra mim tentar escrever alguma coisa dessa fic todos os dias ksks
Espero que gostem, e desculpem se tiver algum erro. (Avisem para eu corrigir)
Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...