1. Spirit Fanfics >
  2. After The Storm...-Heisenberg >
  3. Capítulo 15

História After The Storm...-Heisenberg - Capítulo 15


Escrita por: WendyWinchesterr

Capítulo 15 - Capítulo 15


Heisenberg

Sai do quarto e fui em direção até o centro do castelo...

Eu precisava de respostas... quem era aquela louca??? e por que ela pegou o corpo da Mey??...

Assim que eu cheguei a mesma estava sentada no sofá de olhos fechados....

Desci as escadas e sentei no sofá da frente...

-Vai me dizer quem era aquela vadia louca ou eu vou ter que descobrir sozinho??...-Falei puxando meu martelo pra perto de mim.

-Não tem do que falar dela Heisenberg...-Falou Dimitrescu sem olhar pra mim.

-A é sério?? é por que não parece...-Falei apertando um pouco o martelo na minha mão.

A mesma bufou e começou a falar....

-Isso aconteceu depois da mãe Miranda injetar o cadou em mim...-Falou ela olhando pra um canto.

-Eu era ingênua na época... eu achava que se eu comesse ou bebesse a carne de uma bruxa ou alguém que tivesse poderes....-Falou mais eu a interrompi.

-Achou que os poderes dela iriam pra você???...-Falei vendo a mesma concorda com a cabeça.

-Fala sério....-Falei revirando os olhos.

-Vai me deixar terminar ou não???...-Falou ela olhando pra mim fazendo eu bufar e ficar quieto.

-Quando eu fiquei sabendo que na vila tinha uma mulher com poderes eu achei que eu também teria...-Falou ela cruzando os braços.

-Fiz com que ela pensasse que tinha alguém aqui e a atrai pra cá... mas não foi como o esperado....-Falou ela olhando pra mim.

-Da pra resumir o conto de fadas aí??...-Falei perdendo a paciência.

-Bem eu descobri que a mesma tinha lido um livro em meu castelo...capaz de quando você morresse você pudesse entrar no corpo de outra pessoa...-Falou ela ajeitando o seu chapéu.

-E aí quando ela pulou da torre ela deve ter falado as palavras e aí você já sabe o que aconteceu...-Falou Dimitrescu engolindo o seco.

-Tomou o corpo da Mey e virou ela...-Falei pra mim mesmo do que pra ela.

-Mas só tem um porem....-Falou ela olhando pra mim.

-Que porém??...-Perguntei curioso.

-Ela só pode entrar no corpo de alguém que pode ser humano e que tenha poderes....-Falou ela cruzando os braços.

(mas isso não faz sentido... Só se a Mey...)-Pensei arregalando um pouco dos meus olhos.

-Mas não faz sentido a Mey ter poderes certo??... Eu não senti nada vindo dela...-Falou Dimitrescu pensativa.

-Não faz sentido mesmo...-Falei perdido em pensamentos.

-Okay mas por que está tão preocupado com isso??...-Falou Dimitrescu curiosa.

-Com o quê??...-Falei sem entender.

-Com a garota seu velho idiota...-Falou Dimitrescu revirando os olhos.

(Essa é uma boa pergunta... nem eu sei...)-Pensei abaixando a cabeça.

-Você está se apaixonando...-Falou a Dimitrescu dando um sorriso de canto.

-O quê??...-Falei levantando a cabeça e levantando do sofá.

-Eu não acredito... "o tanque de guerra" se apaixonou por uma humana...-Falou a Dimitrescu ainda sorrindo.

-Eu não estou apaixonado sua idiota...-Falei começando a ficar irritado.

-A sério??... então por que você parecia tão aliviado quando viu a mesma viva??..-Falou a Dimitrescu sério mais com um ar de risonha.

-Por que você não vai fuder com alguém por aí??...-Falei pegando o meu martelo e indo em direção ao lado de fora.

-A então não vai se importar se eu ficar com ela certo??... ela tem um ótimo corpo e deve ser deliciosa...-Falou Dimitrescu passando a língua nos dentes.

Virei pra trás e olhei em sua direção...

A mesma recebeu o recado e ficou quieta virando o rosto pro lado...

Abri a porta e sai pisando fundo batendo a porta com tudo.

-E pensa que uma simples humana mecheu com você... pelo jeito você não é tão idiota assim Heisenberg... mas mesmo assim eu te odeio...-Falou Dimitrescu rindo levantando do sofá e indo pro seus aposentos.

-Eu apaixonado por aquela humana??? fala sério...-Falei pra mim mesmo vendo os flocos de neve caírem na minha roupa.

-Isso está fora de cogitação...-Falei trincando os dentes acendendo um charuto e sai andando sem rumo.



Mey


Senti um frio invadir meu corpo e procurei algo pra me esquentar mas meu sono já tinha ido em bora...

-Droga perdi o sono...-Falei abrindo os olhos devagar.

Sentei na cama e olhei ao meu redor....

-Então eu estou mesmo viva...-Falei olhando pras minhas mãos.

(Aquele sonho... não... não foi um sonho...era alguém querendo me avisar alguma coisa... mais o que??)...-Pensei ainda olhando pra minha mão.

E como um Baque eu lembrei do que aconteceu ontem assim que eu acordei...

-A-a m-meu D-Deus.....-Pensei ficando vermelha e abraçando o travesseiro.

-Aquilo aconteceu mesmo??...-Falei sentindo meu coração bater forte.

Eu nem sabia o que tinha dado em mim... eu só sabia que eu precisava chorar...

Eu o abraçei no intuito de esconder as minhas lágrimas... mas quando eu o abraçei... Eu me senti protegida....

-Não.... não pense nisso...-Falei engolindo o seco.

-Você não pode se apaixonar por um velho rabugento Mey....-Falei olhando pro nada.

Mas por que meu coração bate rápido quando eu sinto os seus braços ao redor do meu corpo??...

Ou quando eu encaro aquele olhos que a qualquer momento parecia que iriam me atacar....

-Não Mey isso é normal... pare de pensar em besteiras... Você tem que se preocupar no que está acontecendo com você....-Falei levantando da cama e sentindo um frio.

Olhei em direção a janela e vi que estava nevando lá fora...

Cheguei perto da janela e coloquei a mão no vidro lembrando das palavras da criança....

-Afinal quem sou eu??....-Falei olhando pro meu reflexo no vidro.

E como um Baque veio em minha mente a única pessoa que poderia responder essa pergunta...

-Duque...-Falei sorrindo pegando o coberto e me enrolando no mesmo.

Antes que eu saísse correndo em direção a porta eu vi uma carta em cima da cômoda..

-O quê é isso??...-Falei pegando a mesma na mão e lendo.

Carta......

"Não saia do quarto enquanto eu não chegar...."

Ass: Heisenberg...

(Afinal... Pra onde ele foi??...)-Pensei olhando a carta.

-Pare de pensar nele Mey....-Falei batendo na minha cabeça e lendo a carta de novo.

-Até parece que eu vou ficar aqui no quarto o dia todo...-Falei colocando a carta em cima da cômoda.

Corri em direção a porta e abri a mesma...

Sai correndo pelo corredor tentando me localizar...

O castelo estava todo em silêncio... não se ouvia nem um piu ali....

Vi as escadas que desciam no andar de baixo..

-E pensar que isso é igual a do jogo...-Falei sorrindo e descendo as escadas.

Assim que eu desci as escadas eu escutei um barulho vindo da sala onde ficava o Duque....

-Bingo...-Falei dando um sorriso de canto descendo um pouco de escada que tinha ali e fui em direção a sua porta.

Assim que abri eu dei de cara com o Duque tentando pegar alguma coisa...

-Duque??...-Falei chamando seu nome e vendo o mesmo olhar em minha direção.

-A aí está você... achei que você estivesse morta...-Falou Duque sério olhando pra mim.

-Eu também achei...-Falei indo em sua direção e ficando de frente pra ele.

-Então o que deseja??...-Falou o Duque curioso.

-Duque eu preciso de resposta...-Falei olhando pro lado e depois pra ele.

-Respostas??... sobre o que??...-Perguntou sem entender.

-Sobre mim... o que eu sou?? e o que raios eu estou fazendo aqui??...-Falei me ajeitando de baixo da coberta.

-Por que acha que eu poderia responder essa sua pergunta??..-Falou Duque em uma voz mais séria do que o normal.

-Por que você a minha única esperança...-Falei abaixando a cabeça.

-Bem por que você não vai mais afundo??...-Falou Duque fazendo eu levantar a cabeça em sua direção.

-Mais afundo??...-Perguntei sem entender a que ponto ele queria chegar.

-Vai me dizer que você nunca viu uma porta vermelha??...-Falou Duque virando um pouco a cabeça pro lado.

(Porta vermelha??....)-Pensei lembrando de uma única porta vermelha que eu vi na minha vida.

-Está falando da porta do meu quarto quando eu era criança??...-Falei olhando pra ele.

-Quem sabe....-Falou Duque sorrindo.

(Eu nunca tinha reparado se tinha alguma porta vermelha....)-Pensei engolindo o seco.

-Mas o que a porta do meu quarto tem a ver com isso??...-Perguntei perdida.

-Isso pequenina é com você...-Falou Duque sorrindo.

Dei meia volta e sai do quartinho fechando a porta e encostando na mesma....

-Porta vermelha....-Falei olhando pro nada.

Antes que fizesse alguma coisa eu escutei um barulho de algo quebrando vindo de algum lugar....

Resolvi ir em direção ao barulho... afinal não tinha muita coisa pra fazer ali....

Assim que eu cheguei no lugar onde veio o barulho eu encontrei as meninas andando de um lado para o outro....

-Cassandra pega aquilo pra mim??...-Falou a Bela apontando pra alguma coisa e misturado algo na panela.

-O quê vocês estão aprontando??...-Falei vendo as mesmas pararem o que estavam fazendo e olharem assustadas pra mim.

-N-nada...-Falou as três se olhando e ficando na frente da panela.

-Sei... o que vocês estão escondendo aí atrás??...-Falei levantando uma sombrancelha sabendo o que elas estavam escondendo.

-N-nada de mais... só estamos aqui... olhando pra você....-Falou a Daniela sorrindo torto em minha direção.

Andei em direção a elas e as mesma saíram do lugar revelando a panela...

-Não estavam fazendo nada??...-Falei olhando pra elas e vendo as mesmas abaixarem a cabeça.

Olhei dentro da panela e me surpreendi....

-Vocês estão fazendo sopa??...-Falei dando um sorriso olhando pra elas.

-Na verdade estávamos tentando...-Falou ela mostrando o livro de receitas.

Peguei o livro de receitas e vi que o mesmo era de um cara bem extravagante....

(Com certeza esse livro é pra matar a pessoa e não saciar a fome dela...)-Pensei sorrindo abrindo o livro e olhando a receita da sopa.

-A mamãe disse que você é humana e deve comer comida de humanos... então pedimos ajuda ao Duque que deu algumas coisas e o livro de receitas..-Falou a Cassandra olhando pra mim.

-Ele cobrou de vocês não foi??...-Perguntei sorrindo e vendo as mesmas balançarem a cabeça pra cima e pra baixo.

-Uma regra meninas...-Falei tirando o coberto dos meus ombros dobrando o mesmo e colocando ele em cima de uma cadeira.

-Nunca confie em um cara extravagante....-Falei mostrando o homem da capa e vendo as mesmas rirem.

Arregassei as mangas da blusa que eu estava usando e as mesmas me olharão torto...

-O quê você está fazendo??...-Falou as três em conjunto.

-Vou ensinar a vocês a como fazer uma sopa de verdade...-Falei rindo e jogando o livro na pia.











~~~~~~~~~~x~~~~~~~~~~~~~



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...