História Against the rules - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Madison Beer, Ryan Butler
Tags Criminal, Romance
Visualizações 57
Palavras 3.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


PORRA !!!! EU AMEIIIII ESCREVER ESSE CAPÍTULO !!!! Eu realmente queria continuar a escrever um pouco mais mas acho que ficava um pouco grande , então deixei o resto para o próximo capítulo que será em breve.
Espero que gostem , boa leitura.

Capítulo 33 - "Único objetivo"


"Você não pode retirar o que disse , eu sei. Já escutei tudo isso antes, umas milhões de vezes. Não sou de ser esquecida, você sabe. Não acredito , não acredito nisso". - Selena Gomez ( Same Old Love )

Sei que todos vão pensar que simplesmente aceitei essa "proposta" porque queria , porque realmente estava começando a ficar com ele. Sinceramente , isso seria a coisa mais estúpida do mundo.

A minha mãe morreu e eu ainda nem sabia o que era lutar para ter as minhas próprias conquistas. Não consegui sequer me despedir dela , e isso foi algo que realmente me deixou na merda. Ela sem dúvida era pessoa em que mais confiava e amava , e a perder foi a minha ruína.

Eu entendi perfeitamente o lado do meu pai , a mulher por quem ele lutou toda a vida , a mulher que roubou o seu coração... a mulher que jamais iria ser substituída , morreu.

A sua vingança tava longe de acabar , ele queria matar desesperadamente a pessoa que a matou. Porém acabou por ele também ir pelo mesmo caminho , e pelo menos tinha um lado bom no final dessa história... os dois finalmente vão poder ficar em paz e juntos para sempre.

Obviamente que todos os capangas do meu pai não ficaram nada contentes ao descobrir que o seu chefe também tinha morrido , e então a única opção para eles foi vingar a morte dele. Mas para isso precisavam de um líder. Alguém que tivesse a sede de vingança tanto quanto eles. E foi apartir desse mesmo momento que a vontade incontrolável de encontrar a pessoa que fez isso com os meus pais cresceu dentro de mim. De o matar , mas torturar antes , esfaquear , retirar cada parte do seu corpo bem lentamente , dolorosamente.

Balancei a cabeça , afastando esses pensamentos , que por mais que fossem horríveis , sempre iriam fazer parte da minha vida.

Ter novamente o desprezo de pisar o mesmo lugar do que Bieber é algo que realmente não me agrada. Estava decidida a não me colocar em seus assuntos , nem mesmo na sua vida. Simplesmente iria estar em sua casa como se fosse uma estátua. Não faria nada que fosse além do que eu realmente queria saber. E sei perfeitamente que homem ignorado é pior do que levar um tiro no cu. E Justin era totalmente possessivo e controlador , sempre quer que todos façam apenas o que ele quer , e caso isso não aconteça... bem , ou a pessoa definitivamente morre ou então... não , realmente a pessoa só morre , Justin não gosta de deixar nada pela metade.

Respiro fundo antes de novamente entrar na sua residência , que mais deveria ser chamada de "casa do diabo" , pois eu estava caminhando em direção ao inferno , literalmente.

Justin destrava a porta com facilidade , deixando-me passar em sua frente , e claro , como eu sou uma pessoa muito inteligente nem sequer pensei na possibilidade disso ser apenas para dar um bom tapa na minha bunda. O fuzilei com o olhar , totalmente puta com a situação e ele simplesmente ri descaradamente. Eu já falei que o odeio ? Sério , eu acho que agora até é consideravelmente insuportável estar até perto dele sem ter vontade de o matar.

Passo lentamente pela entrada da sua mansão , dando uma boa olhada ao redor , simplesmente conferindo se estava tudo no lugar de antes , e realmente estava.

Depois da entrada , tinha as escadas que davam ao primeiro andar da casa. Logo em frente ficava a sala , onde em menos de segundos os meus olhos pousaram e já senti alguém me abraçar tão fortemente , que me fez cair para trás e acabar por bater com as costas no chão.

- Sua filha da puta , tive saudades. - Liz diz depois de quase me esmagar. Ela solta uma risada , a qual eu tanto senti falta nessas últimas duas semanas que se passaram.

- Eu também , vadia. E acho que você vai ter que me atuar durante um bom tempo. - respondo olhando disfarçadamente para trás , encarando Justin , que revira os olhos por ainda estarmos abraçadas no chão.

Depois de alguns segundos , Liz finalmente solta o meu corpo , e antes que eu podesse sequer pensar na possibilidade de respirar direito , Chris já chega perto do meu corpo , o olhando de cima a baixo. Literalmente , cada mínimo detalhe , e ainda fazendo eu dar um voltinha na sua frente , o que por incrível que pareça me fez rir alto. Ele não muda nunca.

- Gostosa. Senti até saudades de ver essa sua bunda enorme rebolando pela casa. - Chris ri me abraçando logo em seguida. Mas parece que alguém não gostou muito de presenciar esse momento , mas sinceramente ? Ele não manda em mim. E eu acho que já falei isso pelo menos duas vezes.

Vou em direção aos garotos , que estavam atentos no jogo que passava na grande TV , mas logo desviaram sua atenção para mim.

- Até que também senti saudades de ver você gritando com o Bibs pela casa inteira. - Chaz diz , engraçadinho como sempre , pequenos detalhes nunca mudam. Ele me abraçou também , e como Chris , deu uma boa olhada no meu corpo , principalmente nos meus peitos e pernas.

- Você fez plástica ? Sério , é que está parecendo mais feia do que já era antes. - Ryan solta essa piadinha totalmente sem graça. Mas parace que Justin achou uma graça enorme , já que largou o celular apenas para rir junto com Ryan. Me pergunto se esses dois já não ficaram de quatro um para o outro. A intimidade entre eles é enorme.

- Sabe , eu fiquei com pena de você ser o único aqui que é feio , por isso decidi ser como você , só para não se sentir sozinho nessa. - pisquei para ele , que ri e revira os olhos logo em seguida.

- Angel... - alguém pronuncia o meu segundo nome , e apenas uma pessoa sabia disso , e não... não foi Bieber que me chamou. Então me pergunto-me como ela sabia disso , já que nunca havia comentado isso com ela antes. - Eu comprei tantas coisas. Sério você precisa experimentar comigo. Aaaaaa... podemos fazer um desfile. - Liz de empolga um pouco... um pouco ? Isso nem chega perto do que aquela mente perturbada pensa em menos de cinco segundos.

- Liz , sinceramente, não estou com paciência para fazer isso. Espera , como você sabe o meu segundo nome ? - pergunto realmente confusa desta vez , e ela simplesmente solta um "ups" e olha diretamente para Bieber , que revira os olhos.

- Digamos que Justin se entusiasma um pouco quando fala sobre você. - Chris levanta levemente os ombros e depois relaxa novamente , meio incomodado.

- Tipo ? - pergunto.

- O tipo que primeiro fala que você é uma puta. Que só sabe fuder com a vida dele , que é uma vadia sem experiência porque o fez broxar no momento... - O         que ?

- Filho da... - não termino de falar quando Chaz me interrompe para acabar de falar.

- Segundos depois começa a nos falar coisa sobre a sua vida , que ele descobriu. Ou ele te odeia profundamente ou tu é puta vip dele. - Chaz solta novamente uma piadinha , e dessa vez não me controlo , pois a raiva estava bem estampada no meu rosto , era evidente.

Ele me humilhou para os garotos e para a Liz , literalmente falou coisas que ninguém poderia saber , e sim , isso também conta para o meu segundo nome , porque eu o odeio , não só pelo facto de não ter nada haver comigo como também é feio.

Ele se acha espertinho não é ? Até disse que broxou ? Comigo ? Meu , ok que eu não tenho experiência quase nenhuma com isso mas porra... eu nunca o fiz broxar , até ele mesmo disse que só de olhar os meus olhos ficava excitado.

- Então quer dizer que eu te fiz broxar , Bieber ? - dou ênfase no seu nome , fazendo com que ele parasse de fazer o que estava fazendo no celular para me encarar. - Hummmmm... - deixo esse simples som sair da minha boca , no princípio era porque simplesmente estava a fingir pensar , mas acho que Justin imaginou isso mais como uma gemido , já que se remexeu desconfortável no sofá. - Ryan ? Chaz ? Chris ? Qual de vocês quer experimentar me tocar ? Só para ver mesmo se eu faço as pessoas broxar. - todos responderam um "sim" muito alto , alguém me diz que esses três não estão desesperados por sexo. Justin encarou tudo muito sério , tão sério que me fez quase até desistir da ideia , já que olhava tudo como se não se importasse realmente com quem eu podesse ficar , mas era evidente as veias dos seus pescoço comecarem engrossar.

Começo a caminhar lentamente na direção dos garotos , que me olhavam atentos e totalmente ansiosos para saber quem eu "escolheria". Acho que todos sabem que a minha amizade com o Chris amentou muito desde da primeira vez que pisei esse lugar , então tecnicamente era óbvio que eu escolheria o Chris , mas acho que o Ryan e o Chaz não tinham muita certeza disso.

Antes de me sentar sobre o colo de Chris , dou uma rápida olhada para trás , vendo Justin se endireitar sobre a poltrona para poder ver tudo com mais atenção. Liz me lança um olhar malicioso e já podia até imaginar o que ela queria dizer neste exato momento , "vai vadia , rebola gostoso nele para o Bibs ficar com o cu nas mãos".

Sento bem lentamente sobre o quadril de Chris , o vendo sorrir largamente , um sorriso um tanto engraçado como malicioso. Ryan e Chaz bufaram alto , bem alto , começando a soltar uns palavrões por não terem sido eles.

Coloco as mãos de Chris na minha cintura , mas logo uma delas sobe um pouco mais e fica nas minhas costas. Ia começar a rebolar lentamente sobre ele , mas isso nem sequer foi necessário , o que me surpreendeu , já que Chris já estava totalmente duro sem eu ter feito quase nada.

Comecei a rir alto , sendo acompanhada por Liz e Chris , que logo encarou o seu próprio membro e deu de ombros encarando Justin , se fazendo de inocente por ter ficado assim tão rapidamente.

Ia começar a falar , mas Justin se levantou , e eu até acho que deixou rastros de fogo por onde ele passava , porque ele estava mais do que puto , e irritado . É kelly , você vai morrer e ainda invocou o demônio.

- Sobe para o meu quarto , agora. - ele gritou com todos o encarando após agarrar meu pulso com força , e não , não era uma força que fosse suportável , era uma força que era totalmente desconfortável e insuportável , chegava até a queimar a minha pele , pelo jeito agressivo que ele me agarrava. Mas não , nada do que aconteceu antes se vai repetir se é isso que ele pensa. Eu vim para cá com apenas um único objetivo , e esse objetivo não envolve ele me comer e me usar depois , mas sim apenas descobrir tudo por de trás da morte dos meus pais.

- Ela vai comigo , Justin. - Liz responde no mesmo tom de voz do que Bieber.

Liz poderia ser a garota mais louca à face da terra , mas nunca , jamais , ninguém a enfrentou. Ela era totalmente o aposto quando se tratava de algo sério , que envolvesse o gangue ou fosse perigoso. Ela age pelas próprias ações , era controladora , impulsiva e manipuladora. Sem dúvida ela consegue se tornar uma completa mafiosa quando algo não lhe agradava. E eu juro , que quando presenciei esse momento eu fiquei assustada e ao mesmo tempo espantada.

- Quem manda aqui porra ? - Bieber gritou mais alto ainda , mas os garotos pareciam já estar acostumados com isso e simplesmente continuaram a assistir o jogo de basquete que passava na televisão. - Isso mesmo , eu ! Então quanto eu digo alguma coisa você e resto obedecem às minhas ordens.

- Cala a boca , Justin. Que daí a única coisa que saí é merda. Vê se controla esse teu lado possessivo e deixa a garota em paz. - Liz continuou a enfrenta-lo sem preocupações nenhumas , e             sinceramente ? Eu estava com medo de onde tudo isso poderia acabar.

- Filha da puta. - Justin passava a mão pelos cabelos , tentando desesperadamente encontrar uma maneira de se controlar. - Tu vai conversar comigo depois , vadia. E juro que se eu não te estuprar inteirinha é porque tu tem muita sorte. - ele responde apontando para mim e se ajeitando novamente no sofá , enquanto pegava sua carteirinha com os cigarros e acendia um.

- Meu , se controla. Ela não fez nada demais. E não é como se você se importasse com isso no final das contas. - Chris comentou , enquanta mantinha o seu olhar entre mim e o jogo.

- Claro , tu dizes isso porque gostaste de ficar com a bunda dela enterrada no teu pênis. - Bieber respondeu sério enquanto deixava a fumaça sair dos seus lábios. Essa conversa já estava começando a me deixar irritada. - Ela é gostosa não é ? E a bunda enorme que ela tem ? Te deixou de pau duro só de olhar nos olhos verdes dela não é mesmo ? - Justin era muito filho da puta , e eu achava que restava um pouco de respeito nele , mas a única coisa que existe é maldade. - Mas sinto informar que eu vou ser o único a entrar naquela buceta apertada pra caralho. - Chega. Ele acha que é quem para falar de mim asssim ?

Justin aperta a sua mão num punho , e eu tenho certeza que ele estava se controlando para não fazer nada com Chris.

- Deves achar que o único pênis que existe no mundo é o teu. - digo ironia. - Mas eu realmente acho que ainda não entendes bem o que eu quis dizer antes. - ele ignora tudo o que eu digo mais uma vez , ele deve achar engraçado me ver assim , só pode. - Eu posso ficar com quem eu quiser. Com o Chris o Taylor com... - Justin se levanta repentino , não me deixando acabar.

- Quem é o Taylor ? - Isso mesmo Kelly , tu só fode com a tua vida. Eu acho que merecia mil tiros por cada merda que saí da minha boca.

Como ele fez , o ignoro e passo por Liz , a empurrando pelas escadas rapidamente.

Em poucos segundos chegamos no terceiro andar , havia um quarto andar , apenas com uma porta no final do corredor , mas nunca ninguém sequer entrou lá , e bom , a minha curiosidade fala sempre mais alto , mas realmente hoje não estava com cabeça para nada.

- Posso ficar no seu quarto ? - pergunto. Liz apenas balança a cabeça positivamente enquanto deixava um sorriso enorme realçar o seu rosto.

Finalmente entramos no seu quarto , e nem sequer reparei nos novos detalhes do mesmo , apenas me joguei em sua cama enorme e redonda , suspirando baixo.

- Ele é um imbecil. - digo por fim.

- Descobriu isso sozinha ou pesquisou no Google ? - Liz debochou.

- Como você aguenta ?

- O que ?

- Meu , eu acho que me mandava da janela se tivesse que conviver com ele mais do que um ano. - respondo séria mas Liz ri e balança a cabeça.

- Acho que o pau dele me enfeitiçou quando... - me remexi desconfortável , não era por Liz ter acabado de confessar que já transou com ele , mas porque... sei lá , é estranho e talvez um pouco nojento saber que ele até com Liz já transou. Tenho medo de saber algum dia se ele também já transou a quarto , isso incluindo o Chaz , Chris e o Ryan. - Relaxa foi só cinco vezes. - Puta que pariu ? Cinco vezes ? Nem eu em toda a minha vida transei tanto.

Ok , o meu primeiro foi o Taylor , e não , depois dessa vez não aconteceu mais nada , eu realmente tive coragem de voltar à realidade e encarar a idiota que fui por ter me entregado a ele. E Justin... bom , transamos daquela vez em que fiquei bêbada e era a minha segunda vez que ficava com alguém , nem sequer senti dor porque estava realmente bêbada. Mas quando ele me trouxe para cá de novo , transamos após alguns dias , confesso que foi até um pouquinho doloroso , porque ele foi agressivo , e talvez pensou que já tivesse passado a face de não doer mais. E durante os dois messes não transamos , eu realmente acho que ele se interessava mais em me espancar do que me comer , e devo agradecer por isso ? Calro que não né Kelly. E por fim , transamos hoje , mas isso foi porque tinha realmente de achar alguma maneira de retirar os seguranças dele do meu prédio , o que não teve muito sucesso.

Então , realmente só transei quatro vezes na minha vida , e até agora me arrependo profundamente de cada uma delas.

- Liz , não quero saber o que vocês já fizeram em quatro paredes , obrigado. - respondi séria , encarando a parede ao lado.

- Sabia que ele...

- Liz. -  grito , e ela até se assusta um pouco. Qual é. Eu realmente não quero saber dessa merda.

- Sabia... você está com ciúmes.

- Ai meu deus... - eu me levanto rapidamente da sua cama , a encarando irritada. - Qual é o seu problema ? Eu já falei uma milhão de vezes que não quero saber. Eu tenho apenas um objetivo Liz , e não incluí o idiota do Bieber. - grito , enquanto o meu peito subia e desci rapidamente.

- Tudo bem... não está mais aqui quem falou. - ela revirou os olhos , levantando os braços em forma de rendimento.

- Olha , é sério , me desculpa por ter gritado contigo mas porra... eu não perciso realmente saber o que vocês já fizeram , ele continua a ser o meu inimigo Liz.

- Então , eu também sou sua inimga ? - tecnicamente sim , mas acho que a nossa amizade vai além dessa barreira , pensei.

- Não Liz. - bufei. - És uma das minhas melhores amigas , eu jamais iria te considerar assim. - Isso mesmo Kelly , acabaste de deixar o teu lindo orgulho de lado para dizer a coisa mais melosa em tua vida.

- Sua puta. - ela responde se levantando , caminhando em minha direção , e logo depois me abraçando como se não houvesse amanhã , e sinceramente ? Foi o melhor abraço que já recebi.

- Também te adoro. - respondi ainda com os braços em volta do seu corpo , enqunto ela ria e eu também.

Era momentos como estes que eu por vezes queria reviver , mas acho que a vida nos dá momentos bons e maus precisamente para sabermos lidar com as coisas no final.


Notas Finais


Espero que tenham gostado , e claro...
( Lá bem a porra dessa garota chata falar para nós comentar )
Eu sei , eu sei , mas fazer o que ? Eu amooooooo ver o que vocês acharam.
Beijossssss
Até ao próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...