1. Spirit Fanfics >
  2. Against the rules >
  3. Tocada

História Against the rules - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Sei que demorei muito mas tá aí 🎞️ 📍
Se comentarem fiquei feliz mas não estou exigindo 🎞️📍
Boa leitura a todos 🎞️📍

Capítulo 4 - Tocada


Fanfic / Fanfiction Against the rules - Capítulo 4 - Tocada

Acordo com dor em todo meu corpo,vejo hematomas e quando percebo pelo tato estava nua,estava em lugar frio e escuro como um calabouço e enquanto eu me levantei para ver oque estava acontecendo acabei pisando em algo cujo não sabia oque era por que ali não havia iluminação alguma,apenas toco o chão tocando no que estava no chão e sinto cheiro de sangue,que diabos é isso

-Ela está desaparecida dês de ontem,ela estaria aqui?-diz uma voz feminina distante de onde estava

-Podemos ver se você quiser-diz uma voz masculina também distante e logo ouço barulhos de paços se aproximarem de mim e estava com medo de quem poderia ser 

-Filha? Você está aí?-diz a mesma voz feminina e eu logo reconheço ser minha mãe 

-Mãe! Estou aqui!- gritei o mais rápido possível na esperança de ser ouvida por alguém e parece que deu certo, alguém tenta abrir a porta porém está trancada 

-Abra!-ordena minha mãe e logo percebo que estou nua e um homem irá me ver nua, então rapdamente tento cobrir meu corpo com as mãos até ouvir o barulho de chaves e ver a posta se abrir,ver a claridade entrar naquele cômodo de um certo modo encomodo meus olhos mas permaneço de olhos abertos

-Pode ir-diz minha mãe se referindo ao homem e ela vem em minha direção com a feição preucupada, ouço os passos do homem subir as escadas indo embora assim me deixando sozinha com a minha mãe naquele cômodo

-Filha? Oque aconceteu com você? Você está bem? Esss sangue é de quem?-pergunta minha mãe desesperada e logo olho para os lados vendo o sangue no chão, não era muito mas ainda era sangue e ele estava seco 

-Eu não sei..-digo baixo assutada 

-Diga oque aconceteu?-ela insiste 

-Eu já disse que não sei!-corrijo meu tom de voz -Eu não lembro de nada,apenas acordei aqui com dor no corpo inteiro e no dia anterior eu estava no jardim até desmaiar-completo e ela parecia assutada 

-Você está me dizendo que foi tocada?- diz minha mãe e logo cai a minha ficha,eu fui tocada! E se eu estiver grávida? Começo a andar para um lado para o outro em desespero

-Se vista-ordena minha mãe e antes de me pronunciar ela rasga uma parte de seu vestido com as mãos me entregando,e assim me cubro com aquele pedaço fino de pano -Suba para o castelo e eu resolvo isso com o seu pai e seu irmão-diz minha mãe e senti minhas pernas trêmulas pois sabia que coisa boa não ia acontecer.Assim faço,subo as escadas indo para o castelo novamente tomando o máximo de cuidado para não ser vista por algum familiar,seria vergonhoso

Assim que chego em meu quarto tranco na porta e logo vou tomar banho,tiro o pano que eu estava me cobrindo e enchi a banheira com água quente e espuma,entro na banheira e sentir aquela água quente e espuma era calmante porém não conseguia ficar calma em saber que possivelmente estou grávida de um homem que eu não sei e que vou me casar daqui a dois dias.Após o banho me troco e ouço batidas na porta 

-Vossa senhoria?-diz Lucy dando batidas na porta

-Pode abrir-digo terminando de ajeitar as roupas e assim ela faz 

-Estão nos chamando no escritório do vosso senhoria-diz Lucy e eu assenti já sabendo doque as tratava,sai do quarto acompanhada da mesma até ir para o escritório de meu pai onde estava meu pai,minha mãe e meu irmão e assim que olham,minha mãe me olha preucupada e meu pai e meu irmão de uma forma séria 

-Quem deveria ter prestado mais atenção na Audrey?-pergunta meu pai sério e Lucy abaixa a cabeça

-Eu-diz ela baixo 

-Quem deveria vestir roupas mais longas para não provocar os homens?-pergunta meu pai olhando para mim 

-E quem disse que tem haver com a roupa?-digo séria e ele serra os punhos

-Nós homens temos necessidades, vocês se vestindo assim estão pedindo-diz meu pai se levantando

-Então segurem as suas necessidades porque eu não sou obrigada a fazer uma coisa que eu não quero e outra coisa,eu estava usando um vestido comum-digo trincando o maxilar 

-Des de quando me responde assim? Você é uma mulher e eu sou um homem-diz meu pai com um tom de superioridade

-E se você estiver grávida?-pergunta minha mãe

-Ela vai matar esse bebê, não vai?-pergunta meu irmão 

-Eu não sei!-digo já nervosa 

-Você quer criar essa aberração?-diz meu pai furioso

-Não! Eu não quero,eu não pedi para ser estrupada,eu não queria que isso tivesse acontecido-digo segurando as lágrimas

-Usasse roupas maiores-diz meu pai e quando eu ia agurmentar meu irmão diz 

-Oque o seu marido vai pensar ? Que você é suja?-diz meu irmão

-Eu não me importo-digo 

-Filha... você só está estressada,pode subir para o quarto..eu converso com o seu pai-diz minha mãe e eu assinto saindo dali junto de Lucy logo ouvindo gritarias

-Desculpa,eu devia ter tomado mais conta de você-diz Lucy chorando

-Não foi culpa sua-a abraço -Vamos subir-completo e ela assente.Já no quarto eu a convido para se sentar 

-Eu lembrei de uma coisa que talvez vá afastar esses sentimentos ruins de você-diz Lucy com um sorriso 

-Ok então-digo me sentando na cama e ela sai do quarto e após alguns segundos volta com um jogo de tabuleiro que brincavámos quando eu era menor 

-Jogos de tabuleiro-diz Lucy balançando a caixa e eu sorri,nos sentamos no chão e começamos a jogar 

-Lembra quando foi no balançando pela primeira vez?-pergunta Lucy dando uma risada baixa

-Lembro..eu cai-rio

-E quando você correu pela casa derrubando tudo-diz Lucy e eu rio,eu tinha sete anos

-Aos 12 eu não queria ler livros vc sem gravuras-digo e ela assente

-Ganhei!-diz Lucy e eu cruzo os braços

-Não vale!mais uma rodada-digo e assim fizemos




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...