História Ágape - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 307
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Alguém notou minha falta de criatividade para criar nomes ? Sério, o nome do filósofo "Álies" é literalmente "Seilá" só que ao contrário! Enfim, boa leitura para você meus queridos leitores >.<

Capítulo 3 - Encontro parte 1


Fanfic / Fanfiction Ágape - Capítulo 3 - Encontro parte 1


Alyala
"Miserável, eu nuncca vou te perdoar! Você matou meu único amigo e eu sequer tive a chance de saber o nome dele antes dele partir... morra! morra!" Eu estava em prantos,
naquele momento eu que minhas palavras o ferisem mais doque ele tinha me ferido...
Henric
Por um segundo eu fiquei hipnotizado por aquela imagem e então recobrei-me sem entender ao certo oque estava acontecendo mas de um coisa eu sabia...
"Então alguém apareceu pelo velho, que sorte a minha ele ter deixado algo para que eu cuidasse disso" A arma em minha mão pesava, não pelo objeto em si mas por ter que aponta-lo para ela
Alayla
Ele era frio, a pior pessoa que eu poderia ter visto e encontrado. Poderia Deus amar alguém como ele? Eu... eu não sabia mas eu entendia que eu devia tentar e então
eu caminhei em sua direção, secando minhas lágrimas mesmo sabendo que ele poderia puxar o gatilho a qualquer momento... eu... eu cheguei perto dele e falei :
"Você é a criatura mais distante do amor, nunca poderia aprender a amar ou entender oque significa essa palavra... você cometeu suicidio esta noite"
Henric
Porque minha mão tremia? Apenas puxar o dedo resolveria meu problema naquele momento mas eu a deixei aproximar... mas então ela disse aqui e me lembrou dele... pai...
"Amor ? Não existe amor nesse mundo, apenas descriminação e isso é oque há, ninguém sabe amar ninguém... ninguém ama ninguém" Eu não conseguia matar ela mas oque eu poderia
fazer ? Fugir ?
Alayla
"Louco!" Eu tinha pensado, eu não iria convercer ele com minhas palavras mas eu poderia...
Henric
"Oque ela está fazendo?" Eu fui surpreendido quando ele fechou seu olhos e abriu seus braços e deu seu passo para que o cano da arma se pusesse em seu peito
Alayla
"Eu te amo!" 
 


Notas Finais


É sempre um grande avanço para um casal dizer "eu te amo" no primeiro encontro não é mesmo ? Bem, talvez mesmo eles tiveram um pouco de sorte por se conhecerem assim considerando todas as circunstancias. Neste mundo, ou mais especificamente nesta cidade é comum que mulheres sejam obrigadas a se casar ou a ter filhos contra a vontade delas, não há nenhuma lei ou regulamentação para mulheres de 25 anos que proíba isso. Aliás, originalmente está fanfic era pra ser uma one-shot, porém decidi prolongar a história devido ao fator "Betas Readers" que me deu esperança de melhorar meus texto, bem isso ainda não aconteceu mas eu aguardo que algum deles possa me ajudar e melhor essas história para vocês! Até o próximo capitulo e tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...