História Agenda Proibida - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari
Tags Itasaku, Sasusaku
Visualizações 33
Palavras 3.146
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora pessoal, espero q gostem kkk.

Capítulo 9 - Descobrindo segredos


Fanfic / Fanfiction Agenda Proibida - Capítulo 9 - Descobrindo segredos

Pov's Sasuke 

Cheguei na festa e tive que pegar uma pulseira não era de costume mas a dona da festa chamada Tenten disse que tinha gente nova e talvez não aceitariam vir a festa com o propósito uma swing normal.

Fui para o bar, para mim entrar no clima, acabei encontrando a rosada e olhei direto para o seu pulso.

- Olha vejo que você também escolheu a roxa. - sorri de lado.

- Pra você essa roxa significa o olho roxo que eu vou te dar se não sumir da minha frente! - olhou zangada pra mim, depois ela fez uns movimentos com a boca, não vou mentir meu pau se animou só de ver ela mordiscando a boca.

- Vejo que já comeu um desses. - mostrei o bombom que tenten me deu.

- Hãm? O que isso tem haver? - perguntou e ao mesmo tempo pediu uma bebida com um sinal para o garçom.

- Esse bombom é especial, tem algumas coisas que despertam a excitação das pessoas e melhoram seu desempenho sexual, sabe coisas afrodisíacas. - expliquei.

- Porque Tenten me deu algo assim? - me perguntou em voz alta.

- Bom querendo ou não essa festa é uma festa de "prazeres", festas de swing rolam de tudo, orgias, sadomasoquismo e etc... - dei um gole na minha bebida. - Você cometeu um erro terrível de ter pegado essa pulseira.

Sussurrei no seu ouvido e sai levando -a para cima onde tinha vários quartos.

- Tá perdendo o juízo, o que pensa que está fazendo? - estava subindo as escadas puxando sua mão para não se perder de mim, fora que tem vários abutres aqui que adorariam tentar algo com a rosada, não vou deixar ninguém chegar perto dela.

Chegamos num quarto, estava perfeito para tudo que eu estava imaginando fazer com a rosita, tinha um poste de polidance, uma cama enorme, um frigobar e uma mesa cheias de acessórios sexuais.

- Como eu adorei a sua escolha de pulseira. - falei passando a mão pela a mesma. - Espero que tenha lembrado do meu presente.


Eu estava por trás dela, minhas mãos iam aprendendo sobre cada parte do seu corpo e como adorava as suas curvas, seu corpo e o mais perfeito que já tive em minhas mãos, depois minha boca entrou na brincadeira, estava distribuindo beijos no seu pescoço e mordiscando de vez em quando. Estava apertando mais meu corpo ao seu, ela estava entregue.

- Adoro o seu perfume. - escapou, virei ela e eu olhei em seus olhos, fiquei parado e ela que se lançou para tomar os meus lábios.

Eu agarrei em sua cintura e ela colocou seus braços em meus ombros, o beijo estava intenso meu pau já estava latejando, de repente vimos um flash e no assustamos.

- Brinde de recordação! - Tenten falou balançando uma foto polaroide e deixando numa escrivaninha perto da porta. - Podem continuar, aproveitem!

- Te achei Tenten, ah eai Saky! - Não gostei desse cara está falando com a rosada mas gostei do apelido. - Nossa que partidão em saky, aproveita bem esse corpinho maravilhoso.

- Ei tá desejando o corpo alheio? Tá traindo eu e o neji? - Tenten disse brava.

- Claro que não minha Pucca, já tenho sorte de ter vocês dois. - fiquei confuso nessa parte.

- Bom vamos atrás do neji, tomem mais uns bombons caso tenha broxado depois dessa interrupção kkkkk. - ela jogou um saquinho cheio desses bombons.

- Pode deixar vamos aproveitar bastante! - falei.

- É assim que se fala! - após isso eu andei até a porta e a tranquei.

- Agora quero ver você dançar pra mim. - falei pegando uma bebida e sentando na cama.

- Ah vai sonhando! - andou até a porta mas a chave não estava lá.

- Procurando isso? - mostrei a chave em minhas mãos.

- Me dá esse troço! - estendeu a mão.

- Vem pegar! - disse enfiando no meio das calças.

- Eu te odeio! - falou vindo até mim. - Pensa que eu não tenho coragem de tirar ela daí.

- Tenta tirar com a boca vai ser melhor.... - fui surpreendido com a mão dela na minha cara.

- Eu não sei quem você tá pensando que é seu playboy arrombado! - massageei o local do tapa ela bate forte, agarrei seu pulso logo em seguida.

- Olha aqui eu não admito que mulher nenhuma levante a mão pra mim! - fiz uma expressão séria, não levei um tapa desses nem da mamãe.

- E eu com isso, já tô de saco cheio da sua cara! - puxou seus braços mas eu não soltei. - Me diz o que você quer? é alguma disputa com seu irmão, que merda que você quer provar ficando comigo!

Isso acertou bem no fundo, nem eu sabia por que queria ela por perto.

- Toma pode ir embora! - entreguei as chaves, tudo que queria era ficar sozinho e pensar.

Ela saiu me deixando pensando em uma única frase "É alguma disputa com seu irmão, que merda que você quer provar ficando comigo!".

Não me sinto bem por estar fazendo isso com meu irmão, sei que ele pode ama-lá mas ela é bem diferente de todas as meninas que já fiquei ou namorei, posso dizer que ela é como se fosse meu camarada, no primeiro dia que saímos ela me deu um valioso concelho, primeiro de tudo ela me ouviu, não tinha muitas pessoas que fizessem isso por mim, tinha o Naruto mas ele mais grita do que me dá conselhos.

Fora que nunca desejei um corpo como o dela, nenhuma transa foi tão intensa quanto as nossas, diria que ela é a mulher perfeita pra mim, mas que merda tô pensando que nem um adolescente apaixonado, será que realmente me apaixonei pela ex do meu irmão?

Já chega não posso me entregar assim por uma porcaria desse sentimento, nem sei da onde veio essa porcaria, não tivemos nada romântico, foi só sexo é apenas Sexo, vamos ser apenas amantes escondidos, não vou ser burro de perder um corpo magnífico daquele pra qualquer um, só de pensar em outro a tocando eu já quero pega-lo pelo pescoço.

Deitei na cama e apaguei pensando em todas essas coisas.
Acordei com uma luz na minha cara, não fecharam direito a cortina que droga, mas é bom eu ir embora antes que todos acordem. Quando ia abrir a porta vi a foto tirada por tenten, guardei no bolso, pode ser uma boa recordação e uma dor de cabeça pra rosita.

- Você dormiu aí? - me surpreendi com a rosada dormindo encostada na porta.

- Que nada, alguém deve ter me expulsado do quarto pra querer transar e me jogou aqui! - desconfiei, pelo pouco que já a conheço sei que não dá o braço a torcer. - Ou foi obra da Tenten aquela amiga do demo, aí tô toda dolorida.

- É ela não parece ser muito normal, tem dois namorados. - complementou. - Vem eu te levo na sua casa.

- Só não recuso porquê quero ir pra casa mesmo. - falou vindo atrás de mim.

A viagem no carro teve um clima bem estranho, primeiro ela veio no banco de trás e não disse nenhuma palavra, quando chegamos no seu ap ela disse que eu tinha esquecida algo mais não me lembrava.

Subimos e ela disse que iria fazer um café, tirei minha jaqueta ficando com minha blusa branca por baixo. Depois de 3 min ela me chamou para a cozinha, nos servimos e ela começou a falar num tom diferente.

- Então, quer mesmo ficar no lugar do seu irmão? - não gosto quando ela fala desse jeito apesar de ser verdade. - Quer dizer melhor ter encontros planejados do que você brotando na minha vida parece capeta, se é que você não é...

- O que você quer dizer? - não sei onde ela quer chegar.

- Primeiramente me diz o que atraiu tanto você, mesmo as nossas transas terem sido um erro você ainda quer e tal... - deu um gole no seu café.

- Sabe eu sou um homem de muito bom gosto e gostei do seu corpo, gostei do jeito de como você age no sexo, bem diferente de outras com quem eu estive. - fui sincero mas não totalmente.

- Agradeço o elogio, adoro elogios pra falar a verdade, ainda mais se vem de um rodado como você kkkkk. - ela estava quase pra se mijar de rir. - Acho que sou boa mesmo você já deve ter ficado com metade das meninas do Japão e olha que são muitas kkkk.

- Sim eu tenho um "currículo" bem grande. - entrei no jogo. - Fora as viagens internacionais, aí soma mais 30 da França, 20 dos Estados Unidos, 15 do Brasil e...

Ela jogou sua blusa na minha cara, enquanto eu estava contando nos dedos, a rosada ficou com seus seios amostra com o sutiã do conjunto que lhe dei, essa imagem está muito melhor do que a minha criada na imaginação.

- Sabe que tudo o que disse só pode aumentar o meu ego em vez de sentir que você é um galã pegador mundial kkkk. - disse com uma voz sexy. - Se lembra disso, você tem um débito.

Falou apontando para lingerie e indo para o quarto, eu sabia o que ela queria.

Pov's Sakura 

Bom meus medos foram silenciados, qualquer mulher ficaria desapontada por um homem daqueles falar que só quer sexo mas eu fiquei seriamente aliviada kkkk, fazer o que á muitos anos não me apaixono por alguém, isso pra mim é uma perda de tempo.

Porém não me sinto bem fazendo alguns de capacho sexual e depois jogar fora, o Itachi não é o primeiro que se interessa por mim de um jeito diferente, já passei por esse problema umas 18 vezes kkk, da pena, não sou uma mulher ruim mais não me casaria só pra ver alguém feliz, posso passar anos me lamentando de ter partido mais um coração mas vou seguir minha vida de piranha com a companhia de ino.

Trouxe ele para o quarto mas ele não me deixou chegar até a cama me agarrando pela cintura.

- Você vai pagar caro por ter me deixado duro ontem e ido embora. - sussurrou no meu ouvido me fazendo arrepiar.

- Como se você fosse capaz de fazer algo. - brinquei com a sua cara ao mesmo tempo que o joguei na cama.

Pov's Sasuke 

Finalmente chegamos na parte que gosto, a rosada já começa cheia de atitude me jogando na cama, puxei ela que caiu em cima de mim, virei logo em seguida pra mostrar quem manda.

- Seu corpo ficou perfeito na lingerie que eu mandei. - falei passando de leve os dedos pelo sutiã. - E respondendo a sua pergunta eu sou sim capaz de fazer qualquer coisa.

Ela estava com um short aparentemente de pijama foi fácil rasga-lo, isso fez os olhos de saky brilharem, sei muito bem que ela gosta desses jogos perigosos, estava beijando sua boca e indo para seu pescoço de vez em quando.

- Espero que você não fique com essa mania, se não vou ficar sem roupa kkk. - falou enquanto eu estava depositando beijos em sua perna e aproveitando pra sentir aquele cheiro que só ela tem de cerejeira.

- Não precisa se preocupar, apesar de gostar da idéia de chegar aqui e você já está nua pra mim, eu posso comprar roupas novas pra você. - não entendi o que eu falei de errado mas alguma coisa motivou a rosada a meter o pé na minha cara.

- Olha eu não sou nenhuma puta pra você querer tá me dando dinheiro e presentes. - falou enquanto se levantava e tirava a lingerie. - A propósito pode levar!

Ela caminhou até o banheiro o que pra mim foi uma visão dos deuses, ver como seu bumbum se mexia enquanto andava mas pra tentar recuperar a transa fui atrás dela. Essa coisa rosa já estava de molho na sua banheira, não pensei duas vezes tirei minha roupa e entrei por trás dela.

- É... Foi mau ter dito algo ofensivo pra você. - comecei.

- Bom não é você o problema, eu sei como é ser as duas coisas praticamente. - Seu tom de voz era baixo transmitindo tristeza. - Tanto a garota que tem vários paqueras quanto a puta da esquina.

- Então quando você conheceu Itachi não era o acaso você estar naquele lugar? - perguntei.

- Bom aqui não, ninguém sabe disso. - se encostou mais em mim. - Lembra que eu disse que sou do interior?

- Sim. - senti que deveria abraça-lá mas na indecisão pus meus braços em sua cintura.

- Poise, não era uma vida muito fácil e eu comecei a ter muitos problemas com a minha mãe, o que me motivou a querer sair dali o mais rápido possível. - deu uma pausa para respirar fundo. - Não tinha muito trabalho no interior lá é mais plantações e eu ainda está no ensino médio não ia ter como eu conciliar escola e um trabalho na plantação.

- Entendo. - apertei mais contra mim.

- Teve um dia que um garoto da minha escola veio com essa história, "transa comigo e eu te pago tanto", no começo achei um absurdo mas fiz. - pegou na minha mão. - Quando cheguei aqui tentei mudar meu passado ou pelo menos esconde-lo mas precisei novamente de dinheiro e voltei para esse trabalho foi aí que conheci Itachi mas me fingi de desentendida como se não soubesse de nada.

- Faz sentido, não é algo que dê orgulho para muitas. - complementei.

- Você que deve ter tido sorte, nasceu num berço de ouro kkk. - soltou uma risada para deixar as coisas mais leves.

- Bom não é tão fácil também, normalmente você já tem sua vida planejada ou então você vive sobre os comandos dos outros. - pra falar a verdade odeio isso. - Quando eu era criança adorava me esforçar e tentar dar orgulho pro meu pai mais eu não queria o que ele queria fiz tanta coisa apenas por ele e mesmo assim Itachi ganha mérito apenas por respirar naquela casa.

- Acho que se eu tivesse irmãos séria complicado também. - falou meia perdida.

- Bom chegou uma época em que me fechei para todos e suas opiniões e ordens para como viver a minha vida. - isso me tirava do sério rápido, odeio pessoas que querem me dar ordens. - Agora só não estou mais pisando na bola, fazendo exatamente o que você me aconselhou.

- Ah olha só, seguindo meus conselhos kkkk. - ela se virou, ficando com suas mãos em meu peitoral e sua boca bem próxima ao ouvido. - Vamos aproveitar que ambos estão excitados e mandar esse clima chato pra longe!

Não precisou falar duas vezes pra eu fode-la ali naquela banheira, em meio aos movimentos ela disse que tinha a fantasia de transar em piscinas ou banheiras por isso precisou comprar uma, o que eu achei extremamente excitante agora toda vez que eu ver uma banheira vou lembra dela sentando e rebolando no meu pau enquanto geme o meu nome. Antes de irmos pra cama fiquei em seus braços aproveitando aquele momento.

[...]

Dormimos a tarde inteira, estava abraçado ao corpo dela que continua dormindo, mas acordei com o som irritante do meu celular.

*Ligação *

Sasuke: Argh, quem é?
Naruto: Hey teme preciso falar com você.
Sasuke: A Naruto vê se morre atropelado, agora não dá.
Naruto: hum tô achando que você tá com alguma garota, mas pelo mau humor a transa não foi boa.
Sasuke: A transa foi ótima mas não tem como ficar de bom humor com você ligando pra atrapalhar.
Naruto: Ah desculpa aê mais assim que acabar vem aqui no ichiraku é muito sério!
Sasuke: Já acabei dobe, só estava dormindo.
Naruto: Ah então vem logo aqui Mano, é urgente.
Sasuke: Se não for eu vou te matar Naruto!

Depois de uns 30 min cheguei no lugar que marquei com Naruto e ele tava lá. Demorei mais porque tive que passar na minha casa pra pegar roupa novas.

- Então? Anda desenbucha! - falei quando me aproximei.

- Oi pra você também. - falou emburrado.

- Tá tá, oi. - falei rápido.

- Como vai você? - me incentivou.

- Que caralho de como vai você fala logo arrombado. - dei um soco na sua cabeça.

- É tão engraçado ver você apressado, quer bem voltar pra casa da tal menina não é? - estava com um sorriso no rosto.

- Esse era seu problema? - revirei os olhos.

- Não! - vi ele ficar com uma cara triste. - Ah meu problema, você nem sabe o que aconteceu.

Dramático.

- Aí o que? - perguntei sem ânimo.

- Eu conheci uma menina perfeita naquela festa de ontem, mais ela já veio aqui onde eu trabalho ela é tão linda. - fez uma cara de apaixonado.

- QUAL O PROBLEMA IDIOTA? - me estressei.

- Lembra da lisa a menina da faculdade? - deu uma pausa e eu concordei com a cabeça. - Então a gente saiu e agora ela chegou com a história de que acha que tá grávida, sendo que eu dispensei ela pra conhecer melhor a menina da festa mas ela disse que vai fazer um escândalo se eu não assumir o filho e ela mas eu não quero mais nada com ela.

- Aí dobe você nem sabe se o filho é seu, procura um advogado e espera um teste de DNA. - respondi calmo. - Se quiser sirvo de testemunha pra você aquela menina ficar com um diferente a cada semana, como pode afirmar ser seu filho.

- Tem razão teme, que bom que eu tenho você pra me acalmar. - deu aquele sorriso aberto típico dele.

- De nada dobe. - por um momento pensei na rosada se acordou e sentiu a minha falta.

- SASUKE!- gritou na minha cara.

- Naruto o que você pensa que tá fazendo? - agarrei a sua cara.

- Ah não foi culpa minha foi você que ficou com uma cara de retardado olhando pro nada. - disse e eu o soltei.

- Deixa pra lá, vamos pro meu apartamento, chama os garotos pra gente fazer o dia dos jogos como nos velhos tempos! - falei deixando o dinheiro da conta.

- Ah eu posso chamar a garota? - olhei mortalmente pra ele.

- Esqueceu a regra número um dos dias de jogos? - perguntei. - Sem garotas e é bom pra você parar de pensar nelas!

E eu também preciso parar de pensar em uma.


Notas Finais


Eai oq estão achando?
Saky revelando seus segredos kk
Até o próximo kiss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...