História Agente K7 (Camren) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ação, Agente Secreto, Amor, Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Luta, Romance
Visualizações 785
Palavras 2.938
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho q vão gostar desse 😎😉 boa leitura xuxuzinhos 👌🔥😍.

Capítulo 2 - Abusada


Fanfic / Fanfiction Agente K7 (Camren) - Capítulo 2 - Abusada

Pov Karla 


Depois que a garota dos olhos verdes foi embora conversei por breves minutos com a Clara e fui tomar banho. Eu não queria más aquela garota não saía da minha mente, aqueles olhos, aquela boca, o jeito como ela fica fofa com raiva. Sem perceber me peguei com um leve sorriso no rosto. Balancei a cabeça negativamente espantando esses pensamentos e saí do banheiro, me perfumei vesti uma roupa qualquer e segui até o laboratório, de longe vi a garota dos olhos verdes e um sorriso bobo se formou em meu rosto.


Agente K7 - cheguei. - sorri olhando para a garota a qual eu ainda não sábia o nome e ela me ignorou.


Ally - ótimo. Tire a roupa. - assim que a doutora ally falou a garota me olhou espantada e eu sorri, ela abaixou a cabeça e tirei minha roupa. quando já avia terminado percebi os olhares de canto da garota dos olhos verdes.


Agente K7 - terminei. - olhei para ela e ela me olhava sem jeito.


Ally - Lauren coloque os aparelhos na K7. - finalmente ouvi o nome dela. Ela se aproximou e respirou fundo como se tivesse sentindo meu cheiro.


Agente K7 - eu sei que meu cheiro é ótimo. - sorri cínica e ela me olhou confusa. 


Lauren - o que?.


Agente K7 - você respirando fundo pra sentir meu cheiro. 


Lauren - tô respirando fundo pra não enfiar esse bisturi na tua testa. - disse seca.


Agente K7 - a mim você não engana. 


Lauren - você é muito iludida mesmo. - riu debochada.


Agente K7 - você que não admite as coisas. - sorri leve e ela começou colocar os aparelhos, enquanto ela colocava eu admirava cada pedaço do seu rosto.


Lauren - pronto.


Ally - pode deitar.


Agente K7 - ok. - me deitei e a Lauren me olhava séria. depois de uma hora terminou todo o processo eu me levantei e a Ally saiu. 


Lauren - senta, vou tirar o aparelho.


Agente K7 - ok. - sorri leve e ela se aproximou, tirou todo o aparelho e se afastou um pouco. Pode me ajudar a vestir a calcinha?. - sorri cínica e ela abriu a boca em surpresa.


Lauren - você é uma abusada, pervertida, depravada. - disse se afastando com uma cara de espanto.


Agente K7 - foi só uma brincadeira. - sorri leve e me vesti.


Lauren - brincadeira de muito mal gosto.


Agente K7 - vai dizer que não gostaria?. - sorri cínica e ela revirou os olhos.


Lauren - seu ego é tão grande que poderia explodir esse lugar. - disse sem paciência.


Agente K7 - digo o mesmo sobre sua beleza. - me aproximei devagar e ela andava pra trás.


Lauren - você tá flertando comigo? 


Agente K7 - só te elogie. - sorri cínica.


Lauren - onde quer chegar? 


Agente K7 - até onde você quiser. - a encurralei na parede e vi ela engulir a saliva.


Lauren - pode ir parando com seus joguinhos. - disse séria.


Agente K7 - você é sem graça. - me afastei chateada.


Lauren - não é o que você faz parecer. - sorriu cínica.


Agente K7 - depois eu que sou convencida. 


Lauren - seus exames terminarão pode ir.


Agente K7 - tá me expulsando?.


Lauren - estou pedindo gentilmente para que me deixe trabalhar. - sorriu falso.


Agente K7 - e se eu quiser te fazer companhia?. - sorri cínica e ela pegou o bisturi.


Lauren - acho que você não vai querer. - sorriu falso e me levantei rapidamente saindo de lá.


- ela ainda vai ficar caidinha por mim. - ri dos meus pensamentos e fui até o refeitório e esbarrei na Dinah.


Agente J - cuidado destrambelhada


Agente K7 - tá querendo morrer? - sorri cínica.


Agente J - você não me assusta.


Agente K7 - más você sabe que ninguém é melhor que eu aqui.


Agente J - isso vai mudar karlinha, eu estou chegando ao seu nível.


Agente K7 - que amiga fura olho. - sorri divertida e ela me deu um tapa.


Agente J - você é uma palhaça.


Agente K7 - más você me ama. - pisquei e ela besliscou minha bunda. Sua tarada. - dei um tapa na mão dela e ela riu.


Agente J - como se você não gostasse.


Agente - eu amo.- me aproximei rápido puxando a cintura da Dinah e todos os olhares se voltarão pra nós.


Agente J - para com isso. - me empurrou rindo.


Agente K7 - tá com medo de não resistir?. - sorri maliciosa.


Agente J - se você não parar meto a mão na tua cara. 


Agente K7 - ultimamente todos querem fazer isso. - me sentei e Dinah se sentou de frente pra mim.


Agente J - você conheceu a garota nova que vai trabalhar no setor de saúde? 


Agente K7 - Sim, eu salvei a vida dela. - ri leve lembrando da cena. 


Agente J - como assim?. - disse confusa.


Agente K7 - ela entrou na sala de treino e quase foi atingida porém eu a salvei. 


Agente J - agente K7 a defensora das moças frágeis. - debochou e eu ri.


Agente K7 - más mesmo tendo salvado a vida dela a gente não se dá muito bem, ela não me suporta, acho que ela me vê como inimiga.


Agente J - o que você fez com ela?


Agente K7 - nada só falei que ela era frágil e ela ficou brava e a gente vive brigando toda vez que nos vemos.


Agente J - sinto cheiro de couro.


Agente K7  - quê?. Ela me vê como inimiga - gargalhei alto.


Agente J - más por esse sorisso idiota que você tá com ele acho que você não vê ela do mesmo jeito. - sorriu maliciosa.


Agente K7 - não enche.


Agente J - ela é linda.


Agente K7 - eu sei. 


Agente J - tá caidinha por ela né safada. - disse debochada.


Agente K7 - para sua idota. - sorri sem graça. 


Agente J - quando vão transar?. - a olhei incrédula e me levantei.


Agente K7 - é impossível conversar com você. - eu ia saindo más ela me chamou.


Agente J - espera. 


Agente K7 - o que foi? 


Agente J - pode me ajudar nos treinos? 


Agente K7 - fala com a Clara se ela deixar eu ajudo.


Agente J - acho que ela não vai deixar. - disse séria. 


Agente K7 - aí eu te treino escondido.


Agente J - acho melhor deixar pra lá, se ela descobrir vai me dar a maior bronca e você vai ficar de boa porque é a protegida dela.


Agente K7 - não sou a protegida. 


Agente J - claro que é! Sempre foi.


Agente K7 - você vê coisa onde não tem. - sorri leve e saí.


Horas mais tarde...


Pov Lauren 


Eu estava vendo alguns papéis quando levei um susto.


- buu. - uma voz feminina fez atrás de mim e me virei rapidamente para ver quem era.


Lauren - você me assustou. - a olhei assustada.


Agente K7 - essa era a intenção. - sorriu cínica.


Lauren - o que tá fazendo aqui?


Agente K7 - vim pegar meu remédio já quê não levarão pro meu quarto.


Lauren - que remédio? 


Agente K7 - o que eu tomo todos os dias. Tem meu nome nele.


Lauren - eu vou ver. - me afastei dela e comecei procurar pela prateleira e depois de alguns segundos uma mão apareceu atrás de mim pegando um remédio.


Agente K7 - é esse aqui.


Lauren - você é folgada, eu que tenho que pegar.


Agente K7 - só agilizei seu trabalho já que você passou muito tempo procurando uma coisa que estava bem em baixo do seu nariz. - sorriu debochada.


Lauren - tá me chamando de lerda?. - a fuzilei com o olhar e ela continuou sorrindo.


Agente K7 - eu não falei nada você que tá dizendo. 


Lauren - você me tira do sério sabia?. - falei sem paciência me afastando.


Agente K7 - eu sei que te deixo louca. - sorriu maliciosa.


Lauren - eu não disse isso.


Agente K7 - você disse, só que indiretamente. - piscou e eu revirei os olhos. 


Lauren - quer mais alguma coisa? 


Agente K7 - sim.


Lauren - o que? 


Agente K7 - você. - foi se aproximando enquanto eu andava pra trás na tentativa de escapar.


Lauren - po-pode ir parando com essa brincadeira. - gaguegei nervosa e meu estômago ficava cada vez mais agitado.


Agente K7 - eu adoro seus olhos. - disse com o rosto perto do meu. Sua boca parece ser tão macia e doce. - encarou minha boca e voltou a me olhar. Nos olhamos por alguns segundos e ela ia me beijar quando a empurrei.


Lauren - tá ficando louca?. - perguntei incrédula.


Agente K7 - descupa....eu..não queria ultrapassar os limites. - disse parecendo estar confusa.


Lauren - espero que não se repita.


Agente K7 - não irá. - disse séria e saiu.


Essa foi por pouco. - respirei fundo lembrando do acontecimento de agora. Ela é tão linda más é uma idiota. - sorri ao lembrar de seu rosto quase colado ao meu. Balancei a cabeça negativamente espantando esses pensamentos. Lembre do que sua mãe disse. Não faça amizade com nem uma espiã. Continuei meu trabalho resolvendo tudo que era necessário, me levantei da cadeira e minha cabeça ficou tonta, sem querer bati a mão no bisturi e ele caiu de raspão no meu pé o cortando.

Droga - exclamei vendo o sangue se espalhar, rapidamente fiz um curativo pequeno. Apaguei as luzes e fui em direção ao meu quarto quando ouvi um barulho vindo da direção da sala de treinos, me aproximei devagar e abri a porta, estava tudo escuro, não dava pra ver quase nada apenas escutei um grito dizendo cuidado e cai no chão com um peso em cima de mim.


Agente K7 - mais uma vez salvei sua vida. - reconheci a voz imediatamente.


Lauren - e mais uma vez você está com seus 300 quilos em cima de mim. - ela saiu de cima de mim e então pude a olhar. Quantos quilos você pesa?


Agente K7 - Acho que você quer dizer um obrigado.


Lauren - não, eu quero saber quantos quilos você pesa.


Agente K7 - 70.


Lauren - quê?. - aumentei o tom devido a surpresa. E onde fica esses 70 quilos?. - perguntei ainda sem acreditar. 


Agente K7 - na minha bunda. - disse sarcástica.


Lauren - ha.ha.ha. muito engraçada.- falei sorrindo falso.


Agente K7 - o que você tá fazendo aqui? 


Lauren - eu te pergunto o mesmo, você deveria estar descansando.


Agente K7 - eu perguntei primeiro, então você me responde primeiro.


Lauren - tá bom. Eu estava vindo do laboratório e escutei um barulho e vim ver oque era. Agora sua vez.


Agente K7 - eu estava no meu quarto tentando dormir más como sempre não consegui.


Lauren - insônia ou pesadelos?. - perguntei curiosa.


Agente K7 - os dois, as perguntas sem respostas são os pesadelos que causam minha insônia. - disse séria.


Lauren - que perguntas?. - perguntei confusa.


Agente K7 - quem eu sou, de onde vim, quem são meus pais e como eu cheguei aqui e outras milhares. - disse parecendo apreensiva.

Lauren - isso é tenso más acredito que tudo tem um porque e você vai descobrir os seus porquês.


Agente K7 - assim espero.


Lauren - boa sorte então. - me virei pra ir embora más senti uma mão me puxar.


Agente K7 - não vai agora, fica um pouco. - disse suave.


Lauren - e por que eu ficaria?


Agente K7 - porque eu tô pedindo.


Lauren - não me convenceu, me dê um motivo maior. - sorri cínica e ela pareceu pensar em algo.


Agente K7 - bom... você é doutora e você tem que ficar e cuidar de mim porque estou com febre. - disse devagar inventando tudo.


Lauren - isso não é verdade você inventou isso. - ri da cara de pal dela.


Agente K7 - claro que é verdade, eu estou com febre...olha. - se aproximou pegou minha mão e colocou em seu pescoço.


Lauren - você não tá com febre coisa nem uma.


Agente K7 - eu estou quente, muito quente, na verdade eu estou pegando fogo. - sorriu maliciosa e eu neguei com a cabeça o cafagestimo dessa mulher.


Lauren - você tá querendo dizer que eu te dou fogo? Você não vale nada. Tchau.


Agente K7 - não...espera - me puxou com força juntando nossos corpos, nossos olhos se cruzaram e nos olhamos por breves segundos. Fica um pouco, por favor, não me deixa sozinha. - surrou encarando meus olhos e meu estômago parecia ter um monte de barata dentro de mexendo.


Lauren - tá bom más me solta.


Agente K7 - ok. - sorriu sem jeito e se afastou. Me fala sobre você. 


Lauren - sua vida deve ser mais interessante, vamos falar sobre você.


Agente K7 - eu falaria se soubesse alguma coisa.


Lauren - você sabe o básico. Qual seu nome de verdade.


Agente K7 - informação privada. Acho melhor falar sobre você. Quantos anos vc tem? 


Lauren - 20 e você? 


Agente K7 - não posso falar.


Lauren - assim não dá pra conversar.


Agente K7 - você já namorou?


Lauren - sim uma vez, acabou a pouco tempo. 


Agente K7 - por que acabou?.


Lauren - ele me traiu. - falei seria lembrando de tudo que passei.


Agente K7 - que idiota. Tem que ser muito otário pra trocar você por uma aventura.


Lauren - você tá flertando comigo de novo?


Agente K7 - só falei o que acho ue.


Lauren - você não tem jeito, tô indo isso Já foi o bastante. - me levantei e segui até a porta e senti alguém por trás de mim.


Agente K7 - espera.


Lauren - oque foi agora?. - perguntei sem paciência.


Agente K7 - onde machucou seu pé? 


Lauren - no laboratório.


Agente K7 - você vai pro seu quarto agora? 


Lauren - Sim.


Agente K7 - eu vou com você. - sorriu gentil.


Lauren - claro que não vai. - falei incrédula.


Agente K7 - você está com o pé machucado não pode se esforçar.


Lauren - sim eu posso. 


Agente K7 - não pode e ponto. - disse me pagando no colo.


Lauren - me põe no chão.


Agente K7 - não. - sorriu divertida. 


Lauren - me põe nesse chão se não...- antes que eu falasse ela me interrompeu.


Agente K7 - vai quebrar a minha cara, eu sei. - disse andando comigo em seus braços.


Lauren - já imaginou o que as pessoas irão pensar se nos virem assim?


Agente K7 - eu apenas estou sendo cavalheira.


Lauren - me pergunto se faz isso com todo mundo.


Agente K7 - não, só faço com gente bonita. - sorriu cínica e me agarrei mais a seu pescoço, assim que chegamos no meu quarto ela empurrou a porta com os pés e entrou.


Lauren - pode me colocar no chão agora.


Agente K7 - eu irei fazer o trabalho completo. - me levou até a cama enquanto eu a olhava rindo de sua ousadia.


Lauren - você é abusada. - sorri divertida.


Agente K7 - eu sei você já me disse.  pronto. - disse assim que me cobriu com o edredom.


Lauren - obrigado. - sorri sem graça e ela sorriu de canto. 


Agente K7 - não sábia que você conhecia essa palavra. - sorriu cínica e joguei um travesseiro nela.


Lauren - palhaça. - ri falso e ela se aproximou, meu coração celebrou ela se enclinou e beijou minha testa 


Agente K7 - tenha uma boa noite. - sorriu se afastando devagar deixando nossas bocas próximas. 


Lauren - já pode ir.


Agente K7 - claro. - sorriu sem jeito e foi até a porta.


Lauren - K7. - chamei sua atenção.


Agente K7 - sim. 


Lauren - espero que consiga dormir.


Agente K7 - obrigado. - sorriu gentil e saiu. 


Um sorriso bobo tomou conta do meu rosto e um sentimento bom invadiu meu peito, eu estava prestes a me deitar e a Porta se abriu.


Lauren - você de novo?


Agente K7 - é que eu preciso de uma coisa.


Lauren - o que? 


Agente K7 - sabe, se você me der um beijo de boa noite com certeza eu irei dormir. - sorriu maliciosa e eu neguei com a cabeça sorrindo.


Lauren - isso não vai acontecer.


Agente K7 - não precisa ser na boca.


Lauren - eu não vou dar.


Agente K7 - eu te trouxe até aqui para que não se esforçasse, eu mereço um beijo de boa noite. - fez bico e eu ri. Ela parece uma criança.


Lauren - tá bom. - ela sorriu largamente e se aproximou, se enclinou aproximando nossos rostos, beijei sua bochecha lentamente e um clima estranho se formou, ele não era ruim más me deixou nervosa.


Agente K7 - eu gosto do seu cheiro. - sorriu colocando sua cabeça em meu pescoço.


Lauren - vaza.


Agente K7 - ok já entendi, já estou feliz com o beijo. - sorriu largo.


Lauren - tchau. - sorri apontando pra porta em um pedido que ela saísse.


Agente K7 - sonhe comigo.- piscou e saiu antes que eu falasse alguma coisa.

Que ser mais abusado. - sorri leve e me deitei sentido o cheiro dela  minha pele que a poucos minutos estavam coladas.



Notas Finais


Aiiiii, Lauren cuidado meu amor muito cuidado, a K7 ainda vai mexer com a mente da Laurenzinha. aguardem amanhã tem mais bjs😙😙😎😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...