História Agente Violet - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Agents of S.H.I.E.L.D., Doutor Estranho, Homem de Ferro (Iron Man), O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Thor, X-Men
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Edwin Jarvis, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Heimdall, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Personagens Originais, Phillip Coulson, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Homem De Ferro, Loki, Steve Rogers, Thor, Vingadores, Viuva Negra
Visualizações 14
Palavras 2.883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo para vocês saberem o que Loki pensa da Alex e algumas confusões estão esperando esses dois kkk
Vamos ao capitulo kkk ;-)

Capítulo 46 - Capítulo 46


Quando amanheceu Alex parecia mais calma e havia voltado ao normal e pelo que pareceu não queria falar sobre a noite passada e também resolvi não pergunta sabia que a mesma não contaria. 

Ela conversava comigo como se aquilo nunca tivesse acontecido para variar e naquele mesmo dia pegamos o transporte voador midgarniano de volta a casa coberta por magia que ela parecia interessada em voltar.

Como a viagem iria demorar resolvo fazer a minha atividade preferida ler, mais em certo momento fiquei desinteressado no que lia, flashes daquele acontecido aparecia na minha mente me deixando pensativo e por isso resolvo apenas observar a ruiva que estava sentada em outra poltrona um pouco longe de mim.

Ela estava usando o seu aparelho de comunicação desde que entramos no avião e parecia entretida nele que nem notou que eu a observava, pelas linhas do seu rosto dava para notar que a mesma estava de bom humor e conversava com alguém de sua estima, que eu deduzir ser a sua amiga loira Catherina.

Não dava para acreditar que se a mesma não tivesse acordado do transe teria mesmo me matado achando que eu era algo que a mesma temia muito, de alguma forma algo dentro de mim queria saber o que ela estava vendo quando me atacou daquele jeito, possivelmente tinha haver com sua história.

Em certo momento ela percebeu que estava sendo observada e me olhou desconfiada.

—Que foi? O seu livro não é mais interessante? - pergunta debochando de mim. 

Sorrio fraco e me encosto na poltrona deixando meu braço sustentar minha cabeça, melhor perguntar o que aconteceu a sua amiga que parece conhece-lá melhor que ninguém.

—Na verdade resolvi achar outro modo de me entreter - digo sugestivo a fazendo fica em alerta e guarda o aparelho.

—O que quer dizer com isso? - pergunta se ajeitando na poltrona.

—Ue não esta indo para sua casa oculta por causa da sua "conversinha" com o Fury? - pergunto a provocando e vejo ela relaxa ao ouvir isso, possivelmente a mesma achou que eu iria tocar no assunto.

—NUNCA - ela grita com sua raiva evidente ao mortal que conversará noite passada e sorrio me divertindo.

—Tem certeza? Porque ta parecendo para mim - digo insinuando sua covardia.

—Você esta errado, estamos indo para casa porque ainda tenho que ver como meus amigos estão indo na missão só por isso - diz se acalmando e logo olha para a janela.

—A minha conversa com o Fury foi por causa dos ataques que meus amigos tem causado as base da I.M.A pelo mundo a fora, ele acha que isso vai desencadear uma guerra entre organizações principalmente a Hidra e se isso acontecer ele ira querer intevim no que fazemos e isso inclui matar-nos - revela me deixando pensativo, do jeito que notei sua estima por aqueles mortais ela conserteza não vai deixar isso acontecer.

—Os Vingadores não iram deixar isso acontecer - digo lembrando dos seu outros amigos.

—Pode ser, mais criar uma guerra assim esta fora dos meus planos, eles não são os inimigos e sim as organizações, se lutarmos entre nós o inimigo vai ter mais poder para nos destruir e ao mundo junto - diz e logo olha para mim - seria algo que você faria ne?

—Basicamente foi algo que tentei fazer com seus amigos, mais eles conseguiram estragar meu tao perfeito plano - digo entediado, só de lembrar que quase conseguir é muito frustante.

 —Incrível como você é tao convencido mais ainda perde daquele jeito, acho que é o problema da realeza mesmo - alfineta e a olho percebendo que se divertia.

—Não posso negar que manipular as pessoas é o meu forte, mais ainda posso conseguir se usar você contra eles, tenho certeza que dessa vez conseguiria - digo calmamente a provocando também.

E isso logo surte efeito pois ela rapidamente se levanta ficando próxima de mim com sua visível raiva.

—Você não ousaria - diz completamente indignada, não podia negar ve-la daquele jeito fazia eu quer provoca-la mais e mais a deixando com raiva.

Quando ela ficava daquele jeito era ideal para minha manipulação e se quisesse a usar eu já teria feito se quisesse, mais por hora me divertir com ela não tem preço.

—Melhor não exagerar mortal, você não me conhece completamente para querer me ameaçar desse jeito - digo ainda mantendo a calma.

Ela bufa de raiva e volta a se sentar ficando em silêncio voltando a fazer o que fazia, enquanto eu sorrio, realmente essa Alex não é a mesma de ontem, ela não confia em mim para que eu a veja daquele jeito por isso esconde isso da melhor maneira possível.

No lugar dela também faria isso quanto menos gente conhece nossos monstros mais eles não nos afetam essa é a minha teoria, mais a mortal não pensa assim pois confidencia tudo a Catherina a quem pode contar tudo algo que eu não tenho, mais essa sera minha chance para descobrir o que aconteceu, afinal sua amiga me pediu para protege-la e se ela confia em mim ira me contar o que a Alex passou. 

Pensando assim resolvo me distrair novamente e por isso pego meu livro me entretendo nas suas paginas o restante da viagem.

Quando voltamos ela foi logo para aquela sala que gostava de criar coisas como seu progenitor, sério? As vezes fico me perguntando o quanto da inteligencia deles fica sendo desperdiçada quando fazem esses tipo de atividade desnecessária.

Não vejo nada de útil nessas atividades. 

Logo me encaminho para o quarto me deitando sobre a cama pensativo, se meu palpite estiver certo daqui alguns dias midgarnianos será o aniversário de Frigga e não duvido que ela peça para mim comparecer a isso.

 Sera que ela não percebe que estou longe da glória de ser príncipe e futuro regente de Asgard graças a aquele velho? Foi graças as mentiras dele que eu estive longe do trono, sendo só mais uma lembrança das suas conquistas, enquanto Thor usufruir do melhor e sendo seu herdeiro.

 Me levanto em fúria, me lembrar daquilo me fazia ficar mais e mais destinado a mata-lo e tomar o trono a força, eu que tenho mais direito a ele do que aquele imbecil do Thor mais se quiserem realmente me levarem a Asgard para o aniversário de Frigga vou estar preparado para achar um meio de me livrar dessa mortal repugnante e conquistar o que é meu por direito. 

***

Depois de alguns dias já estava completamente entediado naquela casa, a Alex ora outra falava com seus companheiros que estava em missão coisa que não quis muito saber, não me era nem um pouco interessante saber como aqueles mortais se saim nas lutas deles.

—Você esta muito quieto, por acaso ficou entediado rena?  - ouço sua voz me pergunta.

Estava a horas sentado na sala tentando me concentrar no que lia e quando finalmente consigo ela me atrapalhou e ainda me chama por aquele apelido estúpido. 

 —Não é da sua conta como estou, mais o que faz aqui? Não devia estar ajudando seus amigos - digo usando todo meu sarcasmo para que ela percebesse que não havia gostado da forma que me chamou.

A mesma apenas sorrir e se aproxima de onde estou se encostando num sofá a minha frente e me olha divertida

—Quanto mal humor, desse jeito vai me passar sua arrogância asgardiana - diz me fazendo fechar o livro e respirar calmamente para não querer mata-la. 

 —Diga logo o que quer mortal - digo a olhando com certa raiva.

—Ora rena não estou querendo nada, mais sei que esta entediado como eu....- começa esperando alguma reação de mim ao qual foi cruzar os braços e levantar uma sobrancelha esperando ela dizer logo o que quer. 

Mais quando ela ia continuar ouvimos um estrondo forte do lado de fora da casa nos chamando atenção.

—Mais o que foi isso? - Alex pergunta surpresa e desconfiada, eu apenas sorrio conhecendo bem o som da Bifrost.

—Parece que vamos receber uma visita - digo suspirando.

Ela me olha e depois vai na direção da porta se admirando com a pessoa que estava preste a bater.

—Ola Lady Alex, quanto tempo não - Thor fala no seu bom humor de sempre. 

—Thor!? De onde você veio e como me encontrou? - ela pergunta enquanto o loira enorme adentra a casa. 

—Irmão!! Sabia que te encontraria aqui também - fala vindo ate mim ignorando a pergunta da mortal, quando ele pensou em me abraçar barro seu caminho com meu cetro.

—É claro que eu estaria num mundo desprezível já que seu pai me deu este castigo - cuspo as palavras para ele mostrando meu furor em vê-lo ali.

—Nós dois sabemos que você procurou isso irmão - Thor responde e eu bufo de raiva me afastando dele.

—Certo, reencontro entre irmãos eu entendo, mais como nos achou fortão? - Alex volta a perguntar curiosa

—Não posso negar que Heimdall levou um tempo enorme para finalmente achar esse lugar, mais quando achou me trouxe diretamente para cá - responde olhando a sala e a casa surpreso.

—E por acaso você veio levar seu irmão de volta? Porque seu pai resolveu diminuir o prazo dele na terra né - Alex fala me deixando na mesma hora com ódio daquela mulher desgraçada. 

 —Esta insinuando se livrar de mim tao cedo verme - a insulto me aproximando rapidamente dela que não se intimida com minha fúria.

—Insinuar?! Eu estou falando na cara mesmo, eu já não aguentava mais te suportar, quando mais cedo me livro de você mais minha vida volta ao normal - fala e minha raiva cresce, mais lembro do que aconteceu naquela festa mortal e sorrio em escárnio.

—Naquela festa você pareceu me tolerar muito bem - digo a provocando e na hora ela fica vermelha de raiva.

—Eu vou te mostrar o que tolerei - me ameaça pronta a me socar, e apenas sorrio de ver que mexi com ela. 

—Vocês dois parecem se dar bem...do jeito de vocês - Thor finalmente se manifesta enquanto via nossa pequena discussão.

—Thor diga que é para levar ele - Alex suplica e apenas cruzo os bracos sorrindo por saber e ter certeza que aquele velho não faria algo assim, nem se eu torcesse que sim.

—Na verdade sim...- Thor começa e na hora fico sem reação.

Como assim? Aquele velho mudou de ideia? Assim? Do nada? Aquilo era bem estranho. 

—Eba!! Sabia que só podia ser isso, isso é um claro adeus rena - a mortal irritante comemora do meu lado me fazendo revirar os olhos. 

 —Alex.... - Thor chama a atenção dela meio sem jeito por algum motivo

 —Você também tem que ir.

Não dessa vez fiquei completamente surpreso com o que escutei, mais não apenas eu Alex simplesmente começa a sorrir como se Thor tivesse contado uma piada engraçada.

—Você por acaso esta brincando Thor, nós sabemos como aquele velho é com relação a mortais em Asgard - digo lembrando o quanto ele não tolerava algo assim, de jeito nenhum disso ser verdade.

O loiro percebendo que nem eu ou a mortal acreditamos nele ficou serio de um jeito que nunca vi, e se minha frieza não estivesse átona conserteza ele perceberia meu medo daquela expressão, mais Alex não se importou ao contrario ria descaradamente de Thor sem perceber seu olhar de seriedade.

—Eu estou falando muito sério - Thor fala na seriedade e fico desconfiado da decisão do pai de todos.

 Como assim ele resolveu quebrar sua própria lei de uma ora para outra? Tinha algo nessa historia que não fazia sentido e tinha certeza que Odin tinha planos com isso.

Mais levar mortais para Asgard, pelo visto ele perdeu completamente a sanidade.

Alex aos poucos vai se acalmando e olha para nós ainda sorrindo, sera que ela não percebe que aquilo não era brincadeira.

—Thor eu sempre te amei por ser brincalhão e gosta de contar suas história, mais isso foi demais, seu pai esta interessado que uma relés mortal como eu se junte ao panteão dos deuses? Isso é serio? - ela fala se encostando no sofá ainda divertida com o que ouviu.

—Pela primeira vez concordo com a mortal, você só pode estar enganado, eu ate entendo de mim mais porque querem que a Alex vá junto? - pergunto também sem entender.

—Daqui alguns meses será o aniversário de nossa mãe e apedido dela, você terá que regressar a Asgard, mais com uma condição imposta pelo próprio pai de todos, que Lady Alex venha junto - Thor nos explica e na hora meu ódio cresce, não acreditava que aquele velho queria que todos visse minha humilhação. 

Ai esta o motivo da minha desconfiança nisso tudo, sabia que aquele velho tinha planejado isso. 

 —Esta querendo dizer que o pai de todos quer que eu vá para ficar de olho no trapaceiro ai é isso? - Alex simplifica tudo do mesmo jeito que eu entendi.

—Não só isso, você poderá passar alguns dias lá para conhecer meu lar, minha mãe também esta ansiosa para conhecê-la, sera uma ótima experiência - meu irmão idiota fala com uma certa animação.

Era visível que ele queria que Alex fosse também, afinal soube que ele contava muitas historia sobre Asgard e essa seria a hora de mostrar.

—Me recuso a ir - a mortal responde na mesma hora nos pegando de surpresa.

Eu esperava uma animação da parte dela, afinal são muitas as mortais que sonham em ir para a terra dos deuses e aquela idiota recusa simplesmente sem da a minima importância, realmente essa mulher não é normal.

—Mais Lady Alex foi uma convocação do pai de todos - Thor começa a querer fazer ela mudar de ideia, mais conhecendo a mortal já sabia o que ela diria.

—Sem ofender seu pai fortão eu não estou na jurisdição dele ou seja não o obedeço e a escolha é minha se irei ou não e minha resposta é não, afinal não posso deixar de ajudar alguns amigos para viajar e me divertir - ela fala séria e sorrio, já esperava essa sua resposta - Mais mande minhas felicitações a sua mãe pelo aniversário.

Fala saindo da sala onde estávamos deixando Thor completamente sem ter o que dizer, com os argumentos dela sabia que ele não conseguiria fazer aquela mulher teimosa mudar de ideia.

Thor na mesma hora me olhar como se pedisse ajuda, era perceptível que ele queria levar a ruiva a Asgard, e conhecendo o velho sabia que descontaria nele sua frustração pela desobediência dela.

Suspiro não acreditando que faria mesmo aquilo.

—Espere mortal - a chamo antes que ela subisse a escada a mesma para e me olha - Apenas um conselho a você, não queira desobedecer aquele velho, pelo tempo que vivo com ele conheço as consequências de pessoas desobedientes perto dele.

Digo usando algo que conhecia muito bem sobre Odin, ele não tolerava desobediência de nenhuma espécie.  

—E o que eu tenho com isso? - ela pergunta ainda sem entender.

—Se você desobedecer o pedido dele sera possível que ele seja forçado a leva-la a força e isso viria a atrapalhar seus planos nas missões, meu conselho é que deveria obedecer - digo cruzando os braços fazendo minha jogada.

Thor apenas nos observava em silêncio sem entender como sempre, conhecia Alex a alguns meses e tinha certeza que para ela ajudar seus amigos era importante, mais se algo interrompesse suas missões ela era obrigada a voltar atrás nas suas decisões e isso se concretizou quando vi o impasse em seu rosto.

Ela estava decidindo se era o certo ou não e como já conhecia apenas relaxei pois a resposta positiva viria depois.

—Tudo bem, mais sera apenas alguns dias e nada mais - fala por fim vencida e sorrio pela minha dedução certeira, Thor se surpreende com a mudança de resposta e confirma.

—Certo, então iremos agora mesmo para não lhe atrasar muito - ele fala animado e feliz pela decisão da mulher.

—Ok vou só mandar alguns avisos e volto já - diz suspirando e subindo para seu quarto.

—Sabia que podia contar com você irmão - Thor vem animado para perto de mim.

—Isso foi porque não queria a ira daquele velho me enchendo o saco - digo seco e o loiro sorrir e toca no meu ombro.

—Mesmo assim obrigado irmão, queria muito que Alex fosse para conhecer nossa casa, e um dia poderei levar Jane também - diz sonhador e eu reviro os olhos me afastando um pouco dele.

—Não fique muito confiante Thor, se aquele velho resolveu deixar a Alex ir é por algum motivo, isso não signifique que ele abrira outra excessão para sua mortal - digo o obvio e ele confirma mais ainda mantem um sorriso no rosto.

—Eu sei, mais mesmo assim sei que um dia poderei levar Jane também e meu pai permitirá - ele fala e suspiro por perceber que aquele idiota só tinha músculos.

Mais mesmo assim estava desconfiado de Odin me deixar voltar e ainda por cima com uma mortal, conserteza sera para me humilhar e engrandecer Thor como sempre ele fez, se não fosse pela minha consideração por Frigga também me recusaria a participar desse joguinho do pai de todos. 

Loki off  


Notas Finais


Eita minha gente kkkk
O que acharam do capitulo? Adorei escrever na perspectiva de Loki mais porque sera que o pai de todos deixou a Alex ir a Asgard? Sera que o velho Odin tem algo em mente?
Saberemos no próximo capitulo visto no olhar da nossa ruiva


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...