História Agentes Opostos - Capítulo 9


Escrita por: e handoll

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook!flex, Jimin!bottom, Jimin!top, Jungkook!top, Jungkookbottom!, Namjin, Secretagents!au, Vhope, Yoonmin
Visualizações 47
Palavras 2.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece e nos perdoem pela demora de quase quatro meses
Ainda há sim um bloqueio de criatividade mas estou me esforçando pra continuar trazendo capítulos pra vocês.

Não se esqueçam de ler as notas finais e boa leitura

Capítulo 9 - Park Jimin e o Visitante


A festa para Jungkook já havia ido ralo abaixo, quando saiu do banheiro sua expressão não era das melhores.

O moreno viu o irmão já se despedindo de alguns clientes frequentes do local, enquanto Namjoon ainda conversava com Yoongi. Entretanto, uma aproximação deveras estranha que chamou sua atenção, foi a de Hoseok e Jimin. Os dois riam e se jogavam um em cima do outro, pareciam até amigos de longa data, algo totalmente sem nexo na visão de Jeon.

Sem ânimo algum, Jungkook foi para o bar e pediu outra cerveja, já sabendo que seria a última pois já planejava sair da festa e ir para casa descansar ou talvez assistir qualquer série desinteressante que poderia estar passando naquele horário, até mesmo assistir clipes antigos.

Enquanto curtia a música que tocava, o moreno viu alguém se sentar próximo de si, também fazendo gesto para o bar man lhe servir algo. Jungkook notou o quanto era observado pelo canto de olho do rapaz ao lado, com a pouca iluminação que tinha, as únicas coisas que eram notáveis além do sorriso falso, era o cabelo preto e a blusa simples de mangas curtas na cor branco.

Quando a bebida alheia foi trazida, o desconhecido agradeceu e a pagou, virando-se para Jungkook com um sorriso estranho no rosto.

Com as sombrancelhas arqueadas, o moreno devolveu o olhar e viu o outro rir um pouco. O mesmo se aproximou sorrateiramente enquanto dava um gole da bebida.

– Você deveria tomar mais cuidado com Park Jimin, ele não parece ser quem realmente é. – o moreno falou como se tivesse uma afirmação de como Jimin era, aparentava o conhecer mais do que qualquer pessoa; pois quem realmente conhece, não faz um tipo de acusação dessas.

Jungkook estava sim sem entender nada, quando viu o desconhecido ir embora, ele pensou seriamente se deveria ir atrás do mesmo e questiona-lo sobre mas achou melhor não, as vezes poderia ser só fruto de sua imaginação por conta da bebida.

Ao se virar de frente pro boteco, perto de sua garrafa havia um papelzinho com algo escrito, claro que Jungkook olhou o que tinha ali e viu que era o número e nome do tal desconhecido.

Yugyeom

Me liga caso queira saber mais sobre seu alvo.

Suas dúvidas eram claras e suas curiosidades também eram enormes para saber o quanto aquele rapaz poderia dizer sobre Park. Talvez apenas uma informação poderia ajudá-lo e isso seria meio caminho andado.

A alguns metros dali, Yoongi já havia parado de dançar e tinha ficado encostado na parede, respirando ofegante e enquanto isso, ele observava Jungkook. Suas dúvidas já haviam sido esclarecidas e as certezas eram obvias demais.

Sua curiosidade se tornou maior assim que viu o rapaz de cabelos pretos se aproximar de Jeon, olhou de relance e se assustou um pouco quando o desconhecido virou o rosto na direção de Jimin; logo dando um sorriso completamente assustador.

Feito isso, o estranho disse algo perto do ouvido de Jungkook e saiu de perto, indo para fora do bar. Sem poder deixar isso pra lá, Yoongi resolveu segui-lo e descobrir o que estava acontecendo, isso se não fosse por Jimin ter lhe puxado para se sentar entre ele e Hoseok.

– Yoon, eu tinha esquecido de mencionar que já conhecia o Hoseok. – Park estava manhoso então era notável que seu sono estava vindo e que com isso, se finalizaria a noite.

Hoseok por outro lado estava bastante sóbrio até, o ruivo gostava sim de beber mas suas intenções eram outras, ele apenas sorriu para Min, que retribuiu em seguida.

Já sabendo como seria o trajeto cansativo para levar o amigo embora, Yoongi ia se levantando e rodeando um dos braços alheios em volta de seu pescoço.

Entretanto, quando caminhava devagar com Jimin, sentiu alguém puxar o corpo alheio, o interrompendo de imediato.

– Pode deixar que eu levo ele. – Jungkook se ofereceu gentilmente a levar Park embora, claro que, Yoongi era mais desconfiado do que qualquer pessoas então apenas concordou.

Voltando a ficar perto de Hoseok, seus olhos observaram Jeon sair da boate e com isso, ele apenas suspirou.

– O que aconteceu? Quem era aquele cara? – Jung perguntou, se fazendo de desentendido.

– Vizinho do Jimin.

O ruivo não falou mais nada, somente quis terminar de curtir a noite com Min, chamando o mesmo para curtir a última dança.

Do lado de fora estava um tanto quanto frio, Jungkook estava com certas dificuldades de colocar Jimin dentro do automóvel. O rosado ficava rindo e também passava a mão vagarosamente pelo corpo alheio, na tentativa de provocar Jeon de alguma forma.

Mesmo com o contratempo, o moreno conseguiu colocar Jimin sentado no banco ao lado do motorista, fechando a porta em seguida e correndo para entrar no carro.

Se certificou de colocar o cinto em volta do corpo de Park e logo após no próprio. Aparentemente, o mais velho havia dormido e isso era bom pois Jungkook poderia pensar melhor no que fazer daqui pra frente.

Após alguns minutos dirigindo, o mais novo parou em frente ao prédio de Jimin e que por incrível que pareça, estava num sono profundo. Quando saiu do carro e foi até o outro lado para ajudar o rosado, Jeon foi totalmente cuidadoso, como viu que o menor não iria conseguir se manter em pé, ele não teve outra solução a não ser carregá-lo em seu colo mas claro, só iria fazer isso assim que conseguisse pelo menos chegar até o pequeno elevador.

A alguns minutos dali, Seokjin e Namjoom também já estavam precisando de um banho super gelado e de uma cama pra poderem dormir, estava difícil para Taehyung e Yoongi trazerem eles e mais Hoseok que aproveitou o final da festa e literalmente meteu a boca no álcool. Dando a justificativa de que fazia muito tempo que ele havia bebido, como uma boa pessoa e por efeito do álcool, Seokjin ofereceu seu apartamento para o ruivo e Taehyung passarem a noite.

Claro que, para Taehyung aquilo estava sendo totalmente desagradável, e na atual conjuntura, Yoongi precisaria comentar algo em particular com o Kim, então alegou dizendo que o ruivo mais novo passaria a noite em sua casa.

Quando deixaram o trio no devido lugar, houve ainda uma dificuldade para Min e Kim deixarem eles dentro da onde moravam, levando quase quarenta minutos. Após conseguirem, voltaram para o carro de Taehyung e foram em direção da casa de Yoongi, que não deixou de observar o prédio que Jimin morava.

Ele sentia uma sensação estranha percorrer seu corpo mas preferiu não comentar sobre, já que esse não era o assunto a ser falado no momento.

– Você acha que o Jungkook pode fazer um mal pro Jimin? – o mais velho questionou o motorista, que teve uma feição confusa de primeiro até conseguir responder.

– Isso depende, claro que não devemos confiar em ninguém mas você acha que é ele quem procuramos?

– É quase certeza absoluta. – o azulado estralou os dedos e depois ligou o rádio, não tão alto enquanto curtia qualquer música que tocava.

– Ele não me parece ameaçador, não tanto. – Taehyung pareceu sincero. – A única coisa que eu temo, é ele ser esse alguém que estamos atrás e ser também um dos matadores de aluguel da agência.

Isso foi um tiro certeiro para fazer Yoongi ficar mais preocupado do que já estava, como assim a agência rival teria um matador de aluguel? E por quê só agora ficou sabendo disso?

– Me conte mais sobre isso. – o mais velho mostrou interesse, só para não mostrar seu desconforto.

Mesmo que as ruas estivessem quietas as quatro da manhã, Taehyung estacionou o carro e pediu para que Yoongi o seguisse para o banco de trás de seu carro, mesmo hesitando um pouco, o mais velho se sentou ao seu lado para poder saber sobre a história, deixando uma de suas pernas sob as de Kim e recebendo um carinho leve na coxa.

– Antes de você e o Jimin entrarem na empresa do meu pai e muito antes de eu começar a comandar aquilo, houve especulações que durou alguns meses sobre um possível rumor. – o ruivo falava tranquilamente enquanto olhava algum ponto pouco iluminado do carro. – A empresa rival era filiada com o do meu pai em boa parte das ações e tudo que fosse possível, já que o senhor Jung, dono na época, era ótimo em economia e tinha uma ótima fornecedora de armamentos do país.

Tudo corria bem até o senhor Jung dar a idéia de melhorar o treinamento de seus futuros agentes, estavam dando aulas de resistência ou de como matar alguém caso você não tenha uma arma oh qualquer outro objeto por perto. – Taehyung vagava nas memórias de antigamente e se lembrava de alguns relances sobre a discussão entre seu pai e senhor Jung.

– Mas por que começou a ter esse tipo de treinamento? – questionou Yoongi.

– Eu também não sei, então quando não houve um acordo que pudesse fazer meu pai a concordar com isso, cancelaram o contrato que tinham. Desfizeram tudo o que conseguiram juntos e tentaram fazer as coisas por conta própria.

– Seu pai foi sensato, acho que não vale a pena matar alguém que você já capturou.

Taehyung concordou, ele sentia falta do seu falecido pai então era estranho e trazia grandes saudades quando parava para lembrar.

– Hoje lá no bar… – comentou Min – Acho que temos que vigiar mais alguém além do possível suspeito.

– E quem você sugere?

– O nome eu não sei, ainda. – o mais velho repousou a cabeça no ombro alheio, que logo sentiu o outro fazer o mesmo – Mas me lembro de alguns traços de sua face, um rosto pouco gordinho, cabelos pretos, pernas compridas e ombros largos.

– Parece que me descreveu. – Taehyung riu, logo juntando sua mão na de Yoongi. – Vamos dormir aqui, já tranquei tudo.

Mesmo com um mínimo de medo, Min apenas assentiu e se aconchegou mais a Taehyung, que o abraçou e ambos se encostaram no banco; caindo aos poucos no sono.

Já no apartamento de Jimin, Jeongguk quase havia caído quando tentou subir as poucas escadas que haviam enquanto carregava o menor mas deu glória quando chegou no apartamento de Park. Com um pouco de dificuldade, conseguiu abrir a porta e foi logo indo em direção ao sofá, tentando colocar Jimin com cuidado deitado no sofá.

Ao arrumar a postura e poder relaxar os músculos, Jungkook pensou que agora seria uma boa para dar uma olhada na casa de Jimin e que com ele dormindo, seria bem fácil. Para não se tornar tão suspeito, o moreno suspirou e o pegou novamente, levando-o para o seu quarto e o colocando deitado sob a cama.

Tirou os sapatos e como não queria ser tão invasivo, o deixou com a mesma roupa e então apenas o cobriu.

Jimin definitivamente era um anjo enquanto dormir, nem parece que provocava as pessoas, ainda mais Jungkook.

Mesmo que quissesse observar o rosado por alguns minutos, Jeon acordou para a realidade e foi fazer o que era sua obrigação. Começando pela cozinha ou lugares bem óbvios, ele não havia achado nada de interessante, além de uma receita de torta de limão.

Na sala também não havia nada, quando achou que poderia ter achado algo suspeito, não era nada além de um papel sobre apartamentos a venda.

Quando voltou para o quarto, ele também conferiu todos os mínimos cantinhos, até às caixas de sapatos haviam sido vasculhados. Ele pensou por mísero segundos de que Jimin não tinha nada a esconder, até olhar para o notebook em cima da mesinha, que ficava perto da janela. Aquilo foi mais um gatilho que atiçou a curiosidade alheia e só fez com que Jungkook não perdesse a oportunidade para checar alguma informação. Ao levantar a tela do notebook, ele viu um post it colado no mesmo, com um nome nem um pouco criativo.

Chimchim

"Quem colocaria uma senha dessas?" Pensou o moreno que não esperou mais para digita-lá e poder entrar nos dados do mais velho.

A área de trabalho de Jimin continua uma foto dele e de Yoongi, claro que Min estava com a cara um pouco mais alegre que Park, já que alguns emprevistos nem tão agradáveis haviam acontecido com o rosado. Dava pra perceber os olhos um pouco vermelhos e inchados, dando sinal de um possível choro.

Quando parou de reparar, Jungkook olhou atentamente todos os arquivos que tinha ali, logo parando na aba do e-mail e o abrindo.

Havia tantas "conversas" que seria um pouco chato e cansativo ler uma por uma, porém eram todas de uma pessoa só.

– Taemin? – Jungkook sussurrou. – Esse nome não me é estranho.

"Caro Jimin,

Soube do seu novo trabalho e fico extremamente feliz com isso. Espero revê-lo logo, sinto grandes saudades suas e adoraria que visse algumas mercadorias que foram entregues esses dias, aposto que irá ama-lás.

Um grande abraço,

Taemin"

– Ok, isso sim é estranho.

Olhando mais a fundo os e-mails recebidos, Jungkook olhou um que havia duas fotos. Claro que notou que era o próprio nas mesmas e também pensou em como Jimin não havia percebido ainda, era um pouco óbvio na verdade.

Jeon já desconfiava de que Yoongi soubesse mas que na hora certa faria alguma coisa.

Enquanto olhava mais algumas coisas, na procura de achar mais pistas, o som de um corpo se mexendo interrompeu o silêncio do quarto, fazendo Jungkook gelar imediatamente.

Rapidamente, o rapaz fechou a aba da internet e com cuidado, fechou o notebook. Virando-se para onde Jimin estava, o vendo abraçado a um dos travesseiros e com os olhos um pouco abertos, quase nada praticamente.

Vendo que estava mais do que tarde, Jeongguk se levantou e ia embora para casa, até ouvir Jimin lhe chamar.

– Jungkook? – o rosado disse rouco. – Sei que está aí… e também sei que está tarde, durma aqui.

Aquilo sim era novidade. Uma transa negada e agora uma noite na casa de Jimin.

– Tudo bem, obrigado pela gentileza mas prefiro ir pro meu apartamento. – Jungkook queria poder ficar mas também sentia a necessidade de se manter longe e não misturar trabalho com agrado pessoal.

– Cala a boca e deita nessa cama logo, aproveite que estou sendo legal.

Sem conseguir arrumar argumentos que fizessem Jimin desistir da proposta, Jeon aceitou meio contragosto. Ao caminhar tranquilamente até o lado oposto da cama, ele se sentou na mesma e depois tirou os sapatos, apenas ficando de meias. O mesmo viu Jimin sorrir assim que o deitar na cama, lhe oferecendo o travesseiro e o cobertor.

Já havia sido estranho ter que dormir na casa do mais velho, ainda mais de pijama e depois ter quase sido pego no banheiro batendo uma enquanto ouvia os gemidos alheios, agora então era um pouco mais constrangedor do que antes.

Aos poucos o sono foi tomando conta dos dois homens, não precisaria muito para que Jimin fosse ao quinto sono, já Jungkook, esse esperaria pacientemente seus olhos irem se fechando enquanto encarava o teto, o que não demorou muito.

Minutos depois, Jimin e Jungkook pareciam anjos dormindo e se tivesse como, aquela cama seria a nuvem que ambos compartilhavam.


Notas Finais


Me perdoem os erros que provavelmente tem, venho tentando melhorar a minha escrita pois é algo que anda me incomodando um pouco.

Pontos a serem esclarecidos: Taemin não é ex do Jimin mas pode ser que entre no plano de vigiar do Jungkook.
Yoongi gosta do Taehyung porém está começando a ficar mais próximo de Hoseok e que pode fazê-lo se sentir confuso.
Eu não tive outra criatividade pra senha pq né.
Yugyeom vai fazer uma bagunça do caralho nessa merda e é isso.

A capa foi feita pela @sugargon, pelo projeto busan city, não nego que essa capa é o meu amorzinho, um dom que eu queria ter.

Pra quem gosta de vhope/taegi e seventeen, vou deixar link de três fanfics caso vocês tenham um interesse e pra quem gosta de um Jungkook bottom, a @svtlit tá com uma nova fanfic jikook e é muito boa.

Vhope:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/cartas-para-voce-14548934

Taegi:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/danger-love-13112880

Seventeen (junhao):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/camboy-14618823

Peço desculpas de novo pelos erros e não desistem de mim.

Até o próximo capítulo ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...