1. Spirit Fanfics >
  2. Agora e para sempre...Drarry >
  3. O santo Potter

História Agora e para sempre...Drarry - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤💚

Capítulo 13 - O santo Potter


Fanfic / Fanfiction Agora e para sempre...Drarry - Capítulo 13 - O santo Potter

Te vejo na sala do Snape de noite? - perguntou Draco

Com toda certeza- Harry olhou para o loiro e piscou

O loiro se levantou e guardou o livro e olhou para os lados para ver se alguém estava lá e puxou a mãos do loiro o tacando o moreno em uma das prateiras de livros, fazendo um pequeno barulho só que nada que chamasse muita atenção.

Draco, aqui não – Harry falou sentindo o corpo do loiro junto ao dele e os lábios se roçando

O loiro ignorou totalmente o comentário e o beijou, passando a mão pelo corpo do moreno, o beijo foi bem intenso, porém Draco se afastou logo.

Te vejo de noite – o loiro se afastou e arrumou seus cabelos que haviam sido bagunçados pelo moreno

Ah, ok – Harry tentava ainda se localizar, pois com o beijo de Draco ainda mais naquela adrenalina havia perdido totalmente o ar

Só mais uma coisa- o loiro se virou para o Harry- fiquei feliz com a volta de uniformes, assim só eu posso ver a sua bunda – o loiro piscou e sorriu saindo da biblioteca.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ao sair da biblioteca, o sonserino se dirigiu para as masmorras, no salão comunal da sonserina.

Chegando, viu sua amiga sentada

Oi meu amor – falou Pansy se levantando e abraçando o loiro

Oi Pansy – falou ele

O que faz aqui? não era para estar com o seu Potter? - perguntou ela em um tom de brincadeira

Vou ver ele mais tarde – respondeu o loiro

A entendo, sexo – Pansy ria

Só cala a boca – Draco se desprendeu do abraço da amiga e deu uma risada

Vai me dizer que não é? - falou a amiga

Dessa vez não, ou talvez não, os motivos de ir vê-lo na verdade são bem puros e inocentes, vou ajudar o meu amor em um trabalho que o Snape passou para ele, vou matar a minha saudade de ficar perto dele e se rolar sexo é lucro – o loiro riu

Olha motivos puros e inocentes – riu ela - vocês formam um casal fofo

Eu sei que formamos – o loiro se gabou

Por mais que eu iria adorar te escutar a falar do quão o seu namorado é lindo e maravilhoso terei que ir ver os meninos na biblioteca – falou ela abraçando o amigo outra vez - Draco...

Oi? - ele olhou para ela

Passa um perfume – ela riu da cara que o amigo fez

Pansy nem vem eu estou cheiroso,eu sou sempre cheiroso  – respondeu ele

Eu sei, era brincadeira – ela falou dando um beijo na mão do amigo - se precisar de mim estarei na biblioteca

Obrigada Pansy – o amigo bagunçou o cabelo da amiga e se virou subindo as escadas

Ah fala sério, meu cabelo? - a amiga falou

Cabelo bagunçado está na moda – respondeu o loiro

Você está de brincadeira – ela riu – não está não

Se o meu amor usa, esta, ele é o eleito não se lembra? - ele falou

Cala boca – ela deu uma última risada e saiu do salão

Draco subiu as escadas e pegou uma mochila dentro do seu dormitório, desceu as escadas e sentou-se em uma poltrona, estava procurando os exercícios de poções que Snape havia passado para ele a uns anos atrás, quando achou o pergaminho deu uma boa olhada, tentando compreenderas contas, após isso dobrou o pergaminho e colou no bolço de tras da calça.

Os exercícios eram bem diversificados, alguns eram iguais ao do moreno e outros bem parecidos e alguns que não havia nenhuma semelhança. Porem mesmo assim o loiro guardou o pergaminho

Se levantou da poltrona, fechou a mochila e subiu para o dormitório, se deitou na cama e pegou seu caderno de desenho, colocou uma música baixa em sua cama, colocou um feitiço abafador de som e fechou as cortinas, era só ele e o caderno e com isso suas inspirações vinham como um passe de mágica.

Após um tempo seu desenho já está pronto e em uma folha que antes era branca agora estava com uma obra de arte, sim o loiro era realmente incrível em seus desenhos, só que nesse havia algo muito especial, ele havia feito Potter, o seu Potter, o seu namorado. Na folha estava uma representação do moreno, Draco quis fazer o dia no qual Harry aceitou namorar com ele, aquela era a sua melhor lembrança com o moreno.

Draco percebeu que havia ficado tempo de mais desenhando, escondeu seu caderno, retirou o feitiço, abriu as cortinas e tirou a música só assim pode sair do quarto e ir em direção a porta do salão comunal.

Ah ai está você – falou Dafne Greengrass puxando o braço do loiro

Depois conversamos ok? Estou um pouco ocupado agora - o loiro se tirou o braço da garota que o prendia com força

Vai aonde? – perguntou a menina

Ver uma pessoa – o loiro falou bravo

Ver quem Draco? – ela tentava tirar alguma informação dele porem a tentativa era falha

Isso não é da sua conta – falou o loiro se retirando do salão

Após muito tempo estudando em hogwarts e sabendo muito bem como um sonserino era, ele sabia que a garota ia segui-lo então mudou sua rota, foi procurar seus amigos que estavam como de costume na biblioteca.

Era normal Blasio, Pansy, Theodore, Crabbe e Goyle se encontrarem na biblioteca depois das aulas e ficarem por lá até o toque de recolher.

Ao chegar lá procurou os amigos que estavam em uma mesa no fundo da biblioteca, logo que Pansy viu o loiro estranhou, ela sabia que o amigo era para estar com o Harry, então ela foi falar com o loiro

O que aconteceu? - perguntou ela preocupada

Nada de mais, só aquela menina Dafne Greengrass que está me seguindo – ele apontou para a porta da biblioteca na qual ela estava encostada

Até ela? – Pansy riu

Não tenho culpa se meu charme é irresistível – o loiro brincou

Como posso ajudar Draquinho? - falou a amiga

Não sei, só sei que eu preciso ir ver ele-o amigo deu um sorriso meio desapontado

Tenho uma ideia – falou a amiga

Qual? - perguntou ele

Relaxe- ela riu- Ei Dafne vem aqui- a Pansy falou e se virou para o amigo

Você está doída? - ele falou – era para manter ela longe, ou você está sugerindo um trisal? Estou te falando que ela não vai poder participar muito, no Potter só eu toco, só eu vejo, só eu beijo

Acalma o coração e eu pensei que os seus motivos de ir ver o garoto eram puros e inocentes – ela riu – Ei Dafne vem aqui

A menina olhou para os lados, já não tinha como negar que era ela ou simplesmente ignorar, Pansy havia chamado ela duas vezes então ela simplesmente se aproximou.

Me chamou? – a menina perguntou

Claro que sim – Pansy olhou para ela

Pansy se virou e caminhou para a sua bolça, pegou um bolinho e voltou aonde o Draco e a Dafne estavam

Eu guardei para você – ela estendeu a mão para a menina pegar, ao fazer isso olhou para o loiro que a encarava com um pouco de duvidas

Muito obrigada, só que qual é o motivo disso? - Dafne perguntou

Pare de ser estraga prazeres Greengrass apenas coma, que saco, Pansy só está querendo ser legal- o loiro já estava ficando irritado

Ignore ele, normalmente ele é legal – Pansy olhou para Dafne – só experimente, eu fiz uns bolinhos para os meus amigos, considere isso como um pedido de desculpas e de amizade

Muito obrigada - Dafne pegou o bolinho da mão da morena e mordeu

Ao fazer isso, começou a mastigar e ao engolir caiu nos braços de Draco

O que você fez? - o loiro perguntou com um sorriso colocando a menina sentada em uma cadeira

Poção do sono – ela riu – agora vá encontrar o seu amor

Entendo, só que qual é o motivo de você ter um bolinho com poção do sono na sua bolça? – o loiro perguntou desconfiado

Bom digamos que não é só você quem quebra as regras para encontrar alguém – ela respondeu com um sorriso malicioso

Depois quero que me conte tudo – Draco abraçou a amiga - Obrigado por tudo Pansy

Magina- ela sorriu

Estou te devendo essa e muitas outras – o loiro deu um beijo no cabelo da amiga – e o que vamos fazer com ela?

Vamos? Eu vou, você não, eu vou esconde-la e ela vai acordar em um armário de vassouras amanhã e você vai ir ver o seu namorado – Pansy falou se afastando do amigo o empurrando – vai logo já está quase na hora da ir para a cama

Já estou indo, Pansy antes de tudo quero te falar uma coisa...- o loiro encarou a amiga – olha eu te amo, muito obrigado por tudo de verdade, você é uma ótima amiga Pansy

Eu também te amo Draquinho – ela riu – tu tem que criar um apelido fofo para mim

Vou criar – o loiro riu, se afastou e quando estava quase na porta mandou um beijo para a amiga que riu

Quando saiu da biblioteca, foi em direção a sala do Snape e quando chegou, lá estava ele, o seu namorado, sentado com a capa de lado e um pergaminho velho aberto em cima da mesa.

O sonserino queria fazer uma surpresa para o garoto, porem assim que entrou Harry se virou para ele muito feliz e indo em direção ao seu loiro

Demorou muito – reclamou Harry se aproximando do loiro – aconteceu alguma coisa?

Nada que tenha que se importar agora – o loiro abraçou o seu grifinorio

Senti saudades – Harry falou no ouvido de Draco – do seu abraço, seu cheiro, de você

Eu também senti saudades Hazz- o loiro deu um beijo na testa do moreno

Apelido novo? Gostei – ele riu depositando um beijo nos lábios macios do loiro

O loiro como de costume, colocou suas mãos na bunda de Harry, ficaram nos beijos por um tempo e logo o moreno começou a se esfregar no loiro que ao perceber se afastou

Harry, temos que fazer atividades – o loiro falou meio ofegante, só aquele beijo já teve a capacidade para deixa-lo duro – e você está muito safado – Draco riu

Depois eu vou poder ter o meu prêmio? - Harry falou com uma voz fina, por mais que aquela voz fosse de uma criança em seu rosto continha muita malicia

Se fizer tudo certinho – o loiro falou com uma voz rouca

Draco, não faça isso – o moreno falou bravo

Fazer o que? – o loiro riu

Fazer essa voz – o moreno falou bravo

Qual voz? - o loiro se aproximou do ouvido do seu grifinorio – Essa voz? – o loiro falou fazendo a voz ficar roca e sexy

Exatamente – o moreno falou colocando aos mãos no ombro do loiro

Temos que estudar – o loiro se afastou e se sentou na mesma cadeira aonde o moreno estava antes

Muito legal você em – o moreno se sentou ao lado do loiro

Harry- o loiro pegou o pergaminho que estava na mesa – o que é isso ?

É o mapa do maroto meu amor – moreno começou a fazer carinho na mao do loiro

E o mapa do maroto seria? – o sonserino continuou a perguntar

O Mapa do Maroto meu loirinho, é um mapa de Hogwarts com propriedades mágicas criado pelos marotos obviamente – o moreno riu –que são eles: Remo Lupin, Pedro Pettigrew, Sirius Black e pelo meu pai, Tiago Potter

E como ele funciona? - o loiro estava totalmente fascinado

Ele é ativado quando falarmos a frase eu juro solenemente não fazer nada de bom e desativado pela frase malfeito feito, o mapa é capaz de mostrar a localização exata de cada pessoa dentro dos limites de Hogwarts, por isso que quando você entrou eu já sabia- completou o moreno- seus movimentos são indicados por pegadas além de indicar caminhos, passagens secretas e outros pontos de interesse pelo Castelo, herança de família

Meu amor isso é incrível, eles realmente eram muito inteligentes – Draco falou dando um abraço no seu Harry

Realmente eram – Harry sorriu – vamos estudar?

Harry pedindo para estudar? estranho – Draco riu

Claro assim poderei ter o meu prêmio – Harry riu maliciosamente

O loiro tirou o pergaminho do bolço da calça e começou a ajudar Harry nas questões, que de pouco em pouco iam se tornando mais claras para Harry.

Por mais que Draco estivesse louco de vontade de terminar logo, ele deixou com que Harry fizesse, mesmo com quase todas as respostas em no outro pergaminho, ele queria que o seu moreno aprendesse, então só usou o outro pergaminho de base. Ficaram fazendo as atividades durante um tempo, ao terminarem, Draco guardou as coisas deixando apenas o mapa do maroto aberto e colocou Harry em seu colo.

Te prometi um prêmio – Draco falou – e agora só basta você escolher o que quer – o loiro passeava a mão pelo corpo do moreno

O que eu quero é simples – Harry riu

Então me fale – Draco provocava o moreno

Que você me foda – Harry puxou o loiro para um beijo

O sonserino deslizava as mãos pelo corpo do seu moreno, e com cada beijo cada toque sentia Harry ficando preparado para ele, o loiro colocou sua mão dentro da blusa do Harry posicionando suas mãos no mamilo do moreno, massageando e puxando algumas vezes.

Com esse toque o Harry gemia entre os beijos com Draco, aproveitando isso ele começou a provocar o loiro rebolando em seu membro.

Sinceramente Potter, você é um safado – Draco falou beijando o pescoço do moreno, já começando a deixar marcas em seu corpo

Harry ignorou o comentário do loiro e simplesmente continuava rebolando e conseguia sentir o membro do loiro endurecido e por mais que Harry já havia sentido Draco dentro dele ainda queria descobrir como conseguiu aguentar que o loiro colocasse tudo.

Com isso Harry acabou olhando para o mapa

Ah merda – resmungou Harry

O que foi? - perguntou o loiro beijando cada parte do pescoço de Harry

Ana Abbott está de ronda hoje e está aqui perto, para falar a verdade ela está vindo para cá – Harry foi rápido se escondeu entre as pernas de Draco, no caso embaixo da mesa e junto com ele levou o mapa do maroto

O loiro nem teve tempo para se arrumar e a Ana já havia entrado.

Oi Draco, o que faz aqui? - ela falou assim que abriu a porta

Estava terminando umas lições- Draco tentou achar um desculpa

Era para você estar de ronda não?- perguntou ela

Era, porem preciso fazer exercícios – questionou o loiro

Tudo bem, vai ser o nosso segredinho – ela sorriu

Se tinha uma coisa que Harry era, era ser ciumento e naquelas atuais circunstâncias não era para ser, ela só havia sido legal, não falando do Draco, porém, o ciúme de Harry bateu e ele simplesmente desabotoou a calça do loiro e retirou o membro duro dele para fora o abocanhando de uma só vez.

Ahh- Draco falou olhando para baixo e recebeu uma piscada de Harry que continuava seu trabalho

O que foi? – a garota perguntou preocupada se aproximando

Nada nada, só na venha aqui – ele falou tentando parecer o mais normal possível, se ela se aproximasse iria ver Harry e a situação não seria nada legal

Está tudo bem mesmo? – ela parecia preocupada

Te garanto…- ele mordeu o lábio de baixo tentando conter os gemidos – está tudo ótimo, agora vá fazer seu turno

Você também tem – respondeu ela

Só sai daqui – Draco gritou, ele nunca havia parado de ser grosso porem naquela situação era o melhor a se fazer

A menina saiu rapidamente, quando a porta atrás dela se fechou Draco pode finalmente liberar um gemido, e com cada toque e chupada do moreno seu corpo estremecia, com isso gozou na boca do grifinorio, que sem esforço algum engoliu tudo.

Com tudo isso, Harry estava realmente muito duro só que mesmo assim subiu e voltou a se sentar no colo do loiro.

Santo Potter – loiro falou dando pequenas risadas só que logo fechou a cara – senhor Potter, você sabe que o que você fez foi errado não sabe?

Sei, porem fiquei com ciúmes – ele questionou

E eu como monitor chefe terei que te punir – Draco olhou com um rosto cheio de malicia para o moreno – vamos para a comunal da sonserina, que lá eu vou poder fazer o que quiser com você

Sabe quando você se arrepende de fazer algo, bom foi o que o Harry sentiu ao escutar o loiro “porque eu fui fazer isso “o moreno pensou, ele sabia que seria fudido no mínimo umas 4 vezes aquela noite, só por ter feito o que fez .


Notas Finais


Antes de tudo peço desculpas,pela demora de postar esse capítulo 🥺
Espero realmente que gostem
ELES SÃO MUITO FOFOS CREDOOO❤❤
Que amizade perfeita em?gnt eu amo esses dois...eles têm uma amizade tão maravilhosa.
Com quem será que a Pansy está saindo?Ksksk
Vamos ter que pensar em uma apelido para o Pansy emm kskksks
Muito obgg pelo apoio,realmente muito obgg ❤ sem vcs eu não seria nada...
❤💚
Espero que estejam gostando
Até o próximo capítulo,um beijo para quem quiser 💚. ❤.🍏.⚡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...