1. Spirit Fanfics >
  2. Agora juntos! Nova jornada >
  3. Expedição Atritos e Surpresas

História Agora juntos! Nova jornada - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Quase que não sai capítulo essa Semana, iria dar um tempo pois ando ocupado, mas decidi juntar o que deu para escrever neste capítulo
Resolvi também, colocar uma imagem que achei bacana

Boa leitura

Capítulo 31 - Expedição Atritos e Surpresas


Fanfic / Fanfiction Agora juntos! Nova jornada - Capítulo 31 - Expedição Atritos e Surpresas

 

Naquela manhã.

Por terem ido dormir um pouco tarde, a kalosiana levou um tempo até conseguir despertar o namorado.

Uma vez no refeitório, como seria esperado de um hotel de luxo, eles puderam se servir de um farto café da manhã e Ash saiu de lá com a barriga estufada.

Serena discretamente tinha sondado a área, em busca de certa pessoa, que felizmente não estava e nem apareceu por ali.

Depois de se aprontarem, conferindo se tinham tudo que poderiam precisar. O palletiano soltou Charizard e o casal saiu em busca do local sugerido por Brawly.

O réptil sobrevou a ilha cortando pelo meio.

Do alto, foi possível avistar muitos Pokémons e também algumas clareiras, que pareciam ótimos locais para uma parada, ainda sim eles seguiram em frente até chegarem ao mar.

Eles avistaram algumas praias e bancos de areia ao longo da costa. E não demorou muito, pare verem o que imaginaram ser o local que buscavam.

A floresta cedia espaço para uma extensão rochosa escarpada com pequenas praias ao longo da costa. O terreno quase plano ia se elevando até formar um penhasco impressionante.

Perto das falésias, a área era bem irregular. Com rochas enormes se elevando sobre as águas próximas da praia.

- Acho que encontramos. – Falou Ash admirando o local.

Serena concorda.

- Só que parece perigoso Ash. – Ela observa.

- Sim. Melhor não treinarmos muito perto do penhasco, mas aquelas praias são perfeitas. – Ele responde – Charizard pode pousar.

- Raaawrl!

O dragão desce de imediato.

Assim que o casal pisa na areia, Serena solta Sylveon que se aproxima do Pikachu.

- Caramba olha só para aquilo. – Ash estava impressionado, com as ondas se quebrando contra o paredão de rochas, ainda que um pouco distante a visão era incrível.

- É uma área selvagem mesmo, imagina se uma dessas ondas pega a gente. – Diz a loira preocupada.

- É só não irmos lá, olha ali está bem mais tranquilo. – Ash aponta para o terreno mais baixo, onde as ondas não se quebravam com tanta violência contra as pedras.

- Na primeira vez que eu treinei em Dewford, eu fiquei uma parte do tempo sobre as rochas perto do mar. – Ele fala se recordando.

- Era um treinamento de paciência e concentração, eu e meus amigos tentávamos sentir as ondas se aproximando e no último segundo, corríamos para escapar da água. – Ash explica e ri com a lembrança.

- Isso parece ser bem a sua cara. – Comenta Serena imaginando a cena, e achando engraçada a visão de seu namorado, todo encharcado depois de ser pego por uma onda.

Só que ela também se atenta ao importante.

- Um treinamento de paciência Ash? – Ela questiona e ele concorda.

- Talvez eu deva tentar. – Serena murmura não muito animada com a ideia, mas querendo imitar o namorado.

Ash não vê problemas.

- Sim, eu vou fazer isso de novo depois e você pode vir junto, mas antes o que acha de explorarmos o lugar e procurarmos alguns Pokémons?

- Explorar o lugar agora? – Ela fala em dúvida – Eu pensei em já travarmos umas batalhas Ash. Preciso criar uma estratégia contra a Úrsula.

O palletiano não gosta do que houve.

- Serena, eu preciso dar um conselho a você. – Ele diz sério, fazendo ela se focar nele.

- Não fique pensando demais na Úrsula, isso pode tirar o seu foco e te atrapalhar, digo por experiência própria. – Ele fala em um tom que surpreende a loira.

Experiências ruins com rivais, o palletiano tinha de sobra.

- Mais Ash. – Serena tenta argumentar.

- Nada de mais mocinha. – Ele diz segurando a mão dela – Vamos dar uma volta e manter a cabeça fria, estamos aqui para nos divertir também.

- Divertir? – Ela pergunta e ele acena sorrindo.

- Sim, treino e diversão. Esse é o meu plano para alcançarmos a vitória. – Ash declara e a loira se contagia pela animação dele.

- Entendi é um bom plano. – Serena responde.

O palletiano então volta seu olhar para os arredores.

Com a maré ainda baixando, pequenas porções de água eram visíveis nos espaços ao longo do terreno pedregoso, praticamente formando algumas piscinas naturais.

- Certo. Aposto que podemos encontrar Pokémons aquáticos lá, hora de nos trocarmos. – Ash Fala.

- Estou na sua frente meu amor. – A loira responde soltando a mão dele.

Quando Ash se vira ele fica vermelho, pois a loira erguia a camisa.

Isso o faz olhar para o outro lado de imediato.

- Serena, o que está fazendo? – Ele exclama.

- Ash pode olhar, estou de biquíni. – Ela fala rindo.

Ele lentamente olha e vê que era verdade, a loira usava o conjunto azul sugerido por ele antes.

Com os braços atrás do corpo, a kalosiana quase fazia uma pose para o namorado.

Por segundos, o palletiano admira a loira, até despertar e ver a expressão corada e sorridente dela.

- Ficou bom Ash? – Serena questiona e ele desvia o olhar.

- S-sim. – Ash consegue responder de lado.

- Que bom. – Ela diz muito feliz.

Ash sentia o corpo em ebulição.

Se naquele traje comportado sua namorada já estava incrívelmente atraente, ele treme ao pensar no dia em que a visse usando o outro biquíni.

- Ok, vamos lá. – Ash declara afastando os pensamentos.

- Um momento Ash, ainda não. – Serena responde atraindo a atenção dele.

A kalosiana tira um frasco da bolsa.

- Primeiro o protetor solar, temos que nos cuidar. – Ela explica e o moreno na inocência concorda.

- Eu passo primeiro, sente-se Ash. – Ela pede.

- O que? – Ele não compreende.

- Eu vou passar o protetor em você é claro. – Serena diz e na mente dele vem à compreensão.

- Não precisa, eu mesmo passo em mim! – Ash responde de imediato recuando.

- Nem pensar e não se atreva a tentar fugir. – A loira responde abrindo a tampa e se aproximando em seguida.

Embora envergonhada, Serena estava determinada a fazer aquilo.

- Não posso deixar você queimar a sua pele. Irei passar com muito cuidado e depois, você vai fazer o mesmo comigo. – Serena decreta e o palletiano considera a ideia de fugir.

Minutos depois.

O casal deixa a praia e com cuidado, começam a caminhar pelo terreno rochoso.

Ash estava usando um bermudão e regata, enquanto Serena tinha colocado uma camisa leve por cima do biquíni.

Depois de consegui passar o protetor no namorado, a loira quase o obrigou a fazer o mesmo com ela.

Ash não conseguia tirar da cabeça, a sensação das suas mãos na pele da namorada.

Isso quase o faz tropeçar e ele se obriga a focar nas poças ao redor.

Uma tonalidade avermelhada se destacando em uma fenda, atrai a atenção dele.

- Serena, um Octillery. – Ash fala assim que vê o polvo e a loira puxa a pokédex.

Ela olha para o Pokémon, enquanto ouvia as informações.

- Ele deve ter ficado preso aqui. – Ela comenta.

- Sim, o que acha? Quer capturar? – Ash questiona.

A loira fica pensativa.

Com Swablu e Misdreavus ela não tinha pensado duas vezes, mas ao observar o Octillery ela ficou em dúvida.

- Não? – O moreno pergunta e ela balança a cabeça.

- Vamos continuar procurando então. – Ele diz e o casal segue caminhando.

 

Na praia, cuidando das coisas.

Estava Charizard, acompanhado de Pikachu e Sylveon.

O réptil alado aguardava o treinamento pesado começar, enquanto a dupla de Pokémons se aproxima um pouco da floresta para flertarem, todavia escutam sons estranhos e vão mais para dentro da mata.

Eles em seguida avistam por entre as árvores, alguns Pokémons se movendo e ficando curiosos começam a os seguir.

Charizard distraído, nem nota a dupla se afastando.

 

O casal avança mais um pouco.

Volta e meia encontravam um ou outro Pokémon.

Wingulls e Pelippers sobrevoavam o local e Ash tinha certeza de que havia ninhos deles nas falésias.

Serena avista um Clamperl tomando sol perto de uma poça e se interessa, até escutar uma exclamação.

- Caramba, que sorte, Serena olha isso! – O palletiano grita e quase corre em direção a outro buraco.

- Ash tome cuidado. – Ela responde indo atrás.

O moreno se agacha e vai com as mãos na água de imediato.

- Peguei! – Ash grita vitorioso e se vira.

A loira para de imediato ao ver.

- Ei se acalma, tá tudo bem, quanta energia ein. – Ash falava rindo, tentando não deixar escapar o peixe que se debatia em seus braços.

- Que Pokémon é esse Ash? – Serena questiona.

O peixe não tinha causado uma boa impressão na kalosiana, ele descamava e suas nadadeiras estavam desgastadas, o Pokémon também parecia desnutrido.

- Este é um Feebas. – Ash explica e se recorda – É mesmo, você não viu nenhum em kalos não é? – Ele pergunta e ela concorda.

- Porque ficou tão feliz de encontrar ele? – Ela não entendia a euforia do rapaz.

- Porque esse é um Pokémon especial. – Ash declara confiante – Eu sei que ele pode não parecer incrível, mas o Feebas esconde um enorme potencial, olhe a sua pokédex e veja por si mesma.

Serena faz o namorado diz e começa a olhar os dados, arregalando os olhos em seguida.

- Milotic... – Ela fala abismada.

A loira logo se lembra.

No hall de entrada do hotel havia a estátua de um Milotic.

- O Pokémon dito como sendo o mais bonito do mundo. – Ash fala atraindo a atenção da loira e passando a mão na pele áspera do peixe – Não é fácil treinar um Feebas e o fazer evoluir, é preciso muita dedicação eu já ouvi dizer, mas também sei que vale a pena.

Mais lembranças vêm à mente do palletiano.

- Eu já conheci Top-coordenadores que têm um Milotic como Pokémon principal. – Ash fala e depois vai os citando.

O ex-campeão Wallace, o líder de ginásio Juan e o top-coordenador Robert que Ash conheceu brevemente no primeiro grande festival que May disputou.

Serena fica bem impressionada e olha para o namorado, que com cuidado se aproximava com o Feebas.

- O Pokémon mais belo, com a garota mais linda. – Ash declara em seu momento de inspiração – Aceita o desafio? Se não quiser, talvez eu o pegue para mim, só não vá mudar de ideia depois que eu tiver um Milotic. – O palletiano diz, fazendo uma brincadeira no final.

A loira cora com o elogio e olha com outros olhos para o Pokémon.

Porém, antes de decidir, ela sente uma encarada por parte de Feebas, que tinha entendido o ocorrido ali.

- “Antes você parecia não me querer nem um pouco” – Ela pensa ouvir.

Serena sente um peso na consciência.

Ash olha para a namorada exitante, que ajeita a postura.

- Sinto muito Feebas, eu te julguei sem saber nada e não imaginei que você era um Pokémon tão incrível. – A loira fala.

- Eu não irei te capturar se não quiser, mas se me der uma chance. Eu prometo não cometer o mesmo erro, irei fazer o melhor para ajudá-lo a se tornar o Pokémon mais bonito, você irá brilhar no palco e me ajudará a espalhar felicidade por tudo o público, se quiser é claro. – Ela conclui e espera a resposta.

O Pokémon olha meio desconfiado para a loira.

O rapaz tinha o tratado um pouco melhor, ainda sim o que ele ouviu chamou a sua atenção.

Espalhar felicidade.

Feebas não achava que poderia espalhar felicidade, mas se pudesse o fazer junto da garota.

- Feee... – O Pokémon volta a se debater.

- Acho que ele aceitou Serena. Pode capturar. – Ash diz e Serena acena

- Certo. – Ela pega uma pokébola e bate de leve no Pokémon, que é sugado em seguida.

A esfera balança um pouco, até o som de captura ser ouvido.

Ambos olham felizes para a pokébola.

- Meus parabéns Serena. – Ash a parabeniza.

- Obrigada Ash. – Serena responde e volta seu olhar para a esfera.

- “Obrigada Feebas, não irei desapontar você” – Ela pensa.

- Esse foi o seu sexto Pokémon. – Observa o palletiano.

- É mesmo. – Serena se dá conta – Eu tenho um time completo agora.

A loira sente muito orgulho de si própria, havia feito grandes progressos no pouco tempo em que já estava em Hoenn e se empolga.

- Minha sexta captura e eu vou atrás da sétima agora. – Serena declara e olha para o namorado. - Têm um Clamperl aqui perto, que eu quero capturar.

- Legal, vamos lá. – Ash responde.

Entretanto, ambos são surpreendidos.

Um estrondo chama atenção do casal.

- O que foi isso? – Serena fala.

- Pareceu uma explosão e veio da floresta. – Ash responde olhando na direção das árvores e então percebe.

Charizard tinha decolado e se aproximava deles.

Logo o réptil pousa diante do casal.

- O que aconteceu Charizard? – O moreno pergunta e Serena nota primeiro.

- Cadê a Sylveon e o Pikachu? – Ela exclama e o Pokémon balança a cabeça.

- Talvez. – O moreno fala e os dois olham para a mata próxima.

Eles trocam um olhar e concordam.

- Charizard, nos leve naquela direção, por favor. – Ash fala e o Pokémon acena.

Eles montam nele que decola de imediato.

Rápidamente Charizard sobrevoa a mata e em seguida o casal avista uma clareira.

Perto de algumas pedras, um grupo de Pokémons estava reunido e o casal fica aliviado ao verem Pikachu e Sylveon bem.

A atenção logo muda para o que os Pokémons observavam.

- Uma luta. – Ash percebe.

- Aquele Pokémon é... – Serena estava admirada.

Na clareira, um Absol e um Lairon batalhavam.

Charizard pousa e Pikachu junto com Sylveon se aproximam.

- Ei vocês dois, deixaram a gente preocupado. – Ash fala, enquanto a kalosiana mantinha os olhos fixos na batalha.

Absol se movia com grande agilidade, sem perder a pose ele evitava cada cabeçada que o Lairon mandava contra ele.

O Pokémon armadura, também fazia manobras, contudo não conseguia acompanhar os passos bem articulados do Pokémon desastre.

Após errar outro Headbutt e ser golpeado por um Quick Attack. Lairon começou a correr em zigue-zague na direção de Absol com a cabeça brilhando em um tom prateado.

Mesmo assim, Absol habilmente evitou o Iron Head e seu chifre brilhou em seguida, conforme aumentava de tamanho.

Absol avança, com um golpe de baixo para cima, tirando Lairon do chão.

- Aquilo foi um Megahorn. – Ash fala impressionado.

Lairon cai, erguendo uma nuvem de poeira, que se esvai pouco depois.

Ele estava sem condições de continuar e o puma se aproximava lentamente.

- Isso não parece bom. – Ash comenta, enquanto Serena ficava apreensiva.

Antes de qualquer um fazer algo.

Um pequeno grupo. Formado por um Nuzleaf, dois Seedots e mais outros dois Shroomish se interpõem entre Absol e Lairon.

Eles soltam sons, tentando afugentar o Absol.

O Pokémon desastre solta um brado irritado como resposta, que põem medo neles, ainda sim nenhum se move e uma corrente de ar começa a circular Absol.

- Ele vai usar o Razor Wind neles. – Ash percebe e já iria intervir, quando o Pokémon armadura se levanta.

- Laironnn!

Os pokemons abrem espaço, enquanto o armadura dá um passo a frente na direção de Absol e os dois Pokémons começam a discutir.

- O que estão dizendo? – Serena pergunta.

- Pikachu pode traduzir? – Ash pede e o rato começa a falar.

O palletiano vai ouvindo a repetindo pausadamente.

- Parece que o Absol não é bem vindo aqui. – Ash explica – Os Pokémons não gostam dele e o Lairon é meio que um dos chefes locais. Ele está tentando expulsar o invasor e o Absol não gostou nem um pouco disso, agora ele está ameaçando os atacar, por terem o incomodado.

- Isso não é legal. – Murmura Serena.

A kalosiana via o Absol como a vítima, todavia intimidar Pokémons menores também não era certo.

Além disso, Serena ficou interessada no puma.

A lembrança do último que viu.

O mega Absol da treinadora Astrid vinha à mente dela.

Os dois Pokémons soltavam sons irritados, até Absol notar a plateia de humanos os observando.

Os olhos dele e da loira se fixam um no outro, com o Pokémon tendo um mau pressentimento.

Ele se volta para Lairon e decide que não valia a pena continuar ali.

Absol em seguida, com saltos rápidos se afasta, olhando brevemente para a loira antes de sumir na floresta.

Serena seguiu o Pokémon com os olhos até ele desaparecer, o que Ash percebeu e logo compreende.

- Vamos pegar ele? – O palletiano questiona a despertando.

- O que? – Ela fala.

- O Absol. – Ash responde e sorri – Se gostou dele, podemos ir atrás. Ele me pareceu bem forte e também, é um Pokémon que com certeza chamaria a atenção em um concurso. – Ash explica, se lembrando de que Drew tinha um.

A loira olha para a mata.

Ela tinha gostado do Pokémon a primeira vista, porém não era apenas ele que tinha despertado o interrese da kalosiana.

Ela voltou seu olhar para o Lairon.

O Pokémon conversava com os demais, agora parecendo bem mais tranquilo.

Serena toma a sua decisão rápidamente.

- Eu vou capturar aquele Lairon primeiro, depois podemos procurar o Absol. – Ela fala.

Deixando Ash aturdido.

- O Lairon? – Ele questiona.

Ash não tinha pensado no Lairon.

- Sim, eu gostei da forma como ele se movia. – A loira responde e começa ir em direção do Pokémon.

- Serena espera aí. – Ash vai atrás ainda surpreso.

Os Pokémons notam a aproximação dos humanos e recuam.

Lairon também percebe e se coloca na frente com a intenção de protegê-los.

A loira para um pouco perto, com Ash atrás meio preocupado.

Enquanto Lairon exibia hostilidade, Serena sorri tranquila em resposta, o que deixa o Pokémon em dúvida.

- Oi Lairon, eu vi a sua luta e tenho que dizer, você se movimenta muito bem. – A loira cumprimenta e elogia o Pokémon.

Lairon perde um pouco da raiva, contudo permanece cauteloso.

- Não se preocupa. Eu não quero machucar você e nem os seus amigos, mas eu tenho um pedido, por favor, seja meu companheiro. – Serena diz deixando o Pokémon confuso.

Era a primeira vez que pediam aquilo a ele.

O último treinador que conheceu, tentou o capturar de imediato.

Lairon olha em dúvida para a loira e para o humano atrás, o rapaz parecia tão perdido quanto ele.

Serena continua falando.

- Foi muito legal ver você fazendo as suas passadas, e aquele ataque em zigue-zague foi ótimo. Se me deixar ajudar você, eu tenho certeza que posso te ensinar a se movimentar com ainda mais agilidade. – Ela diz.

Lairon aos poucos se interessa pelo o que escuta, também vendo honestidade em Serena.

Meio que quase caindo no charme da loira, o Pokémon se lembra de Absol e de outras coisas, conseguindo despertar.

- Laironnn! – Ele solta um brado e balança a cabeça.

O sorriso de Serena vacila.

- Isso é um não? Por favor, Lairon, eu quero que você seja meu companheiro. – A loira persiste.

Fazendo a mente do Pokémon, balançar um pouco.

- Já sei. Para ser justo, que tal uma batalha? Eu irei mostrar para você, como os meus Pokémons se movimentam bem, veja por si mesmo e depois decida. – Ela sugere.

Lairon não acha a ideia ruim, se fosse derrotado e capturado ele não iria reclamar.

Todavia, ele ainda sentia as dores da batalha e têm outra ideia.

O Pokémon solta um brado, que Serena entende como uma confirmação.

Ela já ia sacar a pokébola, porém Lairon se vira para os companheiros e começa a conversar com eles.

O casal observa.

Após um breve diálogo, o Pokémon gesticula para eles e caminha na direção da praia em seguida.

Os amigos de Lairon se dispersam ao mesmo tempo.

- O que houve? – Serena questiona.

- Acho melhor seguirmos ele, o Lairon deve querer batalhar em outro lugar. – Ash supõem e eles seguem o Pokémon.

Charizard, Pikachu e Sylveon vão atrás.

De volta à praia.

Lairon se aproxima de algumas pedras sobre a areia e se posiciona.

O casal observa enquanto o Pokémon pegava impulso e começava a correr, ele estava prestes a esmigalhar a rocha, quando dá um salto para o lado.

- Uma finta. – Constata Ash.

O Pokémon volta ao chão e se atrapalha, demorando muito para reagir e correr de volta contra a rocha, golpeando-a e partindo em pedaços na sequência.

Após fazer isso, ele se vira para o casal e solta sons.

- Pikachu e agora? – Ash questiona.

O rato traduz de imediato.

- “Me mostrem, o quão ágeis vocês são, eu quero ver” – Era a mensagem.

Serena saca uma pokébola em seguida.

- Tudo bem, se quer isso iremos mostrar na prática. – Ela fala e liberta Braixen.

Sylveon também se junta e o Lairon sorri.

Aquilo poderia o ajudar também, em uma provável revanche contra o Absol se surgisse à chance.

- Amor. Acho que isso pode demorar um pouco, não quer aproveitar para começar seu treinamento? O tempo está passando afinal. – Serena fala.

- É mesmo, mas eu queria ver vocês. – Ash responde.

- Raaawrl – Ruge Charizard, cansado de enrolação.

Ele ameaça dar um Flamethrower no palletiano, que compreende.

- Tá legal, vamos treinar. – Ash se adianta em falar e se vira para a loira – Boa sorte Serena.

- Obrigada Ash e bom treino. – Serena responde.

O casal troca um beijo e o palletiano vai até onde estava a sua mochila.

 

Enquanto Serena permanecia na praia.

O palletiano se distância um pouco.

De volta ao terreno rochoso, ele procura o local mais plano possível e só então liberta os companheiros.

- Hora do treinamento pessoal!

- Sableyee. / Crann. / Metaa. / Napee. – Bradam os quatro.

Pikachu e Charizard já estavam ao lado do treinador.

- Muito bem. – Ash atrai a atenção de todos, mesmo Metang o olhava apesar de contrariado.

Em sua mente, ele tinha perdido e sido capturado de forma limpa e justa, ainda que tivesse rancor de treinadores, ele era um Pokémon do palletiano.

- Temos um grande torneio se aproximando, lá vai estar cheio de gente forte e por isso eu decidi. – O palletiano toma ar – Confiar primeiro nos amigos que eu tenho há mais tempo, para vencer eu irei acreditar na experiência deles.

Pikachu, Charizard e Infernape gostam de escutar aquilo, mas os outros três não muito, especialmente Cranidos que solta um brado irritado.

Se sentindo subestimado, ele ameaça dar umas cabeçadas para provar a sua força.

- Calma Cranidos, isso não quer dizer que eu não irei leva-los também. – Ash se explica.

- Mas isso vai depender de vocês. Nos próximos dias iremos fazer alguns treinos aqui, principalmente batalhas. Nesse tempo, eu quero ver o crescimento de vocês e aí decidirei se os levarei comigo ou não. – Ele explica.

O trio olha de forma desafiadora para seus veteranos, especialmente Cranidos.

O réptil alado nota o olhar do cabeça dura e faz um gesto de “Pode vir” que Cranidos corresponde na hora com um Flamethrower.

- Cranidos não. – Ash se alarma.

Charizard nem se move.

Quando as chamas se apagam, ali estava o Pokémon totalmente bem, o que espanta o cabeça dura.

Metang também encara o réptil, sentindo muito poder nele.

- Cranidos! – Ash exclama fazendo o Pokémon olhar para ele – Nada de sair atacando os companheiros assim, Charizard não fique provocando também.

Cranidos abaixa um pouco a cabeça, embora ele não se arrependesse do que tinha feito, ele já respeitava o treinador e aceitou a bronca.

Charizard dá de ombros.

E o palletiano resolve não estender o sermão.

Em vez disso ele se agacha e pega uma pedra.

- Vamos começar testando os novos golpes de vocês, Sableye quer começar? – O palletiano fala e o pequeno diabrete concorda animado.

- Shadow Claw! – Ash grita jogando a pedra para o alto.

Sableye estende o braço direito, que é envolto por energia sombria e se molda no formato uma grande garra.

Em seguida ele salta e destrói a pedra com facilidade.

- Legal, a sua mira está ótima. – Ash elogia enquanto Sableye exibia os dentes com a sua risada.

- Cranidos, vamos ver o seu Earthquake! – O moreno fala e o Pokémon se vira na direção do mar.

O cabeça dura salta e vai ao chão, criando tremores que racham o área abaixo dele.

Ash e os demais se seguram um pouco, o ataque não foi direcionado a eles, porém não deixava de sacudir o terreno ao redor.

- Ótimo. Os dois estão já estão conseguindo usar muito bem os golpes. Agora Metang, eu ainda não te ensinei nenhum ataque novo, mas tenho um perfeito, é o Flash Cannon. – Ash fala – O que acha, quer aprender?

O Pokémon vira de lado, com petulância.

Por orgulho e má vontade, ele não queria ajuda para aprender movimentos novos.

Ash ri sem graça, já prevendo aquele tipo de reação.

Os demais não gostam daquilo.

Cranidos é o primeiro a ir tirar satisfações, ele solta grunhidos irritados e o Metang se prova igualmente pavio curto, se virando e partindo para cima de Cranidos.

- Ei não briguem. – O moreno fala, mas foi inútil.

Metang avança com um Take Down, que Cranidos evita com um pulo e pegando impulso ele se lança contra o companheiro, dando uma forte cabeçada.

Metang vai para trás e mais irritado, usa o Confusion.

Cranidos sente o poder psíquico sobre si, mas suporta a dor e abre a boca, mandando um Flamethower que surpreende Metang.

Contudo, antes de o ataque atingi-lo.

Charizard entra no meio e espalha as chamas com golpes rápidos de Slash.

Ash que já iria intervir, decide observar.

O réptil decide ser o maduro ali.

- “Parem com isso” – Ele diz e encara Metang – “Você, eu escutei sobre o seu caso, entendo a sua raiva, porém”.

- “Você não entende nada” – Chia Metang – “Eu fui abandonado por ter perdido uma única batalha. O humano que me largou me tratou como lixo e não vai ser diferente aqui. Seu treinador não teria me capturado se eu ainda fosse um Beldum e com certeza vai me abandonar, assim que eu perder alguma batalha”.

Charizard não responde, ele para e pensa.

Pikachu e Infernape se irritam com o que ouvem. Já o réptil tomando uma decisão, estende as garras que brilham.

Metang entende o recado e metaliza os braços.

- Esperem. – Ash fala, mas o macaco detém o treinador.

- Infernape? – Ele questiona e o Pokémon olha para o treinador, pedindo para que Ash não intervisse.

Metang avança e começa a trocar golpes contra Charizard.

O Pokémon aço persista no Metal Claw, apesar de ver o oponente nem se esforçar enquanto usava o Slash para barrar cada golpe.

Com um pouco mais de força, Charizard pressiona Metang e dá uma talhada o fazendo recuar, quando o Pokémon se dá a conta um Dragon Tail o acerta lançando-o para cima.

Charizard decola e quando Metang consegue parar, ele só tem tempo de ver a garra do réptil.

Metang é atingido e vê estrelas.

- Metaaa... – O Pokémon começa a cair e Ash se preocupa.

- Infernape, ajude o Metang. – O palletiano instrui, mas Charizard mesmo segura o Pokémon e pousa.

O jogando de lado em seguida.

Metang encara Charizard com muita raiva e rancor, porém o réptil alado calmamente fala.

- “Não faça mau juízo do Ash sem o conhecer. Ele nunca abandonaria um amigo e acredite ou não, ele já te considera um amigo. E só para saber, eu também fui abandonado pelo meu primeiro treinador” – O réptil declara surpreendendo Metang.

- “E não apenas ele” – Acrescenta Infernape se aproximando – “Eu já tive um treinador que abandonava frequentemente todos os companheiros, que julgava sem valor. Porém, o Ash não é assim, ele nunca o abandonaria, por isso não volte a dizer que ele faria tal coisa” – Conclui o macaco.

Metang queria dar uma resposta, todavia ao ver os semblantes dos dois Pokémons, sentia que não estavam mentindo.

- Tá legal, chega de brigas. – Ash intervém de vez e se aproxima do Pokémon aço.

- Metang, tudo bem? Fica parado um pouco, eu vou passar a poção de cura em você. – O palletiano fala.

Metang quase o afasta, porém sentindo o olhar dos dois pokemons de fogo, permanece imóvel, enquanto Ash usava o spray nele.

Suas dores diminuem de imediato.

- Bem melhor não acha? – Ash questiona o Pokémon vira um pouco de lado.

Metang não queria ceder.

Charizard e Infernape se conformam.

Uma hora o novo companheiro iria entender.

- Tá certo, fica aqui e descansa um pouco. – O palletiano fala se levantando – Pode se juntar a gente nos treinos quanto quiser.

Ash se vira para os demais pokemons.

- Cranidos, primeiro você contra o Sableye, vamos lá! – Ele fala e os Pokémons concordam.

Ash então nota o Charizard se aproximando e Pokémon solta um rosnado.

- Um novo movimento?

Na praia.

Serena tinha parado ao escutar os sons de batalha.

Ela já estava praticamente treinando também, seus Pokémons junto com o Lairon estavam fazendo lutas simuladas.

Porém, o barulho os interrompeu.

Serena tinha ficado preocupada ao ver toda a agitação, olhando na direção deles a loira viu Charizard e Metang se confrontando.

- Será que estão treinando ou o Metang irritou o Charizard? – Ela se questionou.

Os Pokémons também olharam curiosos.

Além disso, oculto entre as árvores, estava Absol.

Ele tinha tido uma premonição ruim e resolveu ficar de olho, todavia agora seu foco estava na garota com cabelos cor de mel, que tinha o atraído um pouco.

Serena vê a agitação cessar e quase faz um intervalo, para ir ver se estava tudo bem.

Só que os Pokémons, em especial Lairon a chamam e ela decide continuar.

Eles voltam a treinar e o tempo vai passando.

Até que.

O Pokémon aço, toma a sua decisão.

- Lairoon! – Ele brada, chamando a atenção da kalosiana.

Braixen e Sylveon compreendem de imediato, Lairon queria enfrentar uma delas, se fosse derrotado aceitaria ser o novo companheiro da loira.

Ambas falam com Serena, que vê o Pokémon se posicionar para a luta.

- Certo, vamos batalhar Lairon, Sylveon eu conto com você. – A loira fala e a Pokémon acena feliz.

Entretanto, antes da batalha começar, um toque os atrapalha.

- Meu Holo Caster. – A loira se surpreende e corre até a bolsa.

Serena pega o aparelho e atende a ligação.

Em seguida, surge a imagem de uma garota de pele morena e olhos verdes, sorrindo radiante.

- Serena. Finalmente você atendeu. – Ela fala.

- Shauna, como é bom te ver. – Exclama a loira surpresa e muito feliz – Nossa. Já faz um tempinho.

- Faz mesmo, você andou sumida. Isso não é legal, se esqueceu das amigas? – A garota pisca e Serena fica envergonhada.

- Me desculpa Shauna, aconteceu muita coisa sabe. – Ela responde sorridente e Shauna acena.

- Eu fiquei sabendo sim, meus parabéns e como está indo o namoro? – Shauna pergunta.

Serena se empolga, ela ainda não tinha conversado sobre o namoro com as amigas.

- Muito bem, está perfeito. O Ash estava um pouco tímido no começo, mas melhorou bem rápido. – A loira responde corando – Ah Shauna tenho tanta coisa para te contar, parece até que estou vivendo um sonho.

- Bem, é o seu sonho realizado não é? – A moreninha devolve alegremente.

Serena concorda e então se dá conta.

- Espera. Como você ficou sabendo? – Serena diz e Shauna segura o riso.

- Uma boa alma, contou para todas nós sobre o seu namoro ontem mesmo, agora à fofoca está rolando solta. – Shauna explica, deixando Serena atordoada.

- Serena Yvonne e Ash Ketchum. – Ela anuncia como se fosse uma notícia – O casal que quase conquistou Kalos, isso já está sendo comentado.

Shauna mal contém o riso, ao ver a cara de boba da amiga.

- Eu confesso que fiquei muito surpresa. – A moreninha continua a falar – E também muito feliz, em saber que vocês dois finalmente deram certo. A Nini chegou ao ponto de chorar de alegria e o Tierno, bem ele também chorou e acho que está chorando até agora. - Shauna fala com uma gota na cabeça.

Serena compreende e ri nervosa, se lembrando do rapaz.

Só que o principal logo volta sua mente.

- Espera Shauna, quem foi à fofoqueira? – Serena pergunta um pouco irritada.

Na dúvida, ela suspeitava da amiguinha.

- Hum-hum. – A garota faz um gesto de não – Eu não irei falarrr. – Ela cantarola, deixando a loira mais nervosa.

- Me diz. Quem anda fofocando sobre mim e o Ash? – Serena insiste na pergunta e novamente Shauna balança a cabeça.

- Você deve descobrir logo, já chegou em Dewford? – Shauna questiona, deixando a loira agora com medo.

- “Como? Quem?” – Serena não conseguia pensar na culpada.

- Pelo visto sim, pelas imagens ao seu redor. – Observa à moreninha – Onde está o Ash? Também quero dar os parabéns a ele. E preciso deixar bem claro, que se ele te magoar de alguma forma, a coisa vai ficar bem feia para ele.

A loira fica alarmada.

- Para Shauna, nem pense em fazer isso. O Ash está se esforçando muito, ele não precisa de mais pressão nas costas. – Serena fala.

Shauna ri um pouco.

- Ai puxa, você deve estar passando por muitos problemas, quantas bolas fora ele já deu? – Shauna pergunta e a loira infla as bochechas.

- Eu não vou falar, e ele só cometeu alguns errinhos no começo. – Serena defende o palletiano – O Ash está sendo um namorado perfeito.

A garota não fica surpresa, de ver a amiga defendendo o namorado.

- Tá bem, tá bom, eu não irei implicar com ele. – Shauna responde de forma bem humorada – E Serena, e a sua mãe? O que ela disse?

A loira fica momentaneamente apreensiva.

A questão, envolvendo tanto Grace quanto Délia, havia sido meio que deixada na geladeira.

As duas mães não falaram muito. A princípio, elas simplesmente aceitaram a relação dos filhos e os desejaram felicidades, pouca coisa foi dita.

Grace pediu para Ash cuidar bem de Serena, Délia pediu para Serena cuidar bem do Ash.

Só que nenhum dos adolescentes, teve uma conversa boa e franca com as respectivas sogrinhas ainda, isso certamente aconteceria futuramente.

- Está tudo bem, não houve problemas. – Serena responde.

Shauna fica pensativa com a resposta, mas resolve deixar de lado por hora.

- Tudo bem então, e o Ash? – Ela questiona.

- Ele está treinando com os seus Pokémons perto daqui. – Serena explica.

- Puxa eu ligo outra hora então, preciso sair daqui a pouco. – Shauna responde e a imagem oscila.

A kalosiana vê que a amiga estava em um quarto.

- Serena precisamos colocar a conversa em dia depois viu? – Ela diz e a loira concorda feliz.

Seria maravilhoso conversar com todas as amigas, além de aproveitar para descobrir a identidade da enxerida.

- E eu também tenho uma grande notícia, eu decidi ir para Hoenn. – Shauna declara a surpreendendo.

- Hoenn Shauna, mas e as performances? – Serena questiona.

- Eu mudei meus planos, ontem eu assisti ao vídeo do Contest de Rustboro, você foi fabulosa. – A moreninha elogia deixando Serena acanhada – Eu também acredito que os concursos podem me ajudar a refinar o estilo das minhas apresentações, então se prepare Serena, logo seremos rivais novamente.

Serena se anima ao escutar aquilo.

- Irei pegar um voo para Hoenn daqui alguns dias, ainda não decidi a cidade, mas podemos ir conversando e aí marcarmos de nos encontrar. – Shauna fala.

- Sim, seria maravilhoso, vamos fazer isso. – Serena responde.

- Então está marcado, eu te ligo a noite. Tchau Serena e de novo, meus parabéns estou desejando para você toda a felicidade do mundo junto com o Ash.

- Obrigada Shauna, eu não sei nem o que dizer. – Serena responde comovida.

As duas amigas se despedem em seguida.

Serena precisa de um momento, para respirar com calma e pensar.

Era bastante coisa e ela se focou no essencial.

- Mas quem será essa fofoqueira? – Ela fala consigo própria.

Os Pokémons mais atrás tinham acompanhado tudo de perto.

Serena os nota.

- Ah me desculpem, Lairon eu te fiz esperar. – Serena fala e o Pokémon emite um som tranquilo, dizendo que estava tudo bem.

- Certo, podemos batalhar agora. – A loira exclama e o Pokémon concorda.

Lairon se posiciona e Sylveon também.

Por entre as árvores, o Pokémon desastre começa a pensar que tinha errado na previsão.

Ele decide se afastar mais um pouco, porém ficaria na área por precaução.

Lairon e Sylveon se encaram.

- Sylveon, vamos começar com Swift! – Serena instrui e a Pokémon libera as estrelas cadentes.

Lairon começa a correr, tentando se esquivar do ataque, todavia logo é atingido e sem perder tempo, ele acelera usando Iron Head.

É então que.

Todos escutam um estouro.

Serena e os Pokémons se surpreendem ao verem um míssil surgir da floresta e explodir sobre eles, liberando uma rede que os prende.

- O que é isso? – Serena exclama assustada.

As árvores se agitam e um balão cabeça de Meowth emerge das copas deixando todos surpresos.

A rede que os cobria é puxada por uma corda e em seguida, Serena e os demais são suspensos no ar.

- O que é isso pirralha? Essa é a minha vingança. – Serena escuta a conhecida voz.

Quase em paralelo.

Ash que estava focado no treinamento, dava instruções Infernape e Charizard que iniciam uma disputa com seus Flamethowers.

Foi quando escutaram o barulho.

O palletiano se vira e quando vê, sente o coração parar por um segundo.

O balão dos Rockets na praia e abaixo dele, estavam Serena, os Pokémons dela e Lairon dentro de uma rede.

- SERENA! – Ele grita e começa a correr.

Seus companheiros não deixam por menos e vão atras, com Charizard já decolando enfurecido.

Ele achou que tinha os mandado os Rockets para bem longe, ainda sim ali estavam eles, praticamente pedindo para virarem churrasco.

 


Notas Finais


Obrigado por lerem e lamento pela demora

Bom, rolou bastante coisa, mas no principal
Acho que vai ser útil a serena ter um pokemon peso pesado, tanto a may quanto a dawn tem os seus
Seguindo conselhos e sugestões
Tentarei trabalhar aos poucos a fama do casal
O ponta pé inicial é a noticia correndo por kalos, de que esses dois agora estão juntos
eventualmente, outros feitos da mula de pallet irão ser citados

Bem, tenho algumas provas na próxima Semana, então outro capítulo não tão cedo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...