História Agora que eu dou a você tudo de mim (Taekook) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jungkook, Taehyung, Taekook, Taekookflex, Vkook
Visualizações 16
Palavras 1.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu amo essa foto.

Penúltimo capitulo.

Caso tenha algum erro revejo depois.

Capítulo 5 - Parte 1


Fanfic / Fanfiction Agora que eu dou a você tudo de mim (Taekook) - Capítulo 5 - Parte 1

Jeon 


Ele cantava olhando em meus olhos, uma corrente elétrica passou pelo meu corpo me arrepiando da cabeça aos pés. Aqueles olhos que eu tanto amava me encarava com um brilho surreal, aquela voz meio rouca perfeita cantava uma das minhas músicas preferidas. Ele estava se declarando na frente de todo mundo, não que ele já não tivesse se declarado antes, mas dessa forma me deixa muito mais bobo por ele - se é que era possível - Até que ele parou na minha frente, e sinceramente eu não sabia o que fazer e não prestei atenção em mais ninguém - Na verdade eu já não estava - ele parou de cantar baixou o microfone e falou baixo para que só eu escutasse. 

- Jeon Jungkook, eu posso ser um idiota que faz besteira e faz as coisas sem pensar, mas eu pensei muito nisso, aceitei o fato que sou completamente apaixonado por você, e de todas as certezas que tenho é que você me ama do mesmo jeito, quero saber uma coisa agora, aceita namorar comigo? Vamos esquecer todas as coisas que deu errado e vamos fazer dar certo.

Meu coração quase parou e eu não pensei em mais nada, mas respondi o que meu coração mandou.

- É tudo que eu mais quero. 

Então ele me beijou, na frente de todos, e eu correspondi com a mesma intensidade, digamos que foi um beijo calmo, mas segundos depois se tornou um pouco quente, até que lembramos que estávamos na frente de todos. Nossos amigos e outras pessoas sorriam, alguns cochichavam baixo mas eu simplesmente não me importei com isso. Eu estava muito feliz para ficar triste por pessoas que talvez não entendessem o amor que sentíamos um pelo outro. 

O sorriso do Tae estava radiante, seus olhos brilhavam de excitação e eu também não parava de sorrir. Até que Jin veio até nós e pegou o microfone. 

- Finalmente, bom. Obrigado Yoongi e Taehyung pela apresentação e os extras - Falou sorrindo e achando graça, algumas pessoas também riram por sua risada ser contagiante - Aproveitem. 

E assim começou a tocar várias músicas animadas, dançamos e depois fomos para os comes e bebes. Sentamos para comer, então cortei  o silêncio.

- Quando terminarmos aqui, vamos para minha casa? 

- Claro.. Vamos sim. 

Sorri timidamente pelas coisas que pensei, mas resolvi não ficar nervoso com isso. Não demorando nos despedimos de nossos amigos, e saímos. Pegamos um táxi, e eu sentia que o Tae não estava bem, então só segurei sua mão. Não demoramos a chegar, o trânsito estava tranquilo. Paguei o motorista e subimos, no elevador ele me puxou e foi um beijo quente cheio de sentimentos, paramos por falta de ar e vi a luxúria em seu olhar, dei um meio sorriso, respirei fundo e afundei meu rosto em seu pescoço. 

Finalmente o elevador parou e quase corri para abrir a porta, ele sorriu e  abri a porta, assim que fechei Tae me prensou na parede. 

Fitei os belos olhos castanhos sem acreditar, isso finalmente estava acontecendo. Ele também me amava - Isso me deixava um pouco assustado, ainda - baixei meus olhos para os lábios avermelhados e inconscientemente toquei a pinta no canto do lábio inferior antes de me inclinar para beijá-lo. O beijo começou suave, diferente da primeira vez eu queria apreciar cada uma das sensações explodindo em meu corpo. Taehyung sorriu e me deu mais um selinho antes de aprofundar o beijo, suspirei ao sentir seus dedos se embrenharam no meu cabelo e puxar com força, me arrancando um gemido.

- Eu quero você -  Sussurrou contra a minha boca antes de morder meu lábio inferior. Agarrei sua cintura colando nossos corpos, tomando sua boca novamente, suas mãos saíram do meu cabelo descendo até meus ombros onde apertou por um instante, e em seguida desceram até minha cintura. Prendi a respiração quando seus dedos tocaram minha pele nua, Taehyung passou a beijar meu maxilar e afundou o rosto em meu pescoço. 

- Eu amo seu cheiro, seu gosto… Amo absolutamente tudo em você - Murmurou contra meu pescoço enquanto castigava a pele com seus lábios. 

-Hyung…-  Arfei apertando suas coxas, sentindo suas unhas me marcando conforme desabotoava minha blusa. Me afastei para terminar de tirá-la e senti meu rosto corar com o olhar dele, seus dedos tocaram cada elevação do meu abdômen provocando arrepios até chegar na minha calça. Seus dedos se apressaram em desabotoar minha calça, mas segurei sua mão ouvindo um grunhido dele.

- Espera, aqui não. Eu te quero na minha cama. 

Taehyung mordeu o lábio inferior e enlaçou meu quadril com as pernas.

- Então me leva. - Sussurrou apertando minha bunda por debaixo da cueca. O firmei em meus braços e caminhei até o fim do corredor gemendo a cada provocação que Taehyung fazia. O prensei contra a parede quando ele mordeu o lóbulo da minha orelha. 

- Não me provoca. 

 Disse enchendo minhas mãos com sua bunda, ele sorriu e passou a língua no meu lábio inferior, fazendo com que todo ar me abandonasse. 

- Eu gosto quando perde o controle - Disse mordendo meu lábio e me beijando novamente. Tae começou a rebolar contra mim, e precisei juntar cada grama de força para não foder ele bem ali, cortei o beijo e entrei no quarto. Taehyung merece ser adorado e quero que nossa primeira vez seja inesquecível, quero amá-lo com cada pedacinho de mim. O deitei sobre a cama e comecei a desabotoar sua camisa deixando um caminho de beijos pela pele exposta, Taehyung suspirou quando deixei uma mordida em sua barriga. Seu membro já estava marcando a calça, fazendo com que minha boca enchesse de água ansiando por senti-lo. Com a ajuda dele tirei o resto das roupas de seu corpo, sorri ao ver o pau dele saltar orgulhoso. Desviei minha atenção para Taehyung que me olhava ansioso, me abaixei e o levei em meus lábios. 

- Deus…  - Ele murmurou tombando a cabeça, seus lábios fazendo um O perfeito enquanto gemia, juro que ele parece tão sexy. 

Comecei a masturbá-lo e me dediquei a dar atenção às suas bolas. 

- Por favor… - Implorou agarrando meu cabelo, guiando minha cabeça para seu membro, uma e outra vez enquanto ele mantinha o mesmo ritmo dolorosamente lento. 

- Calma, bebê. - Murmurei dando uma mordida na coxa bronzeada, apoiada em meu ombro - Vou fazer essa espera valer a pena. Vire pra mim. 

Taehyung me obedeceu e virou de bruços sobre a cama, um gemido me escapou ao olhar para a bunda redondinha e tive que apertar meu próprio membro tentando me controlar para não gozar apenas com essa visão. Agarrei ambas as bandas e afastei, observando a entrada rosadinha piscando por mim. 

- Ai.. - Taehyung se virou com um pequeno sorriso nos lábios inchados.. - Você acabou de morder? 

- Sim, sempre quis fazer isso. - Respondi dando um tapa, me sentindo em êxtase ao ver a pele avermelhada com a marca da minha mão. - Eu sempre fui louco na sua bunda, você é incrível.  

Ele abriu a boca, provavelmente para fazer alguma piadinha, mas seja lá o que for morreu no momento em que comecei a beijar sua entrada. 

- Ahhh, Jungkook. - Ele gemeu rebolando contra minha cara. - Deus, isso é tão bom. 

Nossos gemidos tomavam conta do quarto e com certeza todos no andar eram capazes de ouvir Taehyung. Aproveitando a lubrificação enterrei um dos meus dedos nele sentindo seu interior estrangular ele. 

- Por favor, eu preciso de mais… - Taehyung pede enquanto rebola, mordo o lábio e adiciono mais um dedo - Isso, bem aí - Ele grita quando mexo meus dedos e encontro sua próstata. 

Dou mais um tapa na sua bunda e tiro meus dedos, ouvindo seus resmungos por ter parado. Termino de tirar minha roupa e caminho até o criado mudo, pegando a camisinha e o lubrificante. 

- É a visão do paraíso. 

Digo olhando a bunda do Taehyung empinadinha pra mim, e comecei a entrar nele lentamente. Me deitei sobre ele e espalhei beijos e mordidas por suas costas, clavícula e pescoço enquanto o esperava se acostumar. 

- Você é perfeito, Eu te amo. 

Taehyung virou o rosto e começamos a nos beijar. 

- Eu também te amo, pode se mexer. 

Dei mais um beijo nele e recuei, apenas para entrar novamente. Ele murmura o meu nome com aquela voz grave que me deixa louco, suspiro e mordo sua orelha, dizendo o seu nome, o quanto ele é perfeito, quão bem nos encaixamos.

- J-Jungkookie, me fode, por favor… 

Pede levando uma mão até minha bunda tentando nos colar ainda mais enquanto se tocava com a outra. Me apoiei na cabeceira investindo cada vez mais forte, batendo fundo. Seus punhos se fecham no lençol e ele me beija enquanto os meus quadris bombeiam rápida e violentamente. Eu posso nos ouvir, os ruídos que fazemos, meus gemidos e seus grunhidos de satisfação pelo prazer que me proporciona. Um som agoniado escapa de mim quando sinto Taehyung atingir seu ápice, seu corpo pulsando ao meu redor, me apertando tanto que começo a estremecer. 

Mordo seu ombro abafando meus gemidos enquanto começo a gozar tão forte que sinto o mundo sair de órbita por um instante. Quando sou capaz de me mover saio de dentro dele e me livro de camisinha, Taehyung geme manhoso e se aconchega no meu peito. 

- Deus, isso foi .. - Ele para procurando uma palavra. 

- Incrível? - Digo tentando recuperar o fôlego, ele sorri e morde o lábio inferior. 

- Muito. Precisamos de um banho. - Ele diz olhando para nossos corpos. 

- Depois, eu só quero segurar você agora.

Digo apertando em meus braços. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...