História Agridoce - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Alfa, Beta, Boyxboy, Cheiros, Hentai, Hoseok!ômega, Jimin!beta, Jin!ômega, Jungkook!alfa, Jungkook!top, Lemon, Mpreg, Namjin, Namjoon!alfa, Ômega, Taehyung!bottom, Taehyung!ômega, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoongi!alfa, Yoonmin, Yoonseok, Yoonseokmin
Visualizações 215
Palavras 3.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoas, desculpa pela demora hehehe
É que eu não sabia bem como escrever esse capítulo... Mas, eu consegui!!

AVISO SOBRE O CAPÍTULO!!!!

>ESTE CAPÍTULO CONTÉM MUITAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA O DESENROLAR DA HISTÓRIA. INFORMAÇÕES ESSAS QUE SÃO BEM CHOCANTES E, QUE PODEM LHES DEIXAR BASTANTE SURPRESOS!<

É isso, boa leitura :)

Capítulo 4 - Ele tem sérios problemas


ELE TEM SÉRIOS PROBLEMAS

POV – Jeon Jungkook

Estava no pátio da escola, conversando com os guris antes do sinal indicando o inicio das aulas tocar, quando o Taehyung chega, com uma cara péssima.

– Eai Tae, tudo bem? – Jimin perguntou.

– Ai Jimin, não grita. – Falou colocando as mãos nos ouvidos.

Franzi o cenho com aquele gesto. Será que ele está com dor de ouvido?

– O que foi Taetae? – Jin perguntou, baixo, se aproximando do Kim mais novo.

– Eu... – Ele olhou rapidamente para mim, antes de falar. Algo que achei muito estranho. – Esqueci meus aparelhos auditivos em casa. – Falou olhando para os meninos.

Fiz uma careta de confusão. Aparelhos auditivos?

– Porra Taehyung! Primeiro você esquece os óculos. Agora o aparelho auditivo. O que está acontecendo com você? – O alfa de cabelos esverdeados perguntou com raiva e impaciência. Ele estava muito sério.

– Hyung, eu... – O ômega começou, mas foi interrompido pelo sinal que tocou. – Aaaaiiii!! – Gritou de dor, ao ouvir o sinal, colocando as duas mãos nas orelhas, e se curvando.

Jin colocou suas mãos sob as deles também, para abafar o som. Todos o olhavam preocupados, enquanto eu olhava aquela cena, confuso e curioso. O que estava acontecendo ali?

Assim que o sinal parou, Taehyung se levantou e tirou as mãos dos ouvidos. E Jin o abraçou, colocando a cabeça do ômega mais novo contra o seu peito e começando a acariciar seus fios vermelhos.

– Eu vou pedir para o diretor desligar os alarmes. – Namjoon falou, logo entrando no prédio.

– Aqui Taetae. – Hoseok tirou um protetor de ouvidos e entregou ao outro, que sorriu para si.

– Obrigado Hobi. – Falou, colocando os mesmos.

– O que está acontecendo com você Taehyung? – O Min perguntou sério.

– Hyung, não é culpa minha. – Taehyung falou choroso, tentando convencer o mesmo.

– E como não?! – Falou alto, jogando as mãos para cima, inconformado com aquela resposta.

Taehyung se encolheu ainda mais no abraço do Jin, parecendo um gatinho assustado. Eu estava sinceramente surpreso com aquela atitude dele. Eu não fazia ideia do que estava acontecendo ali, mas parecia ser algo bem sério e que já havia acontecido antes, pela cara do Yoongi.

– Yoongi, não grite. – Jin repreendeu o alfa, com a voz dura.

– Como não vou gritar Jin? Isso está acontecendo de novo! E ele nem sequer fala o que está acontecendo. É sempre a mesma coisa “Eu esqueci”, “Deixei em casa”. E eu sei que isso é apenas uma desculpa furada! – Falou, visivelmente preocupado.

Jin suspirou. Taehyung não olhava para ninguém.

– Jimin, Hoseok, levem o Taehyung para aula. – Jin hyung desfez o abraço com o Taehyung e o entregou para o Park e o Jung, que o abraçaram e o levaram para dentro do prédio. – Vamos Yoongi, vamos Jungkook, antes que nos atrasemos. – O mais velho nos chamou para entrar, logo indo em direção da escola. Eu e Yoongi o seguimos.

Yoongi e Jin foram na frente, ainda discutindo, enquanto eu fiquei atrás, apenas assistindo e ouvindo a conversa de ambos.

– Yoongi, você deve ser mais paciente com o Tae. Sabe como isso o afeta. – O rosado falou pacientemente para o outro.

– Eu já fui paciente por três anos, Seokjin! Está na cara que algo acontece com ele, e ele não nos fala! Eu já tô cheio das desculpas esfarrapadas do Taehyung. Somos amigos dele, ele devia nos dizer o que está acontecendo! – O alfa rebateu, nervoso.

– Pois seja mais paciente! – Jin falou, tão nervoso quanto o outro.

Meu Deus, o que está acontecendo? Nós entramos na sala e nos sentamos em nossos respectivos lugares.

– Gente, o que tá acontecendo com o Taehyung? Porque vocês estão discutindo? – Perguntei curioso.

Jin me olhou com culpa. – Oh, desculpe Jungkook, por brigar na sua frente. – Lamentou. – Mas, não sei se você deveria saber o que está acontecendo. Não sei se o Tae iria querer que você soubesse de algo. Não me leve a mal, mas vocês mal se conhecem e não acho que ele confia em você. – Jin falou com sinceridade e eu franzi ainda mais o cenho, confuso com o que estava acontecendo.

Eles estavam brigando na minha frente sobre algo que parece ser bem sério, e agora não vão me contar? Sério isso?

Yoongi riu secamente.

– Não faria diferença alguma contar para ele ou não Jin, o Jungkook saberia tanto quanto a gente. – Ele falou seco.

– Mas o Tae... – O ômega tenta, mas é bruscamente interrompido pelo alfa.

– Foda-se o que o Taehyung irá achar! Ele perdeu totalmente o direito sobre qualquer coisa a partir do momento em que começa a mentir para a gente e nos impedir de ajuda-lo. – Yoongi falou rispidamente e Jin abaixou a cabeça, desistindo de argumentar com o outro. – É o seguinte Jeon: o Taehyung tem problemas. Muitos problemas. – Falou.

– Como assim? Que tipo de problemas? – Perguntei curioso e, estranhamente preocupado.

Eu sei que mal o conhecia, e que eu o odeio, mas agora eu sou amigo dos amigos dele, e aquele parece ser um assunto muito sério e delicado. Óbvio que eu me preocuparia.

– Pra começar, nós não sabemos quase nada sobre ele. Apenas sabemos mais que a maioria. Ele não é muito de falar de si mesmo, e, apenas nos contou algumas coisas sobre si. E foi só porque ele confia na gente, e Taehyung não confia em ninguém. Como pode imaginar, ele apenas nos deixa saber aquilo que ele nos conta. E mais nada. Taehyung é uma incógnita. – O Min começou.

Neste momento o professor Han, de literatura, entrou na sala, junto do Namjoon, que se sentou ao lado de Jin.

– E o que ele contou a vocês? – Perguntei, curioso, logo mordendo minha língua por ser tão impulsivo e invasivo naquele assunto delicado.

– Bem, ele nos disse que seus pais morreram quando ele era um bebê, em um acidente de carro em que o mesmo foi o único sobrevivente. – Continuou.

– E é por este motivo que ele tem anosmia, que é a perda de olfato, e fotofobia, que é a sensibilidade dos olhos à luz. – Jin explicou, dessa vez.

– Espera, como é que ele perdeu o olfato em um acidente de carro? – Perguntei confuso. Aquilo era sequer possível?

– Acho que por algum trauma ou batida. Não sabemos muito bem. – Namjoon respondeu.

– Ah.

– É, e bem, isso fez ele adquirir outros problemas. Como a falta de paladar, por exemplo. – Yoongi continuou.

– É, a gente tem que forçar ele a comer as vezes, por causa disso. – Jin falou, ele parecia bastante triste com isso.

– E é por isso também que ele usa óculos escuros, para não machucar os olhos dele. – Namjoon acrescentou.

– E, como você pode imaginar, quando você perde um dos sentidos, outros se tornam mais aguçados. E é por isso que ele tem uma audição totalmente aguçada. – Yoongi falou, fazendo com que a cena que aconteceu no pátio começasse a fazer sentido em minha cabeça.

– A audição dele é melhor e mais potente do que a de um alfa lúpus, sendo capaz de ouvir até duas quadras de distância. – Nam falou, me fazendo ficar surpreso.

– É por isso que qualquer barulhinho faz os ouvidos dele doerem. Ele não está acostumado. É por isso que o Tae usa aparelhos auditivos, para anular o som.

– Mas mesmo assim ele ainda escuta perfeitamente bem. Não tanto quanto sem, mas ele é capaz de ouvir tudo o que falam e que acontece na escola, por exemplo. – Yoongi acrescentou.

– Uau. – Falei realmente impressionado.

– É, isso é incrível, nós sabemos. Mas se torna um problema gigante quando ele não se cuida direito. – Jin suspirou com pesar.

– É, e parece que ele não está se cuidando de novo. – Yoongi bufou. 

– Mas qual é o problema de ele esquecer uma vez? – Perguntei, realmente não entendendo.

– O problema Jungkook, é que não é apenas uma vez, ou um simples esqueci em casa. – Yoongi falou, nervoso de novo.

– Como assim? – Perguntei começando a ficar impaciente.

– Nós suspeitamos que ele tenha problemas em casa, com os tios dele. Problemas bem sérios. – Jin falou, seriamente.

– Que tipos de problemas?

– Nós achamos que os tios dele fazem a cabeça dele. – Namjoon falou.

– Como assim “fazem a cabeça dele”? – Perguntei.

– Você já deve ter notado que o Taehyung se acha um rei, só por causa do cheiro dele e que todos o desejam, né? – Yoongi perguntou.

– E como. – Revirei os olhos.

– É, e isso não é muito normal. Até mesmo para o Taehyung. – Respondeu. – A questão, é que achamos que ele tenha sofrido, tipo... Uma lavagem cerebral dos tios. – O esverdeado disse, me fazendo arquear uma sobrancelha.

Lavagem cerebral?

– O que o Yoongi quer dizer, é que o Tae não sabe os próprios limites dele. Ele age como se só servisse para prazer. Como se fosse apenas um objeto sexual, feito para alfas se satisfazerem. – Namjoon concluiu e eu arregalei os olhos, chocado com aquilo.

– Por favor, parem de falar sobre isso. Eu não quero mais lembrar dessas coisas. – Jin hyung pediu, ele parecia prestes a chorar, ouvindo aquilo. Era realmente tenso e horrível de se escutar.

– Certo, está bem, deixamos esta história para outra hora. Jungkook não precisa saber disso por enquanto. – Yoongi concordou, parecendo não querer tocar no assunto também. Parecia difícil falar aquilo.

Mas isso também não me ajudava, pois eu era curioso e queria muito saber o resto. Mas eu não iria insistir, não tinha o direito de pedir para que eles me contassem algo tão pessoal do Kim, sendo que nós dois nem ao menos somos amigos.

Mas sei lá... Agora eu me sinto um pouco mal por ter tratado ele daquela forma. Eu não fazia ideia que ele tinha problemas tão sérios. Eu o julguei mal. Acho que vou tentar trata-lo melhor.

– Enfim, a única coisa que você deve saber, é que provavelmente ele não esquece os óculos em casa, ou os aparelhos auditivos. Nós suspeitamos que seja os tios dele que fazem isso. E ele não quer nos contar e é isso que mais me frustra, porquê somos amigos dele. Ele devia confiar na gente. – Yoongi falou, inconformado.

– É, agora que você sabe disso, eu quero te pedir algo Kookie. – Jin falou, gentilmente.

– Claro, pode falar. – Respondi sincero.

– Tenha mais paciência com o Taetae. Eu sei que vocês não se deram muito bem, mas não o trate mal. Ele já tem problemas demais e, mesmo que você não ache, ele é alguém incrível e que merece muito amor e carinho. Então, por favor, tente não o tratar mal. – Pediu, olhando no fundo dos meus olhos, em súplica.

– Eu... Eu prometo que vou tentar. – Respondi e o outro sorriu fraco.

– Obrigado... – Agradeceu baixinho.

Logo em seguida, alguém bateu na porta da sala e conversou alguma coisa com o professor, que eu nem sequer notei que havia trocado.

– Pessoal, é hora do intervalo. – O professor de artes falou para a turma.

Arregalei os olhos, surpreso. O tempo passou assim tão rápido? Nossa, eu fiquei tão entretido na conversa com os garotos, que nem ao menos notei as aulas passando. Uau.

POV – Kim Taehyung

Depois da discussão com os hyungs, Hobi hyung e Jiminie hyung me levaram para a sala de aula.

– Você tá bem Taetae? – O beta baixinho perguntou com a voz baixinha e suave.

Sorri fracamente para o mesmo, assentindo. – Sim Chim, obrigado. Só um pouco atordoado por causa do baralho. Sabe que não sou muito acostumado com toda essa barulheira. – Respondi, tentando assegurá-lo de que estava bem. 

– Não liga para o que o Yoon disse, ele só estava preocupado com você. Todos nós estamos Tae. Você sabe, não sabe? – O ômega acariciou os meus cabelos gentilmente e eu o lancei um sorriso debilitado.

– Eu sei sim. – Respondi, forçando um sorriso.

Eu sabia sim que eles se preocupavam comigo, mas não acho que eu merecesse isso.

[...]

– Tae... Taaaeee.... Taehyung.... Taehyung!... TAEHYUNG!! – Pulo na cadeira pelo susto, ao ser chamado pelo Jimin.

– O que? – Pergunto o encarando e o mesmo me olha com um pouquinho de raiva.

– Para alguém que tem a melhor audição do mundo, você é ótimo em não ouvir. – O baixinho falou debochado.

Sorri amarelo ao notar que eu havia o ignorado.

– Desculpa Chimchim, é que quando eu foco em apenas um som, é como se o resto do mundo virasse um filme mudo. – Falei sem graça. O outro revirou os olhos.

– E o que você estava escutando que te deixou tão concentrado que nem ao menos me ouvia ou prestava atenção na aula? – Quis saber, curioso.

– Ah, nada não. Você não vai querer saber, é bobagem. – Desconversei, rindo nervoso e abanando a mão em descaso. Ele não precisava saber que eu estava ouvindo conversas alheias. – Mas e aí, o que você queria conversar comigo? – Mudei de assunto.

– A é, eu queria te avisar que já é o intervalo. Vamos? – O acinzentado perguntou, se levantando.

– Claro. – Me levantei também.

Eu e os outros dois seguimos então para fora da sala de aula, e fomos até o terraço da escola. Ao que parece, Yoongi hyung mandou uma mensagem ao Hobi hyung dizendo para passarmos o intervalo lá, já que era mais silencioso.

Assim que chegamos, notamos que os outros quatro já estavam lá. Nos sentamos e eu fiquei de frente para o Jungkook, e comecei a o encarar profundamente. Eu sabia que os hyungs tinham contado à ele de alguns dos meus problemas, e sabia também que o mesmo iria parar de me tratar rispidamente. Mas eu só queria saber como ele iria me tratar a partir de agora.

– Você está bem Tae? – Jin hyung perguntou docemente, me fazendo acordar de meus pensamentos.

Desviei o olhar do Jeon e encarei o ômega de cabelos rosas.

– Sim hyung, obrigado. – Sorri para o mesmo.

– Você está bem Jungkook? – Ouvi Namjoon perguntar ao mais novo de nós.

Assim que voltei a olha-lo, pude notar que o mesmo fazia uma careta enjoada. Quando o mesmo notou o meu olhar sobre si, me encarou de volta, olhando no fundo de meus olhos.

– Seu cheiro. Eu estou o sentindo novamente. É podre. – Falou para mim, com um pouco de dificuldade devido ao provável enjoo que o mesmo estava tendo novamente.

Ótimo, era só o que me faltava. O novato vomitar de novo por causa do meu cheiro.

– Tae, você não colocou o limão? – Yoongi perguntou, franzindo o cenho.

– Não, aquela limonada me deu alergia de pele. Não vou mais encobrir o meu cheiro com aquilo. – Respondi seco, obviamente mentindo. Eu não tinha alergia a limão.

– Mas você não tem alergia a limão! – O esverdeado rebateu.

– Dane-se Yoongi! Eu não vou usar aquela porcaria para encobrir o meu cheiro! – Falei irritado. Tudo aquilo já estava me deixando de saco cheio. Qual era o problema deles afinal?

– Mas o Jungkook passa mal com seu cheiro! Tem que usar aquilo para que ele não vomite Taehyung! Não seja egoísta! – Yoongi falou, irritado.

Egoísta?! Ele me chamou de egoísta?!

– Eu sou egoísta Yoongi? Por não querer encobrir o meu cheiro só porque uma mísera pessoa, que mal me conhece, passa mal ao senti-lo? – Ergui uma sobrancelha, totalmente irritado. – Nossa, desculpe então, por não fazer a vontade de alguém. Desculpe se um único individuo acha o meu cheiro horrível, sendo que todo o resto o acha maravilhoso. Mas eu acho muito engraçado, sabe, que foi você quem disse que eu tenho problemas, sendo que ao meu ver, o único problema aqui é o fato do Jungkook passar mal por causa do meu cheiro. E este é um problema dele, e não meu, então eu não sou obrigado a encobrir o meu cheiro por causa dele. – Falei irritado, me levantando. – E antes de me chamar de egoísta Yoongi, lembre-se que foi você quem contou dos meus problemas para os outros sem ter permissão para fazê-lo e sem sequer saber se eu realmente tenho problemas. – Praticamente cuspi as palavras na cara do alfa, que me olhava atônito, assim como todos os outros, e virei as costas para ir embora.

Sinceramente, eu já estou cansado das atitudes deles. Desde o inicio da semana todos eles estão comentando sobre minha “reputação de vadio”, sobre o meu jeito de agir, sobre eu esconder meus problemas e mentir, sendo que eu sempre deixei bem claro que eu não gosto e nem me sinto confortável para falar da minha vida, com qualquer um; e eles ainda prometeram que dariam o meu espaço, e, agora, estão invadindo ele. E, principalmente, estou cansado desse papo do Jungkook odiar o meu cheiro e eu ter que encobrir ele. Porra! Não é minha culpa se o cara passa mal! Não é minha culpa que ele é o único ser humano que não me suporta? Por que sou eu quem tenho que mudar para agradá-lo? Só porque ele vai fazer parte do grupo? Ah, faça-me o favor que eu não sou obrigado a nada. Se ele disse que iria tentar me tratar melhor e ser meu amigo, quem tem que mudar é ele e não eu! Eu não tenho problema nenhum com ele, quem tem algum problema comigo é ele!

E qual é dos outros quererem me mudar? Eu não vou mudar, eu estou feliz sendo assim. Todos me desejam, eu tenho todos aos meus pés. Eu sou lindo e meu cheiro é o melhor de todos, o que mais eu iria querer? Eu sou muito feliz...

– Espera Taehyung, onde é que você vai? – Jimin berrou, me chamando antes que eu abrisse a porta do terraço.

Me virei para encará-lo. – Eu vou ficar com alguém que me aceita do jeito que eu sou e que não quer me mudar. Porque se vocês não aceitam, tem quem aceite! – Falei olhando para eles que estavam completamente pasmos e fui embora, batendo a porta.

Eu não queria mais vê-los por hoje.

Desci as escadas e comecei a procurar por uma pessoa que eu sei que me entendia, e que me aceitava do jeito que eu sou sem reclamar. Alguém que me achava perfeito, me desejava e que não queria me mudar. E este alguém é Kim Minjae.

– Minjae! – Chamei-o, assim que o vi.

O mesmo se virou para mim e abriu um sorriso lindo.

– Oi Tae. – Falou doce e calmo. Mas logo seu sorriso sumiu, ao provavelmente ver minha cara irritada. – O que foi? – Perguntou preocupado.

– Eu só estou farto de todos tentarem me mudar e verem problemas onde eu insisto em dizer que não tem. – Bufei. – Eu não tenho problema nenhum Jae. Ou tenho? – Perguntei ao mesmo.

– Não, nunca. Você é perfeito do jeito que é. Apenas por ser você mesmo. – Falou convicto e sincero.

Sorri com suas palavras. Eu gostava de Minjae, ele me acalmava e me fazia sentir especial. O abracei.

– Obrigado Jae, você é um ótimo amigo. – Falei abafado, por estar com a cabeça enterrada em seu peito.

– Você também Taetae, você também... – Sussurrou, acariciando os meus cabelos.

(LEIAM AS NOTAS FINAIS QUE EU TENHO UM AVISO PARA DAR!!!)


Notas Finais


Oi gente, o que acharam?
Impactante né?
Bem, o que falar deste capítulo?
Ele tem muitas informações sobre o Taehyung. Informações bem vagas e provavelmente que não ficaram bem claras, não é? Mas não se preocupem que tem que ser assim. No decorrer da história tudo vai fazer sentido.
Mas o que vocês acham sobre isso? Alguma teoria? O que vocês acham que acontece com o Tae?
Será que ele realmente tem algum problema? Será que é grave?
E sobre a discussão deles no terraço? Acharam muito apelativa? Muito cu doce? Muito forçada?
Bem, não julguem as pessoas, vocês podem se surpreender com elas no final.
Tudo vai se desenrolar melhor no final, eu prometo.
Vocês devem ta achando que tá muito rápido não é?
Mas não está não. Tá tudo acontecendo no tempo certo.
Gente, desculpa pelo capítulo não ter ficado tão grande quanto os outros, vou tentar fazer o próximo maior!
____________________________________________________________________________

Certo, agora ao aviso.

(Gente, eu peço desculpa para aqueles que já leram isso aqui no capítulo de aviso que eu postei ontem, mas, como ninguém me respondeu, eu espero que respondam aqui.)

Então, como eu tô vendo que a fanfic tá indo bem e pá, eu decidi fazer um capítulo especial de cinquenta favoritos!!
Tá, eu sei que ainda não somos 50 fav, mas, estamos perto, então, quando tiver 50, eu lanço o especial.
E como que ele vai funcionar?
Então, eu tava pensando em fazer um A&Q, ou seja, um capítulo de perguntas e respostas! Vocês mandam suas perguntas, seja para mim ou para o personagem que desejarem, e eles irão responder!
Então, o que vocês acham? Querem esse capítulo? Se quererem, me digam e mandem suas perguntas. Pode ser por comentário, ou MP e vocês podem mandar quantas quiserem!

__________________________________________________________________________

Bem, é isso, espero do fundo do coração que vocês estejam gostando dessa fanfic. Até o próximo (que eu infelizmente não sei quando irei postar, mas vou tentar postar o mais rápido possivel)

Beijos <33
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Link do Trailer da fanfic - https://youtu.be/jGE8If4EzSs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...