História Ajusshi, eu te amo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 70
Palavras 449
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


aaa eu amo jihope ⊱✿ ◠◡◠ ✿⊰

Capítulo 1 - Capítulo Único


Mais um dia cansativo no trabalho, afinal, ser professor e ter de dar aula em todas as turmas, não é fácil. Sinto-me adstrito, pois acabou a semana de provas e agora terei de ficar noites sem dormir apenas para corrigir todas — as provas — a tempo. Começando por hoje, até já passei um café para não cochilar durante o trabalho.


Torcicolo é algo que não deveria existir. Ficar sentado aqui nesta cadeira, com a postura errada e o sono faltando me derrubar em cima dos papéis, está fazendo meu pescoço doer de demasiada maneira. Mas, só de pensar que amanhã é sábado, já me sinto um pouco melhor; apesar de que terei pouco tempo para dormir pois preciso terminar de corrigir todas as provas até domingo.


— Seok, ainda está acordado? - Ouço uma voz doce e sonolenta atrás de mim, me viro vagarosamente, pois meu pescoço dói. — Está com cara de sono.


— Venha cá. - O chamei, com um sorriso hermético em meus lábios. Logo, o garoto sentou-se em meu colo e passou a ponta de seu indicador embaixo de cada olho meu. — Eu te amo.


— Eu também te amo. Mas, você precisa dormir, hyung! Está com uma carinha de sono e cansaço que chega a dar dó. - Me abraça apertado. — Trabalhar demais pode fazer mal, e eu não quero te ver dodói, apesar de que gostaria muito de poder retribuir todo o cuidado que você têm comigo.


— Você já o retribui, meu amor. - Beijo a pontinha de seu nariz arrebitado. — Todos os dias, quando diz que me ama. Vá dormir, já já eu irei também.


— Não! Não até você largar estes… Estes benditos papéis e ir dormir comigo, abraçadinhos, juntinhos e quentinhos. Por favor, hyung.


Quem sou eu para rejeitar um olhar deste? Não é possível resistir à um Park Jimin com um olhar tão infantil quanto o de uma criança quando quer doce ou um brinquedo.

— Tá bom.


Seus dois olhinhos se transformam em dois risquinhos quando sorrir, acho isso encantador. Cada dia que se passa, eu me apaixono cada vez mais por esse garoto. Ele desperta em mim algo muito curioso, algo que vai além do amor, algo novo e mais forte do que tal sentimento.


Assim que fechei a porta do quarto e apaguei a luz, me deitei na cama, de frente para o baixinho de cabelos rosados, este que já cochilava. Então, para não acordá-lo, o cobri com todo o cuidado e cobri à mim também. Beijei sua testa, sussurrando um “Eu te amo” bem baixinho antes de fechar meus olhos e ser abduzido pelo sono profundo.












Eu te amo, ajusshi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...