História Aigoo... Me apaixonei por um menino! - Vmin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Kookie, Namjin, Vmin, Yoonseok
Visualizações 384
Palavras 1.028
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


PS: as coisas passam um pouco rápidas a partir desse ponto da história, então não estranhe se não tiver muito "sentimento" nas palavras, aparentemente.

Capítulo 4 - Amizade


-Você conhece ele? - A garota rapidamente soltou o loiro, ajeitando a roupa, estava meio desajeitada, como se estivesse fazendo algo errado.

-Ele estuda lá na escola. Taehyung é o nome dele.

-Oh... É.... Não! Você entendeu errado, nós... Nós não namoramos não, é só...

-Não namoram? - Não pôde segurar o sorriso animado com a notícia, se ele não namorava queria dizer que ele tinha alguma chance, claro que tinha o fator "hetero", mas Taehyung não podia desanimar e não ia.

-É. Não namoramos.

Como no dia anterior, seu humor não estava dos melhores, seu banho foi corrido, seu fone foi chutado para qualquer canto do quarto, estava atrasado. Seu cabelo não colaborou, longe disso, podia facilmente ser confundido com um ninho, mal feito, de rato.

Quando foi dar uma olhada no celular, tinha só um: "Desculpa por ontem, gatinho :("

Nem normal o dia seria, estava cansado, não com sono, apenas cansado.

Todos os dias da extensa semana, foram iguais, tirando o fato de que agora um menino de cabelos vermelhos não largava o seu pé, era a primeira pessoa com quem Jimin falava quando chegava na escola, Hoseok até chegou a ficar enciumado, falando que era desnecessário o loiro trocá-lo por uma criança, esse pensamento foi jogado para qualquer lugar do espaço, quando o acinzentado conheceu o menino Taehyung. Assim como Jimin, não conseguiu deixar de se apaixonar pelo jeito animado do maior entre os três. É, entre os três, viraram um triozinho que só se separavam quando o sinal tocava avisando que era hora de ir estudar.

- Estou falando que vamos nos casar, Hyung. Ah, e eu vou ser o ativo. - Taehyung falava, na verdade, repetia, como fazia todos os dias, Jimin entrava na brincadeira, ria e assentia, falando que na verdade era impossível ele ser o ativo, então, como mais velho ele que seria o que "comandava a relação"

Claro que isso era uma brincadeira, e, ao contrário do que o Hoseok falava, o loiro não acreditava que estava iludindo o avermelhado, afinal ele sabe bem que o menino é hétero, coisa que ele afirmou e reafirmou mais de cem vezes.

Pois é, ele andou repetindo muito a frase: "Eu sou hétero."

-As conversas de vocês são tão estranhas. - Hoseok riu, brincando com os fios do menor dos três. - Tô até acreditando que tá rolando alguma coisa.

-Não seja ridiculo, Hobi, você sabe que não rola nada. - Se jogou na mesa, sentindo o bom cheiro do novo livro que tinha comprado.

-Eu não sei de nada, não. - Deu de ombros, a conversa já estava deixando Jimin entediado, era a mesma coisa.

Pelo menos agradecia por não ser mais chamado de corno a cada três palavras de uma frase de cinco palavras.

Ele nem acreditava que tinha se tornado tão amigo de Taehyung em uma semana. Sempre fora muito reservado, tanto que quem puxou a primeira conversa foi Hoseok, esse que era seu contrário, era animado e sociável, até demais na opinião de Jimin.

- Jimin está mentindo, nós namoramos. - Falou cheio de confiança, mas, soltando um risinho, caso levasse um fora de verdade, poderia falar que era brincadeira.

-Sim, Tae, nós namoramos, mas esse namoro não vai durar por muito tempo se você não parar de me trocar por aquele tal de.... Como é o nome dele, mesmo? Roubador' de pessoas que são minhas? Sim, acho que é esse. - Falou, cruzando os braços, forçando uma carinha emburrada de ciúme.

-Esta falando do Jungkook? Ele é meu amigo, hyung! Você sabe disso, eu amo só você. - Falou com as bochechas rosadas, se aproximando para um abraço.

-Sai daqui, seu mentiroso!

Quando ia responder, o sinal tocou, então Taehyung teve que ir para sua sala.

-Você esta iludindo o menino!

-Ta doido? Eu falei pra ele que sou hétero. Se ele se iludir é burrice dele.

-Você fala pra ele que é hétero, mas o chama de amor, bebê, meu bem, ele no mínimo deve fantasiar vocês juntos.

-Que nada, ele sabe que é só amizade, deixa de ser chato, Hobi, tá parecendo um velho que não sabe brincar.

-Velho, né? Eu vou mostrar o velho! - O loiro riu alto, quando foi "atacado" por seu hyung, que fazia cócegas e as vezes bagunçava seus fios. - Peça desculpas!

-N-nunca!

-Acho lindo a amizade dos dois, mas estamos em aula, vocês podem continuar isso lá fora ou deixar para o final da aula. - A professora de filosofia, a preferida de Park, falou, cruzando os braços.

-O final da aula. E aí, professora? Que tal a senhora não dar a aula hoje? - O de cabelos cinza falou, enquanto se ajeitava e arrumava o próprio cabelo, olhando a senhora.

-Eu bem que queria, o ônibus estava lotado hoje, mas tinha um menino, 26 anos, eu acho, ele estava na minha frente, vocês não imaginam a bela visão.

Esse era o motivo da senhorinha da 50 e poucos anos ser sua professora preferida, ela não tinha filtros, falava o que vinha na cabeça e quase sempre era besteira.

-Olha lá, Jimin! - Hoseok apontou para fora da sala, onde sua namorada estava agarrada com um menino do time de basquete, ele falava qualquer coisa e a menina ria em exagero. Jimin não se segurou e revirou seus olhos. Isso era ridículo. - Eu me pergunto o motivo de você continuar com essa garota.

-Já falei, Hobi, eu a amo de todo o coração. - Mentiu mais uma vez, cruzando os braços, falando num tom apaixonado em exagero. - De qualquer modo, não importa, é na minha cama que ela vai estar de noite.

-Isso só te faz mais trouxa, como é que eu falo com você, hein? Meu Deus! Eu me esforço tanto para colocar juízo nessa tua cabeça e a única coisa que recebo é você falando idiotices desse gênero!

-Deixa isso pra lá, Hoseok, não importa!

-Ta, se você quer ser corno, é um direito seu.

-Obrigado.

Não viu quando o mais velho revirou os olhos, nem quando o mesmo mostrou o dedo do meio para sua namorada, que olhava para si, sem nem ligar para o idiota ao seu lado.

Mas, de qualquer modo, não queria ver, afinal não iria adiantar, já que ela se faria de vítima e sua mãe brigaria com ele pois: "não se deve deixar uma menina triste"


Notas Finais


Espero mesmo que vocês gostem 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...