História Ainda Existe Amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fátima Bernardes
Personagens Fátima Bernardes, William Bonner
Visualizações 137
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


voltei amores, nao vou ter dia fixo pra postar, obrigado pelos comentarios

Capítulo 5 - 5 Capítulo


Fátima

Depois que o William foi embora, meus filhos ficaram me mimando, tava tão gostoso, mas no fundo queria o William ali comigo, ele foi um amor comigo, antes de irmos para casa passamos no apê e acreditem ou não ele ainda lá tinha roupas minhas, vesti um vestido e devolvi a camisa dele, confesso que rolou um clima. Minha mãe pediu pra ficar a sós comigo, eu fiquei meio tensa, ela me conhece como ninguém e sabia que eu estava mentindo sobre o que realmente tinha acontecido

E -  filha me fala a verdade, eu sei que você não foi assaltada coisa nenhuma

F-  mas mãe....

E - Fátima, você ligou do seu celular pro William, eu vi no visor dele "amor" - como assim ele tem "amor" ainda no celular? - , se você não quer contar tudo bem, pensei que confiava em mim

F - desculpa mãe, eu confio. Só não quis contar porque não queria que o papai e os meninos soubessem, muito menos o Vini, ele ia ter a mesma reação que o William e já me basta ficar preocupada com o William - contei toda a história a ela - foi isso mãe, agora o William quer saber quem é

E - meu amor como você tá? Vem deitar aqui - eu me deito no colo dela e chorei - Fátima fica calma, o William sabe o que faz e é melhor mesmo o seu pai e o Vini não saberem

F - mãe eu tive tanto medo quando acordei sozinha, eu não sabia o que fazer, liguei pro William. Só a senhora sabe o quanto eu amo esse homem

E  - e ele a ti minha filha, ele ficou desesperado, gritou com a Khatia - levanto a cabeça do colo dela - eu nunca vi ele assim, se ele não te amasse não ia te mandar aquele áudio, desculpa mas eu ouvi ele mandar e no fim chorar agarrado a uma foto sua.

F - eu quero agradecer a ele de alguma forma, mas não o quero forçar a nada.No apê rolou um clima entre a gente, eu não sei explicar foi uma sensação tão boa, como já não sentia à muito tempo

E - marca alguma coisa com ele, tenho certeza que ele vai adorar, vocês se amam meu amor, tem tudo pra voltar

F - ele tem outra - fico triste

E - não tem, ele fala comigo quase todo o dia, ele não tem ninguém, só tá te dando o espaço que você pediu

Fico pensando em tudo o que a minha mãe me disse, eu amo o William não tem mais porquê esconder isso, e sei que ele me ama também, eu sinto isso

William

Assim que sai da minha antiga casa, fui no Dr de novo, ele já tinha os resultado, peguei todas as informações e segui para casa daquele canalha, ele vai pagar por tudo o que fez com a minha mulher. Chego perto do prédio dele,verifico se é a morada correta e quando estou quase entrando no prédio sinto dois braços se segurando

W - Fátima você aqui?

F - Vem comigo, não faz besteira

W - Como você me encontrou?

F  - o Dr me ligou, disse que tinha descoberto tudo do Charles e que você saiu nervos. Logo imaginei que iria vir até aqui, pedi o endereço e vim correndo. Agora vem comigo, a gente não conhece o cara, ele pode ser perigoso, não vou deixar você se machucar pro minha causa

W - esse cara vai aprender a nunca mais mexer com você

F - por favor, pelos nossos filhos, por mim, vamos embora, você não vai resolver nada assim nervoso, se você brigar com ele todos vão querer saber o que aconteceu, eu não quero escândalo

W - você tá certa, ia ficar perguntando, eu não sou de brigar. Melhor irmos, você tá de carro - ela nega - então vem que eu te levo, você devia estar descansando e não aqui

Fátima

Que bom que cheguei a tempo, William era capaz de matar esse cara, nunca ia deixar ele fazer uma loucura. Chegamos junto ao carro, me encosto para que ele abra a porta, mas ele não o faz, estranhei. Quando fui abrir a porta ele não deixou, colocou as mão na minha cintura, tremi inteira, ele simplesmente me abraçou, retribui o abraço, sinto meu ombro ficar molhado

F - Will - nossa jã não o chamava assim à tanto tempo - tá chorando?

W - desculpa - ele me olha e limpa as lagrimas, eu limpo junto - vamos?

F - não tem porquê pedir desculpa, em dá as chaves, eu vou dirigindo 

W - não, eu dirijo. Vem - ele abre a porta e eu entro, sinto que ele não está bem, assim que entra no carro se vira pra mim - nunca nessa vida eu tive tanto medo quanto hoje de manhã quando recebi a noticia que ninguém sabia de você. Eu nunca ia me perdoar se alguma coisa se acontecesse, eu sei que estamos separados, mas eu te amo, não consigo deixar de te amar, mas eu sei que seguimos outros caminhos, não pense que estou te pressionando, não é nada disso, eu respeito a sua decisão, o seu tempo

F - Will......

W - não fala nada, eu vou te deixar em casa, você precisa de descansar

F - janta comigo hoje?

W - oi? Você tá...

F - Te convidando pra jantar mas se você não entendeu eu te explico de outra maneira

Tomei coragem e beijei ele, nossa como é bom sentir os lábios dele de novo, seguro forte a sua nuca como ele gostava, afundo o beijo e ele corresponde pedindo passagem para a sua língua. Ele me puxa para si, queria saltar para o seu colo, mas lembro que estamos no carro no meio da rua, vamos parando o beijo

F - me leva pra sua casa, eu te amo, não quero ficar longe de você

W - levo sim minha vida, saudades de você - ele acaricia meu rosto, parece que o tempo parou neste carro - você tem que descansar princesa

F - só se for nos seus braços

William

Me belisca que eu tou sonhando, minha princesa pedindo pra eu levar ela pra minha casa, depois de me ter beijado. Ligo o carro, sigo pro meu apê, aliás para o nosso apê, assim que chegamos Fátima liga pra mãe e fala que está comigo que ia jantar aqui e saber que à umas horas estávamos aqui pra ele vestir alguma roupa antiga, nossa essa mulher é maravilhosa

F - pronta já avisei lá em casa que estou aqui, falei que ia jantar cá, mas se tiver algo marcado com outra pessoa me diz

W - meu único compromisso é com você, hoje e o resto da vida

F - e a Natacha?

W - ela nunca fez parte da minha vida. Só você faz, olha melhor você ir descansar um pouco, eu vou fazer algo pra você comer

F - não precisa se incomodar, eu vou só deitar um pouco, minha cabeça tá explodindo. Will?

W - sim

F - deita comigo? fica me fazendo cafuné até eu dormir - ela baixa a cabeça, eu chego perto dela 

W - Claro meu amor, vem comigo - a carrego no colo, ela se aninha - eu vou cuidar de você - a deito na cama - nunca mais ninguém vai fazer mal a você. Eu te amo tanto 

F - eu também te amo muito. Penso toda a hora que se em tivesse me entregado a algum cara você nunca mais ia querer nada comigo. Eu andava numa fase louca, queria esquecer você, mas era impossivel

W - Eu sempre ia te querer, sempre. Você é a minha vida, você e os meninos são a minha vida. Agora dorme


Notas Finais


Amores por hoje é isso. Sei que a fic não está ficando muito boa mas já não escrevia tem muito tempo. Me dêem ideia e deixem comentarios. Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...