História Ainda Lembro - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 12
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - A confusão...


Na mansão Hyuuga, Hiashi estava andando por todo lugar, preocupado com Hinata. Lembrou-se de quando anos atrás tentaram sequestrá-la. Passou a madrugada toda acordado, às 6h chamou sete ANBUS para procurá-la. No alto do galpão Naruto havia escorregado totalmente. Estava plenamente deitado com Hinata sobre o peito e inconscientemente pôs uma mão na nuca e outra perto do seio da jovem Hyuuga. Ambos dormiam tranqüilamente quando fora bruscamente acordados.

         - Hinata, o que significa isso?!

         Espantados viram Hyuuga Hiashi e 7 ANBUS fitando-os.

         - Eu fiz uma pergunta! E você? Quem pensa que é? Hinata como se atreve? Você é uma Hyuuga e se comporta como...

         - Espere aí! Hinata e eu não fizemos nada!

         - Ah claro! Cale-se moleque! Eu não estou falando com você!

         - Pa... Pai... Por favor...

         - Cale-se! Não é digna de ser ouvida e nem falarei com você. É uma vergonha para a Souke!

         - Pai!

         - Vá imediatamente para casa! Você moleque saia daqui antes que eu...

         - Antes que o quê? Eu não tenho medo de um velho que nem você! Pode vir, você se acha o melhor e fala desse jeito com a Hinata que é sua filha e tem 21 anos! Eu não tô nem aí pra você, vou arrebentar sua cara! Ela é muito melhor que você!

         - Seu moleque!

         - Hiashi- sama pare!- Neji, ele mesmo um ANBU gritou.

         Naruto estava pronto para atacar, Hiashi controlou-se e fitou-o com desprezo. Virou-lhe as costas.

         - Vamos embora!

         Sozinho, Naruto pensava- “Merda! Hinata por minha causa...Estúpido!”

                                    ......

         Na mansão Hyuuga, Hiashi discutia com Hinata.

         - Eu já lhe disse, seu comportamento é inaceitável! Vai casar com Misou-sama, ele se ofereceu para reparar sua honra.

         - Pai ele tem 59 anos!

         - Aquele maldito moleque já conseguiu o que queria, nem por sombras virá pedir sua mão. É melhor que o quarto tenha morrido para não ver essa vergonha de filho!

         - Mas ele não fez nada! Foi um engano, eu juro!

         - Chega Hinata! Minha decisão está tomada. Apronte-se para casar-se com Misou-sama daqui a três dias.- Saiu para o escritório.

         Hinata correu para o quarto, chorando muito. Desceu a noite para jantar e seu pai estava conversando com Hanabi, ficou sério ao vê-la. Ordenou apenas:

         - Venha jantar.

         - Arigato.

         Hinata engolia o jantar triste e de cabeça baixa. A criada veio avisá-los de que tinham visita. Hiashi ordenou:

         - Peça para voltarem em outra hora.

         - Hai.

         A criada voltou dizendo que insistiam.

         - Que entre e espere na sala, pode ser Misou-sama.

         - Hai.

         Hinata estremeceu.

         Terminaram rapidamente o jantar, Hiashi levantou-se e foi em direção à sala. Exclamou:

         - Você!!!O que quer?

         - Vim falar com você.

         - Naruto-kun!!

         - Vim para insistir que Hinata e eu não fizemos nada de errado. Estávamos conversando quando adormecemos e...

         - Chega de desculpas estúpidas! Você não precisava “se dar ao trabalho” de vir aqui contar essas estórias...

         - Nani!? Eu não preciso mentir!Você é doido! Hinata é a pessoa mais decente que eu conheço! Seria incapaz de fazer algo de errado!

         - Humpf... Como já disse, Hinata não precisa da sua defesa! O comportamento dela será reparado por um homem digno, com cabeça centrada, feito para comandar. Um homem de mais ou menos a minha idade, sem tempo para palhaçadas, ele irá...

         - Como? Você vai obrigar Hinata a se casar com um velho por algo que nem fez? Tá mesmo doido!

         - Cuidado moleque! Você está em minha casa, eu poderia matá-lo sem...

         - Não mataria seu genro!

         Hinata que ficara o tempo inteiro calada, deu um grito e exclamou:

         - Naruto-kun!              

         - Vamos! Eu perguntei se teria coragem de matar seu genro? Hyuuga Hiashi, eu vim pedir a mão de Hinata. Não sou rico, mas meu nome é conhecido em todas as cinco nações Shinnobi, repararia a honra de Hinata e evitaria escândalos para seu “honroso” clã.

         Hiashi calou-se por um instante. Pensou nos ANBUS que estavam com ele. Havia membros da Bouke lá... Misou havia “se oferecido” perante o pagamento de uma fortuna...

         - Ah- começou- então resolveu reparar...

         - Isso não interessa! Que se faça o casamento!

         - Muito bem “Naruto-sama”, quatro dias serão suficientes para organizar uma festa para o clã...

         - Não! Toda a vila virá ao meu casamento!

         - Humpf... Tudo bem, quanto ao dinheiro...

         -Não quero seu dinheiro, vou fazer um empréstimo e ...

         - VOCÊ está entrando para MINHA família e viverá de acordo com NOSSOS costumes e não o contrário! Cuide da sua cerimônia, mas os custos ficarão por minha conta. Não tenho mais nada a acrescentar- Dito isso retirou-se.

         Naruto ficou só, até que olhou para o lado e viu Hinata. Hinata! Nem ao menos olhara para ela, esquecera-se completamente dela que parecia estar em choque. Aproximou-se e disse:

         - Hinata você...

         Mas ela desmaiou. Abriu uma porta e levou-a para um banco do jardim, abanou-lhe a fronte até que ela começou a despertar. Hinata ao vê-lo disse apenas:

         - Porque fez aquilo? Você nem gosta de mim.

         - Eu fiz por que seu pai nos insultou, eu precisava que ele... Enfim, vim tirar satisfações do que ele nos disse. Aí eu acabei me propondo a...

         - Você nem sequer me olhou. Nem ao menos perguntou se eu queria...

         - Eu... EU...

         Hinata acrescentou com um tom de tristeza, misturado as lágrimas que escorriam:

         - Você propôs casamento a mim por puro desafio a meu pai. Para provar que não é um moleque!Que...Que... Eu... Você nem me ama, ama a Sakura e agora...- Tentou falar, pôs uma mão no peito e soluçando conseguiu ainda dizer: - Não cometa essa besteira. Meu pai age pelos interesses do clã. Vá embora daqui! Cancele o compromisso...

         - Nunca! Dei minha palavra e...

         - Claro, sua palavra sufoca minha vontade (embora sentisse o contrário).

         Naruto não respondeu, não sabia o que falar. Jamais pensou que Hinata o amava, achou que ela dizia isso porque gostava de outro. Ela já lhe virava as costas e fechava o portão.

         - Hina...- Não conseguiu falar...Ficou ali mais um tempo olhando para o nada, até que foi embora. Naruto, que extraordinário! Não dormiu aquela noite. Hinata tão pouco...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...