1. Spirit Fanfics >
  2. Ainda te amo >
  3. Não precisa ser um gênio

História Ainda te amo - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Helooo espero que gostem do cap e desculpa qualquer erro

Capítulo 7 - Não precisa ser um gênio


Fanfic / Fanfiction Ainda te amo - Capítulo 7 - Não precisa ser um gênio

- queria pedir um minuto da atenção de vocês... muito obrigada- gabriel começou


- bom todos vcs estão aqui para saber quem é a nova designer e chegou a agrande hora- adrian disse


-nesse momento eu apresento a vcs a nova designer chefe e modelo principal da agreste, senhoras e senhores Marinette dupain-cheng


- em meio aplausos e gritaria ele a viu e nessa hora o coração de adrian falhou uma batida. não podia ser ela, ele só podia está sonhando. 


ele não escutava, nem via nada que acontecia ao seu redor, só se concentrou um uma coisa ELA 


 que vinha caminhando no meio da multidão, e não era possivel, mesmo não estando exatamente com a fantasia ele reconheceria aquele conjunto de cores em qualquer lugar.


 estava vestida como sua joaninha. só podia ser um sonho

 .ele examinava e apreciava cada traço dela mesmo que estivesse de mascara dava pra ver seu rosto, ela estava mais bonita do que já era, 


ela adquiriu um belíssimo corpo  estava maravilhosa. 

e naquele vestido estava um tanto sexy na opnião do loiro.

ela ao chegar ao palco fez um discursso falando que estava muito feliz com seu novo cargo que faria o possivel para ajudar a empresa e tals.


 fizeram algumas fotos e gabriel chamou adrian e mari para conversar

- mari seu discurso foi um sucesso

 - muito obrigada tio gabriel.

- enfim não sabia que vcs vinham combinando, vcs planejaram?

a garota que ate o momento não tinha nem olhado o garoto se virou para ele e disse 

- foi só uma conhecidencia 


o loiro que tinha toda sua atenção voltada a ela só concordou, ele não acreditava que realmente era ela ali. depois de quase um ano e meio ela estava em sua frente, ele realmente não estava sonhando.


 ele decidiu que iria conversar com ela assim que chegassem na casa dele........


 ele passou o resto da festa a observando, ela conversou com algumas pessoas da empresa e de resto ficou com alya e nino, nos braços ela tinha um bebê, 


como assim ela já tinha uma filha?! sera que ela estava casada !?


tantas perguntas sem respostas rondavam sua canela naquele momento ,


 ele saiu de seus devaneios quando sua mão lhe chamou para irem conversar com ela, foram apenas 15 passos mas pareceram mais uns mil. A cada passo que dava se aproximando dela sentia uma coisa diferente.  

garganta seca. gotas de suor se formando em sua testa. 

 nervoso era a palavra que o definia naquele momento


- mari querida quanto tempo

 - tia emilly que saudades 

- ha querida vc esta tão linda

- muito obrigada tia, vc também esta fabulosa como sempre 

 - modestia sua querida. bom vejo que vc evoluiu muito nesse tempo que ficou fora   se tornou uma mulher maravilhosa, soube que vc tem uma filha agora, sua mãe está tão orgulhosa -  é a filha era mesmo dela o garoto teve certeza. Mas agora se perguntava quem era o pai 

 - foi uma grande surpresa quando eu soube 

- e vc nem pra contar pra sua tia né

 - desculpe tia emilly eu pedi para mamãe não comentar nada com ninguém

- tá eu desculpo. eu quero conhece-la

 mari pegou emilly do colo de Alya  e a levou para  a mãe do garoto

- tia emilly essa aqui é a minha pequena emilly 

- quando mari disse que a garota se chamava emilly os olhos da mais velha se encheram de água 

- mari ela é linda 

- a mulher e o filho que ate o momento não tinha falado nadaa apreciavama beleza da criança. Adrian analisou a aparência da criança e duas hipóteses nasseram em sua cabeça sobre quem seria o pai da criança

  - mas não se parece nada com vc querida

 - é fazer o que - disse abrindo um sorriso 

- sabe mari ela é a cara do adrian e do feliz quando eram pequenos

  - que isso tia não tem nada haver

 - claro que tem o cabelo é igual os olhos 

 aquilo só alimentava a hipótese do loiro ele então disse

- quantos meses ela tem mari ?

 - ela vai fazer 10 meses 

 - a sua hipótese ganhou mais fatos para que ela fosse verdade.


 ele precisava pensar. naquele momento saiu dali o mais rápido possivel.


 foi para o jardim tomar um ar fresco. conforme as horas foram passando a festa acabou e todos foram para suas casas, mari foi para a casa de adrien que era onde ela ficaria durante um tempo. suas coisas ja estavam la pois gabriel tinha mandado alguem pega-las e deixar na casa de adrien.


eles tinham acabado de chegar e mari foi colocar emilly para dormir. quando voltou o loiro a esperava para ter uma conversa seria.

- mari eu preciso falar com vc

 - amanha nos conversamos adrien - ela disse se virando para ir paro o quarto, mas foi impedida pelo loiro

Ela começou a protestar contra o ato do loiro e logo os dois estavam irritados eles começaram a discutir e Mari foi jogando várias coisas na cara de Adrian dizendo que ele era um mimadinho, que pegava todas aquelas garotas para satisfazer o seu enorme ego entre outras coisas. Ele então se irritou e falou

 - você fala tudo isso de mim mas não olha pra vc. Olha o que vc se tornou, uma vagabundo igualzinho a sua prima...  

nessa hora todo o sangue que havia em seu corpo simplesmente parou de correr. ela não acreditou que tinha falado daquele jeito com ela como ele ousa.   

-que eu saiba a única vagabunda é a sua namoradinha adri...- ela foi interrompida por ele...

- vc nem a conhece.    Ela não dormiu comigo só para pegar um cargo na empresa e acabou engravidando Mari 

 - ela olhou para ele com lágrimas já escorrendo e disse - não me chama de mari.  Vou te contar uma coisa adrian, vc não tem o direito de falar isso comigo, vc sabe tudo o que me fez passar ?. porra eu sempre fui apaixonada por vc na epoca do colégio. Mas eu era sua melhor amiga vc me contava TUDO cada experiencia com garotas que tinha e vc não sabe o quanto aquilo me machucava. ate que um dia eu tive a minha primeira noite com a minha paixão de anos eu estava tão feliz, mas ai primeiro ele diz que não tinha sido nada demais, NADA DE MAIS . eu fiquei arrasada, mas ai nos encontramos na praia e fizemos as pazes eu tinha certeza que ficariamos juntos a partir dali, mas ai eu descubro que eu não fui nada alem de uma aposta imbecil eu me senti um lixo por dias, passei mal ate a alya decidir me levar a um hospital eu fiz alguns exames e naquele dia eu decidi que iria te esquecer, mas como o destino é irônico não eu estava fazendo de tudo para não pensar mais em vc eu tinha aceitado um emprego em NY e esperava nunca mais ver a sua cara denovo mas foi ai que eu descobri que estava gravida de VOCÊ  seu imbeciu.  como eu ia te esqueçe sendo que carregava uma parte de vc comigo, eu sofri muito Adrian passei por tudo isso sozinha. Eu trabalhei muito duro pra conseguir tudo que eu consegui, e agora vc vem me dizer essas coisas.


aquilo estava garrado em sua garganta a mais de um ano foi como se ela tivesse deixado um peso enorme sair de suas costas. 


- não sei se vc entendeu mas só pra deixar claro a Emilly é sua filha .


ela se virou e foi para o quarto deixando na sala um loiro totalmente paralizado


adrian agora se encontrava em seu quarto perdido em pensamentos. ele estava  feliz por saber que agora é pai, mas estava triste por saber que tinha magoado tanto a mulher que amava ele só estava com ciúmes não devia ter falado aquelas coisas pra ela. foi então que seu pensamento se focou em um. ele ainda a amava ?

bom, quando a viu depois de todo aquele tempo seu coração disparou, ele suou frio, sentiu um friozinho na barriga e toda a fala que tinha ensaiado durante horas simplesmente sumiu de sua cabeça

é ele ainda a amava, tinha certeza disso, mas e ela ela ainda o amava ? . naquele noite sua cabeça sua cabeça deu voltas e voltas, ele decidiu que faria de tudo para ter mari de volta, ele terminaria com lila no outro dia e contaria a seus pais que tinha uma filha, estava tão feliz de poder dizer que tinha uma filha com ela.


 eram mais ou menos umas 03:44 quando emilly começou a chorar e como ele supôs que mari estaria cansada de todos os acontecimentos de hj ele cuidaria de emilly afinal ele era o pai.

levantou de sua cama, andou ate o quarto dela que ficava logo ao lado do seu e bateu a porta já entrando, ele se surpriendeu a ver que ela ainda estava com o espartilho de sua fantasia. ele disse que ficaria com emilly e que ela poderia tomar um banho e dormir

- eu não consegui achar a chave das minhas malas, então não consigo abri-las

  - pode pegar o que quiser no meu armario, não me importo 

- tudo bem 

- aproveita e toma o banho lá de uma vez.


assim ela fez pegou sua toalha e os produtos para lavar o cabelo. entraram os três no quarto do loiro, adrian deitou na cama com emilly em seu peito (ele usava uma calça de moletom preta e estava sem camisa ). a garotinha logo dormiu e o loiro estava quase adormecendo quando mari saiu do banheiroaquilo foi o suficiente para acorda-lo, ela estava saindo do quarto quando ele disse - mari dormi aqui com a gente - ela ficou um pouco pensativa 

- por favor - ele disse 

- acho melhor não. Se quiser me entregar a Emilly pode me entregá-la qualquer hora - ela disse e foi se deitar.   

acordaram no outro dia com o alarme. mari levantou em seu quarto se arrumar. 

ela iria ser apresentada para os seus colega de trabalho e logo depois iria ser dispensada, ela decidiu com adrian que hoje contariam para seus pais que ele era o pai de emilly.

chegando la foram para sala de reuniões Gabriel ja estava la e mais algumas pessoas. ( mari tinha levado a filha pois so iriam ficar pouco tempo ) as pessoas foram chegando ( lila assim que chegou se pendurou no pescoço de adrian e le deu um beijo ) e ele começou a dizer

- bom como todos vocês sabem nossa nova contratação é marinete dupain cheng, ela sera nossa designer chefe e nossa modelo principal. 

 - que !!!!!!!!!!!!!!! essa zinha não pode chegar e pegar o meu cargo eu sou a designer chefe- lila disse já espumando pela boca. alem de ter conseguido seu emprego porque seu pai pediu um favor a gabriel, queria a tudo custo ser a modelo principal da agreste 

 - eu sou o dono da empresa senhorita lila. se não gostou da mudança vc pode ir em bora. mas que fique claro quem manda aqui sou eu .-ele disse isso e ela saiu pisando duro e bufando, se tem uma coisa que gabriel não aceitava era ser desafiado.


 ele dispensou todos na sala e so restou adrian e mari que pediram para conversar com ele e com emilly. 

foram todos para sala de gabriel e logo emilly chegou, então adrian começou falando

- pai mãe, bom nos chamamos vcs aqui porque tinhamos que contar uma coisa muito importante

 - deixe-me adivinhar... vc é o pai da emilly

- na hora em que ela disse todos ficaram surpresos

 - como vc sabe ? - adrian perguntou ainda com os olhos arregalados

 - ai meu filho vcs são meios lerdos né, primeiro ela se chama emilly ai eu me lembrei que sempre contava a mari a tradição da minha familia com os nomes, segundo ela é a sua cara meu filho, e terceiro eu fiz umas contas. Não precisa ser um gênio para descobrir haahahahahha


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...