1. Spirit Fanfics >
  2. Ajuda do último dragão. >
  3. O bom dragão.

História Ajuda do último dragão. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura e FIQUEM EM CASA CAMBADA! onegaiiii

Capítulo 1 - O bom dragão.


A chegada de Acnologia foi algo que nenhum dos magos esperava. Sua presença trazendo arrepios acompanhados pelo cheiro impregnado de morte. Apenas mencionar seu nome rendia olhares assustados e agora, diante de tal criatura, não havia o que fazer. A Ilha Tenrou seria o túmulo da Fairytail. 

Seu rugido rasgou o chão diante do dragão, lançando muitos dos membros voando. Aterrorizados, não conseguiriam fugir a tempo. E então uma massa corpórea maior se pôs a frente da fera. Makarov estava ali, ferido e abatido, mas ainda convicto de salvar seus filhos. A vida deles era imensamente mais importante que a sua que ainda mal restava. Seja o que for, seus filhos viveriam e construirão o futuro.

Sua tentativa de render-lhes tempo quase foi em vão, apenas dando-os uma pequena distância da criatura. Ele então foi jogado ao chão e preso ali pela garra negra e azul. Sem forças, ele cedeu. Mas foi rapidamente desviado da atenção do dragão negro. Seus filhos estavam ali, dispostos a se sacrificar para salvar um velho tolo como ele. As palavras de seu neto que gritava para a guilda chegaram a ele e lhe renderam lágrimas de carinho e orgulho por tamanha coragem.

Os ataques combinados de todos os magos arranhavam as escamas dando o atordoamento necessário para os três Dragon Slayers da guilda a chance de revidar com seus rugidos combinados. A potência foi enorme e empurou o dragão para as rochas. A besta enfurecida voou e sobrevoou a ilha, uma clara intenção de atacar implacavelmente aqueles que ousaram desafia-lo. 

O ar se afunilou e voou para a boca de Acnologia. Ele iria acabar com a raça daquilo que se achavam o direito de desafia-lo com o seu rugido. 

Os membros da guilda souberam então que era o fim. Seja o que for, iriam permanecer juntos, com as mãos unidas, esperando o pior. O que veio não foi o rugido. 

Um tremor veio e os forçou ao chão. Sua corrente de esperança desfeita.

-O-O que houve? -Uma loira grita assustada. O ataque do dragão ainda sendo carregado sob suas cabeças. 

-Não temam.-uma voz suave interveio em meio à cacofonia. Os olhos voltaram para uma jovem de cabelos loiros claros e longos até os pés. Seu vestido ornamentado indo além dos joelhos. Seus olhos verde azulados estrategistas e carinhosos encaravam os arredorres da enorme árvore. 

-Quem é você?- Mira questionou anciosa com eminente ataque.

-Eu sou Mavis Vermillion, a Primeira Mestra da Fairytail. 

-O QUÊ ? 

RAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Toda a tenção foi voltada para cima onde o som havia surgido. O rugido de Acnologia se aproximava. O pavor encheu os presentes exeto Mavis.

Então a enorme concentração mágica bateu fortemente em uma barreira de fogo que havia aparecido do nada. O chão tremeu de tensão e todos aguardaram apreensivos com a virada dos eventos. 

-Eu falei!-A voz de Mavis se sobressaiu em um tom animado. Ela observava a árvore ao longe com um sorriso.- Não temam.

Eles então olharam para a árvore. Da frente da mesma um enorme pilar de fogo emergiu do solo rachado em um profundo buraco. Então, o fogo pareceu se intensificar e empurar o rugido do outro, fazendo-o cessar. Eles assistiram espantados uma cabeça avermelhada escura subir pelo buraco rochoso e se erguer em toda sua glória. Era visivelmente um pouco maior que Acnologia e até mais ameaçador em comparação. Chifres pontiagudos se projetavam para trás ao redor de seu crânio. Seus dentes mais finos e compridos apareciam levemente da boca. Suas garras negras manchadas com desenhos estranhos o puxaram para fora da cratera e o mostraram ao mundo.

Era levemente maior que o dragão azul e menos musculoso. Vermelho tinto manchava suas escamas decoradas com escritas negras. Suas asas eram semelhantes a penas, sendo mais estreitas e de maior comprimento. Seu busto era ainda musculoso assim como seus membros e calda com farpas. Garras mais finas e longas, compensando sua falta de musculação. Sua aparência parecia ainda mais ameaçadora com seus olhos negros em fendas ouro.

Os membros da Fairytail tremeram sobre a presença deste segundo dragão. E seu pânico aumentou quando ele se virou para olha-los, fixando seu olhar em Mavis. Ele deu um passo à frente apenas para ter sua atenção voltada ao rugido desafiador que chamou sua atenção. Abrindo asas, ele alçou voou em direção ao adversário. 

Ambos bateram cabeças em primeiro contato, rajadas de vento foram lançadana ilha quando o vermelho voou mais alto, pegando altura. Com um mortal, ele estava caindo em direção ao outro com força. Seu corpo era agiu o suficiente para um ataque rápido. E foi exatamente o que ocorreu. Em um minuto ele rasgava o céu velozmente em direção ao outro e no seguinte estava com um membro em sua mandíbula. 

O outro rugiu de dor e atacou cego pela fúria. Ele lançou um poderoso rugido azul contra o outro, e o mesmo respondeu com o seu em vermelho rubro. Ambos explodiram e cobriu o ar de fumaça. Acnologia saiu da fumaça com rosnados e subitamente foi lançado para baixo por uma cabeçada nas costas. Ambos os dragões colidiram na água, jogando ondas contra a praia de Tenrou e pequenos tsunamis na ilha e nos barcos do Conselho para o transtorno dos tripulantes. 

Eles não subiram. Um jato azul celeste saiu da água para a surpresa dos membros presentes. Uma asa avermelhada de penas bateu sobre a superfície e afundou novamente, todos não conseguiam imaginar a batalha que estava acontecendo lá em baixo. 

Logo, suas cabeças infurecidas emergiam. O dragão vermelho esmagava o pescoço com seus afiados dentes, enquanto o outro rasgava o peito do atacante com fúria e desespero. E então o vermelho puxou o outro para o fundo, uma clara tentativa de afogar o outro. Os rugidos sufocados por bolhas subiram e deixaram ainda mais apreensivos os espectadores. Então,  bolhas acompanhadas de sangue se espalharam por uma ampla área. Tudo parou. O silêncio espectante parecia sufocante.

A água se movimentou e um crânio vermelho emergiu. O dragão parecia estóico. Nem uma sentelha de dor, alegria pela vitória ou raiva pelo confronto. Apenas sua cabeça os observava. Mavis acenou para ele e o mesmo piscou antes se aproximar da encosta, fazendo seu corpo aparecer. Marcas e arranhões cintilavam em vermelho brasa e o sangue xiava em contato com a água. Ele subiu na praia e caminhava lentamente até o grupo ainda paralisado pela demonstração de poder.

-Obrigada por salva-los!- Mavis clamou com uma animação incomum passando pelo grupo e indo em direção a criatura. O mesmo pareceu entender e se deitou muito parecido com um gato. Ele abaixou seu focinho e Mavis o acariciou para o transtorno dos observadores. Ele a empurrou com o focinho e bufou. - Este, pessoal, é Natsu, o Dragão do Fogo Imortal!

-M-Mestre Mavis!O-o quê?Como você...?- Makarov mal formulava seus pensamentos.

-Makarov, Natsu não machucará seus filhos.- nisso o dragão voltou sua atenção aos membros e esticou-se para cheira-los. Gray foi o mais perto e portanto,  recebeu uma fungada tão profunda que ergueu seus cabelos e um bufo que os achatou totalmente, rendendo um riso dos demais por sua carranca de desaprovação.  O dragão foi farejando e empurrando seu focinho para receber atenção, apesar do medo inicial, logo muitos acariciavam suas escamas para seu agrado. Mavis então falou com tom nostálgico.- Natsu é um bom dragão e amigo. Eu o conheci a muito tempo e ele reside aqui na ilha sempre que iberna. 

-Porque ele iberna?- a pequena Wendy questiona com curiosidade e ainda observando com admiração as feridas se curando lentamente.

-Natsu foi amaldiçoado a muito tempo atrás e uma de suas consequências é o sono. -ela explica resumido. Eles não precisam saber que Natsu, assim, como Acnologia,  já foram humanos. Não há motivo para preocupação. -Mas não se preocupe, ele sempre estará bem! Não é? 

O dito dragão então bocejou para o descontentamento de Mavis. Ele ergueu-se de pé novamente e brandiu suas asas para estica-las. Com um giro lento para não causar mais estrago na ilha ele se dirigiu para a margem sendo seguido pelos demais.

-Já vai embora?- a Primeira Mestra questionou com um pouco de tristeza. Os demais assitiam também com um sentimento parecido. O primeiro dragão que os ajudou e que realmente parecia ser bom. - Bem, tenha uma boa noite Natsu.

O dragão parecia sorrir e voltou-se para os membros da Fairytail. 

-Boa noite, Fairytail! - sua voz retumbou e ele entrou na água, afundando e sumindo. 


Notas Finais


Bye bye pessoinhas amadas que leem minhas fics estranhas kskksks

Então essa foi apenas uma ideia que veio e pensei tipo " ah seria massa se isso acontecesse " e pensei em faze uma fic sem continuação pra isso. Ksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...