1. Spirit Fanfics >
  2. Akachan Shounen >
  3. Um Doce muito Gostoso

História Akachan Shounen - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Um Doce muito Gostoso


A situação era saborosa de um jeito irresistível demais que arrancava gemidos e fazia silvos de prazer subirem pela espinha em alta velocidade.
Naruto estava se contorcendo de prazer em cima do sofá, suas mãozinhas agarravam-se com força ao estofamento macio como se suas unhas fossem rasgá-lo rapidamente. Sua boquinha rosa não parava de gemer, estava fora de controle.
Suas perninhas carnudas estavam escancaradas no sofá e bem ali Sasuke se aninhava. Abaixado, o moreno segurava o pau enorme e duro de 28 cm do loirinho e chupava da forma mais gulosa e voraz. Naruto não podia crer. A boca quente e molhada de seu namorado subia e descia bem lentamente pelo membro duro e vermelhinho, deixando um suculento rastro de saliva que o lubrificava até brilhar.
Sasuke meteu todo o pau na boca de uma vez e o manteve dentro por alguns segundos. Isso fez Naruto soltar até quatro gemidos escandalosos e chorosos de prazer gostoso. Sentia sua glande rechonchuda tocando com carinho a garganta carnuda e quente do marmanjo. Ele retirou todo o pau de sua boca e cuspiu uma boa quantidade de saliva nele tão logo o masturbou bem rápido com uma das mãos enquanto a outra acariciava os testículos redondinhos.
-Está gostoso, Naru?-Sasuke sussurrou, abrindo um sorriso amoroso e ao mesmo tempo pervertido.
-Hmmm...-Naruto gemeu em resposta e mordeu o lábio carnudo, o rostinho todo ruborizado.
-Eu não ouvi direito.-Sasuke brincou, ele estava se divertindo.
Naruto ofegou e gemeu mais. Sasuke, com todo o seu atrevimento, esfregou a palma de sua mão na glande de seu loirinho e isso o fez berrar na hora e contorcer os quadris desesperadamente.
-Hanashiro, Naru...-Sasuke ordenou num sorriso provocante.
-Está...-Naruto consegue dizer entre gemidinhos de gato.-Está muito... gostoso...
O moreno abaixou-se sentado no sofá e passou sua língua por cima da glande de forma bem rastejante. O loirinho não se agüentou mais e agarrou os cabelos negros de seu namorado, implorando para que ele o chupasse mais. Sorrindo, Sasuke abocanhou o pau novamente e voltou à chupá-lo gostosamente.
A boca dele fazia um barulho molhado e obsceno que era divertido de se ouvir. Os lábios dele se esfregavam ao redor do comprimento grosso com leves veias dilatadas como se fizessem uma massagem erótica no membro duro. Naruto estava amando, lambia os lábios carnudos com fome e, de quando em quando, erguia os quadris delicados na direção da boca de Sasuke, socando seu pau para o fundo de sua garganta. Era tão bom que queria mais. Queria esfregar o pau por cima daquela língua carnuda e quente.
Neste momento, as mãos grandes e fortes de Sasuke foram subindo pelo abdômen lisinho de Naruto, partindo em direção ao seu peito magro. Lá, seus dedos se agarraram aos mamilos que de tão chupados estavam vermelhos, babados e inchados. Os dedos esfregaram os mamilos bicudinhos e durinhos, e os puxaram com vontade. O garotinho gemeu mais com essa provocação gostosa e jogou a cabeça para trás. Num instante, ele começou a socar rapidamente o pau na garganta do marmanjão.
Sasuke manteve a boca bem aberta enquanto Naruto fodia a sua garganta com muito tesão. Os testículos redondinhos dele chegavam à sacolejar lindamente. O loirinho gemeu longa e chorosamente sem parar de meter o pau na boca de seu namorado, emitindo um barulho frenético e pegajoso.
Por ser tão passivo, ele logo se cansou dos movimentos de quadril e acabou despencando de volta no sofá e soltou dos cabelos negros do ativo. Sasuke soltou o pau e um fio de saliva ficou entre seus lábios e a glande, ele sorriu para Naruto e lambeu os lábios, rompendo o fio que conectava-os. O loirinho gemeu manhoso e estava cada vez mais vermelhinho.
-Você fica tão lindo assim...-Sasuke diz carinhosamente.-Eu vou te comer todinho, neném...
Naruto apenas ofegou e largou a cabeça sobre a almofada. Sasuke rastejou sua língua pelo comprimento do pau duro, sentindo o contorno das veias pela pele, indo em direção à glande mais uma vez. Seus lábios a capturaram e a sugaram com força. Naruto gritou choroso e ergueu os quadris por alguns segundos antes de despencar.
Sasuke largou seu pau e, então, agarrou seus quadris com seus braços musculosos tão logo os ergueu do sofá até que suas pernas parassem perto de seu busto e sua linda bunda carnuda ficasse empinada e totalmente à mercê de Sasuke. Lá estava o lindo rabinho rosa que piscava de tesão. Inescrupulosamente, o moreno cuspiu no rabo apertado e foi logo caindo de boca nele. Em resposta, Naruto soltou um gemido agudo e choroso com o beijo grego.
A língua do macho penetrou delicadamente o lindo rabão rosa, se esfregando contra ele e o deixando todo lubrificado. Seus lábios o chuparam com fome, fazendo o maior barulho babado. Naruto ofegou de tanto prazer. Sasuke tirou a boca de seu lindo rabinho lambuzado e saiu chupando e mordendo suas suculentas polpinhas redondas e rechonchudas. O loirinho desfrutou do deleite que era aqueles lábios sugando a carne e os dentes a mordendo.
O moreno deixou a bunda toda babada e vermelhinha com seus chupões gulosos.
-Ah, Naru...-Sasuke murmurou, manhoso.-A sua bunda é tão gostosa!
-Suke...-Naruto respirou ofegante.
Com cuidado, Sasuke deitou os quadris de Naruto de volta no sofá e começou a subir em cima de seu menininho. Ele saiu fazendo uma trilha de beijos pelo abdômen lisinho até chegar ao seu peito, onde Sasuke chupou novamente um dos mamilos bicudos e vermelhinhos. Naruto agarrou seus cabelos de novo com uma de suas mãos enquanto gemia bem perto de seu ouvido.
A língua de Sasuke fez círculos pelo mamilo tão logo seus lábios o chuparam bem gostoso. Ao mesmo tempo, seu polegar esfregava o outro mamilo com carinho, só para deixar seu loirinho louco de prazer. Sua boca foi distribuindo um monte de beijos pelo peito magro de pele bronzeada e foi subindo pelo pescoço, onde deu um chupão gostoso e lento.
-Awn, Suke!-Naruto gritou, manhoso.
Sasuke lambeu seu pescoço e mordiscou sua orelhinha. Ele, então, olhou nos lindos olhos azuis de Naruto e não resistiu em tascar um beijo apaixonado naquela boca carnuda deliciosa. Entre o beijo, eles gemeram de prazer ao passo que se agarravam com desejo tórrido e enlouquecedor.
Naruto deixou que Sasuke invadisse a sua boca, bailando com sua língua e chupando seus lábios carnudos tão gostosos. Eles se beijavam tanto que estavam começando a babar como se estivessem com muita fome um do outro.
De repente, o beijo foi rompido e um fio de saliva ainda conectava os lábios vermelhos e inchados. Eles se olharam delirantemente.
-Vem me chupar, vem, lindinho.-Sasuke falou num sorriso amoroso.
Naruto se animou ainda mais.
Sasuke se levantou do sofá e ficou de pé. Ele começou a tirar a sua cueca boxer até que sem mais nem menos um pauzão monstruoso pulou pra fora todo grosso e duro de tesão. Estava muito maior agora com 43 cm de comprimento. Os olhinhos azuis de Naruto brilharam maravilhados e felizes.
O pau grande pulsava em riste com a enorme glande avermelhada toda babada de tesão e os testículos bem redondos e bulbosos pendurados logo abaixo. Só para brincar, Sasuke sacudiu o seu pau dotado ao mexer os quadris de um lado para o outro. Naruto riu para o enorme pedaço de carne grossa e desengonçada que se balançava feito um linguição roliço e suculento.
Sem conseguir se segurar mais, Naruto pegou no pau com suas duas mãos e o meteu goela abaixo. Na hora, Sasuke soltou um grito forte e gutural quando sentiu-se ser devorado por uma boquinha tão quentinha e molhadinha. Ele terminou de tirar a sua cueca por completo e chutá-la para o lado tão logo aproximou os quadris fortes para a frente e fez carinho nos cabelinhos loiros rebeldes de sua raposinha, deixando que ela mamasse à vontade do seu pau grande.
Naruto era um verdadeiro novinho muito guloso. Com uma mão, ele segurava os testículos enormes de Sasuke enquanto engolia todos os 43 cm de pau duro com muita facilidade como se já fizesse isso a vida toda. Foi uma questão de minutos até o membro gigante estava incrivelmente lubrificado pela boca do garotinho. Naruto mamou bem rápido, movendo a cabeça para a frente e para trás num ritmo frenético que emitia um barulho molhado e gostoso.
Sasuke estava amando por demasiado. Lambendo os lábios num sorriso safado e soltando gemidos manhosos de quando em quando, ele levava a mão ao peito grande e musculoso, e torcia seus mamilos durinhos e bicudos com os dedos. Naruto engoliu tudo até o talo e quase se engasgou ao fazer isso. Colocou tudo pra fora e um cordão grosso de saliva ficou pendurando entre seus lábios e a glande do pau.
-Neném, você é muito gulosinho.-Sasuke brincou, sorrindo docemente.-Você não ia dividir o meu pau, se tivesse outro novinho faminto aqui?
-O novinho faminto que passe fome.-Naruto rebateu, lambendo os lábios babados.-Esse pauzão é todo meu. E eu sei que você não seria louco de fazer isso comigo.
-Soukka.-Sasuke riu em diversão.-Só existe você na minha vida.
Sorrindo sapeca, Naruto bateu o pauzão na sua língua estirada para fora da boca e começou a chupá-la com seus suculentos lábios carnudos e rosados. Sasuke gemeu choroso e agarrou seu menino pelos cabelos loiros com as duas mãos antes de começar a foder a sua goela com ferocidade.
Sasuke metia duro e rápido na garganta de Naruto, fazendo aparecer no pescoço dele um volume grosso e gigante que subia e descia constantemente. A boca do garoto estava tão escancarada que cordões de saliva pingavam dela e escorriam pelo pauzão cada vez mais lambuzado da glande até os testículos. O marmanjão musculoso rosnou furiosamente ao meter bem rápido na goela do garotinho até que puxou tudo pra fora.
Uma porção enorme de saliva caiu no abdômen de Naruto e no tapete da sala. O pau de Sasuke escorria e pingava de tanta saliva e brilhava de um jeito lindo e sensual. O loirinho olhou para aquela monstruosidade como se estivesse apaixonado somente por ela. Sasuke olhou para baixo e não deixou de sorrir.
-Ele não é lindão?-Sasuke falou, brincando.
-Ele é maravilhoso...-Naruto sussurrou num sorriso bobo.
Sasuke sacudiu seu pau de um lado a outro, fazendo pingos de saliva voarem por aí. Rapidamente, Naruto conseguiu capturar o pau com a boca e voltou à mamá-lo. Seu namorado gemeu e ficou fazendo carinho em seus cabelos loiros.
O novinho mamava com amor. Engolia cada centímetro de carne inchada e quente, onde seus lábios carnudos se esfregavam na pele pálida como neve com fricção. Ele esfregou sua língua por baixo do pau, sentindo o volume da uretra e partindo até a glande gorducha e avermelhada que tinha gosto de sexo quente. Como se fosse um gatinho, ele lambeu a glande toda, fazendo com que o pau grande pulasse de tesão dolorido e gostoso. Sasuke só conseguia gemer de tanto prazer.
Aqueles lábios quentes e macios deram um último beijo babado na glande antes de enfim se afastarem dela. Naruto se levantou do sofá e saiu dando chupões pelos gominhos fortes de Sasuke. Ele foi subindo até o seu grande peito musculoso de pele pálida e mamilos rosados. O garoto se banqueteou com aqueles grandes botões rosados que até pareciam lindas flores de cerejeira.
Sasuke gemeu manhoso enquanto desfrutava da boca de Naruto mamando em seu peito. Ele mordia o músculo definido com carinho e sugava com seus lábios os mamilos bicudos. Sua língua fazia círculos nas aréolas carnudas e ainda raspava os mamilos bem rapidinho. Naruto foi fazendo uma trilha de beijos pelo peito de seu namorado em direção ao seu braço direito. Sasuke flexionou seu bíceps musculoso, fazendo veias se dilatarem por ele todo. Seu menininho sorriu lindamente e saiu chupando e beijando aquele músculo duro e forte.
Então, eles se beijaram. Beijaram-se como se fosse a primeira e a última vez. Sasuke agarrou Naruto com desejo, espremendo o novinho contra seu corpão musculoso e apertou sua linda bunda grande e redonda, dando-lhe tapas fortes que faziam o loirinho gemer manhoso.
De repente, Sasuke tirou Naruto do chão e se sentou no sofá com ele em seu colo. Ajoelhado no sofá, Naruto beijou Sasuke mais uma vez antes de se posicionar direito. O moreno agarrou a bunda carnuda com força até que seus dedos se afundassem na carne macia e abriu as polpinhas deliciosas para revelar o maravilhoso rabão rosa e apertado que se escondia ali.
Vagarosamente, Naruto foi sentando no pau de Sasuke. É claro que ele não deixou de sentir um pouco de dor pelo tamanho monstruoso do pau, mas já transara com aquela tora toda tantas vezes que seu corpo se acostumou.
O pau de 43 cm fora engolido até o talo pelo rabo guloso e rosa. Mais uma vez, o casal estava em deleite puro. Sasuke teve que ser muito forte para não gozar dentro de Naruto logo agora que estava dentro de um esfíncter tão apertadinho que era quentinho e carnudo de um jeito tão maravilhoso que ele queria foder para sempre. já Naruto estava agonizando de tanto prazer por aquele monstro peniano estar esmagando a sua próstata tão delicada – o que estava fazendo seu corpinho estremecer deliciosamente naquele momento.
Com carinho, Sasuke ergueu os quadris de Naruto, exibindo um pouco de seu pau duro e lambuzado antes de fazê-lo sentar novamente. Eles repetiram isso até que o garoto começou a cavalgar naquele pau grande.
Naruto gemia a todo o momento. Olhar manhoso, rostinho vermelho, língua estirada pra fora da boca ofegante, ele estava lindo aos olhos negros de Sasuke. O marmanjão safado sorria divertidamente para o garotinho gostoso. Estava se deliciando com aquele esfíncter cheio de carne quente e apertada friccionando sem parar contra o seu pau inchado de tesão. Sentia-o pulsar lá dentro como se fosse explodir à qualquer momento.
-Hmmm, Suke...-Naruto sussurrou, mordendo o lábio.
-Ah, Naru...-Sasuke gemeu e jogou a cabeça para trás.-Você é tão apertadinho...
O loirinho sorriu com o elogio e começou a rebolar no pau. Ao sentir o membro enorme ser revirado de um lado para o outro, o moreno soltou um longo gemido arrastado e choroso. Para se vingar, deu um tapa forte naquela bunda perfeita, fazendo seu menino soltar um gritinho agudo e meio feminino.
Naruto nem se atrevia tocar em seu pau. Apesar de estar terrivelmente duro de tesão, ele sabia que com o menor toque, ele ia gozar e acabar com a brincadeira antes da hora. Suas mãozinhas trêmulas apertavam o peitão musculoso de Sasuke repetidas vezes. Sabia que seu namorado amava isso, pois toda hora ele flexionava seu peito para agradar ao seu menino. Ele continuou cavalgando bem devagar no pau enorme, engolindo-o por inteiro toda vez que se sentava.
No entanto, Sasuke queria mais. Ele segurou a bunda de Naruto com mais força e o deixou parado bem acima de seu colo com o pau ainda dentro de seu rabo guloso. Neste momento, ele saiu fodendo lindamente o rabinho do loirinho. O menor gritou escandalosamente quando sua próstata foi bombardeada pelo pau gigante e seu corpinho todo vibrou de prazer de maneira instantânea. Sasuke firmou os pés no chão e saiu socando o pau furiosamente de modo que seus testículos sacudissem sem parar.
Os gemidos e gritos chegaram com a folia frenética do sexo anal. Naruto agarrou-se aos ombros largos e fortes de Sasuke e os apertou com força. Sentia uma enorme tora petrificada e quente estourar seu rabinho rosa numa fúria insondável e poderosa. Sasuke socava tão fundo e forte que suas coxas musculosas batiam contra as polpinhas macias de Naruto, fazendo a suculenta carne ondular lindamente.
O moreno apenas desfrutava deste prazer. É como se estivesse a um minuto de gozar por muito tempo. Seu pauzão tremia de prazer dentro daquele rabo quente e escorregadio. Esfregava com força e tesão, causando um barulho pegajoso e gostoso, junto com o barulho de suas coxas batendo na bunda do loirinho.
-Oh, Suke! Oh! Ohhh!-Naruto gritava para o alto.-Hmm, vai! Mais forte! Soca mais forte!
-Eu vou te colocar numa cadeira de rodas, seu lindo!-Sasuke vociferou, delirando de prazer.
Naruto sorriu debilmente enquanto seu corpo pulava no colo de Sasuke. Logo, eles começaram a suar. Suas peles brilhavam na luz da sala de estar como se tivessem passado nos seus corpos óleo de amêndoas. Sasuke teve o atrevimento de pegar no pau duro de Naruto e esmagá-lo em sua mão. Seu menino berrou e por pouco não gozou com força. O macho aproximou a boca do peito dele e começou a chupar um dos seus lindos mamilos rosadinhos. O loirinho só gemeu ainda mais.
Sasuke não parou de socar o pau bem rápido. Cada vez mais, ele enfiava bem fundo e retirava quase que por completo, e o membro monstruoso estavam todo vermelho e brilhando de tão lambuzado. Os dois gemiam e ofegavam continuamente como se fossem entrar em combustão e explodir de vez.
O marmanjo desferiu vários tapas fortes na bunda do garoto e logo começou a masturbá-lo bem rápido e apertado. Naruto sentiu seu corpo todo vibrar de prazer alucinante. Não conseguia mais se agüentar com o grande acúmulo de prazer que se reunia entre as suas pernas. Já Sasuke estava quase tendo um troço naquele sofá. Seu pau petrificado de tesão estava quente de um jeito que ele nem sabia ser possível como se fosse uma suculenta lingüiça de churrasco, ele sabia que não ia suportar por muito mais tempo.
Enfim, o grande momento chegou.
Naruto esguichou fortes jatos de esperma que banharam o abdômen e o peito de Sasuke, e até acertaram seu lindo rosto vermelho. O loirinho berrou de prazer glorioso e seu esfíncter acabou esmagando o pau enorme que o fodia. Segundos depois, Sasuke jorrou uma quantidade incrível de esperma dentro de Naruto até que a gosma branca e pegajosa explodisse para fora do rabo dilatado e escorresse por seu pau inchado.
Sasuke continuou metendo com força em Naruto até parar de gozar e sua raposinha até parecia que ia desmaiar em seu colo com um sorriso lindo demais no rostinho vermelho.
Lentamente, Sasuke foi desacelerando seus movimentos até que finalmente parasse de vez. Não tirou seu pau de dentro de Naruto, ainda queria sentir o esfíncter melado de esperma ao seu redor.
Naruto olhou para Sasuke. Os dois estavam suados e ofegantes. Eles sorriram um para o outro e trocaram um beijo de amor verdadeiro, pois era a coisa mais poderosa no mundo.
:
Estava ficando meio difícil tomar banho, já que Sasuke não conseguia desgrudar de Naruto. O loirinho ria bem sapeca com a esponja cheia de espuma numa das mãos enquanto era pressionado delicadamente contra a parede e agarrado por trás por Sasuke que enchia seu pescoçinho com um milhão de beijos e alisava seu corpinho magro e molhadinho.
-Suke! Para!-Naruto falou manhoso enquanto ria.-Desse jeito não dá pra tomar banho, seu bobão!
-Esquece o banho.-Sasuke sussurrou ao lamber um riacho de água que escorria pelo pescoço de seu loirinho.-Vamos fazer amor de novo, vai...
-Sossega, tigrão!-Naruto riu e tentou empurrar Sasuke para longe.
Rapidamente, o moreno virou o loirinho para frente e tascou um beijo gostoso em sua boca. Enquanto o chuveiro jorrava água sobre eles, Sasuke sugou o carnudo e macio lábio inferior de Naruto ao passo que ele alisava seu peitão musculoso com a mãozinha. Eles se beijaram de forma gulosa como se quisessem colocar mais lenha na sua fogueira e começar outra festinha deliciosa no banheiro.
Foi apenas pela falta de ar que o beijo foi rompido. Sasuke olhou para Naruto e se deleitou com o sorrisinho manhoso dele, que também o fez sorrir.
-Eu vou esfregar a sua bundinha.-Sasuke sussurrou carinhosamente.
-Hentai...-Naruto começou a rir.
-Empina a bunda pra mim.-Sasuke pediu e pegou a esponja da mão de Naruto.
O loirinho se virou de costas e pôs as mãos na parede azulejada do banheiro antes de empinar sua linda bunda redonda. O moreno pegou um frasco de sabonete líquido e o colocou no chão tão logo se agachou no chão molhado. Suas mãos grandes e fortes agarraram as polpinhas carnudas e quentes, e as abriram, revelando o rabinho rosa fechadinho.
Com todo o atrevimento do mundo, Sasuke meteu o dedo indicador dentro do rabinho e o abriu. Em instantes, seu esperma começou a escorrer dali de dentro. Parecia uma pequena cachoeira de leite. Ele não perdeu tempo e começou a lamber o seu próprio esperma que fluía para fora.
Naruto sentiu um arrepio e olhou para trás.
-Oh, Suke, o que você está fazendo aí?-Naruto diz, rindo.
-Eu não vou desperdiçar...-Sasuke respondeu com a boca no rabo de Naruto.
Ele bebeu cada gota até não restar mais nada. Feito isso, ele pegou o frasco de sabonete líquido, abriu e despejou o líquido rosado cheiroso sobre a linda bunda redonda toda empinadinha como se estivesse confeitando algum doce gostoso. Sasuke teve de reprimir a vontade de lamber a bunda de Naruto para não cuspir o sabonete líquido.
Naruto sentiu um prazer delicioso quando sentiu a esponja ser esfregada em sua bundinha. Sasuke esfregou-a com carinho, deixando-a coberta de espuma branquinha.
-Hmm, está tão linda...-Sasuke comentou, sorrindo.-Até parece que acabou de sair da confeitaria.
-Suke, minha bunda não é nenhum doce.-Naruto retrucou, sorrindo.
-Mas o seu rabo é um doce muito gostoso...-Sasuke brincou.
O moreno se levantou do chão e agarrou a cinturinha do loirinho. Colocou seu pau enorme por cima da bunda cheia de espuma dele e admirou por um momento.
-Agora sim.-Sasuke falou, sorrindo.-Parece uma obra de arte.
Naruto riu.
:
A chaleira começou a apitar no fogo. Sasuke pegou-a e encheu com água quente o bule de porcelana cheio com o chá verde em pó. Ele o levou até a mesa e o colocou ao lado de dois copos de porcelana.
Naruto estava sentadinho na mesa sem vestir roupa nenhuma – assim como Sasuke – e estava diante de um grande fichário, onde ele escrevia uma sucessão de ideogramas com uma caneta preta. Havia perto dele um sanduíche meio comido de croquete com ovo e alface, uma caixa de Pocky de mirtilo e mais alguns livros didáticos e de poema empilhados.
Sasuke se sentou pertinho dele e olhou o que ele estava fazendo.
-O que tem para hoje?-Sasuke quis saber.
-Uns exercícios de matemática, uma pesquisa de história sobre o Arquipélago Ryukyu.-Naruto saiu falando sem parar de escrever.-Escolher uma música inglesa e uma americana para compreender as diferenças de pronúncia e vocabulário, e uma poesia autoral para a aula de japonês clássico.
-Waa.-Sasuke riu, surpreso.-É. A escola também não foi fácil para mim.
-E ainda se lembra?-Naruto brincou, sorrindo.
-Não seja palhaço!-Sasuke sorriu e bagunçou os cabelos loiros de Naruto com a mão.-Eu sou só treze anos mais velho que você, seu novinho fogoso.
-Eu não sou tão fogoso.-Naruto diz num sorriso manhoso.
-Mas é claro.-Sasuke provocou, rindo.-E me diz o que o meu docinho quente está escrevendo aí?
Naruto terminou de escrever, pegou a folha de papel do fichário e começou a ler em voz alta para Sasuke.
-“Precisamos nos encontrar, vamos nos encontrar. Nem que se passe dias, ou anos”.-Naruto está dizendo com uma perfeita dicção.-“Viajamos juntos pelo tempo e nossos corações estavam aqui antes de nossos corpos. Se eu esquecer, de repente, procurarei pelo seu nome até os confins do mundo e o katawaredoki enfim vai nos mostrar a verdade sobre nosso amor, pois este fio vermelho entre nós jamais se quebrará”...
Naruto olhou para Sasuke na maior expectativa.
-Kimi no Na wa?-Sasuke perguntou.
-Você entendeu?!-Naruto sorriu lindamente.
-Claro, neném, eu entendo tudo que vem de você.-Sasuke abriu um sorriso amoroso.-E eu tenho que dizer, essa poesia ficou linda demais, seu lindo. Omedetou.
-Arigatou, Suke...-Naruto ruborizou e sorriu acanhado.-A professora decidiu fazer uma brincadeira com nós sobre essas poesias. Quem tiver vontade, escreve uma texto e entrega para uma votação. O vencedor vai ganhar uma surpresa que a professora está preparando. Está todo mundo curioso.
-Pois eu sinto que você vai ganhar o primeiro lugar de lavada.-Sasuke respondeu tão logo fez carinho no rostinho de Naruto.-Tudo o que você faz é lindo.
-Suke, eu nem sei fazer comida direito...-Naruto riu, manhoso.
-E daí?-Sasuke diz docemente.-Mesmo que você não ganhe, você sempre terá o primeiro lugar no meu coração...
Naruto ficou mais vermelhinho e sorriu todo sapequinha.
-Ah, senta aqui no meu colo, seu lindo!-Sasuke pediu, manhoso.
Rapidamente, Naruto se levantou de sua cadeira e se sentou no colo de Sasuke – ele o abraçou com seus braços musculosos e beijou todo o seu rostinho lindo com muito carinho e amor. O loirinho riu e escorou a cabeça em seu ombro forte e largo. O moreno ficou contemplando aquelas lindas orbes de safiras brilhantes como se estivesse nadando nas profundezas do oceano.
Era lindo.
-Chá?-Sasuke falou ao pegar o bule e encher os copos com a bebida verde.
-Chá.-Naruto assentiu, rindo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...