História AKAI ITO - Imagine Jeon Jungkook. - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Akai Ito, Bts, História, Hoseok, Imagine Jungkook, Jimin, Jungkook, Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Visualizações 286
Palavras 3.302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi, mais um capítulo!!!! eu estou bem animada escrevendo Akai Ito, é uma experiência nova, e até me arrisquei a fazer um banner novo pra fic, é minha primeira vez também hahah até que não ficou tão ruim. É isto, boa leitura. 🔖

Capítulo 3 - Senti sua falta.


Fanfic / Fanfiction AKAI ITO - Imagine Jeon Jungkook. - Capítulo 3 - Senti sua falta.

DOM. 11:47

 

Acordei com um estrondo enorme que aparentemente vinha do andar debaixo, levantei tão de pressa que nem sequer raciocinei o que estava acontecendo, calcei minha pantufa e desci correndo. Quando me aproximei da cozinha pude ver uma cena um tanto quanto engraçada. Jimin e Jeon estavam olhando um pra cara do outro e o mais alto estava com uma cara não tão boa. 

 

— Bom dia damas, posso saber o que está acontecendo aqui? 

 

— JIMIN-SSI! Eu falei pra você não fazer barulho, ela tem o sono leve, olha o que você fez hyung.

 

— Eu já pedi desculpas poxa, você quis deixar a tarefa difícil pra mim, eu disse que não dava conta e NÃO GRITA COMIGO! 

 

— Eu achei que você fosse esperto o suficiente pra pegar uma cadeira! E me desculpa por gritar mas você me estressou. 

 

— Ok, vocês podem pelo menos responder a minha pergunta ou....

 

— Ah sim, bom dia Cami! Eu e ele - Apontou para o maior que se encontrava agachado ao seu lado recolhendo os produtos que haviam caído do armário. - nós acordamos primeiro e resolvemos dar uma geral na casa antes de você levantar, mas o Jungkook pediu pra que eu pegasse os sacos de lixo, e estão muito alto! Quando fui pegar me desequilibrei e caiu tudo. Foi mal. 

 

— Foi péssimo. - Jungkook murmurou pra si.

 

Eu ri da situação e logo me agachei pra ajudar o Jungkook a recolher. 

 

— Tudo bem gente, vocês deveriam ter me acordado pra ajudar, vocês precisam de alguém pra mandar, pelo menos. 

 

Os dois se entre olharam e depois seguiram o olhar pra mim, e logo começaram a rir entre si. Fiquei com a maior cara de tacho sem entender nada e logo me posicionei. 

 

— Vocês estão rindo de quê? Quero rir também. 

 

— É que você tá toda engraçada, parece que levou um choque, seu cabelo tá todo pra cima. - Riu novamente ao me observar.

 

— Tem um pouco de baba seca no canto da sua boca. - Não ligou muito já que estava habituado a me ver assim, e continuou recolhendo. 

 

Coloquei a mão no rosto desesperada, afinal, Jungkook já havia me visto assim mas o Jimin não, eu sai tão de pressa que nem me dei conta do meu estado. Sai correndo pelas escadas, pra chegar em meu quarto logo. 

 

Quando me olhei no espelho pude ver que realmente, parecia que eu tinha colocado o dedo na tomada e depois encontrado um fantasma, minha cara estava tão amassada que parecia que eu tinha sido atropelada por dois caminhões-pipa, tirando a ressaca que eu estava. 

 

Fui em direção ao banheiro pra fazer minhas necessidades matinais e aproveitei pra tomar um banho e relaxar um pouco. Sai do banheiro e fui me vestir, hoje estava um dia um tanto quanto agradável também, então pra vestir optei por uma blusinha listrada com branco e azul, uma jardineira jeans e vesti uma meia, eu amo andar pela casa só de meia o que de consequência minha mãe briga comigo já que no fim do dia elas estão mais sujas que tudo, prendi meu cabelo em um coque já que iria ajudar os meninos na limpeza, e cabelo no rosto não é legal. 

 

Desci e fui de encontro com os garotos, o andar de cima já estava devidamente limpo, e até as louças estavam lavadas e no escorredor. Logo, senti uma necessidade imensa de tomar água, era sempre assim nas minhas ressacas, peguei uma garrafa de 2 litros e enchi de água gelada, tomaria umas duas daquela durante o dia, pelo menos. Eles estavam agora arrumando a mesa e preparando algumas panquecas que já vinham prontas e era só colocar em uma máquina, Jimin preparava algumas torradas. 

 

— Cami, faz um suco de laranja aí por favor, já fizemos muito. - Me olhou com aquele olhar angelical de criança pidona, seus olhos são semelhantes a duas jabuticabas brilhantes, o que de fato eu sou apaixonada. 

 

— Tudo bem! Vocês estão mandando muito bem, quanto vai ser a diária? - Baguncei o cabelo do garoto. 

 

— Hahaha, você é tão engraçada, minha barriga dói, mas obrigada pelo elogio eu aceito. - Debochou. 

 

— Eu também! - Disse Jimin.

 

Olhei para os dois que estavam muito cúmplices, até demais e fui fazer o suco, Jeon adora sucos naturais, seus favoritos são de: Laranja e abacaxi com hortelã. 

 

Comemos, e realmente estava uma delícia. Tivemos um diálogo incrível na mesa e rimos bastante enquanto contávamos para Jimin suas travessuras na noite passada, e ele não sabia se ria ou se chorava de tanta vergonha. 

 

[...]

 

 

DOM. 18:50

 

Estava em meu quarto agora assistindo qualquer coisa, os meninos já tinham ido embora e realmente nós fizemos uma noite inesquecível. Minha mãe já havia chegado também, conversamos um pouco mas logo ela foi se deitar, disse estar muito cansada. Já que não teria jantar, combinei de comer fora com os meninos mais tarde, nós criamos um vínculo com Jimin muito forte nesse tempo, espero não me decepcionar com ele. 

 

Estava quase caindo no sono, quando meu celular apitou avisando que havia chego duas mensagens. Quando olhei no visor me surpreendi ao ver quem era. 

 

[MENSAGEM ON - TAEHYUNG] 

 

[19:00 - Taehyung]: Boa noite cami. Você veio aqui em casa ontem, certo? 

 

[19:02 - Eu]: Aham, e daí? 

 

[19:02 - Taehyung]: E daí que eu me senti mal pelo o que você me escreveu, queria me redimir. Inclusive, dei falta das polaroids. Você poderia me devolver? São minhas! 

 

[19:03 - Eu]: Kim Taehyung, é sério que você tá falando isso? Eu não vou te devolver porcaria nenhuma, não é só você na foto, aquilo não tem nada a ver com você e muito menos comigo, pelo menos não mais, eu vou jogar fora! 

 

[19:03 - Taehyung] Olha, vamos conversar, eu refleti e fui idiota realmente, vamos jantar hoje à noite (por minha conta, juro) você sabe que eu não sou uma pessoa ruim, vai. 

 

[19:04 - Eu]: Eu tenho compromisso hoje à noite. 

 

[19:04 - Taehyung]: Ué, como assim compromisso!? 

 

[19:04 - Eu]: Compromisso, oras. 

 

[19:05 - Taehyung]: É com alguém que eu conheço, ou alguém mais importante que eu?

 

[19:05 - Eu]: É da sua conta? Nem quando eu tava com você eu não te dava satisfação, por que você acha que as merece agora? 

 

[19:06 - Taehyung]: Certo, desculpa. Mas vamos conversar, por favor. 

 

 

[19:08 - Eu]: Hm, tudo bem, eu ainda quero ouvir certas coisas de você. Ás 21h naquele restaurante japonês que nós íamos. 

 

[19:08 - Taehyung]: Certo! Eu te pego aí. Beijo. Te amo.

 

[MENSAGENS OFF] 

 

Olhei aquela última mensagem pasma, como assim “te amo”? Ele tá zoando comigo ou o quê? Mas não me importei muito pois deveria ser a força do hábito, já que ele sempre foi muito carinhoso, e por isso mesmo queria ouvir ele, porque ele nunca aparentou ser desses, em dois anos ele foi tão atencioso, por que disso agora? 

 

Me apressei para mandar mensagem para os meninos e avisar pra que remarcássemos para outro dia o jantar. Fiz um grupo com nós três, também queria ouvir a opinião deles nisso tudo. 

 

[MENSAGEM ON CHAT - 3 MOSQUETEIROS]

 

[Eu]: Oi gente, gostaram do nome do grupo? Achei necessário um. Galera preciso de uma ajuda e opinião, mas também venho avisar que hoje abortaremos a missão da janta, pois vou sair com o Taehyung. 

 

[Jungkook]: O quê? Você tá doida garota? 

 

[Jimin]: Quem é Taehyung, mano? 

 

[Eu]: Meu ex e motivo pela bebedeira de ontem. Enfim, ele disse que eu queria conversar pois percebeu o quão babaca ele foi, eu queria ouvir o que ele tem pra dizer. É muito ridículo? 

 

Tipo, não quero parecer que ele me tem quando quiser, mas também acho que é o mais maduro a se fazer, aí eu não sei. 

 

[Jungkook]: Por um lado você tá certa, ele tem de se explicar, o que ele fez não foi certo e ninguém faz isso com a minha princesa! 

 

[Jimin]: Nossa gente eu fiquei a tarde toda sem comer pra guardar espaço, e agora é cancelado assim, tô morrendo de fome. 

 

[Eu]: Me desculpa! Mas vamos amanhã, de verdade. 

 

[Jimin]: Oh, tudo bem. Mas você deve ir, independente do que for, se você se relacionou com ele e teve amor, vocês devem encerrar isso da melhor forma possível. 

 

[Eu]: Vocês acham mesmo? Tô meio insegura...

 

[Jungkook]: Sim!

 

[Jimin]: Óbvio.

 

[Eu]: Ok, obrigada pela ajuda meninos, vocês são demais, até amanhã!

 

[Jungkook]: Tchau amor, qualquer coisa me liga. 

 

[Jimin]: Boa sorte cami.

 

[MENSAGEM OFF] 

 

19:30

 

Ok. Eu realmente não estava planejando sair com o Taehyung hoje, e agora eu não sei o que vestir. Ele se veste absurdamente bem, o que eu, uma mera mortal e leiga na moda diga-se de passagem, vou arranjar em tão pouco tempo? 

 

Me dirigi ao meu closet e olhei aquele espaço mediano com algumas roupas e acessórios os quais não me agradavam tanto naquele momento, mas eu não tinha que me vestir pra ele, certo? Eu sei que não, mas a vontade de surpreender é maior que qualquer outra coisa. 

 

Nós iríamos a um japonês, eu não precisava vestir algo de gala, então vou optar no meu visual casual mesmo, não é um encontro, eu vou do jeito que eu quero. 

 

— Chega dessa palhaçada Camila, você nunca se importou com isso, por quê inventa de querer se emperiquitar toda bem agora!? 

 

— Cami? Tá falando com quem? - Ouço minha mãe do outro lado da porta, ela estava com uma voz de sono, eu realmente tenho que perder esse hábito de falar sozinha, acordei a coitada por nada. 

 

— Ninguém mãe, estou cantando, pode voltar a dormir, foi mal. 

 

— Oh, tudo bem... Boa noite. - Ouvi seus passos se afastando do meu quarto e indo em direção ao dela. 

 

Depois desse vergonhoso episódio fui tomar um banho e acho que passei do tempo, quando me dei conta minha playlist já estava repetindo, cantar no banheiro é uma das minhas coisas favoritas, é muito terapêutico.

Resolvi que ia vestir uma saia preta, uma blusa branca que sobe até o pescoço com um sobretudo rosa listrado por cima, e nos pés um tênis qualquer branco, no cabelo só fiz um rabo de cavalo, e na maquiagem fiz algo simples e clean, passei um iluminador no canto dos olhos, delineador e máscara de cílios, na boca só passei um lip balm de morango que deixou a deixou com uma cor saudável. Simples mas o suficiente. 

 

O relógio marcava 20:35, desci pra esperar Taehyung e fiquei sentada no sofá mexendo no celular. Estava conversando com Jungkook quando ouvi a campainha soar, certamente seria o garoto do sorriso quadrado. Quando o atendi, me surpreendi, ele estava tão casual quanto eu, e isso passou uma impressão de que ele realmente queria conversar e esclarecer tudo numa boa, e não impressionar ou algo assim, ele me parecia honesto naquele momento, e também nem era um encontro. 

 

— Oi - sorriu. 

 

Maldito sorriso lindo, puta merda, não tinha como você não sorrir até a hora de voltar? Eu não mereço isso. - Pensei. 

 

— Oi... 

 

— Você está linda! Tudo bem?

 

— Aham, obrigada. Vamos? 

 

Senti que fui um pouco grossa, mas ele merece também, ele fez a merda primeiro. Peguei minha bolsa e sai da sala em direção ao carro do mais velho. Taehyung me seguiu com o olhar pra baixo, parecia que estava com vergonha de olhar nos meus olhos, e era totalmente compreensível.

 

Ele se apressou pra abrir a porta do carro pra mim, mas o impedi. 

 

— Não precisa, eu sei abrir sozinha. 

 

— Me desculpa, só estava tentando ser gentil. 

 

— Não precisa pedir desculpa. - Entrei no carro, e ele logo depois. Colocamos o cinto e ele me encarou. 

 

— Você vai ficar assim comigo?

 

— Assim como? Eu estou normal, até onde eu sei. 

 

— Seu normal não é sendo ríspida com essa carranca, me mostra seu sorriso, eu não gosto de você assim, eu realmente quero me desculpar, mas você não está ajudando Cami.  

 

— Você nem sabe se eu quero te perdoar, vamos logo?

 

Taehyung olhou pra baixo com uma expressão chateada, e ligou o carro. Eu comecei a me sentir mal por ele e por mim também, eu estava sendo muito dura mas as coisas não devem ser assim. 

 

— Posso ligar o rádio?

 

— Claro, fica à vontade. 

 

Eu e ele sempre cantávamos no carro, quando viajávamos nossa parte favorita era os nossos carpool karaokê, era nossa paixão, então pra melhorar o clima conectei o som no meu celular, e coloquei a nossa música favorita que cantávamos sempre: Japanese Denim - Daniel Caesar. 

 

Quando a música começou e ele reconheceu o toque, ele me olhou rindo com aquela cada de “Sério?” e eu só assenti. Assim foi feito, fomos cantando o caminho inteiro e quando chegamos no restaurante estávamos igual dois bobos rindo porque ele tinha esquecido a letra de uma das músicas. 

 

Entramos no restaurante e sentamos nas últimas mesas no fundo. 

 

— Estava com saudades daqui... E de você. Eu me arrependo por ter feito o que eu fiz, mas desde que eu voltei da casa dos meus avós e não consegui te encontrar, ficar dois meses longe de você foi uma tortura... - Olhou nos meus olhos, e eu me senti muito intimidada e confusa. 

 

Olhei pra ele com uma expressão de perdida 

 

— Então por que você fez isso com a gente? Qual é o seu problema?

 

— Eu quero esclarecer tudo, mas vamos pedir a comida primeiro? Eu estou com fome... Depois prometo que você vai entender tudo. 

 

— Tudo bem. - Me senti de certa forma incomodada, ele estaria me enrolando?

 

Ele chamou o garçom, e fizemos o pedido. 

 

 

Depois de algum tempo, terminamos de comer, e estava uma delícia, aquele lugar não decepcionava nunca. 

 

Taehyung disse que iria no banheiro, mas assim que ele levantou, o estabanado esbarrou no molho shoyu e derrubou tudo na minha blusa e saia, ele me olhou tão assustado quanto eu estava ao ver a minha blusa branquinha toda preta e com cheiro impregnado de shoyu. 

 

— Ah meu deus, eu sou muito burro me desculpa, vem eu vou te ajudar. - Eu ia recusar, mas ele foi tão impulsivo que começou a pegar o guardanapos e me limpar, passava aquilo na minha blusa e perna, só que estava esparramando mais ainda. 

 

—Taehyung para com isso! Tá piorando ainda mais, eu vou no banheiro. 

 

— Oh, okay. Quer ajuda?

 

— Claro que não. Fica aí, já volto. 

 

Me dirigi ao banheiro para me limpar, o banheiro ficava um pouco afastado dali, e não tinha muitas pessoas ao redor. Adentrei o banheiro e liguei a torneira, limpei o quanto pude. Quando olhei para o espelho, vi a figura do Taehyung atrás de mim me observando. 

 

— Que susto garoto! 

 

— Tem certeza que não quer ajuda? 

 

— Não, eu já terminei. - Apontei pra minha roupa, agora não tão ruim.

 

Ele ficou me encarando em silêncio, e aquilo tava muito estranho. Depois daquilo precisaria de um barril de água, pois ele estava me secando virilmente.

 

— Que foi? tem algo de errado comigo? - Olhei de volta pro espelho, procurando alguma sujeira ou algo assim. 

 

— Único problema é que minha boca não está na sua... - Ele me olhou através do espelho. 

 

— Mas o quê? - Me virei pra olhá-lo, mas nem deu tempo. 

 

O maior colocou as mãos suavemente pelo meu rosto e me olhou profundamente, tirou o cabelo que estava no meu rosto e colocou atrás da minha orelha, eu estava extasiada, de fato ele tinha esse poder sob mim. Eu olhava tudo detalhadamente sem falar nada, observava sua expressão suave enquanto me acariciava... 

 

Tirei forças do além e perguntei: 

 

— O que você está fazendo? - Sussurrei. 

 

— O que eu deveria ter feito muito antes.  

 

E assim ele tomou meus lábios pra si, ele era muito carinhoso, e não era apressado com suas carícias. Ele começou me dando 3 selinhos, e aquilo acabou com toda sanidade restante, minha cabeça pedia pra que eu agisse racionalmente e o chutasse dali, mas o proibido é mais gostoso e tudo ali cooperava no momento.  Logo ele pediu passagem com sua língua, e eu cedi, e ali estávamos nos beijando naquele banheiro com a iluminação devidamente baixa e estreito. O garoto desceu uma de suas mãos pra minha cintura, sem interromper o beijo, e a outra foi pra minha nuca, ele fazia um carinho gostoso ali. Parecia que o tempo havia parado, então passei meus braços por seu pescoço e acariciei seu cabelos. Ele estava quase fundindo em mim, era uma proximidade avassaladora, nós estávamos necessitados daquilo, do carinho um do outro. A falta de ar se fez presente e como eu a odiei naquele momento, nós cessamos o beijo com alguns selinhos, e ele deitou sua cabeça no meu ombro, e continuou fazendo o cafuné na minha nuca. 

 

— Eu senti tanta falta disso, eu preciso do seu perdão. 

 

— Não vamos ser precipitados, hm? Vamos conversar primeiro. 

 

— Tudo bem, você tem razão. 

 

Ele me deu um abraço antes de me soltar, e eu sai do banheiro primeiro e ele depois de um tempo. Fingimos que nada tinha acontecido e fomos pra mesa. 

 

— Então... Eu preciso saber o que aconteceu, o por quê de você ter feito o que fez e tudo isso. 

 

— Eu sei... Mas eu já me arrependi. Eu vou te contar tudo, e espero que você me entenda de verdade, ouça com o coração aberto. 

 

— Tá tá, pode começar, sou toda ouvidos. 

 

— Bom... Você já sabe que fui passar um tempo com meus avós em Daegu, já que minha avó estava com uns problemas de saúde e eu fui ajudar meu avô. Só que nesse tempo minha prima Somin, também foi pra lá, e consequentemente nós ficávamos bastante tempo juntos, e você sabe também que ela sempre teve uma queda por mim, e quando soube que eu estava com você ficou louca, você pôde ver bem aquele dia que fui te apresentar pra minha família... - Concordei com a cabeça. Naquele dia a prima dele deu um show, parecia uma criança de 5 anos fazendo birra. - Então, ela começou a induzir umas coisas sobre você e o Jungkook, de começo eu não ligava, pois sabia que a relação de vocês é saudável e nunca passou de amizade, mas ela dizia todos os dias que você me trocaria por ele, que nesse tempo que eu estava afastado você estava com ele, que ele te conhecia melhor do que eu por te conhecer a mais tempo, e que eu não era o suficiente pra você. Eu fiquei paranóico, por isso fiz o que fiz quando cheguei de viagem. E depois eu fui naquela festa do Hoseok, porque eu queria esquecer disso tudo, queria beber até esquecer meu nome, e eu fiquei muito mal, mas os meninos conversaram comigo, e eu to tão arrependido. Me perdoa por favor, vamos voltar como antes, eu te amo tanto, não sei o que eu tava na cabeça pra fazer isso...

 

— Olha eu não sei Taehyung... Isso é realmente diferente de tudo que eu pensei, mas eu não posso ficar com alguém que desconfia de mim assim. 

 

— Mas eu não desconfio meu amor, foi algo do momento que eu perdi a cabeça. 

 

— Eu não sei... Preciso pensar... - Eu fiquei nessa, pois ainda sentia algo por ele, eu não acreditava ainda que tudo poderia ter acabado ou talvez não aceitava essa ideia, estava tão confusa com tudo isso...

 

— Eu entendo, e tire o tempo que precisar. 

 

— Obrigada por me entender. Mas vamos embora agora? Estou cansada. 

 

— Claro claro, só vou pagar a conta. 

 

— Tudo bem...

 

Ele pagou e fomos para o carro, ele ainda pediu um milk shake de sobremesa “pra mim” enquanto pagava a conta, e assim a noite terminou, com a gente indo embora e ele roubando gradativamente o meu milk shake, enquanto dirigia e ria da minha indignação. 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


AHHHHHH o que acharam? será que a Cami vai perdoar o Taehyung? Veremos. Até o próximo capítulo, beijos. 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...