História Akai Ito - Vhope (Taeseok) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mitologia Chinesa, Mitologia Japonesa
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Visualizações 106
Palavras 741
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não sei que milagre não demorei trezentos anos só para postar outro cap

Capítulo 12 - Chapter doze


Fanfic / Fanfiction Akai Ito - Vhope (Taeseok) - Capítulo 12 - Chapter doze

03 de agosto de 2018, 19:30 pm, Seul, Coreia.

Povs Hoseok 

- Yoongi, por favor, não confunda as coisas, aquele dia eu me deixei levar pelo calor do momento.. - Disse Hoseok, ficando-se em pé, ao lado da cama.

- Como assim se deixou levar. -Reclamou. - Eu te amo Hoseok. - Complementou, andando em direção ao mais novo.

- Mas não amo você, Yoongi. - Virou-se de costas para o garoto.

-  Irá amar, o antes acabou, Hoseok. Iremos necessitar um do outro tão desesperadamente, que nos apaixonaremos por descuido. - Ele virou o rapaz e alcançou  com suas mãos quentes, o rosto do moreno.  - Eu te amo. - sussurou.

Hoseok estava em choque, pensava que o mais velho esqueceria tudo no dia seguinte, não sabia mais o que fazer, gostara de outro moço e não queria dar-lhe à Yoongi falsas esperanças. Seus lábios se apertaram e tremeram, antes de responder algo ao seu amigo, ouviram sua tia gritar ao lado de fora.

- Meninos. - empurrou a porta e adentrou o quarto. - Temos visita, vamos todos para a sala. - Sorriu alegremente. 

- Quem é Tia. - Hoseok perguntou, receioso pela resposta.

- Sem perguntas, vamos. - A senhora puxou os dois garotos para fora do quarto, dirigindo-os em direção à sala de estar.

Chegando, depararam-se com um garoto magrelo, de cabelos escuros e com altura mediana, sentado em uma das cadeiras de madeira. Observando cada bonecos de porcelana da estante.

Uma alegria misturada com medo invadiu Hoseok, quando o "desconhecido" virou-se de frente para eles com um sorriso enorme no rosto.

- Olá, Hoseok. - sorriu. 

- Taehyung, o que está fazendo aqui. - indagou, surpreso.

- Vim atrás de você, meu amor. O que mais eu fazeria na Coreia do Sul. 

- Você tem bipolaridade, cara. Acho melhor ir embora, está perdendo seu tempo. - foi até a Engawa e deitou-se de bruços no chão de madeira, observando um céu negro e nublado.

Yoongi continuava parado na mesma posição, observando as expressões de Hoseok, parecia estar magoado e feliz. Afinal, quem era esse intruso.

- Olá, sou Kim Taehyung. - estendeu sua mão. - percebir que me encarava, achei uma falta de educação não o cumprimentar.

- Min Yoongi. - sussurou.

- Prazer, tenho certeza que nos daremos bem, amigo. - o encarou, esperando a retribuição do seu aperto de mão que foi ignorado.

- Já eu não tenho tanta certeza assim. - murmurou e sentou em um dos sofás.

Hoseok continuava pensando, por que diabos Taehyung apareceu dois meses depois da sua saída do Japão, era muito tempo. Por que se arrependeu meses depois, e por que estava ali por sua causa. Eram tantos por ques, será que deveria dar uma chance ao moreno.

- Hoseok. - Taehyung sentou-se ao seu lado. Tirando-o do seu pensamento de infinitas dúvidas e perguntas.

Hoseok não respondeu, ficou-se calado.

- Ok, se não quer falar comigo pelo menos me ouça. Por favor - implorou.

- Vá adiante, quero ver se seus jogos de palavras vazias melhoraram.

- Eu errei, cometi um enorme equívoco ao me afastar de você, isso me fez chorar e sofrer bastante. Sei que a minha atitude foi péssima, mas acredite, eu estava confuso e sem a certeza do que eu queria. Assim que nos afastamos percebi que, na verdade, só mesmo você seria capaz de me fazer feliz.. por favor, não entenda essa minha atitude como egoísta, realmente me arrependo e quero te fazer feliz como ninguém.

Hoseok fechou seus olhos. Abriu os lábios para responder, depois tomou a fechá-los. 

Taehyung tocou o rosto do mais velho delicadamente, suas mãos eram gélidas e fortes, mas seu toque era gentil e seguro. O puxou para mais perto de si e o envolveu em um demorado abraço.

- Posso viver com você me odiando, mas não posso viver sem você, nunca mais. - sussurou em seu ouvido, afagando seus cabelos carinhosamente.

Hoseok continuava de olhos fechado, inalando o doce cheiro de morango silvestre da camisa de Taehyung. O seu maior desejo era poder cogelar o tempo para sempre naquele momento. Como pôde se render tão fácil aos encantos do garoto.

Taehyung afastou o mais velho levemente, e o encarou por alguns minutos, até se pronunciar.

- Meu Deus, não sabe como é bom ter você aqui. - suspirou aliviado. 

Yoongi observava toda a cena do sofá, agora sabia o porque não foi com a cara desse rapaz logo de começo. Hoseok foi tomado dele na maior facilidade, como pôde.. estava magoado, e com razão, ele escolheu Hoseok, mas, Hoseok não o escolheu..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...