1. Spirit Fanfics >
  2. Akaito (Red Thread) >
  3. Piloto

História Akaito (Red Thread) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá a todos! Essa é minha primeira história e fanfic sobre Grand Chase. Espero que gostem e que me acompanhem até o fim.

Capítulo 1 - Piloto


Capítulo 1


Um garoto de cabelos vermelhos observava o céu azul pela janela de sua sala de aula, distraído e despreocupado com o que acontecia ao seu redor. O jovem apreciava o aroma das flores que era trazida pela brisa, perdido em seus pensamentos. Seus olhos dourados encaravam uma única nuvem voando livre, talvez representando o estado de como o ruivo gostaria de estar no momento. Em sua cabeça apenas vinha o pensamento “Quando essa aula vai acabar?”.


-Senhor Kaien!- chamou uma voz feminina de forma ríspida enquanto olhava para o rapaz. Contudo, o menino estava tão distraído e perdido em seus pensamentos que sequer notou o olhar frio da mulher.


-Jin!- chamou um garoto de cabelos negros enquanto cutucava o avermelhado- A professora Elena está te encarando.


-Hã? O que você disse Sieg?


-Eu disse que a professora Elena está te encarando- sussurrou o outro, evitando fazer contato com a moça que se referia.


-Senhor Kaien- citou a professora de forma rígida- poderia nos dizer o resultado da equação apresentada no quadro?- Um sorriso malicioso era esboçado no rosto da mulher que emanava uma aura de raiva que era claramente transmitida na direção de Jin, que apenas suava frio com o olhar mortal de sua mentora.


-Hã? Seria… Hm… sete?- disse o ruivo nervoso sem entender nada da matéria.


Os alunos começaram a rir da resposta dada. A professora deu um longo suspiro de frustração. E Jin apenas ficava sentado em seu lugar, com o seu rosto corando ficando com uma cor mais avermelhada que seus cabelos incandescente.


- Senhor Kaien, ao menos tente fingir que está prestando atenção na aula- disse Elena enquanto voltava sua atenção a para o quadro negro, dessa vez um pouco mais calma.


-S-sim senhora…



Após a aula de Elena, o primeiro tempo passou rápido, dando assim início ao intervalo. Jin ainda estava envergonhado pelo ocorrido e por causa disso decidiu que iria prestar atenção nas aulas seguintes para que algo parecido não ocorresse de novo. Ou melhor, tentar prestar atenção.


O ruivo estava sentado junto de mais dois outros garotos em um canto da sala de aula, perto da janela. A sua direita, estava Ercnard Sieghart, o menino que havia chamado atenção de Jin durante a aula da professora Elena. 


O jovem chamava bastante atenção das garotas, que constantemente viam vê-lo durante o intervalo. Sieghart, ou simplesmente Sieg, era realmente bonito, com um belo porte atlético. Seus cabelos negros e arrepiados davam charme para ele. E seus olhos prateados destacavam seu rosto jovial. Embora estivesse sentado, era notório que Sieghart era alto, dando mais destaque ao moreno.


A esquerda de Jin, havia outro garoto, um jovem elfo de olhos esverdeados. Ryan Woodguard era seu nome. Seus cabelos arrepiados junto da coloração laranja eram o que mais chamavam a atenção no jovem. Isso e suas orelhas pontudas. Seu rosto esboçava uma expressão de raiva misturada com decepção. O jovem encarava Sieghart com inveja devido a popularidade com as garotas que o moreno possuía. Comentários como “Por que você é sempre tão popular?” ou “Eu espero que você morra sozinho, seu maldito!” podiam ser ouvidos aos choramingos da boca de Ryan.  Enquanto isso, Sieghart e Jin apenas riam dos comentário do elfo que ficava ainda mais irritado.


-É cabeça de fósforo, você fez uma baita cena na aula da professora Elena- debochou Sieghart enquanto dava tapinhas nas costas de Jin- Por um segundo achei que ela iria te mandar pra diretoria.


-Nem me fale… Eu não aguento mais isso, quero me formar logo e ir para o ensino médio!- reclamou Jin enquanto comia um pedaço seu sanduíche- Por falar nisso, já decidiram para qual colégio vocês pretendem ir?


-Ainda não- respondeu o moreno- mas não estou preocupado com isso, prefiro ficar curtindo o agora do que ficar pensando no futuro- completou enquanto mordia uma barrinha de cereal.


-Pra você é fácil falar, como se não bastasse você ser popular com as garotas ainda tira notas altas nas provas- disse Ryan agarrando Sieghart pela gola do uniforme que apenas riu da reação do amigo.


-Mas e você Jin? Já decidiu para qual colégio gostaria de ir?- perguntou Sieghart ainda sendo segurado pelo elfo.


-Eu decidi que vou para a Acadêmia de Prata. Como minhas notas não são muito boas a Academia de Prata está de bom tamanho para mim. E como é um colégio acima da média, meus pais não irão reclamar- respondeu- além disso, é o único colégio de que possui um clube de artes marciais- completou o avermelhado terminado de comer o último pedaço do seu lanche. 


-Ainda com esse sonho de querer ser um artista marcial?- indagou Ryan com a resposta do outro ruivo- Desde que eu te conheço, a única coisa que você pensa é nisso. Lutas, lutas e mais lutas! A vida é mais do que isso! Existem peitos e bunda! Mulheres!- dizia o elfo emocionado, se exaltando enquanto atraía olhares nada amigáveis para trio, principalmente das garotas em volta.


-Ok, ok… Vamos com calma, Ryan- falava Sieghart tentando acalmar o outro- Sabemos muito bem que o Jin aqui nunca ligou muito para garotas-finalizou.


-Não me fale para ficar calmo! Você é um maldito de um playboy e ele um assexuado que não sabe curtir a vida! Vocês dois me deixam muito puto!- retrucou Ryan agarrando Sieghart pelo pescoço novamente.


Jin apenas deu um longo suspiro, ignorando o comentário de Ryan e se levantou, deixando seus amigos discutindo entre si. Mas o que o jovem de cabelos alaranjados dizia era verdade. Jin nunca ligou muito para garotas ou relacionamentos. Ele sempre esteve focado em realizar seu sonho de infância, se tornar um grande lutador e mestre de artes marciais, assim como seu avô, Viktor, um mestre em diversos estilos de lutas orientais, que criou o menino como se fosse o próprio filho.


O garoto avermelhado caminhava distraído pelos corredores da escola, um tanto frustrado com a conversa anterior com seus dois amigos. “Quem são eles pra me dizer o que eu devo e não devo me preocupar?” pensava Jin com uma cara emburrada, que tão avoado e perdido em seus pensamentos, mal percebeu o sinal tocar. “Merda, não estou com vontade de ir pra aula.” pensou o ruivo. “Melhor eu ir para o terraço, se me pegarem aqui vou me meter em encrenca.” disse para si mesmo, continuando seu caminho.


Evitando ser pego por algum professor ou supervisor, Jin caminhou de forma discreta pelas escadas em direção ao terraço da escola, torcendo para que ninguém a flagrasse fora de aula.  Por sorte, os corredores se encontravam vazios, facilitando seu trabalho. 


Ao chegar em seu objetivo, a primeira coisa que fez foi encontrar um canto com sombra. O dia estava quente e ensolarado, com os raios do sol fortes. Jin encostou numa parede e se sentou, dando um longo suspiro de alívio. Em seguida pegou seus fones e ligou suas músicas no volume mais alto que seus ouvidos suportavam, se perdendo em seus pensamentos. “O dia está muito bonito…  Que desperdício…” pensou ele enquanto observava o horizonte.


Era uma bela vista, simples porém bonita. De onde o ruivo estava era possível ver toda sua cidade. Uma cidade não muito grande. Alguns prédios e casas espalhadas por aí, com muita natureza em volta. Ao centro se encontrava um parque com uma grande cerejeira florida, lugar onde Jin conheceu Ryan e Sieghart quando eram crianças. 


Assim, Jin logo pegou no sono, dormindo ali mesmo onde se encontrava, sem se preocupar com mais nada. O tempo passou voando, e assim o sinal para a última aula tocou. O ruivo despertou no susto. Um resmungo pode ser ouvido saindo de sua boca. “E lá vamos nós de novo” reclamou o rapaz se esticando e se preparando para descer.


O menino se levantou, mas quando estava prestes a dar seu primeiro passo *BAM*.

Ele sentiu o piso duro em seu rosto e percebeu que estava caído de bruços no chão. Um grunhido de dor pode ser ouvido, porém não vindo de Jin.


-Ai…- resmungou uma voz feminina- Oh meu Deus, você está bem?!- completou desesperada.


-Ei! Você devia…- mas o ruivo não conseguiu terminar sua frase. Tudo o que conseguia fazer era gaguejar enquanto olhava admirado para a jovem a sua frente. Uma garota de longos cabelos ondulados cor de rosa. 


Seu rosto era delicado, com uma tonalidade de pele branca e bochechas rosadas. Seus olhos brilhantes eram castanhos bem claros, que mudavam para um alaranjado dependo da luz. E seus lábios eram finos num tom avermelhado. Seu corpo era bastante desenvolvido apesar da idade. Seus seios davam destaque às suas belas curvas. E suas coxas eram grossas e macias. Em seu pescoço havia amarrado uma lacinho vermelho.


A garota misteriosa olhava preocupada para Jin, com uma expressão de quem estava prestes a chorar. Ela estava de joelhos e se inclinando para frente, analisando se o garoto a sua frente não estava machucado. O ato fez o ruivo, que nunca havia ficado tão perto de uma garota, corar.


-Sim! Está tudo bem!- disse Jin no um tom alto se levantando rapidamente.

 

-Ah, ainda bem!- disse a jovem aliviada- Agora tenho que ir!- completou enquanto corria apressada para a saída sem nem dizer seu nome.


“Existia uma garota tão linda assim nessa escola?” pensou o avermelhado para si mesmo. A dor da queda que ocorrera a pouco nem o incomodava mais. “Acho melhor voltar agora” pensou após se recuperar de seu devaneio. Quando ia dar seu primeiro passo, Jin teve sua atenção interrompida de novo. Ao chão, havia um caderno cor de rosa com enfeites de flores. Na capa havia escrito o nome “ Amy Plie”.  


-Amy…- murmurou enquanto pegava o caderno do chão. 


Após o pequeno encontro, Jin voltou para sua sala, sem parar de pensar na garota que acabara de conhecer. Em seu rosto brotava um sorriso bobo. 


Ao chegar, o ruivo foi logo parado por seus dois amigos.


-Matando aula de novo, Jin?- perguntou Sieghart de forma irônica.


Jin sequer ligou para a provocação do moreno. Estava ocupado demais pensando em seu breve encontro.


-Ei, que sorriso bobo é esse na sua cara?- perguntou Ryan.


-Amigos, eu acho que estou apaixonado…


-O que?!- disseram os outros dois em unissom, perplexos com a resposta do amigo. Estranho seria se não tivessem tido essa reação. Em todos esses longos anos de amizade, Jin nunca demonstrou interesse em garota alguma. E de repente, após uma simples sumida de aula, o ruivo voltava dizendo estar apaixonado.


-Os três aí vão se sentar para eu começar a aula ou estou atrapalhando a conversa?- disse o professor ao fundo com um tom irritado.


-Desculpa, professor Duel- gritaram os três nervosos enquanto corriam para seus lugares.


Como esperado, Jin não prestou atenção na aula. Sua cabeça só conseguia focar em uma coisa, Amy. Para sua sorte, quem estava dando aula era Duel. O professor não ligava se seus alunos prestavam atenção em sua aula ou não, desde que  não o atrapalhasse. Ele sempre vinha com o discurso “A vida irá cobrar mais para frente, minha parte estou fazendo.”


O ruivo nem percebeu a aula passar. E quando se deu conta o sinal havia tocado, o fazendo voltar a realidade. Ele se levantou e se espreguiçou, como se tivesse acordado de um longo sono.


-Jin, vamos?- perguntou Sieghart que já se dirigia para porta junto com Ryan- Temos muito o que conversar.


-Certo certo.


Como de costume, os três voltaram para casa juntos. No caminho Jin explicou o que tinha acontecido no terraço da escola. Ele contava sua história de forma animada, torcendo para ver sua nova paixão de novo.


-Entendo, uma garota linda usando um laço vermelho no pescoço, certo?- comentou Sieghart dando passos lentos.


-Exatamente- respondeu Jin orgulhoso.


-Quase como um anjo que caiu do céu. Já estava achando que você fosse gay- disse Ryan de forma debochada. 


-Mas uma coisa é certa. Se essa garota conseguiu chamar a atenção do Jin, ela deve ser realmente muito bonita.


-É, isso é verdade, jamais pensaria que iríamos ver ele se apaixonando.


-Ei Jin, você disse que pegou o caderno dela certa, nos diga o nome dela- disse Sieghart acelerando o passo para ficar ao lado do avermelhado  que se encontrava um pouco mais a frente.


-Isso, nos diga o nome dela- completou Ryan.


Jin deu um suspiro. Estava claramente incomodado com os amigos tão curiosos sobre a garota. Sieghart era o garoto mais popular da turma, além de ser um mulherengo. Quanto a Ryan, apesar de ser uma boa pessoa, quando se trata de garotas bonitas, ele não dá paz a ninguém.


-Amy… Amy Plies é o nome dela- disse Jin- Aparentemente ela pertence a nossa turma. Vocês conhecem ela?


-Espera... Amy Plies? Você tem certeza disso?- perguntou Sieghart.


-Sim, eu tenho certeza que é esse o nome!


-Desculpe, mas eu não acho que essa seja a garota com o laço que você viu- falou Sieghart cético.


–Hã? Mas como assim? O que quer dizer com isso Sieg?- disse Jin confuso, agarrando o amigo pelos ombros. 


–Para começar, como era a aparência da garota que você viu?


–Bem… sobre isso… Eu nunca fui muito bom em lembrar a fisionomia das pessoas, só lembro que ela era linda.


–Você lembra de um laço que ela estava usando, mas não lembra da aparência dela? Sério isso?–perguntou Ryan olhando o outro ruivo com decepção.


–De qualquer modo, de fato há uma Amy Plies em nossa turma, mas garanto para você que não é a garota que viu. Você com certeza teria notado se fosse ela.


Jin parecia entristecido ao receber essa notícia de Sieghart. “Como assim esse caderno não pertence a garota que eu vi?” era o que ele pensava. 


–Não! Eu preciso confirmar isso com meus próprios olhos amanhã!


–Bom, não diga que não te avisei- respondeu Sieghart a fala de seu amigo.


...

O dia seguinte chegou. Jin estava convicto a achar a garota da pulseira, e para começar, ele iria conversar com Amy Plies, a jovem a quem pertencia o caderno que encontrara.


Ao chegar à escola, sem pensar duas vezes, se dirigiu para sua sala a procura de sua suposta amada. Estava ansioso para rever a bela moça. Seu coração batia forte. Suas mão suavam e tremiam. Contudo, a garota que encontrou era muito diferente da que havia visto antes.


A menina usava óculos grandes arredondados. Seus cabelos cor de rosa estavam presos por duas maria-chiquinha, e sua franja estava lambida para o lado.


–Hã? Com licença, por acaso você seria Amy Plies?– perguntou Jin um tanto quanto decepcionado ao aproximar da jovem.


–Sim, sou eu…–respondeu ela de forma tímida.


–Bom, eu encontrei um caderno com seu nome, infelizmente eu esqueci ele em casa.


Para falar a verdade, Jin não esqueceu o caderno de Amy. Ele pensava em usar o caderno como desculpa para falar com ela mais uma vez. Coisa na qual ele se arrependia agora.


–Você não abriu ele, certo?!- disse Amy desesperada.


–Hã? Não, não abri...


–Por favor, prometa que não vai abrir! Prometa que não irá ler nada do que tem lá!


–Er… Tudo bem, não irei ler.


Jin se afastou decepcionado e voltou para seu lugar. "Talvez não fosse ela mesmo. Nem bonita ela era" pensou. Sua frustração pode ser vista de longe por seus dois amigos que se aproximavam segurando o riso.


–Não era ela, não é mesmo?- perguntou Sieghart já esperando a resposta.


–Não… Bom, vou continuar procurando por ela mais tarde–respondeu Jin cabisbaixo.


Sieghart e Ryan resolveram deixar seu amigo quieto e se afastaram esperando a aula começar. “Se não foi ela quem vi no telhado, então quem poderia ser?” se perguntava Jin, que ficava repetindo várias vezes esse pensamento em sua cabeça.


O dia foi passando devagar para o ruivo. Vez ou outra ele escrevia alguma coisa aleatória em seu caderno apenas para fingir que estava prestando atenção em seu professor. A aula que já nem o interessava agora estava ainda mais entediante.


O sinal tocou dando início ao intervalo. "Finalmente…" disse Jin para si mesmo. Ele se levantou e saiu junto de Sieghart e Ryan, ainda frustrado. Os três se ajeitaram em canto no corredor e começaram a conversar.


Após diversas zombarias e vários "Eu te avisei" vindos de Sieg, Ryan disse algo um tanto curioso: 


–Sabe? Eu tava pensando. Acho que a garota que você viu é a Lin da turma 3.


–Quem?–perguntou Jin indiferente.


–Você não conhece a Lin, a garota mais popular da escola?!–indagou Sieghart–Por que não estou surpreso?


–Pensem comigo. Não tem muitas garotas bonitas nessa escola. E de repente o cabeça de fósforo aí diz que viu uma menina linda aqui. Só pode ser ela.


–Parando pra pensar até que faz sentido, só pode ser a Lin–concordou Sieghart com seu amigo.


–Agora me lembrei que você vive falando dela– disse Jin ainda indiferente.


–Eu gosto dela, beleza?– disse o elfo um tanto irritado com a indiferença do outro ruivo. 


–Ok, ok. E como essa tal Lin se parece?


Ryan foi para cima de Jin irritado, o segurando pela gola da camiseta e o chacoalhando de um lado para outro.   


–Como você não consegue lembrar da aparência da garota mais bonita desse lugar, seu maldito!


–Ei, me ajude, Sieg!


–Ai, ai…. Esse Jin realmente não está nem aí para mulheres– falou Sieghart para si mesmo, se afastando levemente dos dois– bom, de qualquer modo, eu também acho que a garota do laço é a Lin. Você quer tentar encontrá-la agora? 


–Claro quero, mas como pode ter tanta certeza que é ela?–respondeu Jin se soltando 


–Se você perguntar para qualquer um nessa escola sobre alguma garota bonita vão pensar na Lin– disse o moreno confiante.


–Meu deus, como pode alguém não saber da minha linda e preciosa, Lin? Você é uma desgraça como homem– resmungou Ryan.


–Melhor que ser um pervertido como você–retrucou Jin.


–O que você disse, cabeça de fósforo?! Meu amor pela Lin é puro! Você que o pervertido que fica querendo ir atrás dela!


–Você nem sabe se é ela quem eu estou procurando! 


–Está dizendo que minha Linzinha não é boa suficiente pra ser a garota que você está procurando?!


O discussão dos dois começou a chamar atenção dos alunos de outras turmas que se juntavam aos poucos para ver toda aquela confusão.


–Ei vocês dois… vamos parando, estão começando a chamar a atenção– disse Sieghart tentando acalmar a situação.


–Sieg, diz pra esse elfo desengonçado que ele é um pervertido que só pensa em mulheres!– disse Jin, se afastando de Ryan.


–Isso não é verdade! Eu penso em bunda e em peitos também!–retrucou o outro– Diz pra esse ruivo oxigenado que ele é o verdadeiro pervertido aqui por ficar correndo atrás da minha Lin.


–Ei vocês dois, parem de brigar!–gritou uma voz feminina de forma irritada ao fundo.


Os dois ruivos pararam de discutir e voltaram sua atenção para a direção da voz.


A frente deles estava uma garota linda. Ela era alta, com uma tonalidade de pele levemente escura. Devia ter a mesma altura de Jin. Seus cabelos prateados sedosos estavam presos num rabo de cavalo. Seus olhos azuis cristalinos encaravam de forma séria os dois garotos que brigavam. A jovem usava uma mini-saia que dava destaque às suas coxas grossas. O primeiro botão de sua camisa estava aberta, formando um pequeno decote. 


A menina encarava os dois com um olhar julgador. Uma expressão levemente de raiva se formava em seu rosto, dando um ar fofo a ela.


–Lin!–exclamou Ryan com um brilho nos olhos.


–Meu Deus… Eu realmente detesto garotos como vocês– dizia Lin com um tom de decepção em sua voz.


–Oh Lin, você cortou seu cabelo? Ficou muito lindo seu novo corte– continuava bajulando o elfo com um sorriso bobo em seu rosto.


–Hm… Obrigada pelo elogio– disse a jovem sem nem dar bola para o elogio, enquanto se aproximava de Jin. Ela o olhava de cima a baixo, o analisando. 


–O-olá...– gaguejou Jin, corando.


–Ei, não ligue pra esse cara, ele não vai te perturbar!–disse Ryan, empurrando Jin para que se afastasse de sua amada– Lin, eu...


–Desculpe, eu não tenho interesse em elfos– falou a jovem sem ao menos deixar seu admirador terminar a frase– Quanto a você! Seu nome é Jin, certo?


–Hã… S-sim!–gaguejava Jin enquanto era encarado por Lin.


–Eu ouvi a conversa entre você e seus amigos. Se você quer mesmo saber, sim, ontem eu estava usando um laço vermelho, mas não lembro de termos conversado. Agora pare de ficar me perseguindo, isso é nojento.


Apesar de estar levando uma bronca, tudo o que Jin conseguia pensar era "Então era você mesmo a garota do laço vermelho". Seu rosto continuava corado e seu coração batia forte.


–Ei! Está me ouvindo?–resmungou Lin dando um peteleco na testa do ruivo.


–Ai! Me desculpa…


A garota de cabelos grisalhos deu um suspiro e deu de ombros, como uma expressão de decepção, mas com um notório sorriso de quem estava achando graça da situação. E então, ela apenas se virou e começou a andar de forma elegante.


–A gente se vê por aí, Jin– finalizou ela sem olhar para trás.


Jin apenas encarava enquanto Lin caminhava. Um sorriso bobo se formava em seu rosto. 


–Ryan, Sieg, definitivamente é ela–falou o ruivo ainda atordoado com o que acabara de acontecer. 






















 










 























Notas Finais


Bom... E aqui está o primeiro capítulo! Espero que tenham gostado.
Por favor, comentem e digam o que acharam. É muito importante para mim saber a opinião de vocês.
Estou aberto a críticas que me ajudem a melhorar.
Nos vemos no próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...