1. Spirit Fanfics >
  2. Akemi - a Ninja Definitiva >
  3. Verdades Sólidas.

História Akemi - a Ninja Definitiva - Capítulo 42


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem pelos erros de português.

Capítulo 42 - Verdades Sólidas.


Akemi passava muito tempo no quarto desenhando. Sayuri e Itachi passavam muito tempo fora de casa, às vezes por causa das missões.

Era difícil ambos ficarem com Akemi. Só conseguiam dar atenção para ela na hora de dormir.

Quando estavam em casa ficavam muito tempo juntos. Às vezes nem davam atenção para Akemi,Acabavam ignorando Akemi,sem perceberem. De certa forma, Sayuri conseguia passar mais tempo com sua filha. 

Itachi ficava muito mais ocupado de certa forma. Quando conseguiam ficar um pouco mais livres, Itachi e Sayuri ficavam juntos e acabavam não dando muito atenção para Akemi. Tobi era como se fosse um segundo pai para Akemi. Sempre que possível Tobi ficava com Akemi. Acabava passando muito mais tempo com ela. 

Isso deixava Akemi triste. Isso ocorreu no período de quase 2 anos. Akemi tinha 4 anos de idade. 

De noite.

Akemi estava terminando um desenho e foi mostrar para seus pais.

Itachi e Sayuri estavam indo para baixo.

Akemi:- Papai! Mamãe! Olha,olha!

Ambos olham sem muito interesse para o desenho.

Itachi:- Legal princesinha.

Sayuri:- Está lindo princesinha!

Ambos continuam andando e descem. Akemi volta para o quarto cabisbaixa e Tobi tenta animá-la, Akemi apenas sorriu de leve e se virou para dormir.

*Na tarde seguinte, depois do almoço.

Akemi e Tobi tinham acabado de almoçar e Akemi havia ido buscar sua escova e um copinho.

Voltou para a sala com a pasta de dentes na escova e entregou para Tobi,que já estava em sua espera. 

Na pausa para cospir, Akemi inicia uma conversa.

Akemi:- Tio Tobi,por quê o papai e a mamãe não gostam de mim?

Itachi e Sayuri estavam subindo e pararam quando ouviram a pergunta de sua filha para o padrinho. 

Tobi:- Não diz isso,eles só estam trabalhando muito.

Akemi:- Mas quando eles estam em casa,eles não brincam comigo e me ignoram quando eu falo com eles.

Tobi:- Tenta entender,eles não tiveram bons exemplos de pais bons,quando eram crianças. 

Akemi:- Mas sendo assim eles deveriam ser pais melhores, não iguais ou piores. 

Tobi:- É... você tem razão.

Akemi:- Tio Tobi,se era para ser assim... então por quê eu nasci?

Tobi fica em choque com a pergunta, não esperava essa pergunta. 

Tobi:- E-eu não sei...

Tobi termina de escovar os dentes de Akemi,e ela leva de volta para o quarto. 

Itachi e Sayuri entram na casa e almoçam em silêncio. 

Tobi refletiu e percebeu outras coisas que Akemi não tinha dito. Percebeu que a garotinha tinha razão. 

Tobi fingiu que estava normal,e tentou observar Sayuri e Itachi para ver como eles agiriam.

Por terem ouvido a conversa. Em quase tudo que iriam fazer chamavam ela. Akemi os ignorou o dia todo. 

Só saia do quarto quando Tobi a chamava.

*No jantar.

Os 4 estavam jantando juntos depois de muito tempo.

Itachi e Sayuri,sem querer fizeram novamente. Brincaram um com o outro e acabaram ignorando Akemi. Eles lembraram da conversa de Akemi e Tobi,e "deram atenção" para ela.

Itachi:- Como foi seu dia Akemi?

Akemi ignora a pergunta e continua comendo.

Tobi:- Como foi seu dia Akemi?

Akemi:- O mesmo de sempre tio Tobi.

Tobi:- Bem,e como é o de sempre?

Akemi:- Bem, geralmente fico sozinha enquanto meus pais ficam juntos. 

O clima entre eles fica tenso,e decidem parar a conversa. Eles ficam em silêncio o resto do jantar. 

Akemi:- Acabei tio Tobi.

Tobi:- Pode ir Akemi. 

Akemi vai para o quarto e guarda seus desenhos e brinquedos.

Depois volta para a sala com o copinho e a escova.

Sayuri se abaixa para escovar os dentes da filha,mas Akemi vai direto em Tobi.

Tobi ainda estava terminando de jantar,mas escovou mesmo assim. 

Akemi foi para o quarto e lavou ambos copo e escova.

Foi para a cama e se sentou na cama.

Itachi e Sayuri aparecem na porta.

Sayuri:- Pronta para a histórinha de dormir?

Akemi:- Não quero ouvir histórinha hoje.

Akemi se deita e vira para a parede. 

Sayuri e Itachi vão até ela e a cobrem, depois beijam a bochecha dela.

Akemi limpa a bochecha. Itachi e Sayuri perceberam a ação da filha e sairam do quarto.

Quando saíram fecharam a porta e se depararam com no início do corredor.

Tobi estava rindo em tom de deboche,estava com a voz diferente,uma voz grossa saia de Tobi.

Sayuri:- Qual é a graça?

Tobi:- Vocês são ridículos, estão ignorando sua filha a meses... Não, há anos!

Quem diria que os pais de uma garotinha não conseguem ler o que ela sente, sendo que a mãe dela tem o Byakugan e o pai tem o mangekyou Sharingan.

Itachi e Sayuri ficam em silêncio. 

Por quê fizeram ela então? Droga vocês nem chamam ela de filha! (Tobi soca a parede)

Agora que ela está brava e chateada com vocês, estão tentando consertar tudo para depois fazerem tudo de novo! 

Vou fazer a mesma pergunta que ela: Se era para ser assim, então por quê ela nasceu? Ou melhor por quê você não deixou a Sayuri abortar ela então?

Vocês estão fazendo isso porque ouviram a nossa conversa estão se sentindo culpados! Nem eu tinha percebido mas sabe que... Ela tem razão.

Itachi:- Já chega Tobi.

Sayuri:- Isso não é verdade.

Tobi:- Não é verdade? Ainda ontem vocês ignoraram ela para irem transar! 

Itachi:- Já chega Tobi!

Sayuri encosta na parede, lembrou de tudo,sabia que Tobi tinha razão. 

Tobi:- Hoje eu me vi questionando tudo. Questionei até mesmo se vocês amam a Akemi.

Sayuri:- Isso é ridículo é claro que eu amo ela.

Itachi:- Eu também a amo! Ela é minha filha! 

Tobi:- Pois não parece. Nem parece que vocês tem uma filha já que ficam tanto tempo ocupados fazendo o segundo.

Itachi:- Tudo bem essa conversa acabou.

Itachi se vira e começa a andar em direção ao quarto.

Tobi:- Me pergunto se isso ficaria do mesmo jeito se o Kabuto fosse o pai dela.

Ao ouvir aquelas palavras Itachi sentiu o ódio crescer dentro de si.

Itachi voltou até Tobi e o socou forte fazendo ele se chocar contra a parede. 

Itachi começa a andar na direção de Tobi. Sayuri fica entre eles. 

Sayuri:- Não Itachi, não precisa disso.

Itachi:- Não fica no meu caminho. 

Itachi vai até tobi e e pega pelo pescoço.

Tobi:- Você não quer acreditar ou simplesmente não aceita a verdade?

Itachi:- Que verdade?

Tobi:- Que em um mês eu sou mais pai dela do que você e a Sayuri em um ano!

Itachi se viu com um ódio incontrolável nos olhos. 

Itachi:- Já chega! 

Itachi prepara para socar Tobi,mas Sayuri segura o braço do marido. 

Sayuri:- Itachi,por favor se acalma. O Tobi não merece isso. Isso é tudo culpa nossa. 

Itachi estava fora de controle. Sayuri era mais fraca que Itachi era,inútil tentar segurá-lo. 

Itachi chegou a centímetros do rosto de Tobi,mas parou quando ouviu algo.

Era Akemi. Ela estava na frente da porta aberta. Estava cabisbaixa e levantou a cabeça lentamente. Estava com os olhos cheios de lágrimas.

Ao ver a filha, Itachi lentamente solta Tobi. Sayuri também soltou Itachi.

Akemi escutou tudo. 

Akemi:- Por quê estão brigando? Isso, isso não é justo, é culpa minha...

Sayuri:- Akemi,nada disso é culpa sua.

Akemi:- É sim!

Akemi saí correndo da casa. E começa a correr pela área da base. Vai até a sala de reuniões esperando ficar sozinha. 

Mas todos estavam lá. Estavam esperando Itachi, Sayuri e Tobi para darem início a reunião. 

Quando chegou na porta viu todos olhando para ela. 

Pain:- Akemi? O quê aconteceu?

Akemi põe as mãos nos olhos fechados,e começou a chorar. 

Akemi:- É culpa minha! Eles não querem dizer mas eu sei que não me amam!

Pain vai até Akemi e a abraça.

Akemi retribui.

Sasori pegou um copo d'água e entregou para Akemi ela bebeu e se acalmou um pouco. 

Konan a abraçou e a colocou em seu colo. 

Itachi, Tobi e Sayuri chegaram lá na procura de Akemi.

Sayuri:- Akemi!

Sayuri ia até a filha. A mesma estava preocupada e era possível ver lágrimas escorrendo pelo seu rosto,e os olhos estavam cheios de lágrimas também.

Pain impediu Sayuri de prosseguir.

Sayuri:- Saía da frente ela é minha filha! 

Pain:- Ela não quer falar com nenhum de vocês.

Sayuri olha para Akemi.

Sayuri:- Akemi?

Akemi olha para Sayuri. Sayuri vê as lágrimas nós olhos da filha.

Sayuri em pensamento:-  Isso é tudo culpa minha eu deveria ter te dado mais atenção.

Sayuri estica o braço e Akemi volta na sua posição original. 

Konan abraçou Akemi a confortando ainda mais.

Akemi estava deitada no colo da Konan dentro de seu manto. 

Pain deu início a reunião. Minutos depois Konan notou que Akemi havia dormido. 

Tobi:- Não me surpreendo. É a primeira vez em um bom tempo que ela não sente isso.

Konan:- Não sente o quê. 

Tobi:- Essa sensação de que alguém se importa com ela. Sentir afeto praticamente maternal de certa forma. 

Todos olham um tanto enojados para Sayuri. Sayuri não prestou atenção nos outros. Estava preocupada com Akemi.

Tobi tira seu manto e põe acima de Akemi.

Tobi se senta novamente e a reunião continua.

*Mais tarde.

Tobi entrou com Akemi no colo. Deixou ela na cama e se sentiu aliviado.

Fazia tempo que não via Akemi dormi assim. 

Tobi:- faz tempo que eu não vejo seu sorriso doce.

Isso vai mudar pequena.

Espere um pouco,quero que você seja a mais feliz no tsukuyomi.

Tobi cobre Akemi e sai do quarto. 

*Na manhã seguinte.

Akemi estava do lado de fora em seu balanço Sayuri estava vindo com uma fatia de bolo de chocolate em prato.

Sayuri se senta no balanço ao lado da filha, olhando na direção em que as costas de Akemi estavam viradas.

Sayuri:- Seu pai e eu fizemos. Ainda é o seu favorito né?

(Sem resposta)

Sayuri:- Eu... só queria que você soubesse que...eu entendo você.

É horrível sentir que está sozinha mesmo estando cheia de pessoas ao seu redor. Eu sei bem como é isso. 

Eu só queria que você soubesse que mesmo que você me odeie,mesmo que você se sentir sozinha. 

Você pode contar comigo,eu sempre te amei e sempre vou te amar. Mesmo que você escolha me odiar. Não estou cumprindo meu papel como mãe nesses anos,mas se você me der mais uma chance, você não vai se arrepender.

Akemi... minha filha eu te amo!

Sayuri se levanta e deixa acima do acento do outro balanço e entra novamente em casa.

Akemi:- Eu também te amo... Mamãe! 

Akemi sorri de leve e pega o bolo e começa a comer.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...