1. Spirit Fanfics >
  2. Akira Johnson : Colapso >
  3. Uma rotina monótona

História Akira Johnson : Colapso - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui vai um breve resumo da garotinha batalhadora :
Akira Johnson Saintclaire
14 anos (completará 15 em novembro)
Ela é baixinha (com seus plenos 1.56)
E o resto vocês vão devendando ao decorrer da história...;) boa leitura!

Capítulo 2 - Uma rotina monótona


Fanfic / Fanfiction Akira Johnson : Colapso - Capítulo 2 - Uma rotina monótona

7:15 A.M

  Acordo lentamente com os luminosos raios de sol que entram pelas brechas da perciana vindo em direção ao meu rosto.

-Bom dia para voce também sol- digo em meio a um sonolento sussurro enquanto impacientemente, me enfio em baixo do travesseiro .

5 minutos se passam e então o som do despertador ecoa pelo quarto.

-okay, okay, já entendi- Me levanto com uma certa dificuldade e me alongo me preparando para a minha incrivel rotina monótona.Vou ao banheiro e me preparo, em seguida arrumo minha mochila e pego a minha carteira

O coração de Akira acelera e então a mesma se depara em frente ao quarto de sua mãe Alice Johnson Saintclaire.

-será que ela já acordou? - Pensa Akira insegura sobre dar bom dia a sua própria mãe

-de qualquer forma você tem que acordar Alice -olho para o meu relógio e noto que já são 8 da manhã

Entro no quarto lentamente e em meio a uma bagunça de roupas jogadas, um jaleco e alguns lençóis, noto a mulher pálida de cabelos negros adormecida como se tivesse sido despejada na sua cama depois de uma longa noite de trabalho .

"Não se atrase, hoje você tem plantão... Ass : KJ "

Dobro o Jaleco da mesma e o ponho sobre a mesinha de cabeceira, colocando o bilhete logo em seguida

-espero que ela não se atrase- penso e sigo saindo de casa .

Após andar por 2 quadras entro num restaurante de comida mexicana.

-um café da manhã digno de um estômago faminto- sussurro para mim mesma enquanto "converso" com a minha barriga.

Logo faço meu pedido, e então sigo para a minha  escola carregando dois tacos e um burrito.

8:15 A.M

Após andar por mais dois quarteirões, enfim chego em minha escola. Como sempre deixo um burrito em meu armário e duas das três HQ'S que trouxe para a escola .

- Mais tarde nos vemos - Falo com a HQ e fecho o aramario me direcionando a secretaria da escola.

-Boom dia Coraaaaah !!

A mulher negra e levemente cheinha fita os olhos em mim com um sorriso bondoso em seu rosto.

Cora-Bom dia Kira, esperando as aulas começarem longe de adolescentes?-ela pergunta enquanto ajeita o seu coque super certinho com alguns cachos caidos na franja

-Como meu conhece tão bem?- Finjo curiosidade por saber que só passo os intervalos na sala dela, bem longe de bullying, fofocas ou a popularidade forçada dos jovens que apenas estão na escola para socializar .

Cora-Hahaha mocinha, nem se atreva a cabular a aula do Professor Edward para ler revistinhas novamente, você sabe que o Sr. diretor Philip lhe acha uma incrível genia mas não passe dos limites - Ela repete o seu discurso de sempre me aconselhando ao correto enquanto volta a sua atenção aos trabalhos presentes no seu computador .

-ah...corinha, não te peço para me acobertar mas você sabe que o Eddie é um ...

Cora-EPA!....akira...!- Cora fixa seus olhos ambar brilhantes em mim me repreendendo, o que faz bastante sentido pela sala dos professores ser a uma parede de distância

-Sim senhora! Me esqueci desculpe - dou um sorrisinho malicioso

-Aliás, posso ler aqui ate começar a aula?

Cora-Você já sabe a resposta...- concentrada em seu trabalho.

-Posso mas não devo, é para já!- Começo a ler uma das HQ da DC comics freneticamente quase que a comendo pelos olhos.

Sem perceber os minutos se passam o relógio ja marcam 8:30 A.M .

O sinal toca ecoando pela escola :

-Bom...li o suficiente, estou curiosa aaah!

Cora- A curiosidade matou o gato, agora vá e não se atrase- Ela solta um sorrisinho e aponta para a porta.

-O Eddie é um mané...- dou uma gargalhada e mando um beijo para ela saindo da sala e me direcionando a aula de física .

Cora- Akira!!...essa garota viu...-solta um sorrisinho sutil e volta a sua atenção a tela do computador.

As horas se passam e os horários das aulas finalmente terminam. Hora do almoço, intervalo para as ultimas aulas.

12:00 P.M

-Finalmente- Comemoro por meio dos meus pensamentos enquanto escuto alguma música aleatória em volume médio nos fones.


-Mais um intervalo sozinha...ou melhor... - Penso enquanto tento abrir o meu armário que sempre insiste em emperrar.


-Com a companhia de vocês- finalmente abro o armario e "converso" com as minhas HQs reserva e o burrito.


-Sobrou um dos tacos mas estou com vontade de te abocanhar fazem horas- Desta vez me desligo dos pensamentos e falo sozinha em voz alta trazendo alguns olhares críticos e burburinho dos adolescentes.


-Que seja -Pego minhas coisas e bato a porta do meu armário.

Passo o intervalo me entupindo de comida mexicana e lendo quadrinhos sozinha, até que o mesmo chega ao fim.

12:30 P.M

Todas as aulas terminam e enfim posso ir para casa (o que não é a melhor das opções ja que continuarei sozinha). Pego minhas coisas e estou prestes a ir embora até que...

15:30 P.M


?- Hey baixinha....ou melhor, ratinho de laboratório - A garota de cabelos cacheados e luzes loiras, alta e de aparência esbelta zomba.

-o...ooi-i -Digo insegura ja pelo histórico de amizades inexistentes que eu tenho.

?- "ooooiii" o que que é? Você além de estranha é gaga agora garota ? - Ela imita  revira os olhos impacientemente, sua expressão de durona parece existir apenas para impressionar o grupinho da mesma onde se localiza a pouquissimos metros de distância enquanto riem da expressão de medo da Akira.

- O que você quer ? Eu preciso ir para a minha casa ! - Indignada deixo o medo de lado e levanto a cabeça fixando os meus olhos nos olhos castanhos dela

?- Olha só...-ela se aproxima- ela está bravinha...cadela,mais respeito ao falar comigo !- ela me empurra o que faz com que eu  encoste as minhas costas no armário- Não está vendo o meu uniforme? Eu sou a lider de toda essa escola, e você é só uma ratinha criada num laboratório, só pq é tão inteligente está aqui - Ela debocha com cara de pena - Portanto você fará tudo o que eu mandar...

-SE NÃO O QUE ?- irada grito na cara da garota

E segundos depois do grito....um tapa bem caprichado surge em meu rosto

?- se não eu irei te obrigar...ratinha- Ela sussura em meu ouvido- Quero as atividades de física em minhas mãos até quarta - Ela se afasta e arruma os cachos se sentindo empoderada enquanto sai desfilando em direção ao seu grupo.

-Eu não fazer isso! Você não manda em mim !!

A morena crava seus saltos no chão e para de costas a mim.

?- Que pena ratinha...a baby Victoria não gostaria de ter que usar essa alternativa...- Ela suspira e então vira me alvejando um soco no estômago o que me faz cair no chão - Eu falei que você tem que fazer o que eu mando, quero a atividade ate quarta- a cada palavra que sai de sua boca era um chute que ela me acertava - Espero que tenha entendido agora...KJ - ela se agacha para falar em seguida sai com seu grupinho.

Alguns minutos se passam enquanto estou deitada no chão. Finalmente consigo levantar cheia de dores e vou para a minha casa. Chegando nela, noto que minha mãe não está lá, ou seja...ela realmente está de plantão.

-menos mal, ela criaria uma péssima imagem de mim se me visse assim - Minha voz ecoa sobrepondo o silêncio da casa enquanto falo sozinha. Arremesso a mochila algum lugar e tiro minha blusa deixando visível vários hematomas .- Por que as pessoas são assim comigo? Eu não fiz nada de errado- Seguro o meu choro enquanto pego uma compresa fria e ponho sobre os machucados - Ela não pode fazer isso...por que estou sempre sozinha? - As lagrimas que ameaçavam cair finalmente escorrem pelo meu rosto - Não consigo ser forte ao ponto de me defender, nem consigo ter voz para falar que não quero algo, eu deveria ter direito de fazer minhas próprias escolhas, eu não mereci apanhar por ser inteligente, eu não mereço apanhar por tentar ser inteligente o suficiente para tentar conseguir encontrar o meu pai- bato a compresa com força na bancada enquanto estou em meio a soluços e lagrimas.

Sem que perceba alguns fios do curto cabelo de Akira começam a levitar e ganhar um brilho próprio azulado.

-Por que isso tudo acontece comigo? POR QUE ??? - O grito ecoa pela casa e a mesma estremece por poucos segundos o que me faz assustar em meio a crise e interromper o choro - o que ?! - por instinto me protejo com as mãos na cabeça e então os cabelos param de brilhar e a casa para de  estremecer - terremotos....-dou de ombros, suspiro e então subo com a bolsa de gelo para o meu quarto.

16:00 P.M.


Notas Finais


Olá pessoas que estão a leer!! Surpreendentemente acabei postando um segundo capitulo haha XD espero que vocês gostem e se distraiam de algum momento conturbado. Um beijo chei de luz e ate o próximo capitulo...será que a coitada da Kira vai perceber que tem poderes? Fiquem bem ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...