1. Spirit Fanfics >
  2. Alcatéia >
  3. O retorno

História Alcatéia - Capítulo 2


Escrita por: Deusa-soy

Notas do Autor


Oii, boa leitura 🥰

Capítulo 2 - O retorno


Fanfic / Fanfiction Alcatéia - Capítulo 2 - O retorno

Os grandes e fortes lobos da alcatéia se encontravam reunidos. Estavam todos em sua forma lupina, organizandos em duas grandes filas.

No centro encontrava-se três grandes lobos. Era fugaku e seus dois filhos, Itachi e izumi.

O lobo de Itachi era belíssimo, com sua pelagem branca e seus olhos vermelhos. Causava medo com porte grande e forte, mas também admiração pela beleza de seu lobo.

Já izumi tinha uma pelagem marrom com tons de vermelho, sua loba era de uma cor única e rara.

- vocês devem estar se perguntando o por quê de estarmos aqui hoje_ disse fugaku chamando a atenção de todos.

 

- como sabem, meu filho do meio, Sasuke. Saiu da alcatéia por tempo indefinido em busca de um treinamento rígido e eficaz. Ja faz dez anos que não vejo meu filho, e hoje tenho a excelente notícia de que seu treinamento está finalizando. Sasuke regressera para casa!_ fez uma breve pausa olhando para todos.

Sasuke quando completou seus dezoito anos saiu do território de sua alcatéia e foi a procura de seu tio. Para um treinamento extensivo, onde o mesmo testava todos seus limites ao estremo. Seu treinamento durou muitos anos, mas o resultado é com certeza impactante.

 

 Depois de alguns anos Sasuke finalmente teve sua transformação que aconteceu aos quatorze anos. Mas até esse meio tempo por cinco anos teve que lidar com as rejeições por parte do pai. 

 

Porém o mesmo mudou a forma de tratamento com o filho quando viu que o lobo de Sasuke era a rencarnação do primeiro lobo a pisar na terra. O único do clã que possuiu o lobo susano foi indra. Mas ao que parece depois de alguns séculos o lobo rencarnou em Sasuke.

 

O lobo era tão forte e indomável que Sasuke não conseguia controlá- lo. A princípio esse fato causou muitos problemas a alcatéia, então o mesmo tomou a decisão de partir para longe em busca de respostas e treinamento.

 

 - É sério que vamos ter que ficar aqui esperando o Sasuke?_ izumi susurrou para Itachi.

 

- parece que ele não vai demorar muito, eu não me importo de esperar o dia todo se for possível. A muito tempo que não vejo meu irmãozinho...

 

Izumi soltou um risonho. - você sabe que Sasuke odiava quando você o chamava de "irmãozinho".

 

- eu sei, por isso contínuo o chamando assim.

 

Pararam de conversar quando sentiram uma presença forte, o ambiente parecia estar mais pesado.

 

 A poucos quilômetros aproximava - se um enorme lobo de aura sombria. 

 

Ninguém ousava tirar os olhos do majestoso lobo grande e negro que se aproximava. Sua velocidade era absurda! A poucos segundos já se encontrava no começo da enorme fila de lobos.

 

Como os lobos estavam de frente um ao outro tinha um enorme espaço meio que foi feito propositalmente para que Sasuke passasse por lá.

 

Sua presença era impactante, deverás amedrontadora. O lobo negro superava o tamanho do alfa fugaku. 

 

Sasuke ia caminhando lentamente com seus olhos negros focados em sua família que se encontrava logo a frente. A medida que andava os lobos a sua volta abaixavam mostrando submissão e respeito.

 

 

         Sasuke on

 

 

Finalmente de volta ao meu " inferno particular"

 

Segurei para não revira os olhos para meu pai que me olhava com um certo orgulho.

A verdade é que fugaku não passa de um hipócrita.

Não suportava esse lugar, tudo aqui me trás lembranças ruins. Esse lugar testa a minha mente, não faz bem para meu psicológico.

 

Porém uma hora ou outra teria que volta, infelizmente esse dia chegou e aqui estou.

 

- Meu filho, é uma honra tê-lo de volta._ fugaku logo foi rodeando seu filho vendo o qual diferente Estava. Seu lobo tinha um porte diferente dos demais e não é so pelo tamanho. Seu corpo era musculoso até na forma de lobo, fora as cicatrizes que que moldavam o corpo da besta aterrorizante.

 

- não sabe como é bom está de volta._ o tom de sarcasmo em minha voz era evidente.

 

Itachi vinha se aproximando junto de izumi, porém antes que pudessem chegar perto de mim rosnei.

 

Era um aviso de que não queria a aproximação dele, e de ninguém.

 

Parece que entenderam o recado pois até meu pai se afastou.

 

 

 Odiava tudo. Até a paisagem do local me causava náuseas.

So estou aqui com um propósito, depois que fizer o que tanto anseio irei embora.

 

- Bom Sasuke, eu estava pensando em comemorar sua chegada com um enorme banquete!_ pela primeira vez na vida as palavras de fugaku causaram uma reação positiva em min. Viajei por três dias sem parar para nada, nem pra comer. Estava faminto!

 

- Aceito seu banquete meu pai, até porque estou faminto._ só de imaginar um enorme cervo ou um javali minha boca salivava. 

- isso é ótimo meu filho! Você e seus irmãos vão caçar e trazer o alimento para alcatéia!

Por um momento senti vontade de arranca- lhe a cabeça. Ele é um idiota?

- Em sua alcatéia não tem um grupo de caça?_ perguntei o olhando desacreditado com tamanha petulância. Ele acha mesmo que eu vou caçar pra encher a barriga dos outros?

- Mas que pergunta besta Sasuke, você sabe que sim.

- Então por que diabos não manda eles irem caçar sendo que é a obrigação deles._ disse começando a ficar irritado.

 

- Não é óbvio? você ficou muito tempo longe de seus irmãos, precisam de um tempinho sozinhos... Pensei que se caçassem juntos fosse divertido para ambos.

 

- Pois pensou errado_ disse sentindo meus músculos contrariem e minhas enormes garras soltarem para fora fincando no chão.

 

- Vamos irmãozinho, vai ser divertido.

- Já falei pra para de me chamar assim Itachi!

- O que foi irmãozinho, não me diga que ta com medo de ir caçar um javali?_ disse zombeiro.

 

Eu tinha muitas qualidades, mas infelizmente a paciência não era uma delas. 

 

Em um único movimento pulei pra cima de Itachi, o mesmo paracia saber do meu ataque pois defendeu.

 

Eu so precisava arrancar algum membro do corpo dele para me acalmar, sabia que se arrancasse a cabeça iria mata-lo. Então vou ter que me contentar com o braço.

 

Itachi mal pode agir quando finquei meus dentes no seu ombro. Estava pronto para arranca - lo quando ouvi a voz de izumi.

 

- PARE!!! Por favor Sasuke pare! Pelo que você mais ama nesse mundo._ izumi veio chorando em nossa direção.

 

Pelo apreço que tinha por minha irmã soltei Itachi.

 

Itachi não iria demora para se curar, no máximo uns seis minutos. Sabia que o que fiz não foi nada sábio.

 

Então para não causar mais problemas apenas sair pela floresta em busca de algo para EU comer.

 

Eles que se virem.

 

 

 

 

Alguns meses depois...

 

 

O gemidos da mulher eram de puro prazer, nunca em toda a sua vida teve um sexo tão selvagem e tão bom como estava tendo agora.

 

De quatro a bela mulher se contorcia com as brutas estocadas. Tapas fortes eram dados na bunda arrebitada.

 

A mulher gritou quando sentiu a mão máscula esfregar seu ponto de prazer.

- AAAAHh Sasuke!!

Em um único movimento Sasuke levantou com a mulher no colo a imprensou na parede é a pentrou fundo.

Depois de fuder a mulher igual um animal, Sasuke a largou e se sentou na cama recuperando o fôlego.

 

A mulher com as pernas bambas não aguentou Fica de pé.

 

- você acabou comigo meu querido

- tcs, já falei para não me chama assim, kurenai.

- oras, depois de tantos meses tendo relações comigo pensei que pudesse chamá-lo do que quiser. _ disse a mulher engatinhando sensual até Sasuke que se encontrava sentado na beira da cama.

- o que temos é so sexo, não crie expectativas de algo a mais._ disse frio.

- você não resiste a min Sasuke, aposto que nunca teve uma mulher igual eu em sua cama!_ disse a mulher ja se sentando no colo do mesmo sentido o membro avantajado.

 

- de fato, nunca estive com uma mulher com tanta experiência como você. Mas isso não a torna especial para mim._ disse a tirando de cima de mim.

 

A mulher deitou na cama rindo. Porém logo ficou séria de repente.

 

- Sasuke tem algo que preciso conversar com você.

 

- fale._ me levantei e comecei a vestir minhas roupas.

 

- sobre a "missão" que seu pai passou para você e Itachi..._ a interrompir antes dela continuar.

 

- se for sobre a bastarda acho melhor calar a boca. Já ouvi demais sobre ela e a historinha tosca do passado._ falei não fazendo questão do assunto. Eu realmente ja estava enjoado com isso, ja faz cinco meses que estou aqui e so sabem falar disso.

 

- apenas queria te pedir algo e te dá um concelho...

 

Revirei os olhos. Só queria sair dali logo então deixei que ela falasse.

- prossiga.

- cuidado para não se encantar com a bastarda, não cometa o mesmo erro que o "outro" cometeu_ falou melancólica.

 

- eu não sou um amador, kurenai. Me apaixonar por ela e algo que não ira acontecer nem em meus sonhos.

A mulher se levantou e veio a meu encontro me abraçando.

- eu sei que não meu querido, você é diferente.

 

Mas que mulher grudenta!

 

- Fale logo o que quer, não tenho o dia todo sabia._ disse rude.

- quando encontrar a bastarda traga ela para mim._ falou com um brilho perigoso no olha.

 

Estranhei o pedido da mulher a minha frente, mas como estava louco para sair de lá apenas confirmei com a cabeça e saí do local. 

 

Fui em direção do salão principalmente onde sabia que meu pai se encontrava.

 

Chegando no lugar pude ver o "todo poderoso" sentando como sempre no seu trono patético.

 

- preciso conversar com você_ falei chamando sua atenção para mim.

 

- Meu filho! Chegue mais perto Sasuke. Diga o que precisa?

 

 

- vou caçar a bastarda, preciso que me dê alguma informação ou pista.

- sei que não iria me desapontar igual Itachi_ disse orgulhoso e amargo ao mesmo tempo.

- como assim?_ perguntei curioso.

- Parece que Itachi não está interessado no grande prêmio, ele não quer me suceder. Mas vejo que você será o meu maior orgulho Sasuke! 

- É claro_ disse com um certo deboche._ - vai me dar alguma informação sobre a bastarda ou vou ter que esperar o dia todo.

- oh sim, claro. Como você sabe ela usa um colar que anula a presença da mesma, e como se ela n existisse. Definitivamente não dá pra caça - la pelo cheiro.

- dessa parte eu ja sei_ disse ja perdendo a paciência.

- definitivamente você precisa controlar essa hiperatividade sua Sasuke, aprenda a esperar!_ falou com raiva. - bom como estava dizendo e quase impossível. Mas graças a ajuda de uma bruxa conseguimos algumas pistas.

- A cinco vilarejo aqui, dos cinco dois ja invadimos e nada da bastarda. Faltam apenas três.

- Essa é a pista? Que bela pista em meu pai, essa bruxa merece o prêmio do ano._ Estava indignado, como vou caçar algo se a única coisa que sei e onde provavelmente se encontra.

 

- eu ainda não terminei Sasuke! Com seu feitiço a bruxa conseguiu descobrir pequenas características da mestiça.

 

- Pequenas..._ falei desacreditado. Ta explicado porque Itachi desistiu antes de tentar.

 

- Isso mesmo. A Primeira e que a bastarda tem olhos irreais, são descritos como uma bela jóia. E a segunda e sua voz.

 

- tenha certeza que vou trazer essa imunda para você meu pai... E então você terá que me dar aquilo que prometeu.

 

- se trousser a bastarda para mim... Será o novo lorde da alcatéia uchiha.

 

 

 

 

      

 

    

 

    

    

      

      

  

     

 

     

  

     

    

      

 

    

    

     

 

 

 

     

       

         

 

     

 

      

     

     

   

     

 

 

   

          

 

 

 

       

 

    

 

      

 


Notas Finais


Gente me desculpem pelos erros, to me esforçando para melhor!☺️

Vou colocar a idade de alguns personagens para vcs n ficarem confusos.

Sakura: 20
Sasuke: 29
Itachi: 31
Izumi: 21
Kurenai: 42


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...