História Aleatoridades de Outro Mundo - Interativa - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Interativa, Sci-fi
Visualizações 20
Palavras 1.896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Sci-Fi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS ANTES DE ME MATAR!

Capítulo 11 - Cozinhando com ETS e Enfrentando Outra Criatura...



O dia já havia amanhecido e todos saíram da casa de Aki.
Até porque eles quebraram um pedaço dela né...
- Então, vamos ficar andando pela cidade o dia inteiro? - Ken pergunta.
- A escola já deve estar de pé, vamos visitar ela. - Yukata diz.
E assim o grupo parte para a escola
Ou o que restou da escola.
Não sei.
Chegando lá.
Aquela coisa estava de pé mesmo.
Os meses ou até anos sem aulas sonhados por alguns era algo impossível agora.
- Aqui diz que as aulas voltarão amanhã. - Mirai diz, lendo o cartaz no portão da escola.
- Ah cara... A culpa é toda de vocês! Sabem, se vocês não tivessem aparecido, não teríamos aula mais! - Yukata diz.
- E se não tivessemos aparecido, a escola não ia ser derrubada! - Itashi diz.
- YOOOOOAEEEEE CHUPA ESSA TURN DOWN FOR WHAT AEEEEEEEEEE... - Ken tapa a boca de Mirai.
- Esse apresentou um bom ponto, quer retrucar? - Ken pergunta, olhando para Yukata.
- Se vocês não tivessem aparecido, minhas costas não estariam doendo!
- Ele apresentou um ponto superior ao seu, quer retrucar? - Ken pergunta, olhando para Itashi.
- Chega, pessoal! Ninguém é culpado de nada aqui, amanhã tem aula e tudo o que devemos fazer é vir, simples! - Mei diz.
- NÃO É FÁCIL VIR PARA A ESCOLA E OLHAR PARA A CARA DE CADA UM DE VOCÊS! - Yukata diz.
- Então... então você odeia a gente...? - Hinata pergunta, seus olhos já se enchiam de água.
- N-não, eu não quis dizer isso e...
- MAS DISSE! 
- É normal que nós humanos tenhamos nossos momentos de raiva, calma aí Hinata, ele realmente não quis dizer isso. - Verne diz.
- Ei pessoal! - Esse era James, chegando na escola.
- Professor James, o que faz aqui? - Sanata pergunta.
- Só vim ver como está a escola. E vocês, o que estão fazendo aqui?
- Só viemos ver como está a escola. - Shoujo diz.
- Essa é a minha fala! Enfim... Querem tomar alguma coisa? 
- Que tal uma água marciana? - Zoe propoe.
- Ah sim claro, como pode ver estamos em marte! - Yukata diz.
- Bem... - Zoe tira um copo do bolso, dentro dele tinha um tipo de... água verde. - Eu tomo então. - E assim ela toma toda a água.
- Ew... - Yukata olha para o outro lado.
- Ah... enfim, vamos para minha casa, eu vou preparar umas coisas para nós...
- Geralmente é nessa hora que o vilão se revela um estuprador e acaba estuprando as pessoas. - Yukata diz, olhando para Ken, que encarava o garoto.
- Yukata, olha para essa gente. Ninguém vai estuprar eles, eles tem poderes!
- Vai saber...
- Isso nem tá nos gêneros da história cara.
- Tanto faz...
Na casa de James...
A casa era realmente normal, assim como o dono.
- Sentem-se, por favor! - Alguns sentam e poucos ficam de pé.
- Sua casa é muito normal para uma pessoa como você, professor. - Yukata diz, olhando a casa toda.
- Você não cansa de falar coisas ruins não? - Timi pergunta.
- Mas eu não disse nada de errado...
- Ei, vou precisar de ajuda na cozinha hoje, candidatos? - James diz da cozinha, rapidamente vários vão até lá. - E-ei, não tudo isso!
- Vou ver o que tem nessa porta aqui. - Yukata diz, se aproximando de uma porta que tinha uma placa.
- Tem uma caveira aí, não significa perigo? - Verne pergunta.
- É, as vezes sim. - Ele abre a porta e entra.
- Doido... - Verne fecha a porta e vai para a cozinha.
- B-bem, preciso que alguém quebre e mexa esses ovos. - James diz, apontando para os ovos na pia.
- Eu faço! - Itashi pega um ovo e joga com força no chão.
- NÃO! Idiota! Não é assim que se quebra um ovo, é assim ó! - Mirai pega um ovo e joga no teto.
- Incrível que seres tão atualizados assim são tão burros... - Ken diz, pegando um ovo. - Prestem atenção, é assim que se faz! - Ken bate o ovo na pia algumas vezes. - Onde coloco?
- Nessa vasilha. - James aponta para a vasilha e Ken derrama a gema lá dentro.
- Entenderam? Simples assim?
- Eu curti, deixa que eu faço isso! - Itashi diz.
- Preciso que alguém pegue o leite na geladeira!
- Eu vou! - Nina abre a porta da geladeira. - Poxa vida, qual desses é o leite?
- O que tá na caixa! - James diz.
- Tudo bem... - Nina rapidamente tira todas as caixas da geladeira. - Qual dessas?
- Ah minha Aqua do céu... - Ken se aproxima de Nina, procurando qual das várias caixas era o leite.
- Alguém pode ir cortando essas cebolas? - James pergunta, apontando para as cebolas.
- Eu posso! - Hinata se aproxima, pegando uma faca e cortando a primeira cebola.
- Hinata? Já tá chorando? - Sanata pergunta.
- S-sim...
- Mas você acabou de começar a cortar!
- E-eu não sabia que cebolas faziam as pessoas chorar...
- Ah merda... Preciso de alguns ingredientes... - James diz, olhando no armário. - Alguém pode ir no mercado para mim? 
- Hm, é perto? - Mei pergunta.
- Sim sim.
- Eu posso então!
- Eu vou com você! - Priscilla diz.
- Certo, me tragam um pacote de farinha de trigo e dois fermentos!
- Pode deixar! - Mei segura na mão de Priscilla e as duas somem.
- Zoe, desliga essa boca aí pra mim? - James aponta para o fogão.
- Eu não sei como... - Zoe procurava pelo fogão.
- Aqui está James. - Ken coloca o leite na pia. - ZOE! - Ele pula, impedindo que Zoe apertasse no botão.
- Idiota, o que fez?
- FAZ ISSO E TODO MUNDO VAI VOAR PRO ESPAÇO! - Ken diz, desligando a boca.
- Bem que poderia acontecer mesmo.
- Ei, cadê o Yukata? - Timi pergunta, olhando pela cozinha e depois para a sala.
- Ele entrou naquela porta ali. - Verne diz, apontando para a porta com a placa.
- Vou ver o que tá acontecendo. - Timi se aproxima da porta, batendo nela algumas vezes. - Eeeiii, Yukata?
Sem resposta...
- YUUUKAAAATTTTAAAAAA!!!!!
Sem resposta...
- Vai ver ele morreu... É... - Timi volta para a cozinha.
- Sem sinal? - Verne pergunta.
- Acho que ele morreu.
- Quem? - Shoujo pergunta.
- Yukata.
- Verdade, não vejo ele por aqui. - Ele diz, procurando pela cozinha.
Enquanto isso...
- Mei, ele te deu o dinheiro? - Priscilla pergunta.
- Nah, nadinha.
- Então como vamos comprar? 
- Acho que ele vai vir pagar depois, né?
- Sim sim. Bem, isso significa que podemos pegar um pouco a mais?
- É, acho que sim!
Enquanto isso do isso...
- DE ONDE DIABOS O JAMES TIROU ISSO? - Yukata diz, segurando com força o ferro ( HMMMMMMMMMMMMM) contra a boca da criatura.
Era do tamanho de um cachorro, mas não se parecia com um Z2.
Ele não tinha olhos, porém sua audição era simplesmente incrível, e isso que o guiava.
Seu corpo era roxo, porém poderia variar bastante.
Seus dentes eram muitos afiados e pretos, sua baba era um pouco ácida, nada que queimasse e arrancasse pele, porém...
- A-A-AH CARA, ISSO QUEIMA! - Yukata grita, virando o rosto contra a criatura.
Ele tentava não ser devorado por aquela coisa que estava no porão da casa de James.
- Ei Khamsin, você adora me colocar na merda né?
Eu? hehehe eu não...
- INCLUSIVE, POR QUE VOCÊ SUMIU?
OLHA EU TENHO MOTIVOS! MINHA NET PAROU DE FUNCIONAR E...
- NADA DISSO! VOCÊ NOS ABANDONOU!
EU TÔ AQUI NUM TÔ? NÃO ABANDONEI NÃO!
- ABANDONOU SIM! A-AH! ME MORDEU AQUI! - A criatura estava mordendo o braço de Yukata. - J-JÁ CHEGA! - Ele coloca os pés na barriga do bicho e o empurra com força, logo se levantando. - Olha só Khamsin, vou te ensinar como se joga beisebol...
A criatura se levanta, se preparando e correndo na direção de Yukata.
- Primeiro você ajeita o pé... - Ele posiciona os dois pés. - Segura firme no ferro...
he...hehe...
- SEM MALICIA IDIOTA! 
A criatura pula...
- AGORA! - Yukata acerta o ferro com força na aberração, mandando-o para longe. - Yuuuiii! Essa foi perfeita.
Sim foi...
Ei.
Yukata.
Aquela coisa não tá levantando.
- É bom mesmo.
E se o James ver?
- Droga, é mesmo... - Yukata larga o ferro e se aproxima lentamente da criatura. - Ei, eeeeiii... Levanta. - Ele toca na barriga, porém logo é recebido com uma mordida. 
Boa sorte pra se livrar dessa...
Na cozinha, as coisas estavam organizadas por enquanto.
- Olha só isso! - Shoujo diz, jogando a massa para cima e pegando de volta com a frigideira. - HAHA! Faz melhor aí panaca!
- Como quiser... - Timi pega a frigideira e joga a mesma para cima, pegando primeiro a frigideira depois a massa.
- Nada supera... Isso! - Verne quebra o cabo da frigideira.
- Nada mesmo. - Ken diz, cortando legumes em uma incrível velocidade.
- Você é muito bom nisso, não se cortou nunca? - Nina pergunta.
- Sabe, eu cortei muito os dedos antes, no começo era cada ferida tensa... 
- Pode me ensinar como se faz?
- Claro! Toma. - Ken entrega a faca para Nina, segurando seu braço.
- Itashi, já que não faz nada, mexe essa gema para mim! - James entrega a vasilha para Itashi, entregando também uma concha.
- Tudo certo. - Itashi começa a mexer rapidamente.
E mais rápido.
Ainda mais rápido.
Puxa vida que velocidade!
Alguém para esse cara!
RÁPIDO!
VÉI A GEMA TÁ CRESCENDO!
TÁ COLANDO NA CONCHA O BANG!
SUBINDO PRO BRAÇO DO ITASHI!
E ELE TÁ INDO AINDA MAIS RÁPIDO
VAI...
EXPLO...
- N-não é aqui que eu vou morrer não! - Yukata diz, colocando a mão na cara da criatura e tentando empurrar ela para longe de seu braço.
Se puxar assim é capaz de arrancar teu braço!
Ele vai caminhando para trás, puxando a coisa junto com ele. 
- P-poderia me ajudar né... - Yukata diz, conseguindo pegar a barra de ferro.
E assim ele começa a bater freneticamente na cara do monstro.
35 hits.
60 hits.
100 hits (SUPREME!)
Até que ele finalmente consegue se livrar.
- É-é melhor você morto do que eu! - E ele bate mais uma vez na coisa, derrubando-a.
Ufa, quase morreu.
Agora espera aí, vou ver a situação ali na cozinha.
Cheguei.
ALGUÉM PARA ESSE HOMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEMMMMMMMMMMMMMM!
Não é exatamente um homem, é um et né, mas é um et homem...
- James! Aqui estão as coisas que você pediu! - Mei e Priscilla aparecem.
Bem na hora errada.
De tanta velocidade que o Itashi mexeu ele acabou criando tipo um tornado de gema.
Só que no fim tudo ficou sujo.
Boa notícia pra você Yukata.
Ter enfrentado essa coisa foi melhor do que ter ficado na cozinha.
- Ah sim, obrigado pelo aviso.
Então leitores, provavelmente vocês estão putos com a minha pessoa.
Apenas leiam as notas finais, vou explicar tudo lá!


Notas Finais


Bem, vamos lá:
Fiquei sem o caralho da net aaaaaaaaaa
Ela foi voltar a uns dias atrás, mas começaram os estudos então eu nem tive tempo para escrever!
Hoje, como eu consegui umas duas horas livres, escrevi o cap meio que na pressa, então não deve estar tão bom, mas enfim, espero que tenham gostado.
Vou tentar atualizar a fic o mais rápido possível, tô jurando nessa ein!
Enfim, é isso.
PODEM ME MATAR AGORA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...