História Além da amizade - Camren - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camilacabello, Camren, Laurenjauregui
Visualizações 348
Palavras 2.772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 46 - 46


Fanfic / Fanfiction Além da amizade - Camren - Capítulo 46 - 46

(duas semanas depois)

Camila,Ally,Dinah e Normani deram inicio as aulas de dança, por conta da gravidez Ally teve todo o cuidado necessário e as meninas iam sempre auxiliando nas coisas que ela não podia fazer como por exemplo coreografias que tem que movimentar demais o corpo ou fazer muito esforço, por conta de sua barriga que já estava bem notável teria que ter alguns cuidados. A agenda da semana de Lauren estava lotada, várias modelos para fotografar.

Pov Lauren

Eu estou a cada dia que passa mais encantada com a quantidade de câmeras de diversos tipos que eu tenho acesso, como eu não percebi que esse era o emprego ideal pra mim? Se a camz não tivesse me incentivado eu teria excluído a opção de fotografa e estaria ainda trabalhando em escritório, sem contar que aqui eu ganho muito melhor.

A agenda está lotada! pela manhã tive o privilégio de fotografar Cara Delevingne, tirei várias fotos do elenco de Pretty Little Liars para a nova temporada da série, conheci Shay Mitchel! Pode imaginar a minha felicidade? Além de trabalhar com algo que gosto ainda tenho a sorte de fotografar estrelas como ela.

O clima com minha esposa estava um pouco pesado, sempre que eu chegava em casa pra contar sobre meu dia ela se chateava, isso me deixa magoada, gosto de falar tudo com ela mas tem dias que Camila não quer me ouvir, fica com ciúmes desnecessários, ela passa o dia dançando com roupas curtas rodeada de mulheres e eu não falo nada, ai só por bater umas fotos de algumas modelos ela fica assim comigo? Isso não é justo..

– Lauren melhor você acordar pra vida porque ainda está no trabalho –Christian me chamou tirando-me de meus pensamentos

– desculpa, estava com o pensamento meio longe

– deu pra notar, aconteceu alguma coisa?

– não, é só uns probleminhas com minha esposa, mas nada demais

– vamos ao trabalho então! As modelos quem você fotografou mais cedo adoraram seu trabalho e a sua educação ao recebê-las isso é muito importante

– sério? Isso me deixa muito feliz, saber que estou fazendo meu trabalho direitinho

– e está mesmo, continue assim. Agora preciso resolver umas coisas na minha outra empresa, tem uma pessoa muito importante que virá amanhã bater umas fotos, uma modelo nova, sou amigo da mãe dela então por favor trate ela como uma princesa

– pode deixar Christian, não se preocupe

– bom trabalho Lauren

Ele disse se retirando, deve ser bom ser o chefe, sai na hora de quer e volta quando quer também, um dia também quero ter meu próprio estúdio, ser dona do meu próprio negócio.

Pov Camila

Sai de casa hoje sem dar um beijo se quer em Lauren, poxa chego em casa cansada do trabalho e ela só fala em quantas modelos fotografou e o quanto elas eram lindas, não aguento!

Sou ciumenta e ela sabe muito bem disso e por ser uma mulher casada não admito que fique por ai elogiando umas e outras, talvez você esteja me achando uma infantil e pode até ser que essa minha atitude esteja sendo totalmente infantil mesmo, mas não posso evitar e não sei fingir que não me importo. Depois de uma manhã inteira de aula almoçamos no refeitório do prédio todas juntas assim como fazíamos todos os dias, eu e Lauren estávamos quietas, trocavamos poucas palavras, ela logo voltou ao trabalho e eu voltei com as meninas pra sala de dança, a tarde não teria aula o que seria ótimo pra mim arejar a cabeça.

– chancho porque está esse clima pesado entre você e a Lauren?

– pequenos desentendimentos Dinah! Vai dizer que você e a Normani não brigam também?

– eita calma! Está de TPM? Eu só fiquei preocupada mas não está mais aqui quem falou –ela ia se retirar mas segurei em seu braço

– ei, não vai.. desculpa! Eu estou estressada, estamos discutindo por besteira e eu sei que a culpa é minha mas não consigo dar o braço a torcer e pedir desculpas, ontem dormimos até um pouco distantes uma da outra na cama

– vocês se casaram a pouco tempo, vai ter brigas, eu e a mani também já brigamos uma vez por besteira mas logo fizemos as pazes, não consigo ficar brava com ela por muito tempo

– você pediu desculpas?

– sim eu pedi e ela me pediu também, uma tem que dar o braço a torcer se não o relacionamento não vai pra frente, duas orgulhosas! Ai não dá

– você e a Mani parecem felizes –olhei pro palco onde Normani estava sentada distraída conversando com Ally enquanto eu estava com Dinah

– e estamos felizes, você e a Lauren também estavam, não deixa que uma briguinha besta estrague isso, faz o seguinte, compra flores pra ela

– flores?

– sim, deixa ela ir pra casa na frente e compra um buquê de flores pra ela ai você pedi desculpas, Lauren ama você e está trabalhando assim como você está, não há motivos para desconfiança

– você tem razão China, ela realmente nunca me deu motivos pra isso, estou sendo uma péssima esposa esses dias

– se continuar assim vai acabar sufocando ela com seu ciúme ai o casamento vai ficar uma droga, você não quer isso quer?

– não! De jeito nenhum, eu amo ela, amo demais!

– pois faça o que te disse ok? Agora vou me juntar com as meninas, ficar perto do meu amor

Sorri vendo a maneira amável pela qual ela falava da Normani.

– vai lá Dj, e obrigada! Não sei o que faria da minha vida sem a sua amizade

– de nada –ela deu uma piscadela e saiu

Estava coberta de razão, é uma nova etapa em minha vida e da Lauren, agora estamos casadas, trabalhando, convivendo juntas todo dia, claro que ela iria querer me contar sobre seu dia a dia e o mínimo que eu podia fazer era ouvi-la e ficar feliz por ver o quanto ela está satisfeita com seu trabalho, mas o que eu fiz? Fiquei com ciúmes desnecessários.

Passamos o resto da tarde conversando, Ally falava animada que já tinha comprado o berço do Ian e muitas roupinhas e que Troy já era um pai coruja mesmo antes da criança nascer, só de ouvi-la falando essas coisas me dava uma vontade enorme de ser mãe logo, de ter um filho com a Lauren, mas calma! Tudo tem seu momento. Quando deu 17:00 eu e as meninas esperamos por minha esposa em frente ao prédio como de costume.

– só quero chegar em casa, tomar um banho e pular na cama –ela disse com uma expressão de cansada

– não vou pra casa agora

– onde você vai?

– vou passar no shooping pra comprar uma blusa que vi na vitrine e gostei bastante

– eu vou contigo então

– não! Não precisa, pode ir com as meninas, logo estarei em casa também – pela sua cara notei que ela não ficou nada feliz com a minha resposta mas também não falou nada, me deu um beijo no rosto e entrou no táxi.

Menti sobre ir ao shooping mas foi por uma boa causa, fui até a floricultura mais próxima e comprei um belo buquê de flores, eu preciso ver aquele sorriso lindo dela que faz com que eu esqueça todos os meus problemas. Peguei um táxi e ele me deixou em casa, como eu tinha a minha prória chave fui logo entrando, fechei a porta e coloquei o buquê nas minhas costas para que ela não visse.

– lolo?

Procurei ela no banheiro, no quarto,na cozinha e nada dela! Achei estranho porque estava um silêncio total na casa, quando cheguei na sala vi Lauren deitada no chão em cima do tapete, estava de roupão ainda, provavelmente tomou banho, se deitou ali e acabou dormindo.

Ela estava tão relaxada, com uma expressão serena, coloquei o buquê no sofá e me abaixei chegando mais perto dela, sorri de lado ao ver o quanto minha mulher é linda, como eu tenho sorte! Acariciei seu rosto e ela se levantou de uma vez segurando meus dois braços assustada.

– eii calma, sou só eu, Camila

– ah Camz.. você me assustou –ela levou a mão até o peito

– desculpa eu.. te vi dormindo tão tranquila não devia ter acordado

– tudo bem –ela estava seria demais e eu sei que isso era culpa minha

– amor

– o que?

– você me ama?

– mas que pergunta Camz, é claro que sim

– então diz.. que me ama

– porque isso agora?

– porque eu quero ouvir você dizer que me ama, eu sei que está chateada mas para de fazer essa cara de brava, não gosto de te ver assim – fiz bico 

– e como você gosta de me ver? Porque quando eu chegava em casa sorrindo e ia te contar as coisas você me dava um corta e não me deixava falar!

– eu sei Lauren

– ainda bem que sabe, achei que podia compartilhar tudo com você

– e você pode amor, eu que fui uma idiota contigo, desculpa, tenho que aprender melhor a controlar esse meu ciúme

– não te dei motivo algum –quando Lauren queria ser chata ela sabia ser! Eu toda melosa tentando acalma-la e ela com uma postura fria

– que gelo, você costumava ser um pouco mais amável comigo

– e você costumava me compreender mais –ela rebateu

– essa conversa está gerando outra discussão e eu não quero brigar com você, quando se casou comigo sabia que teria que suportar os meus defeitos, não sou tão perfeita como você costumava dizer – ela ficou em silêncio e só falou quando notou algo em cima do sofá

– o que é isso? –disse apontando

– era uma surpresa, meu pedido de desculpas mas você estragou tudo –fui me levantando pra ir tomar banho e ela não me impediu, que raiva!

Pra brigar com Lauren tem que ter muita paciência, quando ela quer fazer alguém sentir raiva ela consegue com êxito. Fui direto pro banheiro tomar um banho, demorei uns 10 minutos, sai e me vesti, Lauren continuava na sala provavelmente. Me deitei na cama mas não consegui dormir ''ela vai dormir no sofá mesmo?'' me perguntei. Sentei na cama e amarrei meu cabelo fazendo um coque e vi Lauren entrar no quarto com o buquê na mão.

– são lindas, eu amei –disse levando as flores até suas narinas e aspirando o cheiro delas – então você não foi pra shopping nenhum?

– não, eu fui comprar essas flores ai pra você, conversei com Dinah a respeito de nossas discussões e ela me aconselhou a pedir desculpas e eu me senti culpada e na verdade sou mesmo culpada pela maioria das brigas, ai fui toda feliz comprar isso pra você, chego aqui e sou tratada com indiferença –meus olhos lacrimejaram

Ela colocou as flores em cima de uma mesinha e se sentou ao meu lado na cama tirando as mechas de meus cabelos que caiam cobrindo uma parte de meu rosto.

– eu amo você pequena, queria me ouvir dizer?

– queria a alguns minutos atrás mas você não disse

– eu estava chateada, além das brigas, ciúmes, você não veio pra casa comigo, só contou a verdade depois de chegar aqui

– queria fazer uma surpresa por isso menti

– eu sei amor – meu coração disparou ao ouvi-a me chamar assim, eu precisava disso, precisava sentir o seu amor, sentir aquele clima tenso de raiva se afastar da gente.

– porque você é tão chatinha hein?

– não sei, acho que faz parte de mim

– mas quer saber? Eu não mudaria nada em você

– não?

– de maneira alguma, me apaixonei por ti desse jeitinho ai mesmo

– vamos parar com essa besteira de briguinha amor, eu quero te beijar, esses dias mal tenho ganhado um beijo e eu sinto a sua falta

– eu também sinto a sua falta lolo

– vem cá então bebê, me dá um beijo, eu te amo

Ela se aproximou beijando meu queixo e logo grudou nossos lábios, chupou de leve meu lábio inferior e adentrou com sua lingua em minha boca, seu beijo.. seus lábios! Que saudade disso, desse contato.

– eu também amo você Jauregui, amo demais!

– eu sou sua! Só sua, como pode ser tão insegura quando falo a todo tempo que só amo você?

– e eu sou sua amor. Porque sou uma esposa péssima, não deveria ter essas inseguranças

– esposa péssima não! Vamos falar de outra coisa ok? Deixar isso tudo de lado, só quero uma coisa agora

– o que amor? o que você quer?

– que faça amor comigo

Mordi o lábio e beijei sua boca com ganância, como ela estava apenas de roupão abri ele e fitei seu corpo lindo, suas coxas grossas, seios durinhos, a marca de sua clavícula que eu achava sexy.. tudo nela era de total perfeição,cada mínimo detalhe de seu corpo.

– você é tão gostosa lolo, muito gostosa!

– sou? Vem provar de mim então – ela se deitou na nossa cama completamente nua, essa frase dela me deixou com um calor descomunal.

Eu usava um short curto de cor branca e uma blusinha de tecido fino, mas logo tratei de tirar e ela me olhava a todo instante.

– nossa baby

– o que foi?

– essa sua cintura.. sua barriga! Me deixa louca

– você também me deixa louca lolo, com um calor tão forte que nem sei explicar, quero sentir seu gosto agora!

Sem preliminares fui pra entre suas pernas afastando-as um pouco, passei minha língua subindo e descendo em seu clitóris.

– Uhh.. camz..

– gostosa – apertei os lados de suas coxas

Sussurrei e continuei envolvendo a minha língua no seu ponto de pulso, brinquei com seu clitóris passando a pontinha de minha língua nos lábios de sua intimidade e comecei a chupar lentamente.

– ooh.. aain Camz.. você.. me deixa tão molhada!

Chupei sua intimidade e enquanto fazia isso fui passando a minha língua, uma de suas mãos estavam agarrada ao lençol da cama, enquanto a outra apertava um dos seus seios.

– oohh.. uuhmm.. que boca maravilhosa, ooh –ela falava pausadamente

Eu estava com tanto tesão que não aguentei e levei uma de minhas mãos pra minha intimidade e comecei a masturbar-me enquanto chupava minha esposa e ouvia seus gemidos roucos.

– uuhm.. isso camz.. rápido por favor!! Uuh

Fui acelerando os movimentos nela assim como movi meus dedos dentro de mim de forma mais rápida, quando seu corpo começou a dar sinais de que chegaria ao ápice parei tudo que estava fazendo para encaixar-me junto a ela, eu precisava daquele contato, eu estava encharcada, ela não estava diferente, uni nossas intimidades e comecei a rebolar mexendo meu quadril e deslizando minha pele na sua pele.

– uuhh Lauren! Eu.. amo fazer isso contigo uuhm..

Falei deixando o mínimo de espaço possível entre nossos sexos, eles colidiam e esfregavam-se um no outro em um atrito gostoso e prazeroso, eu sentia a pulsação, o calor, meus batimentos acelerados, o gemidos dela,os meus gemidos, tudo misturado, em puro prazer, amor, sexo!

– Uhhm.. porra camz! Isso.. se move mais rápido vai..

Assim eu fiz, mexendo mais meu quadril e ela também movimentava-se deixando o contato entre nós cada vez mais gostoso.

– oooh..eu.. vou.. –ela não terminou a frase, mordeu o lábio,mas eu sabia o que ela ia dizer

– uuh lolo, eu também vou amor

Em meio aquele calor todo, nossos corpos já suados, gemi de forma arrastada e de maneira intensa.

– oohhn baby girl! –meu gozo escorreu por suas pernas e logo senti seu gozo logo vindo também misturando-se ao meu

– uuh CAMILA!!

Apertei meus seios com força a ponto de deixar marcas de minhas próprias mãos, senti uma moleza em meu corpo, Lauren encostou a cabeça no travesseiro respirando fundo, seu peito subia e descia, sua respiração era ofegante. Me separei dela e passei meus dedos em seu clitóris, estoquei três vezes dois dedos dentro dela e os tirei, levei meus dedos molhados com seu gozo até minha boca olhando em seus olhos verdes.

– amo seu gosto meu amor!

Falei entrelaçando meu corpo com o dela, com uma de minhas coxas entre suas pernas, agora sem mais malicias, eu só queria ficar ali, grudadinha nela, sentindo a sua respiração contra a pele do meu pescoço

– foi maravilhoso –ela disse sorrindo

– sempre vai ser maravilhoso contigo, você torna tudo maravilhoso meu amor, eu te amo muito muito muito!

Beijei sua boca de modo calmo, sentindo a delicadeza de seus lábios, sentindo o rosto de seus lábios.

– eu também te amo minha camz, minha bebê

Já falei que ela é a coisa mais fofa desse mundo? Lauren me deixa sem estruturas no bom sentido, seu jeito de ser, suas manias, seu jeito fofo, até os defeitos e a chatice eu amo!

– meu amorzinho!

Nos cobrimos e ficamos entre beijos e caricias, não existia coisa melhor no mundo do que pegar no sono nos braços da pessoa que você ama, adormeci em seus braços.

'' E se eu te decepcionei

Eu vou mudar isso

Porque eu nunca deixarei você partir

Eu vou ser, tudo o que você quiser

E me recompor

Pois você faz com que eu não caia aos pedaços''

-Avril Lavigne



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...