História Além da Amizade - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 1.195
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem!😊❤

Capítulo 4 - A promessa do guarda-chuva


Fanfic / Fanfiction Além da Amizade - Capítulo 4 - A promessa do guarda-chuva

Lucas estava deitado nos banquinhos em um canto deserto do pátio da escola. O mesmo estava cabisbaixo e não sabia o porquê. Olhava para o céu e reparava nas distintas formas das nuvens. Como podiam ter formas tão variadas sendo que só são partículas diminutas de gelo ou água em seu estado líquido? Tentava decifrar o motivo de sua chateação olhando para as nuvens,mas não conseguia. Pelo jeito,as nuvens não eram tão inteligentes ao ponto de lhe ajudar. Apenas bufou,com a sua mochila servindo-lhe de travisseiro. 

Começou a pensar na travessura de sua amiga. Que loucura!! Vigiar os outros!! Era só ela mesmo,para ter ideias desse tipo. Apenas sorrira. Ela era tão especial para ele. Num momento tão trágico da sua vida, ela estendeu sua mão para ajudá-lo. Estava tão perdido e solitário naquele momento com a perda de seus pais e por ir morar na casa de seu tio,que valoriza mais o dinheiro e sua reputação do que o amor. Pegou-se sorrindo de novo. Realmente sua amiga era muito especial para ele!

Porém,logo depois de uns minutos,o sorriso deu espaço para a preocupação. Laís já estava muito tempo vigiando o seu pretendente. Afinal,já estava anoitecendo e ela ainda não havia voltado para casa,pois sempre quando ela chega em casa manda a mensagem "Cheguei em casa! Liga a video-chamada!!". Começou a morder os lábios inferiores. Será que era melhor ir atrás dela? Pensou naquela ideia por alguns segundos. Será que aconteceu alguma coisa? E se tiver acontecido? Lucas pensara nessa hipótese. Assustado com que os seus pensamentos fossem verdade, o garoto levantara do banquinho e colocara sua mochila nas costas.

Começara a correr em direção a saída.Se tivesse acontecido alguma coisa com ela,nunca se perdoaria. Continuou a correr,até finalmente achar o portão da escola,com os seguranças que ficavam lá.

-Oi,Xavier!-cumprimentou o garoto,acenando,com um tom de animação,não correspondendo o seu real sentimento.

-E aí,garoto! Tá até agora na escola?-falou Xavier,um dos seguranças do local, em um tom simpático.

-Sim. E então,você viu a Laís?

-Laís é aquela a sua amiga,não é?

-É sim.

-Ahh...vi sim. Veio correndo desesperada...

-Desesperada?-interrompeu Lucas,ficando mais apavorado.

-Sim. Mas isso já faz mais ou menos uma hora e meia!

-Ahh...tá. Muito obrigado,Xavier. Tchau!!-despediu-se o garoto,revelando em seu tom de voz sua preocupação.

Lucas,portanto,saiu correndo dali,fazendo o segurança se assustar com a saída repentina do garoto. O garoto nem sabia que havia feito falta de educação com o moço,realmente só pensava na sua amiga. E ela estivesse em perigo? O menino acelerou os passos,à procura de sua amiga.Mesmo que estivesse cansado, não queria parar e nem desacelerou os seus passos ao longo da corrida. Continuava a acelerar cada vez mais. Queria apenas encontrar sua amiga e somente isso. Poderia parecer exagero para um desconhecido se o olhasse e soubesse o motivo de tanta euforia,mas para quem conhecia Laís,sabia muito bem que ela nunca ficava sozinha e raramente não ficava na companhia de Lucas,mesmo que se fosse pelo celular.

Correu mais umas 2 quadras e NADA!! Oque havia lhe ocorrido? Continuou à correr. Acelerou ainda mais os passos...porque ela ainda não aparecia? Começou a desesperar-se. E se ela tivesse sido sequestrada? Mas negou a hipótese com a cabeça, pois os sequestradores costumam sequestrar suas vítimas à noite e ainda estava 5:30 da tarde,mas mesmo assim poderia ter um louco qualquer que sequestrasse sem ter cuidado em deixar ter testemunhas do caso.

Correu mais 3 quadras,mas parou de ocorrer quando ouviu barulhos. Eram de uma CONVERSA! Sorriu e mesmo cansado andou mais uma quadra da rua. Ali estava Laís,escondendo atrás de uma parede,somente com a cabeça à vista,olhando atentamente para algo. Dera um sorriso encantador. Finalmente sua preocupação havia ido embora e ela estava em segurança. Pensou ir até ela,mas desistiu da ideia ao ver Vítor e uma garota qualquer conversando. Arqueou as sombrancelhas. Será que eram namorados ou alguma coisa do tipo?,pois Vítor era muito popular entre as garotas do colégio. Começou a ficar preocupado,mas não tão preocupado como antes.Como consequência,entreolhou Laís, Vítor e a suposta namorada dele. Se tivessem alguma demonstração de afeto,provavelmente Laís ficaria arrasada. Não queria vê-la assim,na verdade,não queria ver ninguém assim,pois sabia como era ruim esse sentimento.

-Sabe que eu fiquei com vontade de fazer uma coisa no cinema?-Lucas ouviu Vítor perguntar não tão nítido,pois estava um pouco longe.

-Oque?

-Isso.

Vítor havia a beijado.Nessa mesma hora,Lucas se arrepiou e arregalou os olhos. Laís tinha visto uma demonstração de afeto dos dois. Ele engoliu o seco e logo em seguida olhou para Laís. A garota estava contorcida e suas mãos tocavam agressivamente a parede. Mesmo não podendo ver seu rosto,podia perceber claramente que sua amiga estava desapontada e triste. 

-Bem...vou te levar para casa!-falou Vítor para a sua suposta namorada.

-Obrigada.

O garoto apenas olhou para a sua amiga. Ela não estava mais olhando para o "casal". Estava somente de frente à parede. De repente,o menino sentiu uma gota de água cair em sua cabeça. Apenas olhou para cima. Estava no início da noite. Do céu pingava pequenas gotas de chuva,que transmitia um ar mais triste para aquela situação. Voltou aos olhos a sua amiga.

Laís havia virado e começado a correr dali. Seu lindo e delicado rosto estava enxarcado,mas não por causa da chuva e sim de suas lágrimas que pareciam nunca parar de cair.Assim como seu nariz, seus olhos estavam vermelhos e dele saiam lágrimas que teimavam em cair. 

Lucas sentiu imensa tristeza ao vê-la naquele estado. Por que tinha que sofrer tanto por causa de um garoto? Ele é só mais um,nesse planeta gigante que vivemos! Apenas olhou com um olhar tristonho e com os olhos cheio d'aguá para a sua amiga. Podia sentir sua dor,seu desapontamento,sua aflição e a sua tristeza imensa. 

Quando a garota passou por ele,parecia que o tempo havia parado. A cruzada de seus olhos,mesmo rápida no tempo real,foi agoniante. O olhar dela havia revelado a tristeza que ela sentia e o quanto seu coração estava ferido. Mas parecia que a menina não havia se importado com a presença de seu amigo e apenas continuou à correr como senão houvesse o amanhã.

O menino apenas acompanhou com os olhos a corrida dela,com um olhar tristonho sobre ela. Logo depois de uns 2 minutos,perdera a garota de vista. Suspirou. Assim poderia jogar sua tristeza que sentia para o gás carbônico que saía de sua boca. Olhou para cima e observou os pingos de chuva que teimavam em cair. Laís não poderia ficar sozinha. Precisava de alguém para confortá-la. Seguindo os seus instintos,abriu sua mochila e dela pegou um guarda-chuva preto. Depois,fechou a mochila e começou a correr,em busca de Laís.

Correu por muito tempo,até ver um local fechado com um toldo. Laís estava nele,olhando para o nada. Lucas suspirou novamente e andou até o lugar,ficando debaixo do toldo.

-Laís...

-Lucas?-surpreendera ela,com a presença de Lucas.

-Não importa oque acontecer,eu sempre vou estar do seu lado e do mesmo jeito que você cuidou de mim,eu cuidarei de você.-prometou Lucas,em um tom simpático,abraçando Laís,segurando o guarda-chuva pela mão direita.

-Obrigada.-falou Laís,depois de ser abraçada,sorrindo.

Lucas sorrira ao ver sorriso de Laís. Estava tão contente por ela voltar a sorrir como sempre faz.

-É uma promessa. Como sinal de que vou cumpri-la,toma o guarda-chuva!-falou ele risonho,lhe entregando o guarda-chuva-Tchau!

-Tchau!-despediu ela sorridente,acenando.

Lucas,então,saiu correndo dali,tampando a sua cabeça. Laís sorrira. Lucas,realmente,era o melhor amigo de todos!





Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...