História Além da morte (Degel X Kardia) - Capítulo 3


Postado
Categorias Saint Seiya
Tags Camus X Milo, Dégel X Kardia
Visualizações 39
Palavras 900
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ainda no início do cap é Degel a narrar e preparem-se para o que vem ai

Capítulo 3 - O fim da felicidade


No dia seguinte eu não parava de pensar daquele beijo e queria ter sabido que sensação era aquela no meu peito. Foi tão doloroso quando Kardia foi embora pois o meu peito apertou.

Bom estava na cozinha a comer e com aqueles pensamentos na cabeça e de repente fui retirado dos meus pensamentos com a voz do Camus

- imao tá a pesa no que?

Corei um pouco com o cometário de camus não sei porquê

- n-nada Camy.

Vi a minha mãe que estava à porta e arqueou a sobrancelha

- Degel posso falar contigo?

- claro mãe.

Levantei- me dá cadeira da cozinha e segui a minha mãe até à sala. Ela sentou-se no grande sofá branco da sala

- sente-se Degel Clamont Versailles Aquárius.- pediu gentilmente mesmo eu sabendo que quando ela me chama pelo meu nome completo e fiz asneira.

Sentei-me ao lado dela.

- o que queria falar?

- Degel eu vou te contar algo

- o que? - perguntei curioso.

- bom há muito tempo quando tinha a sua idade eu também tive um melhor amigo. E não não era seu pai ele era diferente.

- e o que isso tem haver comigo?

- filho eu vi o beijo ontem

Oi? A minha mãe estava a nós observar?

- mãe eu posso explicar.- disse nervoso.

- não precisa explicar e esse sentimento que estas a sentir é amor e não simples estar apaixonado e sim amor de verdade e esses sentimentos vão além da amizade mas........

Tem de ter sempre um mas nas conversas da minha mãe Serafina.

- nada esquce meu filho.- disse alevantando-se do sofá.- até mais tarde filho vou para o trabalho.

Ela saiu mas antes de sair beijou a minha testa e a de Camus e eu fiquei a pensar nesse sentimento chamado amor...... Queria voltar a senti-lo........ Sentir o corpo de Kardia perto como ontem, hey Degel pode parar? Sabem que mais? Vou dormir

Degel Off:

Entretanto na casa da família de Kardia, uma casa situada noutra cidade da Grécia numa casa normal tudo estava normal bom tudo menos o coração de Kardia que estava doído. E o dono desse coração não parava de um lado para o outro

- merda, merda, merda.- dizia Kardia.- porque o beijei? Não posso negar que não o amo mas também Degel é muito inocentes e não sabe nada sobre isso MERDA.

De repente a porta do quarto onde Kardia estava fora aberta por Milo, o irmão mais novo de Kardia. Tinha cabelos louros, olhos azuis e pele morena.

- mano, tá tudo bem?

- n-nao....... E-eu...........

- o que aconteceu? - perguntou preocupado

- Milo Asker Angelis Scorpius queres mesmo saber?

O menor assentiu com a cabeça

- eu beijei meu melhor amigo porque eu

- o imao o ama?

Kardia corou forte

- não diga nada imao.- disse Milo sorrindo fofo.

- se calhar errei Degel é muito inocente..... Eu.........

- Kardia e Milo temos de sair.- disse o pai.

Os meninos desceram as escadas e entraram no carro com o pai, o senhor Escarlate.

Horas depois....

Depois de algumas horas de viagem algo aconteceu e o carro bateu por algum motivo num caixão como se alguém tivesse feito de propósito e fazendo Escarlate e os filhos sofrerem um grave acidente e algumas pessoas que lá passaram os levaram ao hospital de emergência

Na casa de degel.....

Serafina acabara de voltar umas das suas colegas de trabalho ligou e ela chegou a casa a chorar

- mãe que foi? - perguntou degel ao ver a sua mãe

- o pai de Kardia, Kardia e Milo.......- começou a mulher a soluçar.- tiveram um acidente.

Isso foi como uma facada no peito de Degel e ele sabia no que ia dar que deveria ter sido um acidente grave

- mãe preciso ve-lo antes que......

- eu sei ele está no fim da vida mas ele pediu para te ver o mesmo em relação a Camus sobre milo

Depois de alguns minutos eles poseram-se a caminho

No hospital.....

Kardia On:

Estava demadiado fraco e a morte já estava a chegar a única coisa que queria era falar tudo é ver por uma última vez Degel 

Passaram alguns minutos e finalmente ele apareceu mas os meus olhos já estavam pesados e as mãos geladas.

A porta abriu e o vi cabisbaixo e com lágrimas nos olhos. Ele aproximou-se e sentou na cadeira peto, muito perto da cama e mesmo fraco sentei-me

- o-i.- disse ele de cabeça baixa.

Peguei a mão dele e a segurei forte entrelaçando os nossos dedos.

- hey não fique assim........... - disse o puxando para cima da cama e o abraçando.- estarei sempre aqui........... Do teu lado mesmo alem da norte nunca esqueça disso

Ele retribuiu o abraço e chorou bastante e comecei a ficar tonto mas antes de morrer tenho de lhe dizer..... Então separei o abraço e fiquei no rosto dele mesmo a visão.......

Kardia Off:

Mesmo com a visão turva e morrendo naquele instante e tinha de o dizer. Então deiou-se segurando na mão dele firme e disse.

- Degel Aquarius, Eu amo-te!

Então fechou os olhos e nesse instante morreu........

Ao vê-lo morrer Degel chorou muito mas mesmo muito e gritou várias vezes o seu nome desesperwdwn

Como vêm o destino pode mudar muitas vezes é pode nos pregar partidas, agora o que será de Degel'?

Contínua......


Notas Finais


E aqui tudo acabou para Degel ou será que não?
O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...