1. Spirit Fanfics >
  2. Além Da Sedução (Imagine duplo) XiuMin e BaekHyun. >
  3. Partitura 03

História Além Da Sedução (Imagine duplo) XiuMin e BaekHyun. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês meus amores.
Não revisado!!
Espero que gostem.
Boa leitura nini's♡

Capítulo 3 - Partitura 03


Fanfic / Fanfiction Além Da Sedução (Imagine duplo) XiuMin e BaekHyun. - Capítulo 3 - Partitura 03

Naquela noite durante o jantar mamãe comentou com papai sobre meu progresso e ele me parabenizou contente pois poderia me exibir para os seus amigos esnobes, depois de comermos a sobremesa ainda lhe mostrei como havia progredido, tocando uma das canções mais fáceis que MinSeok estava me fazendo decorar. Eu sei, é meio estranho uma mulher de vinte e dois anos ainda morar com os pai e ser bancada e paparicada por eles o tempo todo, mas eles só tinham a mim, por isso faziam de tudo para me manter sempre em casa, de preferência de baixo das asas deles onde podiam ficar de olho em mim vinte e quatro horas para que não fizesse nenhuma besteira. Mas como eu tinha uma vida boa, não reclamava.

Já em meu quarto e com o celular no ouvido conversava com MoMo, sussurrava na verdade para que meus pais não ouvissem que o nosso único e principal assunto  era o homem mais gostoso que conhecíamos. Kim MinSeok, apenas pensar nele e dizer seu nome fazia meu corpo queimar. Eu precisava perder esse cabaço que me assombrava e queria que fosse com ele, mesmo que o dito fosse "casado"!

— Ele está saindo de casa agora, MoMo — Eu falava, tinha entrado em meu segundo emprego, a detetive S|N estava na área.

— A esposa de mentira está com ele?

— Não, ele está saindo sozinho.

Na verdade fazia alguns dias que eu não a via, não sei o que tinha acontecido com a dita cuja mas eu não me importava com ela, sim com seu marido gato, pedaço de mal caminho no qual eu estava me perdendo.

— Você é uma detetive fuleira!

Abri a boca incrédula, queria gritar com minha amiga mas não podia fazer isso pois meus pais viriam até meu quarto perguntar o que estava acontecendo.

— Omo? Não sou fuleira. — Cochichei e a garota do outro lado da linha gargalhou e mesmo sem estar em sua casa sabia que ela tinha se jogado sobre sua cama.

— Onde… Onde será que ele está indo uma hora dessas?

— Não sei MoMo, mas deve ser algum lugar bem despojado — Suspirei ainda olhando através do binóculo — Ele está um gato selvagem — Passei a língua sobre os lábios.

— Cuidado!

— Cuidado com o que?

— Ele pode ser totalmente o contrário do que imaginamos — MoMo bocejou do outro lado da linha — Tenho que dormir agora. Princesa! — Disse rindo lembrando-me da primeira vez que MinSeok me chamou assim. Fiz um biquinho, queria continuar falando com ela, mas entendia seu lado e também já estava tarde pra um cacete! O que me fez pensar pra onde Kim MinSeok estava indo a uma hora dessas? Não por causa do cacete, que? Estava pensando devido a hora.

— Até amanhã unnie, boa noite e sonhe com os oppas dos dramas — Mordi o lábio segurando o sorriso quando ouvi novamente mais uma gargalhada da mais velha.

— Boa noite agassi!

— Aigoo, já disse pra não me chamar assim. — Fiz bico.

— Está fazendo bico, agassi?

— Aniyo — Ainda fazia um bico mas ela não podia ver mais com toda certeza podia imaginar pois, MoMo me conhecia melhor do que eu mesma.

Permanecemos conversando por mais alguns minutos até que ela parou de falar do nada, desejei poder gritar porque sabia que a louca havia dormido com o celular na mão. Na minha mente ainda se passou um plano maligno pra descontar porque a outra havia me deixado falando sozinha, mas se eu fizesse isso quem pagaria o pato de pois seria eu. Então encerrei a ligação mas permaneci alguns minutos na janela antes de ir pra cama.

Acabei vendo algo suspeito, a esposa de MinSeok saia da casa deles bem arrumada, ela usava um vestido vermelho e casaco preto, o cabelo liso estava solto sem o seu habitual rabo de cavalo, saltos altos e uma maquiagem extravagante. Se eu fosse como minha mãe e suas amigas diria que ela era uma Jezabel! Era desse jeito que elas chamavam as mulheres perdidas que traem seus maridos ou que eram mulheres da noite, mulheres que gostavam da libertinagem. Mas como eu não era não é, apenas fiquei bisbilhotando a vida dela.

Um homem saiu do carro que esperava a mulher, ele era alto e bonito, não tanto quanto o MinSeok oppa, mais ele era bonito isso era inegável.

Os dois trocaram beijos antes de entrar no carro e sumir noite adentro. Meu querido professor estava sendo traído? Coloquei as mãos sobre a boca incrédula que aquela mulher seria capaz disso com um homem como Minseok em casa? Ela precisava realmente fazer aquilo?

Tudo bem que eu não sabia da rotina deles dentro das quatro paredes de sua casa, mais aí a trair o marido? Isso já era algo demasiado pesado!

[••••]

Tardei em dormir aquela noite, acordei algumas vezes completamente molhada e o causador disso era ele, aquele gato sedutor que não saia da minha mente.

Era sábado de manhã, mamãe tinha me dado alguns trocados para que eu fosse até o mercado comprar algumas coisas que faltavam para preparar o almoço.

Andei até o mercadinho no fim da rua, entrei no local tratando de pegar uma cestinha e seguir pelos corredores onde encontraria as coisas que eu precisaria levar pra casa.

E lá estava eu olhando aquilo e rezando pra Deus não me deixar fazer uma merda! O maldito pacote da marca de macarrão da que minha mãe queria e sempre usava estava na prateleira de cima e eu com meus míseros 1.60 nunca conseguiria alcançar.

Fudeu!

— Seja o que quiser senhor. — Fiquei na ponta dos pés esticando a mão mas um braço mais comprido que o meu passou por cima da minha cabeça pegando o pacote de macarrão pra mim.

— Aqui, princesa!

Só uma uma pessoa no mundo que me chama de princesa com aquele tom malicioso. Virei rápido chocando meu rosto com o peitoral duro do Senhor Kim. Foi inevitável nosso contato, minhas mãos automaticamente tocaram seu corpo rígido e sarado, aquele cheiro amadeirado invadiu minhas narinas mas eu estava tão chocada que dei um passo pra trás batendo minhas costas na bendita prateleira… E se eu não queria fazer merda antes, agora era tarde demais.

Aquela chuva de variados tipos de pacotes de macarrão começaram a cair sobre mim, me encolhi fechando meus olhos mas por incrível que pareça não fui atingida por nenhum deles.

De repente ouvi MinSeok gemer, abri apenas um dos olhos olhando pra cima. Ele estava com um dos braços sobre sua cabeça e seu corpo estava colado no meu, praticamente em cima do meu na verdade, enquanto nos protegia.

Mordi o lábio assim que aqueles olhos se direcionaram a mim e ele sorriu quando tudo acabou num monte de pacotes de macarrão espalhados.

— Você está bem, princesa?

Assenti sem nenhuma voz, apenas balançando a cabeça como uma marionete.

— S|N está tudo bem mesmo? — Levou a mão até meu rosto mas dessa vez não acariciou minha bochecha. Fiquei mais surpresa do que já estava quando seus dedos desenharam meus lábios e ele sussurrou ainda me olhando como um predador:

— Eu queria tanto beijar você — Mordeu o canto da boca se aproximando ainda mais de mim como se isso fosse possível — Eu quero fazer tantas coisas indecentes com você — Seus lábios tocaram meu pescoço me arrepiando inteira.

E já pode me enterrar. Acho que morri! Aqui jaz Park S|N uma virgem nada pura. Causa da morte, Kim MinSeok, o professor de música mais gato que ela já conheceu.

— Senhor… Senhor Kim! — Mordi o lábio apertando meus dedos em sua camisa quando ele selou um beijinho na minha nuca em meio aquele super mercado meio vazio.

Cadê a coragem mulher? Você queria ficar sozinha com o gostosão e agora está amarelando!

— S|N, eu quero tanto te beijar, me deixa provar o gosto dos seus lábios?

— Eu…

— Mas o que está acontecendo aqui! Que porra é essa no meu mercadinho?!

MinSeok bufou e se afastou de mim só para poder encarar o dono do mercadinho, e ele parecia bem irritado.

— Simples, seus funcionários não sabem organizar nada! Se alguém tivesse se machucado? Em!?

— Foi só macarrão!

— Foi só macarrão dessa vez! Mais se fosse na sessão dos alimentos em conserva? E se aquele monte de potes de vidro caíssem sobre ela? Acha que não iria machucar! Me responde?!

Senhor Choi ficou calado, ele não esbravejou ou respondeu a MinSeok, apenas  ficou calado logo saindo para chamar alguém pra arrumar tudo alí.

[••••]

Depois de quase beijo e tumulto no mercadinho terminei de fazer as compras, graças a MinSeok eu não precisei pagar. Foi uma forma do Senhor Choi pedir desculpas pelo acidente que nem culpa dele foi na verdade.

— Senhor Kim, eu já disse que não precisa! — Entortei o bico olhando para ele que carregava as sacolas por mim.

— Porque me chama de Senhor? Semana passada vi você chamando o Byun de Oppa! Eu não sou seu oppa, princesa? — Ele me olhou com aquele sorriso maroto nos lábios, acho que pensava que eu tivesse esquecido as coisas que me disse no mercado o que não era verdade. Esse homem ainda iria fazer eu perder totalmente a cabeça.

— Não sei se posso lhe chamar de oppa. Sua mulher pode não gostar!

— Mais é a mim que você irá chamar, quem tem que gostar de algo sou eu e não ela — Já estávamos em frente a sua casa, parei mas ele continuou andando.

— Ya! Já está em casa! — Fiz ele parar e olhar pra mim — Daqui posso ir sozinha.

MinSeok veio até mim e parou do meu lado, de sua calçada dava a plena visão da minha casa, especificamente da lateral onde ficava meu quarto.

Então como se pensasse em coisas nada puras ele mordeu o canto da boca e sorriu logo em seguida.

— Porque não quer que eu te leve em casa?

— Aniyo! Não é isso… Eu… Eu… Eu só pensei que...

— Ya! Tudo bem. — Fui pega de surpresa mais uma vez, ele segurou meu pulso e continuou andando até a porta da minha casa onde me deixou em frente ao pequeno portão branco. — Até amanhã, princesa. — Dessa vez ganhei um beijo no canto dos lábios o que quase ocasionou na minha morte se eu não lembrasse que mamãe estava me esperando e que podia brigar comigo por causa da demora.

— Até, Oppa — Falei baixinho dando um sorrisinho quando MinSeok olhou pra mim e sorriu de volta juntamente com um aceno.

Alguém me ajuda por favor? Acho que minhas pernas estão moles!


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Até o próximo.
PS: Mudei o nome da fanfc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...