História Além da Vida - Imagine Byun BaekHyun - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Xiumin
Tags Baekhyun, Bruxo, Byun Baekhyun, Drama, Exo, Feiticeiros, Imagine, Imagine Exo, Magia, Romance, Sexo, Universo Alternativo, Violencia, Você
Visualizações 223
Palavras 2.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI MEUS AMORES TUDO BEM COM VCS?

Gente, vocês não sabem o quanto eu estou animada com esse novo enredo. Tão animada que já estou no capítulo cinco kkkk
Eu queria aproveitar para agradecer a todos os favoritos e comentários que vocês deixaram no capítulo anterior. Quando digo que amo muito vocês, é porque eu amo mesmo! ❣

Música da fanfic:

The Chainsmokers - Don't Let Me Down (Remix)

Boa leitura =

Capítulo 2 - Segundo Capítulo.


Fanfic / Fanfiction Além da Vida - Imagine Byun BaekHyun - Capítulo 2 - Segundo Capítulo.

Já não estava mais aguentando aquele barulho todo que não me deixava dormir de jeito algum. Eu estava cansado e queria dormir por pelo menos três horas, mas acontece que o som vindo da casa ao lado, não estava deixando isso ser possível. É claro que eu fiquei com raiva disso, mas me controlava no momento.

Decidi levantar da cama e olhei pela janela do meu quarto o que realmente estava acontecendo em sua casa, mas não vi movimento algum, apenas escutei o som alto. Revirei meus olhos e desci para a sala, observei que Minseok e Rose estavam dançando no centro, ao som daquela música romântica, eu apenas rir e segui até a cozinha, peguei um copo d'água e tomei em seguida. Observei mais uma vez eles dançando bem grudados e seguindo os passos conforme a música tocava, a sincronia estava perfeita e eles dois também. Eu senti inveja por um momento, queria estar assim com a garota que amo, mas isso seria impossível de fazer no momento. Mas espero que um dia isso possa acontecer.

Minseok e Rose se conheceram bem antes que eu e ________. Foi em 1815 quando seus primeiros olhares se cruzaram e até hoje estão juntos, depois de muitos séculos eles ainda continuam com o mesmo amor. Ambos são bruxos e tem poderes fortes como os meus. Minseok mesmo sendo meu irmão mais velho, não se parecemos nada um com o outro. Quem ver pensa que somos apenas amigos, mas se engana a pessoa que pensa dessa forma. Eu e Rose, temos uma amizade forte também, somos como irmãos e isso me ajudou muito, pois agora a amo também. Eu fico admirado que mesmo depois de séculos, eles ainda se amam como no começo e eu fico feliz por ambos.

Eu e _____ não éramos diferentes de nada. Quando se conhecemos ela estava comprando frutas na feira e eu estava com Rose, até que ela desastrada como sempre, esbarrou comigo. Talvez tenha sido o destino ou apenas uma coincidência da vida. Rose me jogou para cima da menina e eu a acompanhei até sua casa, e depois desse dia passamos a se encontrar mais vezes até o nosso amor aparecer e então ela roubar meu coração de uma forma tão misteriosa. Claro que até hoje, meu coração ainda continua sendo dela e sempre será. Até meu último suspiro de vida! Ela é a pessoa que mais amo na face da terra.

Depois que a música romântica acabou, eles dois se beijaram e se soltaram sorridentes. Mas ainda estavam de mãos dadas, caminharam para onde eu estava e foram tomar água também. Estendi o copo para Minseok que pegou e tomou um pouco da água junto com sua noiva.

— Pelo menos ela tem bom gosto para música. —Minseok disse e eu sorri de lado. — Ed Sheeran é o melhor cantor romântico que existe. E Perfect é uma música perfeita. — gargalhamos com sua resposta.

— Já fazia um tempo que eu não dançava tão bem como agora, eu senti falta disso. Graças a _____ agora podemos dançar todos os dias, não é amor? — meu irmão assentiu e puxou a cintura da mulher para mais perto de si.

— Por outro lado eu só queria dormir, mas esse som não está deixando.

— Espere um pouco, ela só deve está arrumando a casa enquanto escuta essas lindas músicas.

Assenti e então me sentei no sofá, prestei atenção na letra da música e percebi que ela realmente é muito bonita. Combinou muito com a garota, ela é perfeita em meus olhos.

— Baekhyun, a gente queria te dizer uma coisa antes de tudo. — prestei atenção neles e me sentei mais para o lado, deixando um espaço para sentarem junto a mim. — É sobre ela.

— Bem, podem falar então! Estou ouvindo.

— Você sabe que desde antes, eu e _____ temos uma comunicação perfeita. Eu sempre sabia dela e tudo que fazia. Agora não é diferente, eu ainda sinto ela é isso está ficando mais forte que antes, é claro que é ótimo mas aconteceu algumas coisas com ela.

— Eu não estou entendendo onde quer chegar com isso, Rose.

— A ______, ela tem um namorado agora Baekhyun. — encarei Rose que falava um pouco nervosa. — E ele está na casa dela no momento, por isso está tocando essa música. Parecem que estão ensaiando para uma festa que terá no fim deste mês.

— Rose também me disse que ela gosta muito dele.

— Vocês estão brincando não é? Eu não consigo acreditar que ela esteja namorando outra pessoa agora. Isso é mentira, ela não está com outro. — levantei do sofá e caminhei para as escadas, presenciando meus olhos se encheram de lágrimas.

— Baekhyun espera… o que você vai fazer? — ignorei completamente Minseok e entrei no meu quarto. Voltei para perto da janela e reparei que a do seu quarto estava aberta no momento. Meus olhos foram de encontro a ela e o garoto que estavam dançando sorridentes. Eles estavam tão felizes dançando aquela música e tão pertos um do outro.

Eu tentei, mas não consegui quando a raiva tomou conta de meu corpo. Eu não Entendia isso, eu passei tantos anos esperando por ela e quando a encontro ela está amando outra pessoa. Está tão feliz ao seu lado, e seu sorriso é tão angelical. Seus rosto estavam próximos e o garoto se aproveitou para beijá-la. Depois de ver isso, meu coração parecia ter se partido em cinco pedaços, mas a raiva estava maior. Fechei meus olhos e contei até três, mas não queria deixar assim. Usei minha magia e fiz com que o registro de sua energia parasse e então o silêncio se fez presente e sua casa escureceu. Assim seria melhor!

Voltei a olhar para sua casa e agora ela estava tentando saber o que havia acontecido, e o garoto deixou seu quarto. Fechei a janela do quarto e voltei para minha cama, eu não quero e não posso chorar por isso. Não vou fazer isso, então seja forte Baekhyun. Ela pode está com outra pessoa agora, mas eu sei que vou conseguir conquistá-la aos poucos. Eu só preciso de um tempo…

— Essa dor é insuportável. — comentei baixinho e fui fechando meus olhos aos poucos. Eu precisava dormir agora e me acalmar um pouco.

****

Depois que acordei, percebi que não havia mais barulhos em sua casa e sim um silêncio grande. Eu estava sentado no sofá da sala agora, tomando um pouco de whisky que estava na estante. Eu precisava relaxar um pouco e essa era a única forma de me deixar assim, já que a outra solução eu não posso ter ao meu lado. Claro que eu não poderia tê-la aqui comigo, a menina agora ama outra pessoa, está com outro, namora outra pessoa. Pensar dessa forma me deixa completamente raivoso, a garota que amo nos braços de outra pessoa. Isso é demais pra mim e meu coração.

Mesmo que não seja um humano, eu crio sentimentos e sei sofrer também. Eu posso ser uma pessoa ruim, mas quando me machucam, meu coração é destruído em pedaços, pedaços pequenos que precisam ser juntados depois. Mas agora eu não quero juntar esses pedaços, quero que fique da forma que está e que sofra mais um pouco. Eu precisa aprender o quanto amar uma pessoa dói também, preciso aprender que ninguém é como pensamos e acima de tudo, preciso aprender que uma hora não existirá mais amor em uma relação.

— Será que isso é difícil de aprender, coração? — suspirei um longo tempo antes de colocar um pouco mais de whisky no meu copo.

— Está bebendo? — escutei Minseok falar e sentar ao meu lado. Estendi o vidro da bebida para ele que pegou em seguida e serviu no copo ao seu lado. — Eu não te vejo bebendo a muito tempo.

— Eu só senti vontade de beber… — olhei para ele em rabo de olho e o vi se aproximando mais um pouco de mim. Colocou sua mão em meus ombros e tirou em seguida.

— Baekhyun, você está quente. — suas mãos foram para minha testa e sentiram minha temperatura. — Você precisa tomar um remédio.

— Tudo bem Minseok, eu consigo me cuidar sozinho. — suspirei e voltei a tomar um gole da bebida novamente. — Não é nada demais.

— Não tem mais remédios na gaveta e você não vai usar magia para isso. Da última vez ficou uma semana sem conseguir se levantar.

— Isso foi a muito tempo e eu não sabia que era proibido usar magia em você mesmo. — deixei o copo ao lado da bebida e comecei a olhar para o nada. Eu não estava nem um pouco afim de me cuidar, se dependesse de mim eu ficaria assim para sempre.

— A vizinha deve ter algum remédio. Você quer que eu vá pedir um pouco para você?

— Eu já disse que está tudo bem comigo.

— Não está não. Olha sua situação! Vamos, eu vou pedir o remédio ou você vai? — levantou do sofá e ficou em minha frente.

— Você vai.

— Então vá você até lá. Eu vou fazer um chá enquanto isso. — eu sei que ele fez isso de propósito, qual parte ele não entendeu? — Vamos Baekhyun, levanta-se e vai pedir um remédio que possa fazer sua febre passar.

Levantei do sofá e caminhei até a porta de casa, abri a mesma e saiu para fora após. Passei a pista e me aproximei de sua casa, estava silêncio lá dentro e eu não sabia se tocava a campainha ou não. Talvez não esteja ninguém em casa no momento e isso seria bom, eu não quero ver ela nesse momento. Não depois do que eu vi…

— Oi Baekhyun. — virei rápido para meu lado direito e observei ela na outra ponta. Sorriu e acenou pra mim. — Aconteceu alguma coisa?

— Você por acaso tem algum remédio para febre? — comentei um pouco seco e ela assentiu. Tirou as chaves de seu bolso e passou por mim, indo até sua casa.

— Você está doente? É algo sério?

— Não é pra mim, mais para meu irmão. — menti, só que era bem necessário agora. Como havia falado, eu não queria falar muito com a menina. Mas ela parecia não entender isso, pois parou de abrir sua porta e caminhou até onde eu estava. Colocou suas mãos em minha testa e sentiu minha temperatura, mas eu tirei rapidamente.

— Calma, eu só estava conferindo se era para seu irmão, mas parece que mentiu. E você mente muito mal, Baekhyun. — ela riu e eu revirei meus olhos.

— Você tem o remédio ou não?

— Eu tenho, espere um pouco. — revirou seus olhos e voltou para a porta, abriu a mesma e entrou na casa. — Entre Baekhyun, não fique fora de casa sozinho.

_____ gritou de dentro da casa mas eu ignorei ela completamente. Não quero entrar em sua casa e muito menos falar com ela, eu vim aqui obrigado. Eu nao entendi o motivo de ter adoecido de uma hora para a outra, eu estava bem a dez horas atrás e agora já estava doente sem saber o motivo disso ter acontecido.

— Como você está muito quente, esse aqui vai te ajudar. Ele ameniza rápido as dores, mas você vai ficar com um pouco de sono. — me entregou a cartela e sorriu em seguida. — Se cuida Baekhyun.

— Obrigado. — peguei o remédio de suas mãos e dei as costas para a menina depois.

— Me fale caso melhorar. — caminhei para a casa e entrei em seguida. Percebi que Minseok e Rose estavam na cozinha e eles me olhavam com uma cara estranho e eu não entendi o motivo disso.

— Sério que você tinha que tratar ela desse jeito?

— Sério que ela tinha que machucar meus sentimentos assim? — respondi ele que ficou sério. Peguei um copo de água e peguei dois dos remédios para tomar. — E eu ainda fiquei doente por causa dela. Eu faço tantas coisas por ela, e no fim eu quem saiu machucado.

— Baekhyun, ela não sabe quem é você.

— E eu também não sabia que ela tinha um namorado e que por incrível que pareça, ela ama muito ele. Coincidência não é? — tomei os remédios e deixei o copo na pia. Passei por eles e fui subindo as escadas aos poucos.

— Dorme mais um pouco, amanhã você vai ficar melhor e sua dor vai passar um pouco.

Ignorei suas respostas e fui para meu quarto, me joguei na cama e esperei até meu sono chegar. Eu quero que essa dor passe e que eu fiquei melhor logo, eu não mereço sofrer assim. Não mereço mesmo!


Notas Finais


LINK DA MÚSICA: https://youtu.be/s8XIgR5OGJc
Ouçam até o fim, baixem a música, olhem a tradução e escutem sempre que sair capítulos novos 💓❣

E não esqueçam de comentar por favor. É importante pra mim! ❣❤

Perfil: @Sweetback


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...