1. Spirit Fanfics >
  2. Além das câmeras. >
  3. Quem é você?

História Além das câmeras. - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oii dengos, tudo bem?


Boa leitura!!!

Capítulo 8 - Quem é você?


Saí disposta a ir procurar Sakura em casa, mas acabei encontrando a Haruno no caminho. Ela, Ino, Shikamaru, Sai, Chouji e mais um grupinho conversavam na pracinha, me aproximei deles.

-Com licença, meninos, será que posso roubar a Sakura um pouquinho?- A rosada sorriu segurando meu braço, então me despedi dos outros a levando comigo para uma rua com pouquíssimo movimento.- Que fotos são aquelas?- Tirei sua mão do meu braço e a coloquei-a em minha frente.

-Ah.. então a senpai gostou…?- Seu rosto corou e ela desviou o olhar do meu.

-Sakura.- Respirei fundo para não ser grossa com ela.- Você sabe que aquelas fotos podem me deixar encrencada né?- Dessa vez um biquinho se fez em sua face.- Você é menor de idade, se alguém souber poderia me denunciar por pornografia infantil.- Suspirei colocando a mão em minha têmpora.

-M-mas ninguém vai saber.

-Mas você ainda continua sendo uma criança.

-Eu não sou uma criança, faço dezoito daqui a umas semanas.

-Então poderia ter esperado essas semanas…- Um sorriso apareceu em seus lábios.

-Então gostou?- Sakura pegou minha mão a tocando em sua íntima por cima da legging que usava e aproximou bem nossos corpos.

-Isso não vem ao caso.- Hesitei em me afastar, porém só certifiquei de que não havia ninguém ali por perto. O comércio mais próximo era na próxima esquina e nessa hora a maioria estariam em missão e as crianças em aula.

-Você se tocou senpai?

-Não.- Puxei minha mão, mas apesar da idade a guria era mais forte que eu… e sinceramente queria ver até onde iríamos.

-Ah poxa… jurava que ia te pelo menos um pouco excitada.- Sua voz realmente estava desapontada e sua mão afrouxou sobre meu pulso. Curvei meu dedo tocando mais firmemente sua intimidade e a Haruno suspirou alto. A puxei contra meu peito figindo um abraço.

-Agora você vai ser uma boa garota e não vai fazer mais essas coisas, né Saky?- Deslizei minha mão para dentro de sua roupa ainda atenta sobre o movimento na rua, apenas um gato passava por ali.- Certo?- Penetrei um dedo em sua vagina molhada.

-C-certo.- Sakura fechou os olhos gemendo baixinho em meu ouvido enquanto eu a tocava. Desabotoei dois botōes se sua blusa e afastei o sutiã tocando sua pele macia.- S-se alguém ver?

-Essa é a vantagem de ter um rinnegan… mas se não quiser eu paro.

-Não! Por favor mommy…- Arqueei a sobrancelha lembrando da conversa que tive momento antes com as meninas, não acredito que vim dar uma bronca na garota e agora tô a masturbando no meio da rua, não tô no meu normal… e não sou nenhuma mommy kink, mas confesso que achei excitante ela falar assim tão submissa. Pus um de seus seios para fora logo em seguida em minha boca deixando-o marcado por inteiro, a Haruno tentava segurar o gemidos e puxava meu cabelo.

-Desculpa não poder terminar.- Lhe dei um selinho, lambi meus dedos e ajeitei suas roupas.

-Po-por que?- Nesse momento Naruto chegou chamando a Haruno para uma missão.

-Por isso. Estamos conversadas. Tchau garotos.- Saí como se nada tivesse acontecido.

-Amanda-chan.

-P*ta que pariu.- Saltei a quase um metro de distância quando alguém me cutucou as costas.- Quer me matar Gaara?!- Abracei meu amigo, que por milagre retribuiu.

-Quem se assusta fácil é porque tá aprontando.- Gaara cruzou os braços me encarando, como meu melhor amigo ele sabia que tinha alguma coisa.

-Não sei do que tá falando.- Dei um sorriso de canto.

-Pois eu vi tudo que aconteceu agora a pouco, com o terceiro olho.- E como sua melhor amiga sabia que o ruivo estava blefando.

-Ótimo então nem preciso contar.- Seu semblante ficou sério e eu ri de sua cara.- Veio fazer o que aqui? Visitar a Emiko?- Gaara parou subitamente.

-Por favor fala que ela está em missão.- Ri da sua cara de aterrorizado e o puxei para que caminhe novamente.

-Para de drama.

-Não é drama, é trauma… e estou aqui em missão. Inclusive preciso ir antes que me atrase, nos encontramos no bar de sempre? Leve seu novo grupo, fiquei sabendo que tá de time novo, vou te apresentar a alguém também.

-Claro, até mais.

Quando cheguei em casa as meninas já haviam ido embora, só tinha um bilhetinho em cima da cama escrito.

Olá senpai, arrumamos a bagunça que fizemos na sua ausência, a Emiko acabou queimando a pizza, não sei como, e ficamos todas com fome, mas agradeço a intenção.

A Júlia perdeu sua chave ontem então eu fiz uma cópia de madeira, espero que não se importe, me desfarei dela depois que trancarmos a porta. Passei uma noite agradável e gostaria de me desculpar por ter feito a senhora me dar banho… hihi.

Beijos Senju Luiza!

Li o bilhete que Luiza deixou e o guardei, aquela criança era realmente fofa, mas o que não saía da minha cabeça era os gemidos de outra criança. Eu sei isso soou errado, porque é errado. Mesmo assim destranquei a gaveta onde havia guardado as fotos e resolvi terminar de olhar antes de jogar fora, afinal presentes a gente não recusa.

 

Quebra de tempo.

 

Malu on~

 

-Ei sua amiga é louca? Precisava me expulsar daquele jeito?- Itachi se jogou na minha cama completamente indignado.

-Ah Tachi, até que dá pra entendê-la, era seu aniversário e a gente deixou tudo um caos.- Sentei suas costas massageando seus ombros.

-Certo… ei quero te apresentar a uma pessoa importante pra mim, podemos sair hoje?

-É… não são seus pais né? Porque assim eu não quero me comprometer nem nada…

-Não maluca.- O Uchiha sorriu e se virou me dando um beijo.- É um amigo.

Malu of~

Stéfany on~

 

-Fany a gente precisa conversar sobre ontem…

-Fala.- Sentei na cadeira a frente do Hatake, ele já havia pedido meu sabor de milkshake favorito.

-É que… pra mim não rola isso de ser amigos que transam.- Kakashi suspirou.- E eu preservo muito nossa amizade, mas por outro lado…

-Então vamos continuar só transando?- Kakashi arregalou os olhos.

-Eu falaria de uma forma mais carinhosa, mas sim.

-Agora?

-Vamos.- Saímos deixando o dinheiro dos sorvetes mal mexidos sobre a mesa.

Stéfany of~

Luiza on~

 

-Se divertiu muito na festa ontem querida?- Tio Hashi me perguntou enquanto colhíamos algumas ervas medicinais em seu jardim. Estava morrendo de vergonha de meus tios por causa do “strip” e também por causa de um boquete que eu meio que presenciei.

-Sim.- Podia sentir minhas bochechas ferverem.- E o senhor? Aposto que se divertiu.- O moreno deu seu lindo sorriso e apenas concordou com a cabeça nesse instante tio Tobi apareceu com as cestas.

-Do que tanto riem?

-Segredo nosso.- Tio Hashirama colocou as ervas na cesta e foi em direção a casa.- Eu preparo os medicamentos e vocês organizam as coisas aqui fora, depois tranquem o jardim.

-Eiii porque o senhor fica com o mais fácil?- Falei “brava”.

-Fazer medicamentos não é fácil. Ele respondeu no mesmo tom.

-É sim quando se tem a receita.

-Não estou ouvindo…

-Puff, como a gente ainda suporta ele?- Sorri catando as ervas daninha que se misturavam as outras medicinais.- Que cara é essa?

-Do que estavam falando?- Tobirama começou a me ajudar.

-Da festa de ontem.- Torci para que meu rosto não corasse.

-E o que teve de tão interessante?- Arragalei os olhos?- Eu vim embora cedo.- NÃO ACREDITO HAHA. Ufa aí Rikudou está do meu lado.

-Nada demais… tio Hashi ficou com uma de minhas amigas.- Bem não estava mentindo..

-Com a Uchiha?- Logo o vi franzir o cenho.

-Sim, mas a Emiko é uma Uchiha muito legal.

-Uchihas são todos iguais.

-Não ela.- Ele revirou os olhos e já ia se afastando, mas o impedi.- Ela até me incentivou num romance proibido…- Seus olhos dilataram quando o empurrei contra uma árvore e dei um beijo no canto da boca.

-Lu sua mãe…

-Ela não está aqui e eu sou grandinha o suficiente para escolher o que quero.- Nem foi preciso muita insistência para conseguir seus beijos.

Luiza of~

-Na casa da Júlia.-

-Anda levanta.- Puxava a ruiva pelo braço.

-Eu não quero ir.- Sua voz era de choro e preguiça.- Eu quero, mas eu não consigo, tá doendo sabia?

-Quem mandou ser gulosa e querer dois de uma vez? Vaaaaaiii Jú é o Gaara... o nosso Gaarinha. Tem sei lá, seis meses que a gente não o vê?- Fiz voz piedosa, sabia bem apelar para o seu emocional.

-Tá tá… só porque é para o nosso bebê.- Júlia levantou com dificuldade arrastando-se para o banheiro enquanto eu vasculhava seu guarda-roupa em busca de qual roupa eu iria roub-... digo pegar emprestado.

-Indo para o bar.-

-Gente que milagre a Emiko não está atrasada hoje?- Fany a provocou, mas a Uchiha estava tão alegre que nem deu importância. Dois milagre em uma noite só.

-O nome desse milagre é Sabaku no Gaara.- Júlia a cutucou e eu ri abafado. 

-Nada haver.- A Uchiha ajeitou o cabelo atrás da orelha um pouco envergonhada.

-Como assim? Agora conta.- Luiza que estava na ponta ao lado de Malu esticou o pescoço olhando para Emiko.

-Depois, chegamos.- Anunciei e logo que entramos vi Gaara nos esperando ao lado de seus irmão e uma garota que eu não conhecia.- Oi!- Comprimentei todos e nos sentamos.

-Então a pessoa que eu queria apresentar é…

 

 

Continua.


Notas Finais


Alô é da polícia?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...