História Além do Dinheiro - Capítulo 23


Escrita por: , Tokki31 e MochidoBts

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Casamento Arranjado, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Suga, Taehyung, Você X Jimin
Visualizações 436
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não ficou muito bom mais esta valendo.
Boa leitura.

Capítulo 23 - Capítulo vinte e três


Fanfic / Fanfiction Além do Dinheiro - Capítulo 23 - Capítulo vinte e três

 Ok, não gostei nem um pouco disso.

 -Estou bem.

 Ela continuou olhado para ele com cara maliciosa e sinceramente isso ta me tirando a paciência que não tenho.

 -Tem certeza? 

-Tenho sim-Vejo que ele se encomodou.

 -Mesmo?

 Ainda ficou olhando com a mesma cara e parece que nem percebeu que estou aqui. 

Já chega!! 

 -Ele esta bem você não ouviu. -Falei indignada. 

-Eu estou falando com ele garota-Me olha com uma cara de nojo.

-Ok, você me irritou muito principalmente com essa cara de bosta, há esqueci essa é sua cara mesmo. começei rir e vi ela ficar com raiva. 

-Olha aqui garo...

 Não deixei ela termina, apeguei pelo braço pondo do lado de fora do quarto, com a porta aberta.

 -Se você encostar um dedo no MEU NOIVO eu juro que lhe mato. 

 -Não tenho medo de você.

 -Pois e bom que tenha, porque o que é Meu ninguém tira. 

 -Ele não é um objetoara ser seu.  

-Não é mesmo, só que quem vai receber o nome dele quando casar vai ser eu não você. 

 -Você é muito irritante, como um homem bonito desses vai se casar com uma pessoa mal amada com você.

 Isso me deixou muito triste mais não deixei transparecer, não vou da esse gostinho a ela. 

 -O você sai daqui agora ou perde seu emprego.

 Ela ficou assustada e saiu correndo, virei para a porta vendo o jimin me olhar com uma cara assustada, abaixei olhar triste. 

 Ela ta certa e errada, jimin não me ama e eu sou mal amada mesmo. Caminhei até o sofá e sentei ainda de cabeça baixa, quase chorando por ser besta da um ataque de ciúmes e ainda cai na real que fez isso para nada, jimin não me ama. 

-Ei, Tá tudo bem? 

- Sim. -falei com a voz mais baixa do que deveria.  

-Tá bom, só não liga para aquela doida.

Assenti para ele ainda de cabeça baixa. Droga! Porque me deixei abalar por algo que aquela imprestável de infermeira disse, jimin nunca falou se me ama ou não ou se eu sou uma garota mal amada e irritante. 

 -Jimin?  

-Oi-Me olha 

-Você me acha uma pessoa mal amada e irritante? -perguntei mais não olhei para ele. 

-Não, eu não te conheço muito, mas você é uma pessoa boa, você só precisa trabalhar essa ignorância.

-Aish....Desculpa mais obrigada. 

Ainda não consegui olhar para ele, se eu olhar ele vai saber que estou quase chorando. 

 -Então, eu quero ir embora.

 -La vem você de novo.

 -Mais eu quero ir. 

 Sorri dele...teimoso. Controlei minhas lágrimas e olhei em sua direção

 -Mais não vai, até ficar melhor. 

 -Eu to melhor- Nem é teimoso.

-pois bem, deixe me ver. 

 Fui até ele e coloquei a mão no seu quadril apertando o vendo fazer uma careta engraçada de dor.

 -Ainda diz que ta melhor. 

 -Aish-Reviro os olhos Se vira para o outro lado. 

-Dormi, ja esta tarde e você precisa descansar. 

 Me virei par voltar ao sofá mais ele segurou meu pulso. 

-Obrigado de verdade-Me olha-Mas.....Eu acho que tá na hora de ir embora 

Sorri para ele 

 -Aish... Você teimoso mesmo. Tudo bem, mais não reclama de dor depois. 

Peguei algumas roupas para ele e enquanto se vestia fui falar com o médico.

-Com licença.

 -Sim. -Precisamos ir embora eu e meu noivo.

 -Só que ele não pode receber alta. 

-Eu prometo cuidar dele muito bem, porfavor.

 Fiz uma cara bem fofa e consegui fazer o médico permiti dês de que ele tome os remédios que ele passa no horário certo e que eu passe uma pomada no local dos inchaços. 

Volto para o quarto do hospital vejo ele sentado.

 -Pronto falei com o médico e ele permitiu você voltar para casa, desde que você tome os remédios. 

-Graças a Deus-Fala levantando animado, mas logo senta 

-Viu, ainda quer ir embora sentindo dor...você é teimoso mesmo. 

Falei caminhando até ele o ajudando a levantar e ir embora. 

 -Grandes coisas-Saímos do hospital, indo em direção a casa que estamos hospedados 

-Precisa toma um banho, você ta fedendo. Brinqueom ele. 

 -Claro, cheiro de hospital- Sai batendo os pés 

-Zangadinho e brincadeira. -Começei rir de sua cara de raiva. 

 Quando saimos do hospital era noite já 

Pegamos um táxi e fomos para "casa" 

 Quebra de tempo...

 

Pagamos e descemos do taxi 

-Finalmente não aguenta mais o cheiro de hospital 

 -E eu não aguentava mais você reclama. 

-Eu nem reclamei tanto assim. 

-Vou fingir que não. Levei ele até o quarto 

 -Obrigado, vou tomar um banho 

 -Ta bom, vou atrás de algo para comer.

 Ele assentiu, entrou no banheiro. Desci e fui a conzinha. Começei a prepara dois sanduíches, peguei iorgute e levei para o jimin, antes liguei para o suga. 

         Ligação on

 Eu: Suga? 

 Suga: Oi 

 Eu: Só liguei para avisar que o jimin ja saiu do hospital. 

 Suga: Porque? 

 Eu: Porque ele começou me irritar dezendo que queria vir embora.

 Suga: Ata, vou avisar o pessoal. 

Eu: Ok, até mais. 

 Suga: Até. 

      Ligação off 

 Terminei a ligação e fui para o quarto com o lache do jimin e meu. 

 Bato na porta.

 -Entra.

Adentrei o quarto avistando o jimin olhando minhas fotos. 

 -Eu trouxe lanche. 

-Obrigado estou morrendo de fome 

Começámos a comer, depois que terminamos coloquei a bandeija em cima da mesinha no meio do meu quarto, em seguida fui tomar banho. 

 P.O.V. Offline


 P.O.V. Autoras

 

 Jimin e (S/N) resolveram dormir.Ambos na mesma cama.

Eles não perceberam mais não podem ficar longe um do outro, seus amigos perceberam mais preferem deixa-los descobri sozinhos. 

Ambos tem medo de se machucar, por terem sofrido no passado.

(S/n) sempre teve a vontade de amar alguém sem machucar mais para ela, não vai consegui deixar de ser bruta, fechada e pode amar o jimin. 

 (S/n) acordou no meio da noite, tinha tido um pesadelo com o jimin que estava casada com ele e grávida e depois viu uma garota chorando. Ela acordou confusa por causa do pesadelo. 

 Decidiu tomar água, se levantou e foi para a cozinha.

-Droga de pesadelo. Porque? Logo com o jimin, quem será a menina chorando. 

(S/N) termina de beber algo e vai para o banheiro.

Depois que terminou no banheiro (s/n) voltou para o quarto. Senta na beirada da cama, olhando para a estante 

Logo jimin acorda vendo (s/n) sentada na beira da cama olhando pro nada. 

-Tá tudo bem-Fala com a voz rouca devido ao sono.

-ah, sim. Ta tudo bem.

 Respondeu mais jimin não acreditou muito no que ela disse, suor um tanto hesitante. 

-Tem certeza? você parece ta preocupada-Pergunta 

-Não, não tenho certeza. (S/n) começou a chorar. 

 -Você quer me conta o que esta acontecedo.

 Ela subiu na cama e abraçou o jimin, jimin se assustou um pouco mais logo a correspondeu no abraço. 

 -Tive um pesadelo em que eu estou casada e grávida de você e depois so apareceu uma garota chorando mais não consegui ver o rosto dela. Eu to com medo de algo ruim acontecer. 

 -Eu vai ficar tudo bem, não vai acontecer nada-Fala acariciando seus cabelos.

 -Tem certeza e se algo ruim acontecer. -Fala chorando.

 -Eu não quero te perder. (S/n) fala as últimas 5 palavras em tôm bem baixo, ela pensou que o jimin não ouviria mais ouviu. 

-Você não vai me perder marrentinha-Sorri.

-Prometi? 

 -De dedinho-Levando seu dedo mindinho.

 (S/n) levanta sua mão e estendi o dedinho fazendo o juramento, um ato de criança mais mesmo assim vale muito para eles. 

 Jimin ficou abraçado a ela até que pegasse no sono, assim aconteceu (s/n) adormeceu abraçada ao jimin, logo jimin adormeceu também.


Notas Finais


Obrigada por lerem.
Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...