História Além dos muros...- clace - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Personagens Originais, Raphael Santiago, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Visualizações 132
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi oi gente

Capítulo 24 - Uma mentira pode destruir muitas coisas.


Capitulo narrado por clary fray 

- Eu posso explicar - diz ele se aproximando

- Explicar o que?!! - Meus olhos transbordam. - Que isso tudo foi uma mentira?!!

- Clary, o Jace não...- começa alec

- Cala a boca !!!! - berro. - Você também estava mentindo. - minha voz sai cheia de raiva. - Vocês dois mentiram pra mim!!

- Eu estava com medo de falar a verdade e ver sua reação. - diz Jace.

- E achou que seria melhor mentir?! - o olho perplexa.

- Deixa eu explicar - fala ele. - Clary..

- Você mentiu pra mim mais de uma vez. Mentiu falando que era um soldado. mentiu sobre ser o homem do beco. Mentiu junto com alec..você iria levar isso até quando?- sinto minhas mãos tremerem.

- Eu ia te contar, eu juro. Eu só não tive a oportunidade certa. Sempre algo acontecia. - ele diz com os olhos preocupados.

- Sério? Essa é a sua desculpa? Eu não achei o memento certo e decidi mentir sobre quem eu era de verdade. - O encaro

- Esse é quem eu sou. Você me conheceu de verdade. Fui sincero em meu jeito de ser, a unica coisa que muda é que agora sabe que sou o Príncipe.

- A unica coisa que muda é você ser o Príncipe?- minha voz sai incredula. - E o fato de ter me feito de idiota?! Ter mentindo enquanto eu estava sendo totalmente sincera. - Coloco a mão na testa. - Eu contei pra você que queria um amor verdadeiro e não um casamento arranjado...e esse tempo todo, você era o cara que eu estava prometida.

- Eu vim para cá disfarçado para conhecer a princesa e ter certeza que era uma boa pessoa. Na noite que estava de guarda, eu não fazia ideia de que teria um ataque e acabariamos juntos. - Sinto meu coração se partir lembrando de onde começou tudo.

- Você me fez acreditar que só estava comigo para me proteger. Me fez desistir do meu casamento...do princepe e do meu trono por você. - Dou uma risada sarcástica. - e enquanto eu estava caindo que nem uma burra, você estava rindo.

- Não! Eu não estava me divertindo com isso. Eu queria falar tudo mas achei que me odiaria- vejo seus olhos brilhar.

- Você fez um teatro ridículo. - falo entredentes- Se fez de coitado, fingindo ser um simples guarda, se rebaixado em relação ao princepe.

- Eu fiz isso pois precisava ter certeza sobre você. - diz ele com uma voz rouca. - Eu precisava saber com quem estava comprometido desde meu nascimento.

- Você quer saber?- sinto o veneno em minha voz - Você estava comprometido com uma garota idiota, uma garota que acredita em qualquer bobagem que falam, uma garota criada em muros altos com medo do mundo. Uma garota que acreditava que o amor poderia existir..uma garota que perdeu tudo o que amava. Uma garota que desistiu de tudo por um soldado e o que ela recebeu em troca?...desconfiança, mentiras e traição.

-Clary...- Sua voz sai sufocada.

- Eu confiei em você, Jace..- O olho nos olhos. - Entreguei a você a unica coisa que me restava, o que eu tinha que escolher alguém especial. Eu me entreguei a você..- vejo seus olhos cheios de lágrimas e percebo alec arregalar os olhos.

- Clary, por favor. - Ele me olha suplicante. - Eu pensei que poderia ser alguma princesa fútil e vazia mas quando fui te conhecendo, percebi o quanto é corajosa, gentil e inteligente. Consegui ver o quanto é especial e não poderia ter essa experiência se simplesmente falasse que era a pessoa que iria casar com você. Eu não te conhecia e na minha cabeça se souvesse, poderia fingir ser alguém que não era. Fingindo ser um guarda me fez vez seu caráter de verdade como se sacrificaria por um amor,.mesmo sendo uma pessoa sem muitas condições ou titulos nobres.

- Se após esse tempo, você ainda mentiu sobre alec e não conseguia saber se eu prefiro amor ou um trono, você não me conhece de verdade. - sinto a dor em cada palavra que pronuncio.

- Vamos sentar e conversar sobre tudo o que ouve e podemos nos acertar. - diz

- Nos acertar?- o olho chocada.

- Eu quero que entenda meu lado. - fala me olhando.

- Acha que depois de tudo isso vamos voltar? - Ele pisca algumas vezes.

-Estamos...prometidos, querendo ou não, faz parte do acordo. - Fala

- Não tem mais acordo. - respondo

- O-oque?- ele me olha com ansiedade.

- Eu falei para alec que não iria me casar com ele. Por causa do personagem que você criou. Eu não me importo...Do mesmo jeito que não me importava perder meu trono por causa de um amor...eu não vou me importar de desistir de um amor...ja que foi tudo uma farsa..tudo o que eu sei e vive com você, foi uma farsa.

- Não...não para mim - diz nervoso. - Eu fui sincero em relação aos meus sentimentos. Clary, confia em mim, eu...

- Confiar? Acha que vou confiar em você depois de tudo? - As lagrimas descem pelo meu rosto. - Não existe mais confiança entre nós..

- Clary... - Seu tom sai cheio de dor.

- ..na verdade, não existe mais nada entre nós. - Falo me virando.

- Vai desistir de tudo que a gente viveu?- escuto sua voz fraca.

- Tudo o que a gente viveu foi uma farsa. - Falo.

- Ainda sou eu, clary...- Sinto sua mão em meu ombro.

- Eu quero o homem que conheci. - Falo. - Quero o Jace que eu amei...- Me viro olhando ele nos olhos. - mas o Jace que eu amei..nunca existiu de verdade. - Vejo sua expressão e seu olhar destruído.

- Clary...- Ele diz em um sussurro.

Me afasto dele, saindo pelo corredor. Sem rumo, sem nada, além de uma dor no peito, escutando o choro de jace enquanto alec o segura. Jace...o cara misterioso, o soldado, o Príncipe,...o homem que amo.


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...