1. Spirit Fanfics >
  2. Algo impossível >
  3. As vezes não é tão ruim

História Algo impossível - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Minha segunda fic ent espero que gostem e as aspas(") são pensamentos e (-") vão ser o Saiki falando pela mente, boa leitura :)

Capítulo 1 - As vezes não é tão ruim


Fanfic / Fanfiction Algo impossível - Capítulo 1 - As vezes não é tão ruim


Janeiro dia 29 de agosto casa de Saiki
"Eu achava que finalmente poderia relaxar e ter uma vida comum, mas mesmo depois do anime ter acabado existem pessoas que querem dificultar minha vida criando fanfics, mas como dizia aquele cara sempre haverá trabalho a ser feito... Yare yare eu não preciso abrir a porta pra saber o que acontecerá"
 Toca a campainha e a mãe de Kusuo vai atender.
 "Pronto agora se foram todas as minhas chances de continuar aqui"
-Ah Kokomi-chan por que está aqui?
-Ah senhorita Kurumi o Saiki-kun está?
-Sim, já vou chamá-lo. Ku-chan! Sua amiga está aqui.
"Yare yare, eu já sabia, mas queria fingir que era mentira, bem é inevitável acho que vou ter que ir com a Teruhashi-san, você pode se perguntar porque não nego o seu pedido, mas três coisas me impedem de fazer isso, a primeira, eu não quero ser perseguido por um país inteiro e isso é algo possível de se ocorrer se eu negar ir, segundo mesmo que eu pensasse em uma maneira de sair dessa situação a minha mãe está aqui ela me obrigaria, e terceiro e muito importante, meu irmão está vindo aqui e eu definitivamente não quero vê-lo".
 Saiki começa a descer as escadas e logo está no piso de baixo da casa a mãe dele sai e volta a ver TV com seu marido.
"Dessa vez eu definitivamente vou fazer o Saiki-kun suspirar por mim"
-S-Saiki-kun você está livre hoje?
Sabendo que dizer não seria impossível ele acena com a cabeça positivamente.
 -Eh então não quer... Hum s-s-sair comigo? Diz Teruhashi corando e com várias dúvidas.
"Será que ele irá, quer dizer é impossível não ir com uma garota perfeita como eu, mas e se ele preferir ficar em casa, mas não tem como comigo tendo vindo aqui pessoalmente, quer dizer não é nada de mais apenas vou agradecer por ele ter me levado a enfermeira aquele dia, sim apenas isso".
-"Yare yare, tudo bem acho posso ir".
"Isso, finalmente vou poder ficar a sós com ele, mas calma é só um pedido de agradecimento, talvez de desculpas já que o meu irmão nós atrapalhou da última vez".
"Você tem esses pensamentos gigantes sempre? Deve ser difícil criar uma fachada de pessoa perfeita, mas acho que também vou me desculpar da última vez eu te humilhei em todos os jogos, talvez eu me sinta uns 2% culpado por causa disso".
-Vamos Saiki-kun?
-"ah, sim claro".
*Quebra de tempo*
-Saiki-kun.
-"O que?"
-Vamos naquele shopping? Preciso comprar roupas.
"Acho que vai estar tudo bem desde que eu não atraia muita atenção, aliás eu também preciso comprar roupas pra mim.
-"Tudo bem".
"Fiz isso por uma necessidade minha também, mas você já deve ter imaginado o porquê ela quer ir em uma loja de roupas não é?
"Isso, ele aceitou! Eu tenho certeza que vou fazê-lo suspirar pra mim, vou pedir pra ele escolher minha roupa e eu uma pra ele, somente nós dois, hehehe, dessa vez com certeza".
"Se eu fosse alguém comum talvez sim, mas pena que eu não sou, pois se eu fosse você provavelmente nem saberia que eu estava na sua turma e eu te seguiria que nem um idiota, mas sou um paranormal então isso não acontecerá, foi mal".
 Assim eles foram pra loja e sem opção de dizer não Saiki aceitou ela escolher uma roupa pra ele e ele pra ela, mas ele teve um segundo motivo, afinal ele não é burro.
"Você pensou que eu escolheria uma roupa como a que o Nendou naquele episódio pra que ela se afastasse de mim? Não, eu não faria algo assim, eu vou apenas fazê-la ir num ótimo restaurante que vende doces que possui uma gelatina de café incrível, é esse meu objetivo, então você me pergunta porque não vou sozinho? Bem estou com pouco dinheiro pra isso".
Assim ambos escolheram a roupa um pro outro, Saiki escolheu rapidamente, mas Teruhashi teve mais dificuldade, ela queria algo que o Saiki fosse gostar, mas se decidiu.
Saiki escolheu um casaco preto com cerca de 6 botões na parte da frente e 2 atrás que iria até um pouco abaixo da cintura dela, com um moletom branco, uma saia preta e um cachecol rosa-claro.
Teruhashi escolheu para o Saiki apenas um moletom preto sem estampa e uma calça azul escura, ela se perguntou o que ele gostaria por bastante tempo, mas não tinha pensado em nada então achou essa roupa e por algum motivo consegue imaginar ele usando ela.
"Bem espero que o Saiki-kun goste"
"Yare yare... Você pesquisou sobre mim?"
Eles se encontraram e foram provar as roupas, era pra ser uma surpresa... Bem isso pra Teruhashi, afinal Saiki já sabia o que ela tinha pensado pra ele.
"O que será que o Saiki-kun escolheu pra mim, independente eu vou comprar, mas será que ele vai gostar do que escolhi pra ele?" 
"Você se preocupa demais com o que os outros pensam Teruhashi-san".
Ambos entraram no provador e se trocaram uma mais surpresa que outro.
"Yare yare, não foi exatamente uma surpresa pra mim, mas essa roupa é boa, ela é confortável além de ser preta e não ter estampa, assim chama menos atenção, mas deixando isso de lado não acha que você ficou feliz demais com isso?"
"Ah! Que roupa linda, eu com certeza vou usá-la na próxima vez que sair com ele, eu realmente gostei muito". Pensava enquanto vestia a roupa, com um sorriso imenso no rosto.
Saiki sorriu um pouco vendo ela assim.
"Bem agora é hora de pagar e pegar minha gelatina de café".
Eles arrumaram as roupas e foram para o caixa pagaram as roupas e saíram da loja.
-Saiki-kun, você gostou da roupa que escolhi pra você? Eu gostei muito da que escolheu pra mim. Dizia sorrindo.
-"Sim, que bom que gostou". O Saiki disse isso, mas notou algo diferente, dessa vez Teruhashi tinha perguntado pra ele se tinha gostado sem pensar em fazê-lo dizer offu. Isso deixou um pouco surpreso.
-Saiki-kun, quer comer alguma coisa?
-"Sim, podemos ir a um restaurante que dizem ter ótimos doces".
-Ah tudo bem.
Eles iam, mas Teruhashi perguntou se não poderiam tentar pegar um boneco de pelúcia em uma máquina que estava na saída do shopping.
"Yare yare, acho que não tem problema fazer algo por ela uma vez".
Então ele vai até a máquina e pega um ursinho e entrega para Teruhashi.
-Obrigada Saiki-kun. Ela disse segurando o ursinho em seus braços, olhando para o Saiki enquanto sorria.
"Sério... O que eu estou fazendo, assim ela vai ficar ainda mais próxima de mim".
Eles foram até o restaurante e pediram o que queriam e por algum motivo o pedido deles chegou primeiro, provavelmente por causa da Teruhashi, mas Saiki não se importava ele queria apenas saborear o seu prato.
"Agora sinto como se tivesse cumprido um objetivo de vida".
Pensou Saiki e Teruhashi não pode deixar de rir da forma como seu amigo se sentia feliz comendo doces, na verdade parece que doces é a única coisa que o faz mudar de expressão no rosto.
-Você realmente gosta de doces não é Saiki-kun?
Ele apenas acena rapidamente com a cabeça pra que pudesse continuar saboreando seu prato.
"Acho que vou precisar aprender a cozinhar doces muito bem, principalmente gelatina de café".
"Te desejo boa sorte com seus estudos Teruhashi-san".
Então eles terminaram de comer, e iriam voltar pra casa, mas Saiki sabia o que Teruhashi iria pedir.
"Yare yare, o que posso fazer? As vezes não é ruim sair com alguém, já que misteriosamente hoje eu pude me sentir sossegado, talvez por não estar fugindo de ninguém, bem ela me pediram pra acompanhá-la até na sua casa, acho vou aceitar já que ela também pagou, mesmo que por um desconto absurdo de cerca de 98%".
- S-Saiki-kun v-você me levaria atê a minha casa?
-"Yare yare, acho que tudo bem".
Eles foram até a casa de Teruhashi e conversaram um pouco:
-Obrigada Saiki-kun eu me diverti muito hoje.
"Sério você é mesmo sem igual, tem um irmão super protetor que vai acabar te machucando, bom eu acabei de ler a mente do irmão da Teruhashi-san e ele pretende vir aqui para 'acabar' comigo, mas eu li a mente dele após uma premonição de quando estávamos vindo pra cá, você deve se perguntar porque não neguei o pedido não é mesmo? É porque a Teruhashi-san iria brigar com ele e esse ator acabado iria querer me incomodar todo dia e dar  um jeito de tirar a Teruhashi-san de perto de mim, agora você se pergunta porque eu não deixo isso acontecer já que eu não quero ela perto de mim? É apenas o fato de que ela ficaria triste então eu teria o sentimento de dever algo a ela já que saberia que ela ficaria triste e não teria feito nada além do fato da Teruhashi-san ter pago uma gelatina de café pra mim, e eu odeio dever algo a alguém".
Saiki estava conversando normalmente com ela ele já impediu o desastre que seria dever algo para Teruhashi ficando ali então o Mugami aparece na frente dos dois.
-O que você está fazendo aqui quatro-olhos?
-O que você está fazendo aqui irmão?
-Eu que pergunto Kokomi, porque está com ele?
-Ah o Saiki-kun e eu estávamos num encontro.
-Encontro?!! O que você pensa que está fazendo com minha Kokomi quatro-olhos? Já não te mandei se afastar dela?
-Ei pare de agir assim com o Saiki-kun, e ele não precisa obedecer o que você diz!
-Kokomi, você não está vendo direito apenas eu te mereço. Você verá como esse cara não é digno de você ele nem sequer pode te proteger.
"Yare yare, eu vi esse soco inglês (um acessório de mão para os dedos que fazem com que o soco possa perfurar a pele), quando ele atacar vou desviar e tirar isso dele".
Então Mugami tenta me acertar, mas algo estranho acontece, a Teruhashi-san se lança na minha frente.
"Idiota, como eu vou te tirar daí agora!?"
Saiki se surpreende porque ela não estava pensando isso, e sim em com o irmão era um idiota, porém quando viu que ele iria bater no Saiki ela se jogou na frente do garoto.
"Sorte que eu percebi isso cedo, teria sido perigoso se eu tivesse notado 0,2 segundos depois".
Logo após ver que a Teruhashi se lançou a frente dele Saiki estendeu seu braço até tocar o ombro dela, então ele a puxou em um ângulo de 180° pra esquerda, fazendo ela ficar na sua frente, como ele desviou do ataque de Mugami, pareceu que ele estava abraçando ela, bem ele realmente estava, mas pra impedir que ele precisasse de seus poderes para ajudá-la.
-Quatro-olhos idiota o que pensa que está fazendo abraçando minha irmã assim!?
"Eu responderia, se alguém não fosse me ajudar por isso".
-Obrigada Saiki-kun, você me salvou. Disse Teruhashi sorrindo genuinamente para Saiki.
Mas logo desfez esse sorriso, ela foi até seu irmão e lhe deu um tapa no rosto e irritada lhe disse:
-Seu idiota, eu te odeio, porque você queria bater no Saiki-kun!? O que ele te fez!?
-Eu só queria te proteger.
-E quase me fez ir pro hospital se o Saiki-kun não tivesse me salvado o que você teria feito?
-Hun, ehh, ahn...
-NADA NÃO É!!!?
-Kokomi.
-Eu não quero te ver.
"Yare yare eu nunca tinha visto ela tão brava assim antes".
-Desculpe Saiki-kun eu não queria que você tivesse tantos problemas.
"Realmente tenta ser perfeita em tudo, bem acho que uma vez consegui ver você dessa forma por dentro também".
-"Tudo bem, fico feliz que não tenha se machucado".
Assim ambos se despedem e Saiki vai embora pensando
"Yare yare, as vezes não tem tanto problema estar com a Teruhashi-san".


Notas Finais


Bem espero que tenham gostado, eu shippo esses dois então fiquei triste com o fato de não ter quase nenhuma fanfic sobre eles, também espero não ter mudado muito a personalidade dos personagens, eu não sei se quando vou postar um novo capítulo, mas espero que seja logo, aliás a história diferente do anime vai ter uma história mais linear mesmo que o próximo capítulo não tenha muitas coisas haver com o anterior em algum momento terá relevância provavelmente, bem acho que é isso :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...