História .Algo Sobre Sorrisos Com Mordidas Nos Lábios Ser Provocante - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Katsuki Bakugou, Shouto Todoroki
Tags Amor, Katsuki, Shouto, Todobaku, Yaoi
Visualizações 98
Palavras 1.364
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Bolos De Chocolate Sujam Sua Boca E Deixa Seu Sorriso Doce


Fanfic / Fanfiction .Algo Sobre Sorrisos Com Mordidas Nos Lábios Ser Provocante - Capítulo 1 - Bolos De Chocolate Sujam Sua Boca E Deixa Seu Sorriso Doce

HK

.Algo Sobre Sorrisos Com Mordidas Nos Labios Ser Provocante

Por Anym_Shimizu

Bolos De Chocolate Sujam Sua Boca E Deixa Seu Sorriso Doce- Capitulo Unico


Quem dera aqueles belos sorrisos fossem direcionados para si, quem dera que aquelas mordidas nos labios fossem para o provocar, quem dera que em um surto de loucura com coragem fizesse o dono dos belos sorrisos com mordidas nos labios ver que tem alguem que o quer por ele ser o que ele é e não por meros status sociais

Ja havia presenciado sem querer algumas crises de choro, surtos de raiva, e coisas do tipo do outro, percebeu que ele não conseguia ter relacionamentos amorosos, que ele não se de bem com decepções amorosas e que muitos so o procurava por ele ser um dos mais poderosos de toda a U.A. Era visivel que aquele sorriso com uma mordida nos labios é pra esconder o quão machucado o coração dele esta

Tomaria alguma atitude, esperaria ele terminar o rolo com Kirishima e ter mais uma decepção amorosa para chegar de mansinho e entrar na vida do outro por amor

*****No Outro Dia

E talvez por pura ironia do destino, ou macumba, pragas, ou por ajuda divina, todos estavam falando sobre "O fora que Bakugou levou ao ver Kirishima beijando Kaminari com este nu em seu colo". Foi para a primeira confeitaria, doceria, algo que vendesse um bolo bem gostoso de chocolate, iria comprar a maior fatia e usar como consolo

Apos o termino da compra, voltou apressado para a U.A, as aulas logo começariam e ele teria que esperar o termino delas para fazer uma abordagem no minimo sutil

Desde sempre, quando estava para baixo, arrumava algum jeito de comer uma fatia de bolo de chocolate e ficava ate mais um pouco alegre novamente, era algum tipo de ritual que o ajudava e iria usa-lo para ajudar outra pessoa.


Com o termino das aulas, todos foram para os seus dormitorios e la ficaram, menos é claro, duas pessoas

Foi andando naturalmente calmo, enquanto segurava com as duas mãos  uma bandeija que continha a fatia grande de bolo de chocolate que havia comprado mais cedo. Andando sem rumo, por assim dizer, ouviu algumas explosões e foi ate elas normalmente calmo, sentando no chão e esperando o outro nota-lo

O outro não o notou, simplesmente sentou no chão e começou a chorar, teve que se levantar e ir ate ele, sentar ao seu lado para ser notado. Começou a comer o bolo

-Se quiser, eu finjo que nunca vi isso acontecer, mas pode me falar o que aconteceu se quiser tambem-Disse e teve como reaposta um longo silencio pertubador, ouvindo somente alguns soluços contidos vindo do outro

Pegou com o talher um pedaço do bolo e o levou ate a boca do outro, que o olhou em um misto de irritação e questionador

-É um bolo de chocolate, vai ajudar um pouco-Viu o outro abrir a boca e experimentar o bolo, sorrindo logo em seguida, aquele sorriso com uma mordida nos labios que tanto o provocava

Alguns minutos depois ja estavam dividindo aquele bolo que parecia nunca acabar, sorrindo e conversando sobre assuntos totalmente aleatorios, algo que imaginou nunca acontecer

-Meio a Meio, me responde uma coisa, se a internet cai, por que ela não faz barulho?-Okay, não estava no script essa pergunta, mas vida que segue

-Por que nem tudo que cai faz barulho. Agora me responde você, se um zumbi é um morto vivo, então ele é a prova morta, de que alguem morto, pode ser a prova viva, de que existe vida apos a morte?-Isso tambem não estava no script, mas se for fazer perguntas bestas que façam sentido. Viu o outro passar a mão pelo queixo

-Faz sentido...-E foi ai que notaram que o bolo havia acabado, um silencio bom se instalou entre eles-Obrigado...

Olhou para o outro, os cabelos loiros espetados, os olhos vermelhos brilhando sob a luz da lua, as bochechas coradinhas e a boca toda suja de chocolate e migalhas do bolo, sorriu pensando

-No que tanto pensa, meio a meio de merda?-Começou a ficar irritado ao ver o outro o olhando concentrado e sorrindo

-Estava pensando aqui...Bolos de chocolate sujam sua boca e deixa seu sorriso doce-Viu o outro corar fortemente e  passar a mão desesperadamente pela boca, sujando mais a si mesmo-Não 'ta saindo. É ali e não ai. Ai não idiota. Mais pra esquerda

-Se 'ta reclamando tanto, vem aqui você e limpa-O outro so se deu conta do que falou quando o viu levantar e ir a sua frente, curvando o corpo ate seus labios tocarem de forma gentil os do outro

-Agora está limpo-Pegou a bandeja e foi andando, deixando o outro para tras corado e com o coração acelerado. Parando subitamente, lembrou de algo que não estava no script-Topa jantar comigo amanha?

*****Alguns Dias Depois

Havia o beijado, o chamado ele pra jantar e ficaram pro cafe, saiu sem explicações e iria nesse exato momento mandar uma mensagem pra ele, iria arrumar um jeito de se encontrar com ele  e fazer algo bonito

Todoroki: Bakugou Katsuki

Todoroki: Oe

Todoroki: Fala comigo

Todoroki: Não adianta ficar off-line que eu sei que você esta on

Todoroki: Preciso falar com voce, é importante

Bakugou: Então fala logo oras

Bakugou: Rapido que eu estou sem tempo

Todoroki: Me encontra na doceria mais perto que você estiver no momento

Todoroki: Não vou tomar seu tempo, eu acho

Bakugou: Assim espero

Bakugou: Te encontro la

Okay, o faze-lo concordar era o dificil, agora tudo estava mais facil. Se trocou e foi em direção a doceria que comprou a fatia de bolo daquele dia, cinco minutos depois ele chegou, belo, sorrindo enquanto mordia os labios

-Espera que eu ja volto-Foi para dentro da doceria e voltou com o mesmo bolo daquele dia-Vem comigo por favor

-Não me decepcione-Deixou ser levado pelo outro ate um belo lugar com um gramado verde brilhante e uma bela cerejeira, onde  em baixo tinha um banco de madeira

Levou o outro ate la e sentou no banco ao lado do dele

-Antes da gente comer o bolo posso falar algo?

-Mais ja não esta falando?

-Sim, mas não é esse falar que eu estou falando-Olhou para o outro e o viu com uma cara de Faz Sentido

-Fale...

-Pela luz do sol que me ilumina

Não existe nada mais que me fascina

Do que te ver chegar

A pele bronzeada e a boca vermelha

E esse sorrisão de orelha a orelha

Vai me faltando o ar

Se esse sorriso for pra mim

Eu sou o cara que tem mais sorte no mundo

Azar de quem perdeu

Agora sou eu

Quem vai te queimar no meu fogo

E amanha vai ter de novo

-Você so ficou comigo aquele dia e dividiu teu  bolo pra me queimar depois? Porra seu filho da puta!-Viu que o outro o explodiria se não concertasse rapido

-Eu não quis dizer isso, eu quis dizer...Aah, deixa quieto-Desistiu, era melhor morrer explodido do que tentar concertar as coisas e piora-las, ouviu um suspiro

-Como manter a confiança

Em meio a dor e a escuridão

Ja fui cheio de certeza

So restou suposição...

-Não sabia que se sentia assim...-Sussurou, os cotovelos apoiados nas coxas e a cabeça apoiada nas mãos

-Bem, os sentimentos vezes pode ser disfarçados por sorrisos ou lagrimas-Sentiu o outro pegar a bandeja do bolo de seu colo e o viu pegar o talher e pegar o pedaço, estendendo em frenta a boca-Coma

Abriu a boca e ele colocou la a colher, o doce estava maravilhoso. Sentou de lado e colocou as pernas para fora do banco, deitando a cabeça no colo do de cabelos loiros, com ele dando bolo em sua boca e comendo tambem. Engataram em uma conversa animada sobre bolos, piscinas, perguntas bestas, e coisas aleatorias

-Meio a Meio?-Abriu a boca pra receber mais uma colher do bolo, com os olhos fechados e o cabelo bagunçado

-Hum?-Abriu o olho direito

-Acho que te amo-Sorriu, com os cabelos loiros espetados, os olhos vermelhos brilhando sob a luz do sol, as bochechas coradinhas e a boca toda suja de chocolate e migalhas do bolo

-Sua boca esta toda suja...-Abriu os dois olhos, encarando os olhos dele, sussurrando

-Limpa pra mim?-Sussurrou sorrindo

-Com prazer-Inclinou o corpo para cima e iniciou com o outro um beijo calmo com gosto de bolo de chocolate. Parou o beijo com alguns selinhos-Te amo-O beijou de novo, sorrindo em meio ao beijo

Kimi wo suki dakeja monota rinai

Akogare dakeja ume kirenai

/Não estou satisfeito em apenas te ver\

/Eu não lamento, por que eu admiro você\


Notas Finais


Uhuuuu
O nome da musica de onde eu tirei esse trechinho é Ashita, Boku wa Kimi ni Ai ni Iku
!! Fanfic feita como presente para uma leitora minha que recentemente virou uma amiga querida, @sara_eros
Espero que gostem e que me pedoem por qualquer erro
E as outras musicas usadas aqui são alguma musica do Luan Santana que eu não lembro o nome e Doce Visão, usada no filme A Bela E A Fera, onde atuam a Emma Watson e o Luke Evans (#SuperRecomendoEsseFilme)
Acho que so... Bem, Até!

*Kimi wo suki dakeja monota rinai
Akogare dakeja ume kirenai*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...