1. Spirit Fanfics >
  2. Alguém bate à porta - Sasunaru >
  3. Alguém bate à porta

História Alguém bate à porta - Sasunaru - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Se vocês gostam de uma pequena crônica, estão no local certo. Fiz isso pensando em algo um pouco triste, e na esperança que vem muitas vezes repentinamente.
Espero que gostem. Boa leitura.💓

Capítulo 1 - Alguém bate à porta


Fanfic / Fanfiction Alguém bate à porta - Sasunaru - Capítulo 1 - Alguém bate à porta

Chegando em casa naquela noite, sem ouvir o barulho da cozinha, ou o boa noite de Sasuke, Naruto percebeu que errara feio com o único que já acolheu todos os seus problemas, irritações e aflições. Sempre, desde quando brincavam no quintal da casa dele, naquela época que a sujeira impregnava nas roupas de Naruto, enquanto brincavam na terra, que o seu companheiro de toda uma vida buscava salvar sua pele; ou como quando Sasuke entrou no meio de uma briga entre o próprio irmão, três anos mais velho que eles, para o defender de levar uma surra. Acontece é que ele não percebeu o quanto Sasuke era apaixonado por ele e faria de tudo para arrancar um sorriso seu em meio à a tristeza profunda. Ele sempre fizera qualquer coisa e Naruto não havia percebido porque só sabia pensar em sexo e em sexo. Até o namoro que oficializou quem tomou iniciativa foi Sasuke, porque Naruto havia estado preso demais ao pensamento do Uchiha ser bom de cama.

Quem pode julgar? Quem nunca se deixou levar por emoções físicas ao invés de se doar pura e inteiramente à um relacionamento? Naruto sabia mais que tudo naquele momento que ele tinha sido um babaca; que ele não devia ter tratado o único amor da sua vida de maneira tão asquerosa e nojenta. Naruto queria sentir o cheiro do sabonete na pele alva se Sasuke; mais que tudo, ele queria poder ter deitado em seu peito a cabeça de cabelos negros e sentir levemente sobre ele o arfar do corpo quente de Sasuke, enquanto maratonavam uma daquelas séries de romance que ambos adoravam. Entretanto, era tarde para se arrepender, porque Sasuke havia tirado as últimas coisas do apartamento naquele mesmo dia, e ainda deixado a aliança de ouro sobre a bancada de vidro. O símbolo do amor deles. Mesmo quando brigavam feio era difícil Sasuke se livrar da aliança em sinal de irrigação, pelo contrário, parecia que era naquelas ocasiões que ele se apegava ainda mais às coisas dos dois, pois sentia que estava mais perto do seu amor.

Houve uma vez, Naruto bem lembrava, que Sasuke passou uma noite inteira após uma briga, agarrado ao casaco dele, cheirando, chorando e arfando bruscamente na cama. Aquele era o sinal que as coisas deviam voltar a ser como antes, que ambos devessem se reconciliar e fazer amor por uma noite toda até o outro dia chegar e ambos esquecerem dos desentendimentos. Naruto, no entanto, pressentia e possuía a certeza de que aquela briga, não terminaria como as outras, na cama, com eles enrolados em algum lençol. Principalmente porque Sasuke nem ao menos deixou ao que pareceu, uma resposta à sua carta, deixada tão esperançosamente sobre a bancada pela manhã com o intuito de reaver a relação.

Daquela vez, tudo acontecia de verdade. A relação acaba de verdade, as brigas acabavam de verdade, os olhares, as trocas, mas e o amor? Perguntava-se Naruto — acabaria de verdade? Aquele beijo entre ele e Neji acabou com a sua relação de anos com a pessoa que mais amava?

Naruto sentiu as pernas vacilarem e caiu no carpete da sala de joelhos, com as mãos pousadas sobre eles, enquanto o seu peito acelerava com as batidas de seu coração e os soluços ficavam cada vez mais altos, até saírem em forma de gritos agonizantes. Como ele pôde perder o amor da sua vida de uma maneira tão leviana? Por que ele havia desperdiçado sua relação com a pessoa que mais parecia lhe entender no mundo?

— Burro… idiota… imbecil… — Naruto desferia socos na própria cabeça se amaldiçoando por ter estragado tudo. Ele queria sentir a pior dor do mundo só para não sentir a culpa pelos seus atos atravessar a sua mente. Naruto queria que Sasuke o punisse como forma de vingança pelo que ele fizera.

Imaginou que não aguentaria, talvez, encarar o sofrimento de Sasuke, porque se bem o conhecia, ele estaria sofrendo o dobro, ou até o triplo, do queimava no seu peito. E isso era pior que qualquer outra coisa. Ver Sasuke chorando pelo seu erro, era pior que uma barra de ferro queimada em brasa deslizar sobre seu peito.

Se houvesse uma maneira… mas não havia…

Sasuke fora embora e com o tempo, talvez o esquecesse.

Os olhos vermelhos, a postura displicente, e os botões da camisa social abertos, era esse o Naruto de agora em diante. Talvez, ele precisaria de mais bebida para suportar o peso da sua estupidez…

Ergueu a cabeça e a virou em direção a cozinha, e então, se deparou com cena mais dolorosa que já assistiu: a solidão dançando por entre os ares.

Alguém bate à porta.


Notas Finais


Então, o que vocês supõem com esse final? Deixo aí para vocês completarem. Beijo, até mais.✨😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...