História Algum Dia (Vondy) - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Rebelde (RBD)
Personagens Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chavez, Christopher Uckermann, Dulce Maria, Maite Perroni, Personagens Originais
Tags Christopher, Dulce, Fanfic, Hot, Rbd, Romance, Traumas, Vondy
Visualizações 29
Palavras 335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - Capítulo 54


Christopher


Hoje é o grande dia. Pelo menos pra Any e pro Poncho. Mas eu estou mais tenso que os próprios noivos. Ontem minha pequena chegou de viagem e hoje ela vai estar naquele casamento. Será que ela vai levar o tal namoradinho? Espero que não.


Poncho tá no altar parecendo uma estátua. Não fala, não se mexe, não faz nada. Estranho. Só falta ele desistir de se casar, mas duvido que isso aconteça ele ama a Anahí e isso se nota a quilômetros de distancia.


Estou sentado ao lado da Natália na última fileira do lado esquerdo da igreja. Perto da porta. Os convidados ainda estão chegando, mas uma em especial me chamou a atenção. Ela. Meu Deus, que linda. Entrando na igreja toda sorridente ao lado de um cara. E cá entre nós, ele era estilo.


Logo nossos olhares se encontraram, aos poucos o sorriso que ela mantinha nos lábios foi sumindo. Seu olhar foi pra Natália, depois voltou pra mim. Vi que o homem que estava com ela sussurrou algo em seu ouvido e seu olhar passou mais uma vez por mim antes dela se virar e se sentar do outro lado.


A marcha nupcial começou a tocar e Anahí entrou deslumbrante na igreja. Alfonso precisava de um balde pra escorrer toda a baba. Na cerimônia correu tudo bem, eu não conseguia desviar meus olhos dela e nem ela desviava de mim. Tudo o que eu mais queria era abraça-la e beija-la. Tamanha saudade.


 


                                                   ***                                       


 


— Não vai falar com ela? – disse Christian.


Já estávamos na festa que por sinal estava ótima, mas eu não estava me divertindo muito com a Natália tagarelando no meu ouvido e reclamando o tempo todo que os saltos estavam machucando. P/orra, se não aguenta por que usa?


— Não. – neguei com a cabeça.


— Por que?


— Porque não.


— Porque não não é resposta.


— Christian, me erra.


— Para de olhar e faz alguma coisa, então.


— Deixa ela lá com o namoradinho dela.


— Ciúmes? – arqueou uma sombrancelha.


— Vai cuidar da sua noiva e me deixa quieto.


______________



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...