História Alguma vez fui feliz de verdade? - Capítulo 6


Escrita por: e Lenny_OwO

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 31
Palavras 436
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capítulo especial, cenas fortes, não me responsabilizo.

=D

(ESSE CAPÍTULO NÃO É SÉRIO E NÃO FAZ PARTE DA HISTÓRIA OFICIAL, NÃO LEVEM NADA DAQUI PRA VIDA REAL E NÃO USEM DROGAS).

Capítulo 6 - Vingança


Fanfic / Fanfiction Alguma vez fui feliz de verdade? - Capítulo 6 - Vingança

P.o.v's  Lenny

 

 

Quem esse... esse... DESGRAÇADO PENSA QUE É pra mexer com o meu shipp... ele não sabe com quem ta mexendo, mexeu com fogo e vai se queimar. O tal Gouji vai se ver comigo. 

Muito prazer, sou apenar uma stalker de casais Gays. O que foi? Achou ruim? Nem ligo. 

E quando eu digo que sou uma stalker, é por que eu SOU uma stalker. E quando eu vi aquele ruivo de meia tigela se metendo com o meu casal maravilha meu sangue ferveu de uma forma inacreditável, mas como eu sou uma pessoa muito controlada, não fui pra cima dele, só descobri sobre toda a família dele, sobre ele, e planejei a morte dele. 

Sou uma pessoa muito controlada. 

Aqui estou eu na frente da casa dele, sorrindo linda e abertamente, tocando sua campainha. Logo vi os cabelos ruivos surgirem na porta, com a cara fechada. 

Quem é você? - perguntou com a voz arrastada, continuei sorrindo. 

Eu sou testemunha de Jeová, gostaria de ouvir a palavra do Senhor? - respondi e ele ia negar, mas adicionei - Você ganha uma revistinha de graça da Avon, sou revendedora. 

Ah sim, eu aceito! - respondeu mais determinado. Ah, como é trouxa. Certeza que vai esfregar a revista no pulso pra dizer que comprou o perfume. Entrei na casa, sorri de novo, e perguntei:

Tem mais alguém aqui? 

- Não. - respondeu meio desconfiado, eu sorri ainda mais e, com minhas habilidades em karatê, lhe dei uma cotovelada na clavícula e uma rasteira nele, que gritou alto. Enfiei a revista avon na boca dele para calá-lo. - HM HM HMMMMM!!!! 

Quebra no tempo 

Ele já estava preso, eu tinha o algemado com lençóis amarrados uns nos outros, e ele perguntou mesmo com a boca tapada: 

QUEM É VOCÊ?! - parecia aterrorizado. 

Eu sou alguém que odeia valentões que estragam meus Shipps. - respondi simples e peguei uma caixa de som que eu comprei no Paraguai, coloquei no máximo estourando, e liguei na Marília Mendonça no máximo. - LEMBRA DA SUA EX, AQUELA QUE TE TRAIU?!?!?! 

IÊ IÊ IÊÊ, INFIEEEEELL, EU QUERO VER VOCÊ MORAR NO MOTEEELLLL 

Ele começou a chorar desesperadamente 

VOLTA PRA MIM, MAIARAAAA - chorou, deixei ele chorando por horas. - DESCULPAA!!!

E agora, pra completar - mudei de música, ele começou a tremer só de ouvir o toque. Começou a gritar compulsivamente. 

Os mano tá tipo bomba

E as mina bumbum granada

NOOOOOOOO!! - gritou. - O FUNK TA ME CONSUMINDOOOOOO!!!! - berrou - VAI TAC... NÃÃOOO... VAI TACA, TACA, TACA TACA TACAAAAAAAA!!!

Saí andando tranquilamente, me sentindo a Deusa da justiça. 
 

 


Notas Finais


Primeiramente, parabéns senhorita Lua!!! Muitos yaois de vida.

Segundamente, o próximo capítulo será ainda mais especial ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...