1. Spirit Fanfics >
  2. Alguns clássicos... >
  3. Introdução

História Alguns clássicos... - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Queria colocar o Homem Vitruviano na capa so quê o desenho contém nudez, então tive que tirar.

Capítulo 1 - Introdução


Fanfic / Fanfiction Alguns clássicos... - Capítulo 1 - Introdução

*Essa fic leva em consideração a teoria que afirma que a história de bnha se passa em ,aproximadamente , 2300.*

Você não tem individualidade.

Me desculpe.

...

Um menino de uns 16 anos andava pelo corredor, provavelmente indo para sua sala. Ele era um pouco alto, tinha a pele parda, usava um boné azul, um pouco de seu cabelo longo escapava de seu boné pela parte de trás. Nas suas mãos carregava uma pequena pilha de livros, nenhum deles eram livros didáticos ( Que não é aqueles livro de atividade) e a carregava uma mochila nas costas. Tinha um olhar de preocupado, como se estivesse se escondendo de algo...

Um outro menino de cabelos ruivos saí de uma porta, o vê e sorri. O menino moreno começa a ficar apavorado.

- Opa!- diz o ruivo sorrindo de forma psicótica – Olha quem temos aqui! Meu saco de pancada preferido!-

O menino se vira para fugir do ruivo correndo, mas o mesmo aparece na sua frente balançando o dedo.

- Nada de fugir! Hoje não! Hahah!- diz o menino preparando um soco.

O outro menino nem se defende, só se prepara para o golpe.

O soco o acerta em cheio na barriga o fazendo cuspir um pouco de sangue, que acerta bem no rosto do ruivo.

- Você ainda me sujou!- diz o ruivo limpando o rosto – SEU MONTE DE MERDA! EU VOU MATAR VOCÊ!!- Diz socando o menino novamente.

O ruivo, mesmo com o outro no chão, continua a agredi-lo com chutes. Rindo após cada golpe.

- Hahaha! Vamos Kars! Se defenda com sua individualidade!- diz ele rindo -Opa... Esqueci que você não TEM! HAHAHA. Inutil!(Muda!!!!)-

Mais um chute

Mais um chute.

Mais um chute

...

O menino chamado Kars estava no chão, coberto de hematomas e marcas de chutes. Ele só esperava Katsuo se cansar de bater nele para sair de lá, o que ia levar pouco tempo, pois ele já estava lá a uns terríveis 10 minutos.

Quando finalmente Katsuo se cansa e vai embora Kars se levanta com dificuldade, pega suas coisas e vai ao banheiro. Para ele essas sessões de espancamento já são comuns, ele já não liga muito para apanhar.

“Normalmente Katsuo chama seus colegas para ajuda-lo, felizmente ele veio sozinho desta vez.” Pensa Kars analisando seus ferimentos no espelho.

Ele tira a camisa mostrando seu peitoral definido, agora cheio de manchas rochas. Seu físico era muito melhor do que o de Katsuo, ele podia muito bem ganhar dele em uma briga, mas Katsuo tinha uma individualidade, e Kars não, isso o deixava em extrema desvantagem.

Kars olhou para sua pilha de livros, entre eles estava alguns bem antigos, como: Frankenstein, Romeu e Julieta, Titanic e outros. Ele não gostava de livros que foram feitos na era dos “novos humanos”, pois quase nunca havia alguma pessoa sem individualidade que fazia alguma coisa, as vezes, eles até eram os vilões da história.

“Pelo menos nenhum dos livros sujou ou sofreu algum dano.” Pensa ele olhando para a pilha de livros.

Ele olha atentamente para o livro Titanic, pensando como seria viver em um mundo sem individualidades, um mundo onde não há desigualdade.

“Ah. Um mundo sem desigualdades? É claro que não era assim, todos os livros que li confirmaram isso.”

Ele balança a cabeça, como se tentasse afastar esses pensamentos, vai até sua mochila e pega uma caixa branca de primeiros socorros e começa a passar os remédios nos seus ferimentos. Para se distrair ele pega uns fones no seu bolso e começa a escutar algumas músicas.

Ele realmente ficava confortável com aquelas músicas, 21 Guns, Sing of the ttime... todas muito boas e antigas.

“Pelo menos naquela época eles lembravam que instrumentos existiam, hoje em dia quase nenhuma musica é feita com instrumentos musicais, quase sempre a musica toda é feita pelo computador.”

“Pois é... Será que um dia terei aventuras como as dos personagens destes livros? Será que, em algum momento, serei protagonista de algo?” Pensa com um sorriso no rosto, que não dura ao menos um segundo “ Não... Todos já me disseram isso...”

Então ele começa a prestar mais atenção a musica e vai passando os remédios.

...

- Se metendo em brigas de novo! – diz uma moça ao avistar Kars – Já tinha falado pro diretor do orfanato que você é problema na certa!- ela abre a portão de barras de ferro e o deixa entrar.

Kars olhou atentamente para o que ele chamava de casa, o orfanato mais parecia uma mansão de tão grande, mas de luxo não havia, mas era o local onde podia descansar e ler, normalmente os companheiros de Katsuo que eram órfãos não se metiam com ele aqui.

Ele entra em um corredor para ir até o seu quarto, uma moça o vê no corredor e o olha com preocupação. Ela corre até ele.

- O que foi que fizeram com você?! Meu deus!- ela olha para a testa dele onde estava enfaixado – E isso aqui? – ela retira o gaze deixando exposto um corte aberto de tamanho médio – Meu deus! Porque você não deu ponto nesse corte? Eu acho que te ensinei a fazer isto. Vamos até meu quarto pra eu fechar esse ferimento! E nem adianta recusar!- diz ela rapidamente e cheia de preocupação.

“Ela é a Yuno, a única pessoa que se importa comigo. Sempre posso contar com ela”

Ele abre um sorriso.

- Tá, eu vou.- diz ele

...

Kars se despede de Yuno e vai para seu quarto.

Nele tinha uma cama de tamanho médio e uma escrivaninha, e só isso. Ele arremessa sua mochila para o canto do quarto e põe seus livros na escrivaninha.

“Qual eu leio primeiro?”

- Hum.. Esse parece ser interessante... “A bíblia sagrada” se não me engano se trata de uma religião antiga. – Ele vira o livro para ler a contra capa – Isso mesmo! “A bíblia era o livro sagrado da religião cristã, que tem entre seus adeptos 81% do mundo inteiro” isso parece ser incrível. –

Então ele pega a bíblia e deita em sua cama para ler.

...

Já eram 10 horas da noite, Kars continuava lendo seu livro. Mas alguém resolveu chegar para atrapalhar...

Um menino de uns 15 anos entrou em seu quarto de repente, Kars levou um susto e pulou de sua cama. Era Toshio um dos amigos de Katsuo, Toshio sorriu e disse:

- É saco de pancada.. hoje você esta sem sorte.- ele diz enquanto um braço a mais surge de suas costas.

Ele puxa o livro das mãos de Kars e joga no canto do quarto, no ato algumas páginas se rasgaram, e prepara um soco.

Kars nem olhou para seu agressor, olhou para o livro que foi tirado da sua mão. A capa havia amassado e algumas páginas tinha sido rasgadas. O soco veio, mas Kars simplesmente segurou a mão de seu agressor, e se virou para ele com uma fúria assassina em seus olhos.

- Você chega no meu quarto, interrompe minha leitura! E ainda danifica um livro de aproximadamente 300 anos?!- diz ele com fúria.

O sorriso de Toshio some e seu rosto forma uma expressão de medo. Toshio tenta mais um soco, mas Kars também segura o soco, ele tenta agredi-lo com seu terceiro braço, mas Kars desvia, soltando os braços dele e dá um soco com toda sua força na barriga de Toshio. Toshio cospe um pouco de sangue e ,cambaleando, tenta sair do quarto.

Kars segura seu ombro e faz ficar cara a cara com ele.

- Você não vai fugir. Hoje não!- diz Kars dando um outro soco, desta vez no rosto do outro.

Toshio grita de dor, mas ninguém ouve pois a mão de Kars tampa sua boca bem a tempo.

- Nada de chamar ajuda.- diz Kars tirando a mão da boca do menino e dando um soco na garganta do menino.

Toshio cai no canto do quarto e tenta gritar por ajuda, mas tudo que sai de sua boca é ar. Kars sorri e pega um livro de sua escrivaninha.

- Está vendo esse livro? – diz ele balançando o livro em suas mãos – Este é um livro de anatomia escrito por Da Vinci há uns... 800 anos atrás, eu li ele a uns 2 meses atrás, aliás foi com a ajuda deste livro que eu acabei de quebrar sua traqueia.- diz ele sorrindo

Então ele levanta Toshio e lhe dá um mata-leão.

...

Em um beco escuro se ouvia sons de socos e ossos estalando. Kars estava espancando Toshio. Toshio já estava morto há bons 30 minutos, mas ele continuava a soca-lo e chuta-lo. E então finalmente parou e jogou o corpo de Toshio em uma tampa de bueiro que estava aberta.

Continua?


Notas Finais


Originalmente eu tinha colocado uma referencia a musica 21 guns do green day, mas eu tirei porque não fez muito sentido. Queria que vocês deixassem (se quiserem) sugestões de livros para eu colocar na fic. Valeu é nois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...