História Alianças - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aiacos de Garuda, Aspros de Gêmeos, Atena (Sasha), Hades, Pandora, Radamanthys de Wyvern, Sage de Câncer, Violate de Behemoth (Estrela Celeste da Solidão)
Tags Aiacos, Aspros De Gêmeos, Lost Canvas, Pandora, Radamanthys, Sasha, Violate
Visualizações 257
Palavras 2.963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eai galera,tudo tranquilo? KdB na area trazendo uma história que pelo menos para mim,promete,tive a idei através de devaneios e resolvi compartilhar com vcs,eu devo postar essa fica de duas em duas semanas,preciso de tempo pra pensar nas coisas e elaborar o que se deve,boa leitura a todos ^^

Capítulo 1 - Aliança Improvável


Fanfic / Fanfiction Alianças - Capítulo 1 - Aliança Improvável

De tempos em tempos,uma grande batalha entre Deuses acontece,a chamada Guerra Santa. Hades,o Imperador do Mundo dos Mortos,rompe seu selo,posto por Atena,e junto com suas 108 estrelas malignas,os espectros,são sua arma para isso. A frente de seus soldados existe uma mulher,Pandora,ninguém ousa desrespeitar seu poder,principalmente por apesar de ser uma bela mulher,sua crueldade e frieza são extremamente amedrontadores.

Atena,a Deusa da Sabedoria,luta com seus Cavaleiros da Justiça para proteger a Terra,que foi posta sob seu domínio por Zeus,Deus dos Deuses. A Deusa é protegida por 88 cavaleiros,sendo divididos em:Bronze,Prata e finalmente os poderosos Cavaleiros de Ouro. A frente de seus defensores existe um homem,o Grande Mestre,aquele que controla todo o Santuário,sendo admirado por sua bondade e sabedoria,porém respeitado como um grande guerreiro e estrategista quando lhe é pedido.

E então após pouco mais de 200 anos,a nova Guerra Santa foi anunciada,preparações foram feitas de ambos os lados,os cavaleiros da esperança queriam evitar que a Terra caísse em desgraça,medo e sangue pelas mãos de seu impiedoso inimigo,que seguia um senso de justiça e salvação próprio e egoísta achando que assim salvaria a Terra dos humanos. Porém,em vias do derradeiro início da Batalha,Zeus enviou um mensageiro para sua filha,Atena,e seu irmão Hades convocando-os para uma reunião.

No santuário,soldados rasos faziam patrulhas em suas fronteiras,não deixando nem que os moradores de vilas próximas se aproximarem,eles sabiam que o mínimo de descuido custaria suas vidas,e as vidas daqueles que amam,e acima de tudo a vida Deusa. Já mais próximo do santuário,os cavaleiros de Bronze se uniam aos de prata patrulhando locais estratégicos como: Coliseu,Cemitério,estradas intermediárias,e a entrada para as escadas das 12 casas. Já não havia entre eles o velho sentimento de rivalidade que outrora os impedia de serem companheiros,prata e bronze agora se tornavam um só,uma grande unidade com uma única finalidade,era hora de mostrar que todo o treinamento e sofrimento que passaram não foi algo a toa e que eles venceriam qualquer invasor que ousasse entrar ali.

Por fim,protegendo as 12 casas Zodiacais,haviam distribuído por elas Guerreiros de qualidade excepcional,eles tinham o pleno domínio do verdadeiro cosmo,ou seja,o sétimo sentido,trajavam armaduras douradas que eram referentes aos doze signos zodiacais,qualquer um que quisesse chegar a sala do mestre teria que passar não só pelos fiéis protetores do lado de fora,como por ali também,a missão era quase impossível,e com essa visão eles achavam que seriam invencíveis...até que ele veio.

O tempo ficou mais devagar,os passarinhos pararam de cantar,o vento parou de soprar,todos ficaram no mesmo lugar sem perceber sequer um único movimento. Um homem misterioso desceu dos céus trajando uma armadura reluzente,era grande e forte,seus cabelos loiros eram curtos e baixos bem como sua rala barba da mesma coloração,seus olhos azuis e límpidos eram penetrantes e faziam sua expressão dura ser um pouco mais suavizada. A lentos passos o homem passou por cada uma das defesas estrategicamente montadas,como se não fossem nada,aquele era o mensageiro que Zeus enviara à Terra. Ao longo de seu caminho ele olhava os humanos com um olhar de desprezo,fazendo pouco caso de seus esforços e treinos,os tratava como vermes que não mereciam o simples ar que respiravam.

Ao chegar as 12 casas seu divertimento foi maior,nenhum dos 12 dourados havia sido afetado por sua técnica,só funcionava nos mais fracos,os que não possuíam o sétimo sentido. Eles olhavam feio para ele,irritados com a forma que foram “derrotados”,sabiam que não podia lutar pois não se tratava de alguém envolvido na Guerra Santa contra Hades,mas fizeram questão de segui-lo de perto. Ao chegarem na Sala do Mestre,Atena estava de pé com seu báculo em mãos,seu longo vestido branco se arrastava pelo chão do enorme salão,seus cabelos roxos estavam perfeitamente penteados e com mechas por cima dos ombros. Ao contrário do que se imaginava,seu olhar não era o de uma simples garotinha,mas sim de uma mulher,forte e determinada. Assim que o mensageiro entrou,seguido pelos dourados,ela deu um passo à frente parando assim ao lado do Grande Mestre.

-A que devo a honra em sua visita? Meu meio irmão...Hércules. -ela disse em tom calmo,porém sério.

-Estou aqui para entregar uma mensagem de nosso pai para você Atena,dessa vez você o irritou,e muito. -ele disse com sua voz grossa que ecoava pelos salões devido ao silêncio dos demais. Ele deu uma pequena pausa e continuou -Ele deseja que você acompanhado de seu...Grande Mestre -ele disse em tom desdenhoso- Se dirijam imediatamente ao Olimpo,para que ele possa conversar com você. Está de acordo,Atena?

A Deusa respirou fundo,ela sabia que enfrentar a ira de seu pai era complicado,e sabia bem que se resistisse um mal maior poderia cair sobre a Terra,nada a fazia sentir mais medo do que isso,uma guerra contra o Olimpo,antes de respondeu ela olhou de canto de olho para seu fiel conselheiro,Sage o Mestre do Santuário que fez um sinal positivo com a cabeça,aquilo a tranquilizou um pouco de certa forma,mesmo que seu temor ainda estivesse ali. Respirou fundo mais uma vez e então batendo seu báculo no chão ela deu sua resposta.

-Sim Hércules,eu estou de acordo,irei ao Olimpo imediatamente para conversar com nosso pai,se me der licença,irei me preparar para tal encontro -a deusa imediatamente se virou e foi para seus aposentos seguido de perto por Sage. Assim que chegaram ao quarto da garota ela se virou para ele- Não estou certa de que essa tenha sido a melhor opção...se meu pai está furiosa,eu tenho a certeza de que coisa boa não vai vir dessa reunião,e se ele resolver nos….

A menina se silenciou ao ver que o Grande Mestre ergueu uma das mãos em sinal para ela parar de falar. O mesmo retirou seu elmo e deu um sorriso terno a menina tentando passar um pouco de segurança nesse momento tão complicado.

-Se acalme minha criança,se o Deus dos Deuses requisitou nossa presença,logicamente a melhor escolha a ser feita é ir até lá,não se preocupe com o que possa vir a acontecer,se tiver medo do amanhã como vai enfrentar uma Guerra Santa contra Hades? Senhorita Atena,o que estou querendo dizer é que,talvez suas suspeitas estejam erradas,pode ser que a fúria divina seja lançada sobre nós,mas tenha certeza que 88 cavaleiros e um velho moribundo se colocarão como escudo quantas vezes forem necessário -ele deu novamente seu gentil sorriso a jovem que finalmente se acalmou,ela olhou para Sage e devolveu o sorriso,agora um pouco mais confiante e começou a se preparar para sua ida a morada dos deuses.

Enquanto isso,no Grande Salão,os cavaleiros de ouro continuavam a olhar Hércules com desconfiança,mas nenhum deles com temor,eram fortes o suficiente para se defender. Os mesmo se dividiram em duplas e se espalharam por todo o salão,exceto por...Aspros de Gêmeos,o cavaleiro tinha uma expressão cínica em seu rosto e estava pouco mais a frente do mensageiro,o encarava diretamente,analisando sua velocidade,força,resistência,seu intelecto era superior demais pois havia treinado a vida toda para suceder o posto de Mestre.

-Até quando pretende continuar me encarando Gêmeos? Seus companheiros se afastaram por reconhecerem quem é superior por aqui...devia seguir o exemplo deles. -Hércules disse sério,ele realmente se achava o mais poderoso de todos,abaixo somente de Zeus. Seu pensamento não era tão equivocado,de fato ele era mais forte que a maior parte dos Deuses Olimpianos,mas seu ego grande fazia com que Zeus ainda o deixasse na posição de Anjo.

Aspros sorriu largamente levantando o dedo indicador para Hércules- Tem certeza de que é o mais forte senhor? O mundo é muito vasto,os deuses e seus protetores são muitos...se colocar acima de qualquer um mesmo nunca tendo lutado com todos os adversários possíveis,isso se chama estupidez...quer um exemplo? Meu dedo indicador está apontado para você, existe um golpe que eu tenho a capacidade de utilizar, que faz com que eu controle meu adversário,e adivinhe,meu dedo é o ponto de partida desse golpe. Com uma grande descarga de cosmo em sua mente,eu afetaria seu sistema nervoso central por completo e passo a fazer com que obedeça minhas vontades,mas se eu quisesse usaria mesmo assim,me daria...4...não,5 segundos de vantagem,em 5 segundos Shion e Dokho de atacam pelas costas,enquanto Sisífo e El Cid golpeiam de cima,Regulus de baixo para cima,Degel o congela e Kardia ataca seu sistema nervoso com suas agulhas e mais uma vez você se torna vulnerável,com isso Albafica crava uma rosa em seu coração,Asmita retira seus sentidos para que não sofra,Hasgard acaba por destroçar o que sobrar de seu corpo e Manigold leva sua alma até a colina do Yomotsu,onde eu te pego pelo pescoço e mostro o quão fraco você é -ele sorriu ao terminar de contar e não pode deixar de notar o riso preso de seus companheiros de armas.

Hércules ainda calmo esboçou um sorriso e elevou seu cosmo um pouco,o suficiente para fazer uma parte do chão rachar e o sorriso de Aspros e dos outros aumentar mais e mais,em resposta,todos os 12 elevam seus cosmos fazendo o local tremer pela pressão exercida,assim que Aspros move um dos pés para se colocar em posição de ataque,Sasha,ou melhor,Atena chega e bate seu báculo.

-Chega disso! Todos vocês,abaixem esses cosmos,agora! -eles obedecem suas ordens,inclusive Aspros que desviou o olhar de sua Deusa por um momento antes de voltar a encará-la.- Estamos prontos Hércules,podemos seguir para o Olimpo. -ela e Sage andaram até ficarem do lado do Mensageiro,ela olhou para Aspros que deu uma última piscada para ela,antes que a hiperdimensão fosse aberta e o tão esperado encontro fosse finalmente acontecer.

                                                                 * * *

Enquanto isso,muito longe do Santuário,Hades,também se preparava para a iminente Guerra Santa,o mundo inferior tinha logo em sua entrada,Caronte de Aqueronte,aquele que fazia a travessia dos mortos da entrada do mundo inferior até a primeira prisão para que recebessem o castigo eterno. O submundo era formado por 8 prisões,cada uma delas guardadas por estrelas celestes,terrestres e por fim os 3 Juízes do Inferno,e claro,alguns soldados rasos que eram mandados para a morte nas lutas. Chegar até aquele local,repleto de dor,gritos,sofrimento,prazer,ódio,ganância,era muito difícil.Havia apenas uma maneira,despertar o oitavo sentido,que normalmente só podia ser alcançado a níveis de perigo extremo,ou até mesmo,pela morte.

Com todo o seu esquema de defesa já montado Hades ordenou a Pandora para que reunisse seus espectros em Giudecca,sua morada no submundo. O primeiro a chegar ao grande Salão do local foi Minos de Griffon,A Estrela Celeste da Nobreza e um dos 3 Juizes do mundo dos mortos. Em seguida Aiacos de Garuda,a Estrela Celeste do Heroísmo,acompanhado assim como Minos,de seu esquadrão,em especial o seu apoio e braço direito,Violate de Behemot,à Estrela Celeste da Solidão. Por fim,o último a entrar foi o espectro mais leal,não só ao seu Imperador,Hades,mas também a sua senhora,Pandora,aquele que entrou era Radamanthys de Wyvern,a Estrela Celeste da Fúria.

Ao pé da escada que levava ao trono,Pandora estava em pé encarando a todos,uma rápida troca de olhares aconteceu com o Juiz de Wyvern,mas nada a mais. Sentado em seu lugar de direito,Alone,ou melhor Hades olhava seus espectros de cima,assim que ele se levantou,todos,incluindo Pandora,se ajoelharam perante ele,o Senhor do Mundo dos Mortos sorriu largamente.

-Meus queridos espectros...sabem muito bem do porque de estarmos aqui,de 200 em 200 anos renascemos e lutamos juntos lado a lado,eu sofro com a morte de vocês,não gosto de quando se machucam,e tenho um grande apreço a lealdade que sempre tiveram para comigo. Mas nessa era...essa era é diferente,estamos em um mundo mais moderno,um mundo mais estratégico e que pode ser usado ao nosso favor,mas se formos espertos,nada de batalhas sem sentido onde arriscam suas vidas em prol de algo que vai matá-los,preciso de força total até o fim,e precisamos de informações de nosso inimigo,pois assim esmagaremos Atena e seus cavaleiros sem piedade. -ele fechou o punho como se estivesse esmagando algo e os espectros mais rasos assim como os celestes vibraram,mas enquanto os gritos de empolgação preenchiam aquele salão...Hades sabia que algo estava errado.

As vozes foram ficando mais afastadas e pareciam lentas,aos poucos os movimentos foram parando de acontecer e um raio se fez presente dentro do salão atingindo o chão. Desse raio,um homem de olhos acinzentados e cabelos da mesma cor surgiu,ele trajava uma armadura em um tom metálico,talvez até mesmo um pouco fosco,sua expressão era desinteressada,assim como Hércules,aquele homem era um mensageiro. O mesmo pecorreu seus olhos pelo salão e notou que além de Hades 4 pessoas continuavam inalteradas,Pandora e os 3 Juizes encaravam o visitante inesperado. O enviado logo botou seus olhos em Violate,e num movimento rápido se aproximou da mulher pegando uma mecha de cabelo e o cheirando,ele inalou seu cheiro ficando extasiado com aquilo,num misto de raiva por não ter notado a aproximação do homem e ciúme Aiacos agarrou o pulso do homem.

-Melhor parar por ai,fadinha de armadura,a menos que queira que eu arrebente seu braço -os olhos de Aiacos possuíam uma notável sede de sangue- Eu adoraria dar esse espetáculo a minha tropa.-Largue o cabelo dela,agora!

O homem encarou o Juiz de Garuda e deu um sorriso torto,combinava muito bem com seu rosto inexpressivo- Não recebo ordens de um reles soldado,tire essa sua mão imunda de mim,ou garanto que não vou só acabar com a sua raça.-o homem sorriu e apontou com a cabeça para Violate.

Quando o Juiz ia partir para o ataque,Hades interviu.-O que está fazendo aqui? Perseu meu sobrinho. -o Deus estava irritado com aquela incômoda aparição sem qualquer motivo.- Imagino que meu irmão tenha alguma mensagem para mim,estou correto?

Perseu largou a mecha de cabelo da espectro que tinha em suas mãos e olhou para Hades- Precisamente meu tio,ele está irritado,e solicita a sua presença e a de sua representante,Pandora. -ele olhou para a mulher antes de voltar o seu olhar ao Deus.

Hades respirou fundo,o que menos queria agora era mais um desafeto para disputar o controle da Terra,sem protestos ou pensamentos rápido,ele se levantou e chamou sua representante que imediatamente se colocou ao seu lado e parou ao lado de Perseu,o mesmo deu uma olhada de canto a Estrela Celeste do Heroísmo e deu sorriso torto mais uma vez,em sinal de desdém ao espectro,antes de qualquer xingamento que pudesse ser proferido os 3 desapareceram e o tempo voltou a correr normalmente no lugar.

                                                                 * * *

Os dois deuses chegaram ao Olimpo ao mesmo tempo,assim que se encontraram um misto de sentimentos abraçou o coração dos dois,eles ainda eram irmãos,suas encarnações tinham um amor muito grande um com o outro,mas naquele momento,naquela ocasião,assim como em tantas outras eles deviam ser Atena e Hades. Apesar de não demonstrarem isso feria e machucava o coração de ambos,porém a ambição do Deus da Morte era infelizmente maior,do que seus sentimentos por sua irmã. Nada além de um sorriso e aceno discreto foi trocado por eles antes de seguirem caminho a morada de Zeus.

O Olimpo era um local muito belo e pacífico,cercado por vários campos abertos cheio de flores,ninfas brincavam alegremente junto a deuses menores,passarinhos emitem um belo canto e tudo ali estava em paz e harmonia,infelizmente para os dois Deuses,aquela não seria a paisagem que desfrutariam juntos,em pouco tempo eles foram conduzidos ao palácio imponente de Zeus,cercado por arquitetura Grega por todos os lados,além de imagens de si mesmo e de alguns de seus filhos humanos,incluindo Hércules e Perseu. Assim que chegaram ao trono do Deus dos Deuses todos se ajoelharam e o mesmo bateu o punho fechado no apoio de braço do assento.

-Muito bem,vocês demoraram mais do que deveriam,mas finalmente estão aqui para termos essa conversa,irei direto ao ponto pois esse assunto está me estressando e já não tenho mais paciência alguma para me alongar. De duzentos em duzentos anos os dois entram em Guerra e destroem tudo o que veem pela frente,seus guerreiros morrem a torto e a direita,e você Hades os traz de volta toda vez,e você Atena,apenas sabe chorar e se lamentar ao invés de ir às linhas de frente como a Deusa GUERREIRA que sempre foi,a Deusa da GUERRA,pouco importa a sabedoria em tempos de Guerra! -ele fez uma pausa antes de continuar e respirou fundo- Estou retirando o comando e controle da Terra de você Atena,sua incompetência já ultrapassou os limites. E eu irei bani-lo Hades mais uma vez,para que não tente mais acabar com a Terra e tomá-la.

Os dois Deuses se levantaram indignados e falaram em coro. -NÃO TEM O DIREITO DE FAZER ISSO!

-Pai -começou Atena- Se eu entregar a Terra a outro,como fica a Humanidade? Eles precisam de mim,eu não irei entregar isso… -ela respirou fundo e seus olhos ficaram determinados e sérios- Eu vou manter a Terra em meu comando,nem que para isso eu tenha que batalhar contra o senhor!

-Irmão -disse Hades- Eu não irei me deixar ser derrotado facilmente,sabe que não tenho medo de você mesmo sabendo de seus feitos e tendo testemunhado cada um deles,envie todo o olimpo se quiser,mas não irei me deixar ser derrotado,irei enfrentá-lo com tudo que tenho!

Zeus ficou vermelho de raiva e se controlou muito para não varrer o chão com os dois,mas em meio a tentativas de uma respiração mais calma ele disse.

-Vão se unir contra mim então? Isso é uma aliança? Pois muito bem,se derrotarem os 3 Deuses que irei mandar,mais o meu próprio exército,eu deixo vocês nessa guerra de egoísmo dos dois,nenhum dos dois quer o bem da humanidade,apenas o bem próprio. Saiam da minha frente! -em um singelo movimento Zeus os mandou para o mundo humano,todos foram pegos de surpresa,tanto os deuses quanto seus representantes.

Mais uma vez Sasha e Alone se olharam tentando encontrar palavras para falar alguma coisa,eis que a gentil voz de Sage pode ser ouvida.

-Então...vamos lutar juntos contra esse mal? Acredito que seja do interesse de ambos os lados. -eles se entreolharam e assumiram a postura que deviam ter,respiraram fundo e começaram.

-Trégua -disseram juntos- Pelo menos por enquanto. -disseram juntos mais uma vez,despertando assim velhas lembranças no coração de Sasha,mas principalmente no coração de Alone.

 


Notas Finais


Um abraço nos homens,um beijo nas meninas onde elas quiserem,e até o próximo cap,vlw pela leitura glr,se possivel comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...