História Alicerce - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Visualizações 61
Palavras 1.200
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Poesias, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Feliz dia dos pais

Nesta Obra, o meu papai foi minha grande inspiração.

Boa leitura! ♥

Capítulo 1 - Anjo


Hoje eu acordei mais cedo

E fiquei te olhando dormir

Imaginei algum suposto medo

Para que tão logo

Pudesse te cobrir



A lâmpada de seu abajur cor-de-rosa parecia estar piscando e a garotinha se encolhia na cama. Ela temia que a única fonte de luz naquele quarto se apagasse e toda aquela angústia não lhe permitia pegar no sono.


Coçava os olhinhos brigando contra a sua vontade de adormecer.


— Você não vai me pegar! – disse fazendo a voz mais brava que conseguiu. Ela não deixaria aquele monstro escondido no escuro lhe pegar. — Se você tentar, grito o papai! – ameaçou.


Por mais que a garotinha estivesse falando sozinha, pra ela a existência daquele monstro era real.


— Ei. – ouviu a voz de seu pai e encarou a porta, vendo-lhe entrar em seu quarto. Ela estava atenta, não queria que o monstro a enganasse. — Ainda acordada, princesa? – perguntou surpreendido, sua filhinha não era de ficar acordada até tarde.


— Papai! – ela gritou e correu até ele, tremendamente aliviada, abraçando suas pernas. — Aquele monstro tentou me assustar. – apontou raivosa para o armário com uma das portas entreaberta.


— Ninguém pode machucar a garotinha do papai! – ele a carregou. — Além de ser minha filha, você também é muito forte.


A menina sorriu discretamente diante das palavras do pai, ele era de fato o seu super-herói particular e ela adorava isso.



Tenho cuidado de você


Jamais imaginou-se diante daquele altar.

Lembrou-se detalhadamente das feições angelicais de Sarada dormindo aos cinco ano de idade. A garota tinha os cabelos desgrenhados no colchão e um sono pesado. Era engraçado como ela estava tranquila, mesmo depois daquela situação de medo.


Sasuke acordou mais cedo naquela manhã de horas depois em que sua princesa teve medo de um monstro e ele se lembrava de cada detalhe daquele dia maravilhoso.


O pai sempre fora seu grande alicerce, mesmo que Sakura fosse uma boa mãe, os dois formavam uma boa dupla. E hoje, no dia do casamento de sua única filha, ele sentia que a estava perdendo para sempre.

Todo esse tempo

Você esta sob o meu abraço

E minha proteção

Tenho visto você errar e crescer

Amar e voar

Você sabe onde pousar


Todos estava em seu devido lugar naquele ambiente, apesar de Boruto que parecia afoito no altar e de Sarada que estava atrasada. 

Os convidados não paravam quietos e aquilo estava irritando o moreno.


Com uma angústia inexplicável, Sasuke passou rapidamente pelo tapete vermelho e seguiu para fora da pequena capela. Ele se espantou ao ver sua filha encostada na limusine aos prantos.


Vou matar o Naruto e toda sua geração!” foi o que ele quis dizer pra se acalmar.


Ele aproximou-se de maneira cautelosa, afinal, ela agora era uma mulher e, como o bom pai que ele era, não desejava invadir o espaço de sua eterna princesa.


— Filha. – ele chamou-a e a garota o encarou com o mesmo rostinho angelical, só que agora, carregado de dúvidas e medo. — O que aconteceu? – inquiriu preocupado.


Sarada não queria perturbá-lo com as coisas que passavam em sua cabeça. A mulher sabia de todo o esforço de seu pai para conseguir bancar o casamento sozinho, mesmo com o pouco salário que recebia.


Sasuke havia se esforçado tanto e agora ela nem sabia se, de fato, queria casar-se.


— Eu, eu estou tão confusa. – ela disse segurando o choro, ela não conseguia mentir para o pai e acabou desabafando.


— O Boruto te fez alguma coisa? – ele perguntou com receio, não queria ser invasivo. — Achei que vocês se amassem.


— Pai! – ela parecia tê-lo repreendido. — Eu amo o Boruto. Amo tanto que nem cabe em mim!


Sasuke engoliu seco diante da declaração da filha. Sentiu ciúmes. Realmente havia perdido a sua garotinha.


— Então qual o motivo dessa confusão toda? – ele não conseguia entendê-la.


— É que eu sou feliz com vocês! – ela falou tão rápido que ele quase não a entendeu. — Você e a mamãe são a única coisa certa que eu tenho. Não sei se vou me adaptar a morar com alguém estranho… Sabe?


Sasuke ficou em choque por alguns segundos.


A verdade é que ele não queria que ela se casasse, mas sabia que ela precisava. Ele sempre ensinou-a a crescer.


Fora assim em todos os momentos da vida, da formatura escolar até o diploma da faculdade.



— Olha filha, você só está nervosa. – ele pontuou, acalmando-a. — O Boruto não é um estranho e você já viveu sem ter a mim e a sua mãe quando começou a faculdade. Lembra?


Ele deu de ombros, crente que a convenceria, afinal, onde ela estava com a cabeça? Nada parecia fazer sentido.


— Mas eu sabia que lá era minha casa de verdade.


Sasuke gargalhou. Ficou claro pra ele que ela sentiria a mesma saudade. Só que ela era durona demais pra admitir, Sarada era igualzinha a ele e ao mesmo tempo tão parecida com Sakura.


— Entenda. Minha casa sempre será a sua casa, de verdade. – ele sorriu com a cara de felicidade que ela fez automaticamente.


— Você será pra sempre minha princesinha. – limpou a face, que graças a maquiagem a prova d’água, não estava borrada. — A eterna pirralhinha que briga contra os próprios monstros e que nada teme! – ele falou, tirando a única mecha de cabelo cor-de-rosa do rostinho dela e Sarada já estava se pondo a chorar novamente.


— Isso tudo, porque você é o meu pai. – ela disse segura de si e ele sorriu de canto orgulhoso dela.


— Você cresceu tão rápido… – lamentou-se, enquanto ela enlaçou seu braço ao dele.  — Está pronta para casar e nunca me abandonar?


Ainda que ele tivesse sido um pai presente e tivesse aproveitado todas as fases da vida dela, ele sentia que tudo aquilo era insuficiente. Sasuke sempre precisaria de mais, quando o assunto era a sua princesa.


— Eu nunca te abandonaria! – afirmou, antes que entrassem.


O sorriso dele foi o mais largo de toda sua vida.


Era engraçado. Ambos estavam passando pela mesma dúvida, eles tinham medo do futuro, porque o seu presente e passado eram invejáveis.


Podia parecer bobo, mas era normal temer a perda de um amor tão maravilhoso.


Sarada seguiu com o rosto vermelho e os olhos um pouco inchados, mas ela sorriu tanto ao lado do pai que duvidava que alguém houvesse percebido que tinha chorado. “Ela está perfeita!” era o único pensamento que dominava a cabeça do Uchiha ao levar sua pequena ao altar.


E ainda que aquele casamento não fosse a realizar futuramente, ela sabia que sempre poderia contar com o amor desmedido do seu super-pai.


Já Sasuke, teve a certeza de que mesmo que o casamento gerasse muita felicidade, Sarada jamais o esqueceria. Ele seria pra sempre o seu amor e também, eternamente, o seu maior alicerce.


Ao acordar já terei partido

Ficarei de longe, escondido

Mas sempre perto decerto

Como se eu fosse humano, vivo

Vivendo pra te cuidar, te proteger

Sem você me ver

Sem saber quem sou

Se sou anjo

Ou se sou

Seu pai



Bonito era que apesar de todo o amor, aquela situação acabou deixando todas as fotos do casamento extremamente peculiares, pois em todas eles estavam chorando. A que Sasuke mais gostava era a que eles estavam chorando abraçados, um com medo de perder o outro.


Mas no fundo ele sabia… Sabia de todas as coisas, porque ele havia nascido para ser o grande e maior amor da vida dela. E o amor fraternal era o mais bonito de todos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...