1. Spirit Fanfics >
  2. Aliens vs Animals >
  3. Capítulo 2 - Fuga pela liberdade

História Aliens vs Animals - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitores,espero que gostem! ^w^

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Fuga pela liberdade


  { Narração de ઝ¡ท }

  Foi meio estranho não é mesmo? Do por que eu estou a falar sobre dois animais e não humanos como normalmente são as histórias...A resposta é que eu estive em todo o momento,cada segundo e cada acontecimento entre todos que irei citar.Diria que sou onipresente nesse sentido,Por que disso? Bem...Eu acabei sendo mais do que apenas um escravo de laboratório! Ajudei a muitos Aliens em suas pesquisas e principalmente em suas capturas inimagináveis,isso vale para os animais também,presenciei alguns que foram presos em grades trabalharem incansavelmente nas minas...Complicado não?
  E eu ainda por cima não conseguia ver a crueldade passando em meu olhar,pois,passava a pensar que não eram do meu problema afinal das contas.Como muitos humanos que só se importam consigo mesmos,eu naquela época,não era tão diferente nessa categoria...Infelizmente eu só descobri o quão ruim me tornei quando já era tarde demais nesse meio tempo de caos,muitos realmente tem motivos verdadeiros pra me odiar e não os culpo nenhum pouco por isso.Ao contrário,me sinto satisfeito com isso de qualquer maneira,não há mais nada que possa tolerar a minha presença.
  Algumas dúvidas devem ser esclarecidas corretamente,não é verdade? Eu não pude evitar dizer sobre uma delas,do fato de que os animais por alguma razão desconhecida até hoje em dia,conseguem se comunicar entre si apenas com um único idioma.Mesmo se as espécies sejam diferentes uma das outras,conseguem entender perfeitamente,se socializar como normalmente são os humanos que podem aprender outras línguas e entender muito bem o que a pessoa diz.Isso porque no ano de 2031,os animais passaram tanto tempo perto ou presentes sob a convivência dos seres humanos,que aos poucos criaram a sua própria comunicação.
  Porém,apenas alguns animais perante quaisquer espécie aprendem e realmente sabem se comunicar por essa língua.Muitos animais,desde daquele ano em diante quando os filhotes nascessem,normalmente aprendiam sobre essa linguagem nova e a sua própria língua da espécie.Entretanto,não existe muitos humanos que entendem melhor sobre essa linguagem além de mim,por esse motivo eu sei exatamente o que alguns animais dizem ou sentem por algo.Eu tenho bastante conhecimento sobre essa linguagem porque eu fui obrigado pelos Aliens a aprender na maior marra possível,se eu não me engano,tinha sido no ano de 2034.
  Na realidade,não foi exatamente no ano 2036 que a invasão ocorreu,houve boatos que o verdadeiro início havia sido durante no ano de 3500 a.c.,quando surgiram os primeiros habitantes chamados Kervas num lugar não muito conhecido chamado Polijas.Talvez os Aliens tinham começado apenas com paz,onde muitos humanos presenciaram coisas estranhas vindas pelos céus em todo o lugar.Eu acredito que por conta de uma das primeiras prosperidades dos Kervas,esses seres presenciavam isso como um "Avanço dos Seres Humanos" e que seria uma boa ideia ter como parceiros.
  Por causa disso,muitos humanos tinham presenciado algo parecido como naves pequenas pelos horizontes.Aquelas naves aparentemente,jogavam carcaças de animais nunca vistas antes no topo das árvores da região Polija,para simplesmente simbolizar a felicidade que sentiam por eles.Isso até que foi muito continuo,mas alguma coisa que eu não sei o que aconteceu deve ser o real motivo pelo qual os Aliens invadiram a Terra,ter ocorrido ataques e escravismo por um ano.Todavia...Você que está lendo o meu diário,deve estar querendo saber o que aconteceu com aquela raposa e o gato não é verdade?
  Então,sem mais delongas e enrolações,aproveite ao máximo se puder.

  { Capítulo 2 do diário - Fuga pela liberdade - Escrito no dia 11/07 de 2038 }

  A vida em volta daquele lugar não existia mais,apenas o silêncio e os ventos que transmitia cheiro de sangue e carniça pelo ar.O céu do ambiente não era mais nada além de um cheiro tóxico de morte e se formando aos poucos num estado de completa radiação negra azulado,então,se alguém respirasse teria com certeza uma asfixia bem grande.O desespero de outros animais que chegavam ao local batia forte e principalmente o medo extremo que exalava bastante em seus corpos,tendo enfim,o mesmo destino terrível do lar e assim podendo morrer.
  Ali poderia ser um lugar seguro,no entanto nesse estado lamentável se tornou um lugar de completo definitivo terror,ávido e uma grande perda de fé existente a todos aqueles seres.Os animais que pelo menos conseguiram ver a toxidade e parar diante do local contaminado,tentaram sem mais opções,arriscar os seus últimos suspiros de vida pra pelo menos fugirem dos Aliens maldosos.Porém,essa ideia sem sentido com ruína a espreita,acabou não levando a nada cujo apenas fez com que todos eles um por um fossem mortos pelos tiros ou presos em redes mortais.
  Os Aliens dali,falavam de uma linguagem estranha e incapaz de compreender,não se sabia ao certo do que eles falavam ou do tudo que se tratava.Eles,ao contrário dos humanos ou qualquer animal que conhece até hoje,tinham uma coloração cinzenta escura.Também havia consigo,focinhos ondulados sendo pequenos e olhos largos de diferentes cores de cada Alien por perto.Os mesmos usavam algum tipo de armadura avermelhada um pouco parecida com uma roupa,mas muito resistente pra caso algum animal se revoltar e tentar matá-los usando garras e dentes potentes.
  Os Aliens,olhavam uns aos outros contentes pela caçada concedida e finalizada com sucesso.Alguns deles chutavam os cadáveres dos animais em divertimento próprio,alguns colocavam seus pés em cima dos corpos em forma de ameaça e dominância.Alguns arrancavam os olhos dos cadáveres para alimentarem algumas criaturas amedrontadoras e grandiosas que tinham com eles.As aparências das criaturas maiores eram como se fossem de um cavalo por causa de não terem escamas,mas com focinhos do tamanho de um jacaré,chifres pequenos em todas as suas costas até as suas caudas longas e magrelas.Essa criatura é chamada de Gowther.
  Suas cabeças haviam dois chifres circulares muito parecidos como dois arcos de cabelo.Provavelmente são usados por aqueles Aliens no intuito de andar em cima deles,além de se mostrarem potentes e duros como arma de batalha.Isso mostrava que eram dominantes,fortes,durões e também tinham uma coloração amarronzada neles.Entretanto,alguns dali por perto de uma outra espécie eram baixos e tinham chifres menores.As criaturas menores se deixavam serem afastados pelos Gowthers,cujo os mesmos tem medo e,talvez podiam ter chances de morrerem dependendo da cabeçada dos maiores que derem ou das suas mordidas.   
  Os Gowthers tem aparentemente um tamanho descomunal de um T-Rex,ou seja,tinham aproximadamente 6,1 m de altura no total e provavelmente são bem pesados.Seus olhos eram curtos amarronzados como terra molhada brilhante,talvez não tinham uma boa visão em distância,porém devem ser bons a batalhas em corpo a corpo e curta distância.Suas patas da frente eram grandes e fortes,já as traseiras eram médias e finas,só que eram fortes o suficiente pra aguentar o peso da criatura.Os mesmos se mostravam ser bípedes,contudo,também podiam andar de quatro patas.
  Os menores eram de uma outra espécia,mas quase parentesca aos Gowthers e tinham as mesmas características,tanto nas cores e do formato de seus corpos.Todavia,ao invés de serem fortes e menos pesados que os grandões,tinham olhos apropriados a longa distância pois tinham olhos quase longos como lentes admiráveis.Sua altura se aproximava aos 4,6 m.Os mesmos não tinham um corpo bom pra combates,porém conseguem ser bem mais velozes,ágeis e ligeiros por causa de suas pernas musculosas cujo eles podem chegar a uma velocidade aproximada de 140 - 153 km/h.
  Provavelmente são mais utilizados a locomoção,coletas de cadáveres e carregamento dos animais capturados por causa de usarem algum tipo de cela em suas costas.Sua aparência chegava a ser como de um réptil mas com um focinho parecido de felinos grandes.Por ser mais próximo do que conhecemos de animais,há teorias que sejam alguma mistura genética dos Gowthers e de alguns animais do planeta Terra.Eles aparentemente são quadrupedes.Essa criatura é conhecida por ser chamada de Hexthis pelos Aliens.

  { Visão de ??? }


  Naquele lugar,já em completa celebração,veio chegando um certo humano misterioso que se revelava aos poucos pelas últimas árvores da floresta em passos lentos.Todos aqueles Aliens em frente a ele,por apenas um minuto ficaram totalmente calados,quietos como se tivessem presenciando um soberano acima deles e que os mesmos não podem dar desgosto pro humano.Depois em completa serenidade e enfado,se dava pra ver o humano em pessoa junto com uma criatura muito diferente.O Alien ao seu lado demonstrava ferocidade e máxima alerta possível,a mesma criatura era quadrupede.
  Aquela criatura usava uma armadura estranha e negra que cobria todo o seu corpo inteiro,além de ter armamentos não identificados em suas costas que pareciam propulsores turborizados,mas desligados no momento.A mesma criatura aparentava ter uma pele azulada,olhos pretos longos e cauda bastante espetada como uma faca afiada.As suas garras eram bastante longas,seus dentes são afiados como navalha,a sua cabeça era tão longa que ficava cada vez mais fina e circular atrás.A sua altura se igualava a de uma Leoa adulta,ou seja,chegava a um tamanho de 1,1 m.Não há vestígios do nome dessa espécie.
  Aquele humano aparentava ter uns 28 anos de idade,seus cabelos eram marrons escuros curtos,sua orelha era decorada com 3 brincos de ferro que acaba combinando bem a sua aparência.A cor de seus olhos eram marrons castanhos escuro e também usava uma máscara de radiação pra se proteger das substâncias tóxicas deixadas pelo ar que lhe poderia causar,possivelmente,uma asfixia insana.O mesmo usava um jaleco branco de cientista que aparentemente estava um pouco suja de sangue,uma blusa azul escura por baixo não suja por algo.O humano também usava um cinto,uma calça preta,um relógio de pulso e sapatos pretos.
  O humano,com um simples gesto,mandou os Aliens pegarem os animais capturados,principalmente a Foxy e o Pardiz que estavam presos pela rede.Com isso,os animais capturados eram colocados nas costas dos Hexthis e levados rapidamente por naves pequenas de cor azul escuro,depois os animais foram trancados em jaulas pequenas dentro das naves azuladas.Talvez seja provável que essas naves tinham chegado logo depois daquela nave gigante e bem avermelhada.Quando todos os animais foram trancados em seus devidos lugares,todos os Aliens e os Hexthis entraram nas naves pequenas.
  Já os Gowthers,entraram na grande nave junto com o suposto humano que sentava em frente ao painel de controle da nave.A criatura desconhecida,abria a porta automática da nave com sua pata num leitor de DNA e logo depois se dirigia pra se sentar em sua cadeira especializada bem quieto.Quando tudo estava em completa ordem,aquele humano pegou uma chave em forma de garra de aranha que brilhava,pressionou-a sobre um buraco do painel com a mesma forma da chave e girou-a.Com isso,o painel de controle inteiro começou a brilhar intensamente.
  Os painéis do vidro da nave mostrava vários dados e,logo em seguida,um tipo de carregamento intenso da nave se iniciava amostra.O humano com um sorriso estampado em seu rosto,disse contente com o funcionamento e o carregamento da nave já concluído enquanto olhava a criatura desconhecida sentado ao seu lado como copiloto:

???: Ótimo,Savages,faz o que consegue de melhor como um Jizzgar.

Savages: ¨Com prazer.¨

  O Jizzgar que foi chamado de Savages,com um simples concentramento,rugiu sonoramente pela nave inteira.Os Gowthers quando escutaram o som do rugido,se enlouqueciam apenas com a sonoridade já estando bem perturbados.Os mesmos se movimentavam sem parar com os seus olhos marrons brilhando ardentemente,sons dos passos deles soavam constantemente pelo piso da nave,fazendo com que muitas criaturas parecidas com aranhas gigantes brilhantes contidas numa prisão de vidro gigante gritassem atordoadas com o barulho imenso que emitia.
  Ao fazê-las estarem assustadas e descontroladas,elas de uma só vez soltam uma onda de luz que atravessa a todo lugar,até mesmo a nave avermelhada inteiramente.Essa luz,fez com que tubos dentro da prisão de vidro e entre outros lugares daquela nave sugassem totalmente a luz que permaneceu,fazendo com que finalmente a nave avermelhada pudesse lançar voou.Com a luz toda sugada,as criaturas brilhantes paravam de se contorcer e os Gowthers pararam de serem perturbados já não entendendo mais nada o que havia acontecido com eles.
  Então,estando tudo pronto pra partirem,a grande nave avermelhada lançou voou enquanto as naves menores azuladas seguiam a nave enorme.Em frente ao vasto céu,a nave gigante voava e aos poucos atravessava o céu até chegar a camada exosfera.Enquanto cada vez mais a nave avermelhada subia junto com as naves azuladas,dentro da nave avermelhada,o Savages olhou pro humano indignado e depois falou meio chateado:

Savages: ¨Hey humano,não vai me agradecer não?¨

???: Não vejo necessidades disso.

Savages: ¨Poxa,estamos trabalhando juntos nisso faz 3 anos seguidos com vários outros planetas como esse,pelo menos fale algum agradecimento!¨

???: Agradecer? Essa porra de planeta antes era o meu lar.E agora,vocês cretinos tiveram a ousadia de invadi-la,pra mim vocês não merecem nenhum agradecimento de ninguém.

  O Jizzgar,com um olhar triste,disse ao humano baixinho:

Savages: ¨Grosso...¨

Savages: ¨Seja mais empático pelo menos Kin,estamos juntos no mesmo barco.¨

  O humano chamado Kin olhou pro Savages com cara de rabo já não o aguentando mais e,depois de alguns segundos,falou de um jeito furioso pro Jizzgar:

Kin: Não estamos no mesmo barco,seu cabeça de varal!

Savages: ¨Ué...O quê seria varal?¨

Kin: Sua cara de pamonha azul.

  O Savages,virou um pouco a cabeça para esquerda em direção pra baixo enquanto olhava pro humano de um jeito bem confuso.Logo em seguida,o Jizzgar lhe perguntou em curiosidade:

Savages: ¨O quê é pamonha? Existe essas tal de pamonhas com uma coloração azul também?¨

  O Kin,em um largo suspiro,olhou pro Savages tentando manter a calma e depois voltou a prestar atenção no controle enquanto resmungava baixo.Logo após chegar a camada desejada,lá atrás chegava as naves azuladas que vinham bastante rápido.Após chegarem a essa suposta camada,a frente das naves e da enorme,havia uma nave que chegava a ser de um tamanho descomunal.Talvez aquela nave chegasse ao tamanho de um planete inteiro ou até mais de tão grande que era e,com certeza,pode se dizer que era como uma nave mãe mas é chamada de Nex10.
  A Nex10,que ao detectar a chegada das naves que se aproximavam cada vez mais dela pelo espaço vasto,uma grande escotilha se abriu abertamente quando a mesma detectou todas as outras naves presentes que vinham a caminho.Com o acesso todo liberado,as naves pequenas adentraram nela,pousaram naquele espaço enorme que havia em volta.O lugar era todo feito de um material desconhecido que lembrava ferro por ser meio esbranquiçado,todavia não havia móveis ou algo do tipo,apenas uma porta automática ao fundo daquele local só na espera de ser aberta.
  Depois dos Aliens passar um tempinho trazendo cargas,materiais e armas,os Hexthis com o acesso liberado foram saindo da nave com os animais em suas costas.Contudo,quando aqueles Aliens faziam o trabalho pesado,a nave avermelhada ficava em sua posição em volta da nave Nex10 junto com mais 9 naves avermelhadas espalhadas em frente a gigantesca nave.O humano,quando posicionou a sua nave no devido lugar,se espreguiçou já relaxado que tudo deu certo e se levantou da cadeira ainda com cara de rabo.O Kin olhou em volta,deu alguns passos e diz pro Jizzgar numa forma de brincar mas ao mesmo tempo grossa:

Kin: Hey cabeça de varal.Tira essa bunda mole da cadeira,precisamos entrar na Nex10.

Savages: ¨Só se você sair logo daqui,sua presença aqui é desrespeitosa demais,seu pernudo!¨

Kin: Haha,pelo menos sou pernudo,chego a ser mais alto do que você baixinho.

  O Savages,olha bravo e ao mesmo tempo estando corado com a audácia do humano.E então em pensamento rápido,tenta se justificar meio atrapalhado,dizendo:

Savages: ¨N-Não sou baixinho! Apenas sou curto demais pra minha espécie.¨

Kin: Aham...Bela desculpa hein? Daqui a pouco vai ser pisoteado por todos quando entrarmos na Nex10.

Savages: ¨E você batendo de cara na parede como sempre!¨

Kin: Hehe,só se eu pegar essa sua cabeça primeiro e enfiá-la na parede!

Savages: ¨Vem então se for capaz!¨ 

  Um holograma com uma tela grande surge atrás dos dois bem no momento em que o Kin segurava o Jizzgar pelo pescoço com a sua mão esquerda,enquanto firmava o seu punho direito pra dar um soco na cara de Savages bem dado.Esse holograma transmitia uma figura bugada que quase não dava pra saber quem era direito,além da voz se mostrar chiada demais pra entender.Com aquilo acontecendo tão de repente,os dois se assustaram bastante com a aparição do holograma que até o humano tropeçou e caiu em cima do Jizzgar sem querer.
  No fim,a tela e a voz voltou ao normal e mostrava uma Alien cinzenta que não dava pra saber ao certo como eram as cores da mesma,cuja a cor do holograma deixava a imagem toda azulada.Porém,dava pra saber que ela era uma Alien cinzenta e que tinha um cabelo parecido com um moicano.Quando a Alien olhou pra tela novamente,viu os dois em cima do outro e falou enquanto segurava a risada:

????: [ ¨ᴇᴘᴀ,ᴇᴜ ᴀᴄʜᴏ ǫᴜᴇ ᴇsᴛᴏᴜ ᴀᴛʀᴀᴘᴀʟʜᴀɴᴅᴏ ᴏ ᴍᴏᴍᴇɴᴛᴏ ᴅᴇ ᴠᴏᴄês ᴅᴏɪs,ᴀᴛé ʟᴏɢᴏ.¨ ]

  Os dois se entre olharam não entendendo nada,mas o Kin não demorou muito pra entender e,logo saiu de cima do Savages corado e ao mesmo tempo irritado.Antes do humano tentar se explicar,a Alien já havia desligado o holograma.Então,o Kin estando em fúria,voltou a olhar pro Jizzgar que tava tentando abrir a porta muito desesperado e ai o humano gritou dizendo "SAVAGES" enquanto corria em direção do mesmo pra arregaçá-lo.Entretanto,o Jizzgar abriu a porta a tempo,saindo metendo o pé que nem bala enquanto o Kin sem querer bate de cara na porta e cai de bunda no chão.
  O humano com os olhos pegando fogo de raiva,diz gritando bem alto pro Savages:

Kin: VOLTA AQUI SEU PEDAÇO DE LIXO AMBULANTE!!

  Em seguida,o Kin se levanta e corre pra tentar alcançar o Jizzgar pra enforcá-lo com suas próprias mãos.  

  { Dentro da nave Nex10 }


  Muitas horas se passaram após a captura dos animais indefesos.Todos eles já estavam em cadeias espaçosas e prontos pra algo pior,contudo,não era nada agradável aquele local abominável cujo o lugar não era definitivamente limpo e também tinha um cheiro estranho de carne podre.Alguns animais que apenas haviam morrido nas grades por terem se intoxicado demais pela fumaça azulada,eram retirados das cadeias,logo em seguida transportados a um tipo de açougue onde eram retirados seus órgãos e congelados pra depois serem fritos e totalmente devorados.
  Certamente,aquele lugar não era algo por onde estar,como se fosse algum tipo de abatedouro supremo.Muitos dos animais sobreviventes dali,se enchiam de pavor e medo ao verem cadáveres serem levados por muitos Aliens que vinham pra coleta.Já os filhotes,choravam,latiam ou tremiam em desespero querendo os seus pais perto dos mesmos pra se sentirem mais seguros e protegidos mesmo que os seus pais estejam mortos.Já outros como os velhos,apenas se mantinham deitados tentando se manter calmos e acomodados ao local,se mantinham quietos pra não terem problemas maiores.
  Lá nos corredores mais profundos e distintos,onde aos lados das paredes continham as cadeias especializadas pros animais na maior gritaria,estava lá em total e completa surpresa,aquele suposto humano que já tinha aparecido antes.O mesmo andava calmamente ao longo do caminho,o Kin não aparentava estar mais com raiva do Savages,ou estava mas se mantinha tranquilo.Enquanto ele escrevia alguma coisa em seu bloco de notas,o humano se via conversando com a mesma Alien através de um holograma que transmitia em seu relógio de pulso.
  A Alien dizia ao humano com alegria:

????: [ ¨ʙᴏᴍ ᴛʀᴀʙᴀʟʜᴏ! ᴛᴜᴅᴏ ғᴏɪ ᴄᴏᴍᴏ ᴘʟᴀɴᴇᴊᴀᴅᴏ.¨ ]

Kin: Sim...

????: [ ¨ᴀᴛé ǫᴜᴇ ғᴏɪ ʀáᴘɪᴅᴏ ᴘʀᴀ ᴜᴍᴀ ᴘʀɪᴍᴇɪʀᴀ ᴠᴇᴢ ᴄᴏᴍ ᴏ sᴀᴠᴀɢᴇs,ᴄᴏᴍᴏ ғᴏɪ?¨ ]

Kin: CALA ESSA BOCA ZIAH,NÃO ACONTECEU NADA ENTRE A GENTE!

Ziah: [ ¨ᴜʜᴜᴍ,sᴇɪ...¨ ]

Kin: Humpf...

  Um alarme de repente é acionado,um barulho grande é escutado por toda a Nex10.O Kin logo tampa os seus ouvidos de tão alto que foi o alarme,depois fala ainda mais irritado do que antes:

Kin: Que diabos está acontecendo?!

Ziah: [ ¨ᴅʀᴏɢᴀ,ᴀʟɢᴜᴍ ᴀɴɪᴍᴀʟ ᴇɴᴊᴀᴜʟᴀᴅᴏ ᴇsᴄᴀᴘᴏᴜ! ᴠᴇʀɪғɪǫᴜᴇ ᴀs ᴊᴀᴜʟᴀs,ᴇᴜ ɪʀᴇɪ ɪʀ ᴘʀᴀ sᴀʟᴀ ᴅᴇ ᴠɪɢɪʟâɴᴄɪᴀ! ᴄâᴍʙɪᴏ ᴇ ᴅᴇsʟɪɢᴏ!¨ ]

  O holograma é desligado quando Ziah termina de dizer.O humano,alarmado com o que está acontecendo,segue as ordens da Alien pra descobrir do motivo do alarme ter disparado.Quanto mais ele corria sem rumo algum,mais pensamentos de possibilidades variáveis vinham em sua cabeça,o fazendo estar preparado com o que irá descobrir.O mesmo já tendo pensado tantas possibilidades que poderiam estar acontecendo,voltou a olhar pra frente estando determinado.Porém,há uma coisa que ele não esperava em ver com os seus próprios olhos.
  O Kin parou de correr,não por estar cansado,mas por estar parado numa completa perplexidade pelo o que via com antojo.Aparentemente o humano chegou a uma área do corredor onde não há mais jaulas,apenas um antigo estoque de vidros fumê onde mais pra frente chegaria a sala de aeronaves de fuga,mas o caminho estava fechado por um painel de vidro fumê que impedia a passagem do lugar.Tudo ao local se mostrava escuro e as lanternas de Led não pareciam funcionar muito bem,as vezes piscavam,outras iluminavam um pouquinho e outras haviam sido quebradas recentemente por ter cacos pelo chão.
  O Kin olhava pra frente confuso,pois não conseguia ver direito o que havia atrás do painel.Mas dava pra perceber que tinha alguma coisa ali,fazendo movimentos como se estivesse comendo algo,era estranho só de olhar.O mesmo olhou pros lados pra ver se tinha algum leitor de DNA pra conseguir abrir a passagem e matar quem seja aquela criatura,contudo,o que liberava a passagem tinha sido quebrado de propósito.Contudo,essa criatura que o humano precisa lidar é esperta o suficiente pra fazer algo assim e que conhece bem nesse local.
  Quando Kin tentou pensar numa outra alternativa pra poder adentrar a passagem,a criatura logo para de fazer aqueles movimentos e se via como se fosse estar abrindo.O vidro de fumê se movimentava lentamente,fazendo com que mais e mais a passagem e a visão fosse liberada.Tudo agora podia ser visível e com isso,o humano podia finalmente ver o que tava atrás do painel,o mesmo ficou com os seus olhos arregalados em aversão já que via bem mais a frente o Savages de pé.Aquilo ele realmente não esperava,o Jizzgar tava todo ensanguentado pelo sangue de um Lobo macho adulto bem lá no fundo.
  O Savages respirava ofegantemente depois de ter terminado de comer o animal,se via cansado e bem ferido pela luta que se meteu.O Kin mal conseguia olhar direito cujo o mesmo logo passava mal,dando-o um grande embrulho em seu estômago,principalmente por sentir aquele cheiro forte de cadáver.O mesmo quase não acreditava naquilo,se mantinha incrédulo pela situação,mas sentia uma raiva imensa sobre o Jizzgar por ter matado o animal já que era do planeta Terra.O humano,respirando fundo,caminhou até o Savages pra examina-lo.
  O Jizzgar se mantinha distante quando o Kin chegava mais perto,aquilo pro humano era muito suspeito,até agora o Savages não falou nada ou mostrava que se sentia bem e que não precisava de ajuda por ter se ferido.Vendo que isso se tornava estranho,o Kin se agachou e perguntou ao Jizzgar com calma:

Kin: Hey cara,ta tudo bem?...

  O Savages se mantinha calado,mas agora nem mesmo olhava pra cara do humano,como se estivesse tentando lhe evitar contato visual.O Kin,suspirou um pouco e depois ergueu a sua mão pro Jizzgar,e então disse dando um sorriso singelo:

Kin: Não estou mais com raiva de você,não se preocupe com isso...Só me conta o que aconteceu,beleza?

  Em um breve silêncio,o Savages lhe responde dando um sorriso amigável enquanto coloca a sua pata na mão do humano:

Savages: ¨Certo...¨


Notas Finais


O quê será que aconteceu com Savages? Onde está Foxy e o Pardiz? Descubra isso no próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...