História All About You - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bruno Mars
Personagens Bruno Mars, Dwayne Dugger, Eric Hernandez, Kameron Whalum, Personagens Originais, Philip Lawrence
Tags Bruno Mars, Drama, Evelyn, Romance
Visualizações 43
Palavras 1.751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🚨 ÚLTIMOS CAPITULOS 🚨

Capítulo 35 - Capítulo 35


Fanfic / Fanfiction All About You - Capítulo 35 - Capítulo 35

 


Sentado em frente ao piano,Bruno fixa seus olhos em seu copo de uísque ja vazio e começa a tocar notas de uma de suas canções.Sozinho,seus pensamentos divagam enquanto a melodia preenche o ambiente.


--Que música triste (uma voz o tira de seu transe e ele levanta o olhar) por que está triste,meu amor ? 


--Porque sinto sua falta (Bruno diz,piscando confuso,talvez por causa da bebida.Porém concentrado em sua melodia) por que você me deixou ? 


--Eu precisava ir. Você me deixou ir (Eve se senta no banco ao seu lado) mas estou aqui,agora (sua voz é suave e quase tão melancólica quanto a melodia da música e ela pousa a mão em sua perna) eu voltei para você.


--Não,você não está aqui (Bruno diz semicerrando os olhos sem encara-la) é só uma alucinação,efeito da...


Antes de se dar conta do que estava acontecendo,as mãos de Eve invadem sua camisa e em um segundo ela está em seu colo,sentada de frente para ele e de costas para os teclados,enroscando os dedos em seus cachos,beijando-o como se sua vida dependesse disso e acariciando seu corpo,agora sem camisa e Bruno a afasta olhando-a surpreso.


--Meu amor,você está mesmo aqui ? (Bruno toca o rosto de Eve e ela fecha os olhos e beija a palma de sua mão) não é alucinação ?


Com uma mão de cada lado de seu corpo,prendendo-a entre ele e o piano,Bruno observa sem romper o contato visual,quando a mão em seus cachos viaja pelo seu peito e abdomem,ascendendo seu desejo e acaricia bem ali onde sua ereção ja é evidente debaixo da bermuda e ele geme,sibilando um palavrão quando ela a liberta segurando-o firme.Seus olhos parecem famintos quando ela olha para baixo e morde o lábio inferior,corando um pouco "Porra,Evelyn !".


Bruno engole em seco e seu coração acelera quando percebe a intenção de Eve,ele hesita mas não consegue evitar a ânsia de sentir aqueles labios quentes e macios,ali.


Eve acaricia movendo-o para cima e para baixo sem pudor e por incrível que pareça,sua ereção cresce ainda mais e ela passa a língua entre os lábios,quase fazendo-o entrar em combustão "Puta merda ! Assim eu não vou aguentar muito tempo !" Como se lesse seus pensamentos,Eve sorri maliciosamente e roça seus labios em seu pescoço e sussurra em seu ouvido _Você é...tão gostoso_ .Bruno inala profundamente sentindo a respiracao entrecortada de Eve "Deus ! Ela está prestes a explodir,assim como eu !" ele fecha os olhos ao sentir os pequenos beijos molhados que Eve distribui por todo seu peito e abdômen enquanto murmura numa voz sensual _E é todo meu...Meu sex dragon...Meu capitan fuego...E eu...Eu sou sua coelhinha.


Eve olha em seus olhos uma ultima vez,antes de fazer o que pretende e Bruno a olha fascinado,na posição em que está,alguns diriam que ela está se humilhando diante dele,mas Bruno a olha com veneração,pois é ele quem está totalmente vulnerável e a sua mercê,ele solta um gemido e fecha os olhos,arfando de prazer ao sentir seus lábios molhados,quentes e macios envolvendo-o..."Oh merda...se ela continuar eu..." 


Com o sangue fervendo nas veias e sem dificuldade,Bruno a levanta segurando-a pela cintura e Eve geme alto no instante em que seus corpos se encaixam,seus olhos ardem de desejo e ela joga a cabeça para trás,dando livre acesso ao seu pescoço onde Bruno afunda seu rosto,beijando e sentido o perfume que ele tanto ama e Eve crava as unhas em suas costas e braços enquanto seus corpos se movimentam no mesmo ritmo.


Bruno se levanta com seu corpo enlaçado pelas pernas de Eve e a deita sobre a cauda do piano,com a visão de seu corpo ja sem roupa estendindo sobre ele,Bruno acaricia - talvez um pouco rude demais - as suas curvas.Seus gemidos se misturam aos dela e aos sussurros e palavras sem sentido que saem de sua boca enquanto ele entra e sai de dentro dela avidamente.Eve geme,se contorce e grita chamando-o ao chegar em seu clímax e então Bruno se deixa ir em seguida,sentindo o orgasmo mais intenso de toda sua vida,e ele geme baixinho sussurrando seu nome.


--Evelyn.


Bruno acorda ofegante em seu quarto escuro,ainda sentindo as contrações de seu orgasmo ele passa a mão pelo colchão em busca do corpo de Eve,mas não encontra.Então acende a luz do abajur ao lado da cama e sente algo quente e pegajoso em sua pele dentro da cueca "Mas que...porra !". Ele se senta na cama e passa as mãos em seu rosto suado enquanto sua respiração e batimentos cardíacos voltam ao normal "Uau ! Que sonho !" Suspira ruidosamente "Parecia tão real...mas não passou de uma porra de um sonho erótico ! Deus,voltei a ser um adolescente que tem sonhos eroticos e acorda...assim !" ele bufa,frustrado,tirando o edredom de cima de si "Preciso de um banho...e talvez de uma bebida".


Após um banho frio,Bruno volta para o quarto vestindo somente seu roupão e faz uma careta ao olhar para a cama enorme e vazia enquanto se serve de uma dose de uísque.Ele passa a mão pelo rosto e suspira "Meu anjo...você não faz ideia de como eu sinto a sua falta".Ele olha para o relógio na mesa de cabeceira,onde marca três e quarenta e cinco da manhã.


--Você está com uma cara péssima,brow (Phil diz quando encontra Bruno na recepção do hotel) nem acredito que estamos voltando para casa.Férias ! (ele comemora)


 Sentindo uma leve ressaca e um repentino mau humor,Bruno esfrega os olhos e boceja,debruçado no balcão enquanto espera o check out na recepção do hotel.Estaria mais ansioso por voltar para casa se as coisas não tivessem fugido de seu controle e estragado seus planos.Seu coração aperta ao pensar em Eve.Acordar sem ela ao seu lado todos os dias era uma tortura,mas saber que estariam juntos durante o dia e que veria seu rosto lindo e ouviria sua risada gostosa,tornava tudo mais fácil.Uma simples imagem de Eve em seu sonho erotico cruza seus pensamentos e seu corpo reage "Ah não,agora não.Aqui não !" ele olha para os lados na esperança de que ninguém esteja observando e puxa a camisa de modo que ela cubra a protuberância em sua calça.


Eric se aproxima e parece procurar alguem entre a pequena multidão que forma a equipe e franze o cenho ao olhar para Bruno.


--Não estou vendo a Evelyn (Ele olha mais uma vez para a multidão e para Bruno como se não fizesse sentido Eve não estar ali com ele) não me diga que ela gostou tanto de Paris,que decidiu ficar (zomba)


--Ela já foi para casa (Bruno responde tentando não soar tão desapontado quanto se sente.Eric olha para Phil com a testa franzida e ele da de ombros)


Bruno respira fundo sabendo que cedo ou tarde,todos vão notar a falta de Eve e fazer perguntas.Ele lança um olhar cúmplice para Jaime e ela responde com uma piscada de olho. 


No aeroporto,Bruno lembra de checar seu celular antes de embarcar no vôo,na esperança de haver alguma mensagem de Eve e murmura um palavrão ao ligar o aparelho.




xxxxx xxxxx xxxxx xxxxx xxxxx




Como havia prometido,Sara não deixou Eve sozinha e fez com que ela se ocupasse durante toda a manhã.Depois sairam juntas para fazer compras,riram e falaram sobre tudo,menos sobre Bruno e Eve se sentia um pouco melhor,ainda que tivesse a sensação de que a qualquer momento ouviria a risada escandalosa de Bruno,ou sentiria seus braços em torno da sua cintura ou mesmo o seu perfume. 


Bruno parece ter entendido que ela precisava de um tempo e por isso Eve não estranhou não haver nenhuma mensagem ou ligação perdida no celular.Não que isso a tenha deixado contente,mas não poderia ficar chateada ja que a escolha de se afastar foi sua.


Ao entardecer,Eve e Sara voltam para o apartamento e ao se aproximarem,notam um movimento estranho em frente ao edifício.


--Eve,o que é aquilo ? (Sara aponta para o conjunto de pessoas) Aconteceu alguma coisa ! 


Com um certo receio Eve se aproxima e logo atrai os olhares para ela e pisca paralisada,com os flashs disparados em sua direção e logo se vê rodeada de pessoas.


--Com licença senhorita Evelyn,qual foi o motivo do termino do seu romance com Bruno Mars ? ( "Termino ?" Eve tenta identificar de quem é a voz masculina,mas só ouve mais perguntas) 


--Por que você saiu no tapa com uma das Lylas ? (Uma voz feminina pergunta e Eve murmura um -isso não aconteceu- mas ninguem parece ter escutado)


--Tem a ver com seu ex namorado ? 


Outro flash atinge seus olhos e ela pisca,com as mãos na frente do rosto.


--Houve traição ? (De novo uma voz masculina "O que ? Não !")


Assustada e desnorteada,Eve perde Sara de vista e a chama por cima das vozes dos paparazzi,então uma mão segura firme em seu braço e a puxa para fora do circulo.


--Sara,eles acham que o Peter e eu terminamos ! (Eve olha para a a irmã,aflita) 


--Você não tem que responder nada,vamos (Sara a puxa e tenta abrir o portão) 


--Senhorita,é verdade que o motivo do termino foi outra agressão ? (Novamente uma voz feminina)


Eve congela no lugar "Outra agressao ? Estão falando do Peter ou do Richard ?" engolindo em seco e ela olha para o grupo,piscando sem saber de quem veio a pergunta.


--Eu não sei de onde vocês tiraram isso,mas é tudo mentira ! (Eve responde lutando para não chorar) O Peter...o Bruno jamais faria uma coisa dessas.Vocês não o conhecem ! 


Sara consegue abrir o portão e puxa a irma para dentro e as duas entram no prédio sem olhar para trás,enquanto as vozes continuam do lado de fora. 


--Meu Deus ! (Eve se senta no sofá,sentindo suas pernas bambas e as mãos trêmulas) o que foi que eu fiz ? Por que estariam achando que o Peter me agrediu ? Ele jamais faria isso ! 


Sara desaparece e logo volta com um copo de suco.


--É de maracujá,beba (Sara lhe entrega o copo e Eve da um longo gole) esqueça isso.São paparazzi,eles não são confiáveis.Nada que publicarem terá algum crédito.


--Eu preciso falar com o Peter (Eve engole em seco) se é que ele já não sabe.Meu Deus ! (ela apoia os cotovelos em seus joelhos e a cabeça entre as mãos)


--Acho difícil ele não saber,se chegaram ate aqui,talvez tenham chegado nele antes (Sara diz,encolhendo os ombros se desculpando e Eve sente seu estômago embrulhar) 


Eve procura o celular dentro da bolsa e piscando as lagrimas fora de seus olhos,ela liga para Bruno.A ligação cai na caixa postal e ela tenta novamente,agora para Jaime e também cai na caixa postal. 


--Mas que droga ! (Grita,angustiada) Ou todos os telefones estão com problemas ou...ou não querem atender.Será ? 




 


 


 














Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...